Sábado, 18 de Novembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº966

CIRCO DA NOTíCIA > CHICO BUARQUE FLAGRADO

Veja revela sua porção Contigo!

Por Alceu Nader em 08/03/2005 na edição 319

A imprensa perde mais uma para o jornalismo de mexerico, justo agora, ainda mal refeita da vergonha por ter sido usada como poleiro pela modelo que encareceu seu cachê depois de constrangimento passado na festa de casamento do jogador de futebol Ronaldo. Desta vez, a figura pública é Chico Buarque de Hollanda, fotografado com a namorada na praia do Leblon.

As imagens emolduraram os textos de capa das revistas Contigo! e Quem. Foram reproduzidas em mais de um jornal e inquietaram a revista Veja, que, como a modelo expulsa do casamento, também aproveitou a oportunidade – mas para sair do armário e revelar sua porção Contigo!.

Tomando como mote as fotos de Chico namorando na praia, a revista abre duas páginas para denunciar fraqueza de caráter das publicações que optaram por não publicar as imagens, com um debate pra lá de questionável sobre qualidade de informação.

A revista fecha sua pontaria nos jornalistas que se renderam aos pedidos para que o material não fosse publicado, sob o argumento de que a companheira de Chico Buarque nas fotos era casada com um ‘marido violentíssimo’ e mãe de dois filhos. Em resumo, a revista exalta-se por não ter cedido à ‘Operação abafa’, título do artigo, e defende a tese de que a publicação das fotos foi demonstração de bom jornalismo. Na defesa do mexerico, até mesmo recomenda aos seus leitores que deixem de comprar jornais e revistas que não reproduziram as imagens de tão importante acontecimento,

Mera coincidência

Com a tese de que a publicação de intimidades de pessoas públicas faz parte do bom jornalismo, Veja carrega no dendê com expressões como ‘carinhos fogosos’, ‘maridão enganado’ e ‘atrás da moita’, e antecipa-se a possíveis censuras, dizendo que o episódio ‘deverá causar entre jornalistas e ombudsmen [sic] mais uma daquelas discussões bizantinas sobre se a vida amorosa e familiar de celebridades deve ou não ser noticiada pela imprensa’.

No final do texto, a revista desatina de vez e aconselha aos seus leitores:

‘Seja rigoroso na fiscalização – e dê uma espiadinha na concorrência para saber se Chico Buarque vai mesmo levar uma surra do maridão da bela e jovem morena do Leblon’.

No êxtase, deixa de lado a quimera de querer ser a revista mais influente do país, comparando sua coragem em publicar as fotos com duas revistas estrangeiras que não influenciam em coisa alguma a opinião dos países em que são editadas: a italiana 2000 Novella, cujo site abre com destaque para a venda de fofocas pelo telefone, e norte-americana People, que serve de cópia para o jornalismo de celebridades de todas as partes do mundo. Ambas têm a mesma influência sobre a opinião pública que suas cópias tupiniquins Contigo! e Quem.

A ‘discussão bizantina’ antecipada pela Veja apareceu no espaço do ombudsman da Folha de S.Paulo, Marcelo Beraba (6/3), três dias antes da data de circulação oficial da revista. O texto explica por que a Folha decidiu tirar a foto de parte dos jornais impressos, reproduzindo a explicação da secretária de Redação, Suzana Singer:

‘Decidimos tirar a foto quando recebemos a informação de que a mulher, casada, tem filhos pequenos. Entre atender a curiosidade pública e expor crianças a possíveis situações vexatórias, optamos pela não publicação. A intenção não foi proteger Chico Buarque’.

O ombudsman diz ter sido a decisão correta e acrescenta:

‘Continuo questionando o interesse de jornais como a Folha e o Estado em casos como esses em que não existe qualquer relevância, exceto a curiosidade’.

Detalhe: por mera coincidência, é lógico, Veja omite a capa da revista Quem, produzida pela concorrente Editora Globo, e reproduz apenas a capa de sua co-irmã Contigo!

******

Jornalista

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem