Terça-feira, 21 de Novembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº966

CIRCO DA NOTíCIA > ESCÂNDALO NA VOLKS

Se fosse uma estatal…

Por Marinilda Carvalho em 04/10/2005 na edição 349

A agência ABKNet News vem contando desde julho de 2005 detalhes de um escândalo de grandes proporções na Volkswagen alemã, que ocupa há meses o noticiário do país. Uso irregular de verbas de representação, bordéis, orgias… prato cheio para o sensacionalista Bild. O escândalo, contudo, chegou às páginas de economia da imprensa alemã, dado o volume de desfalques e desvios, tão alto que pode comprometer a saúde da empresa.

Data de 3 de julho de 2005 a primeira matéria do editor Antonio Bulhões, brasileiro radicado em Taufkirchen/Vils, na região de Munique. A dedicação da agência ao tema não se restringe ao fato de que a montadora é uma das maiores do mundo, com presença tradicional no Brasil. É mais: a filial brasileira está intimamente ligada ao escândalo. Embora toda a imprensa brasileira receba os informes da ABKNet, apenas o Último Segundo publicou matéria, em 22/8, sobre o envolvimento no caso de uma ex-miss Brasil, hoje apresentadora de TV. A essa altura, jornais de toda a Europa, inclusive de Portugal, já estavam apurando os fatos.

No dia 30 de setembro, a agência EFE entrou no circuito (‘Apresentadora da Rede TV! estaria implicada em escândalo da Volkswagen‘, a partir de matéria da revista Stern. Como nossa imprensa é mesmo pautada por agendas alienígenas, o Estado de S.Paulo, então, se interessou (‘Escândalo atinge apresentadora da Rede TV!‘).

Talvez agora a mídia brasileira acorde. ‘E me pergunto se não há suficiente para o Ministério Público também’, diz Antonio Bulhões. ‘O Brasil é praticamente o epicentro da coisa.’

Se fosse uma estatal…

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem