A Colômbia não é simples | Observatório da Imprensa - Você nunca mais vai ler jornal do mesmo jeito
Quarta-feira, 15 de Agosto de 2018
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1000
Menu

CÓDIGO ABERTO > Desativado

A Colômbia não é simples

Por Mauro Malin em 04/11/2005 | comentários

O bom repórter do Jornal Nacional Tonico Ferreira foi infeliz ontem à noite quando tentou resumir a situação da Colômbia. Ele disse que há muita violência política na América do Sul, mas a Colômbia tem a pior situação. Certo. Logo em seguida, porém, afirmou: “E a explicação é simples: os grupos armados colombianos descobriram uma fonte de financiamento enorme: a produção e o tráfico de drogas”.


Primeiro, nunca existe explicação simples para problemas históricos. Segundo, a violência colombiana antecede a cocaína. Prosperou há mais de 150 anos. Só para dar um exemplo, nos três últimos anos do século XIX uma guerra civil matou 100 mil pessoas. A Colômbia tinha pouco menos de cinco milhões de habitantes. Nos Estados Unidos, quatro décadas antes, a Guerra da Secessão, primeira travada com tecnologia da Segunda Revolução Industrial, matou 500 mil pessoas. Se tivesse proporções colombianas, teria matado duas vezes mais.

Todos os comentários

  1. Comentou em 04/11/2005 Ricardo Camargo

    Acresceria um terceiro: a situação da Colômbia com o tráfico é, em tudo e por tudo, igual à da Sicília com a Máfia.

Código Aberto

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem