Quarta-feira, 20 de Novembro de 2019
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1064
Menu

CIRCO DA NOTíCIA >

Sindicato do DF esquece que é de jornalistas

Por Alberto Dines em 15/08/2006 na edição 273

O Sindicato de Jornalistas Profissionais do Distrito Federal não está preocupado com isenção e imparcialidade. Quer ação política. Na realidade, o Sindicato de Jornalistas do DF reflete o que está acontecendo na própria Fenaj: comporta-se como entidade dos assessores de imprensa, portanto livre dos compromissos jornalísticos elementares.

Pela internet, o SJPDF convocou os jornalistas locais a participar no domingo (13/8) de um ato em defesa dos povos libanês e palestino. Mas esqueceu que o povo israelense (inclusive os árabes israelenses do norte de Israel) está sendo atacado diariamente pelos Katiushas do Hezbollah.

Os jornalistas (ou assessores?) brasilienses não leram os sucessivos pronunciamentos de Kofi Annan, secretário-geral da ONU, onde sempre são mencionadas vítimas dos bombardeios dos dois lados.

Para que perder tempo com documentos da ONU se os jornalistas brasilienses estão claramente entrincheirados numa única posição?

Jornalista brasiliense não está interessado na paz. Não quer discutir, esclarecer. Sequer finge que é jornalista. Não é por acaso que o Sindicato de Brasília tem sido um dos principais sustentáculos de desastrosas iniciativas que recentemente colocaram os profissionais do jornalismo em situações muito desconfortáveis perante a sociedade.

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem