A Folha delubiou | Observatório da Imprensa - Você nunca mais vai ler jornal do mesmo jeito
Sexta-feira, 17 de Agosto de 2018
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1000
Menu

CÓDIGO ABERTO > Desativado

A Folha delubiou

Por Luiz Weis em 06/04/2008 | comentários

Durante anos, o bordão publicitário da Folha de S.Paulo foi “Um jornal de rabo preso com o leitor”.


 


A partir deste domingo, depois de percorrer a derradeira coluna do seu ombudsman, Mário Magalhães, o leitor terá todo o direito de abreviar o slogan para “Um jornal de rabo preso”.


 


Ou poderá propôr um adendo ao mote, copiando a célebre reação do então tesoureiro petista Delúbio Soares, em abril de 2005, à idéia de os partidos divulgarem periodicamente na internet as doações recebidas ao longo das campanhas eleitorais:


 


“Transparência assim já é burrice”.


 


Para que se entenda por que, seguem trechos do artigo de Magalhães, intitulado “Despedida”:


 


“Assumi em 5 de abril de 2007, e o meu mandato se encerrou anteontem. Embora o estatuto autorize a renovação por mais dois períodos, não houve acordo com a direção do jornal para a continuidade.


A Folha condicionou minha permanência ao fim da circulação na internet das críticas diárias do ombudsman. A reivindicação me foi apresentada há meses. Não concordei.


 


A partir de agora, os comentários produzidos pelo ombudsman durante a semana só poderão ser conhecidos por audiência restrita, de funcionários do jornal e da empresa, que os recebe por correio eletrônico. Os leitores perdem o direito.


 


O comando da Folha esgrimiu um argumento para a decisão: no ambiente de concorrência exacerbada do mercado jornalístico, idéias e sugestões do ombudsman são implementadas por outros diários.


De fato, isso ocorre.


E continuará a ocorrer.


Eventuais interessados, se bem articulados, terão como lê-las.


 


Já os leitores ditos comuns, os que fazem a fortuna de toda empreitada jornalística de sucesso, serão barrados. A medida não resolve o problema a cuja solução se propõe, mas prejudica quem é alheio a ele.


Não é praxe dos jornais impressos do mundo inteiro compartilhar na rede o que muitos deles chamam de memorando interno do ouvidor.


A Folha deu um passo ousado na imprensa brasileira ao nomear um ombudsman. Radicalizou e tornou públicas as críticas antes limitadas à Redação.     


Mesmo com as críticas vetadas aos leitores, a Folha não perderá a primazia em transparência no jornalismo nacional. As colunas de domingo persistirão, e a publicação de um artigo como este expressa tolerância com o pensamento divergente. Quantos jornais o imprimiriam, se o objeto de análise fossem eles?

A despeito desse cenário, a restrição imposta configura regressão na transparência.


O ombudsman deve ser um instrumento dos leitores. Se 80% dos pronunciamentos semanais ficam inacessíveis, reduz-se a fiscalização dos leitores sobre aquele cuja atribuição é batalhar em nome deles.

O ombudsman incapaz de zelar pela manutenção da transparência do seu ofício carece de autoridade para combater pela transparência do jornal. Como cobrar o que se topou diminuir?


A tendência mundial é de expansão da transparência das organizações jornalísticas. A novidade da Folha aparece na contramão.”


 


P.S. Da série “O papel aceita tudo”


 


Colunas, artigos e entrevistas nos diários de hoje desvendam a estratégia secreta do presidente Lula para ser ele mesmo a única alternativa da coalisão governista para 2010 – o tal do terceiro mandato.


 


É assim: um a um, ele derruba os possíveis candidatos do PT à sua cadeira. Primeiro, foi José Dirceu. Depois, Antonio Palocci. Muito em breve, enfim, será a vez de Dilma Rousseff.


 


Esse Lula é mesmo um gênio.


 


Fez com que cassassem o mandato do seu “capitão do time”, no escândalo do mensalão.


 


Fez com que o seu ministro da Fazenda e fiador do seu governo junto aos mercados mandasse devassar e divulgar a conta bancária de um caseiro, com o que ficou docemente constrangido a demiti-lo.


 


E se prepara para fazer o mesmo com a mãe do PAC por causa do dossiê.


 


E o incauto leitor que não tinha pensado nisso?

Todos os comentários

  1. Comentou em 09/04/2008 Roberto Relvas

    Caro luiz, o próximo é o papai noel que tem saco vermelho e é adorado por muita gente. descansa bastante e toma um Akineton que isso é princípio de esquizofrenia.

  2. Comentou em 08/04/2008 Jair Santos

    Teoria conspiratória tem limites…

  3. Comentou em 08/04/2008 Odracir Silva

    O silencio perturbador do OI… O q estaa rolando? Seraa q perdi a materia? Tem uma acusacao seria q a TV publica estaa sendo pautada pelos jornalistas petistas, e nao haa nada no OI? O q rola? Chute na canela soo vale na concorrencia? O monitor soo vale para um lado?

  4. Comentou em 08/04/2008 alair felippi

    Alias não é so o Lula, são todos os caciques dos partidos, não há renovação, falamos em quercia, fernado henrique, maluf, marta, só para são paulo assim vai em todos os estados.
    e nossos sindicalistas…..
    bom dia

  5. Comentou em 08/04/2008 Rubens Camires

    A ironia de Weis em relação ao Lula, junto a extrema fundamentação de Max Suel, no tocante a FSP, assinam categoricamente, o desespero da oposição neste momento. Causa-me risos isso. Um partido como o PSDB, precisar de porta-vozes como estes é de lastimar.

  6. Comentou em 08/04/2008 alfredo sternheim

    O comentário político do final do artigo com as ‘ilações’ a respeito de um eventual terceiro mandato para Lula parece ter saído de uma cartilha do DEM que DEMorou para cuidar da dengue no Rioe DEMora para melhorar e controlar o tansporte coletivo em SP. Ou do PSDB. Bem partidário. E ainda chama o leitor de incauto. AFinal , quem criou este e outro dossiê (o Vedoin, por exemplo, cujo conteúdo nem conhecemos até hoje)? Vejo também agora que o articulista não cobrou agora e nunca cobrou, por exemplo, um ouvidor ou ombdusman para o jornal O Estado. Transparência? Depende, né… Do Congresso e seus assessores nem pensar… Do governo do estado de SP e do jornal O Estado menos ainda. Por que será? Pergunta tola… A ‘ordem’ é bater em Lula e ‘ encher a bola’ de outros. Ou omitir as burradas de outros…

  7. Comentou em 08/04/2008 paulo valladares

    Para melhor entendimento da ‘delubiada’ da Folha, recomento a leitura de uma nota do Mario em outubro ou novembro de 2007 sobre o flaxflu HuckxFerrez. O ultimo parágrafo é sensacional!!

  8. Comentou em 08/04/2008 walsil ferreira

    O Lula também descobriu o Brasil, inventou a roda, a teoria da relatividade, entre outras.

  9. Comentou em 07/04/2008 Fábio Carvalho

    A despedida é má notícia para a Folha. Com as circunstâncias do dossiê, não poderiam ser piores. O ombudsman anota que publicar essa crítica é antes uma virtude. Está correto (como sempre esteve, aliás). O ombudsman passa o recibo: regredir em transparência é o fato com que não dá para concordar. A Folha é a única dos jornalões que tem um ombudsman. Por isso, merece crédito. O jornal reserva ao sucessor de Mário Magalhães uma herança maldita para administrar.

  10. Comentou em 07/04/2008 Carlos N Mendes

    Em 2006, recebemos a visita de uns tios do Canadá. Quando já estavam aqui há algum tempo, um deles me perguntou se era verdade que o Lula era analfabeto. ‘Quem te disse isso ?’ Fora um dos clientes da padaria que ele estava freqüentando. Primeiro, a imprensa antiabolicionista enfia na cabeça de seus leitores que o presidente é desprovido de qualificação intelectual para ocupar o cargo. E agora, numa auto-inversão de valores, dá a entender que ele andou lendo ‘O Príncipe’ ? Pelo menos para manter a coerência com os próprios preconceitos, eles deviam publicar que foi a Dilma que leu o livro duas vezes para ele, porque o presidente não conseguiu entender na primeira. Mientras esto, vários artigos nos últimos dias colocaram a moral de José Serra, o ‘tatuzão da Marginal’, no topo da montanha. Foi muito engraçado, porque deu a impressão que a pauta a ser seguida foi distribuída entre várias redações paulistas no mesmo dia. Seria bom investigar quem anda mandando em tanta gente ao mesmo tempo…

  11. Comentou em 07/04/2008 rinaldo costa

    Se isso não é ironia, que lula fez com que cassassem o mandato de zé dirceu, que fizesse com que o ministro bisbilhotasse a conta do caseiro ( fato que até o momento não se provou) e que haja um dossiê preparado por dilma a mando de lula, acho que o caro jornalista pode assinar a ficha de filiação ao psdb ou ao dem, essas são acusações graves que deveriam vir seguidas de provas. Espero que o jornalista as tenha e mostre ou será apenas mais uma vizinha fofoqueira que tem uma página para escrever.

  12. Comentou em 07/04/2008 Tiago de Jesus

    … amigo abaixo, não se exalte, é só ironia…

    … amigo um pouco mais abaixo, volte à terra, mais e mais você fala como um Don Quixote… Delúbio Soares, no que me consta, não é o autor do pecado original, e a ação da Folha se parece com tudo menos uma atividade anti-José Dirceu ou uma proteção contra infiltrações do submundo comunista do famigerado foro de São Paulo… acredito que o jornal tenha mais com o que se preocupar, e que estar errado ainda é diferente de estar louco. No entanto, cada vez mais tênue é a linha que separa a realidade e a ficção na imprensa, gerando estes efeitos em quem toma o que lê sem ao menos um grão de sal…

  13. Comentou em 07/04/2008 Alexandre Carlos Aguiar

    Tem urubu querendo ensinar bem-te-vi a comer carniça. Mais uma vez… Maxsuel, comente o artigo, não os comentaristas. Ganhamos todos. Está perdendo o seu tempo.

  14. Comentou em 07/04/2008 Marco Antônio Leite

    Essa parvoíce tem endereço certo, vai direto a mente dos leitores da Folha de embrulhar as mentes desorientadas daqueles que se acham informados e cultos. Essa burriquice não contamina o proprietário da Folha de limpar finfa-rrice, pois quando um funcionário esta indo contra seus interesses comerciais ele trata de se desfazer do mala, aja vista existir as leis da CLT, a qual favorece muito mais o empregador do que o escravo transitório. Vale lembrar que o interesse desse e de outros veículos de comunicação chama-se PSDB-sta, inclusive este site que disponibiliza este espaço para cobras, lagartos, sapos e os filósofos de plantão expor seus amores e desamores pelo sistema ou regime em vigor.

  15. Comentou em 07/04/2008 Fábio José de Mello

    ‘Estratégia secreta’? O colunista acusa o presidente Lula de ter derrubado José Dirceu e Palocci, no auge do chamado ‘mensalão’, visando um terceiro mandato sem ao menos ter, naquela época, terminado o primeiro! Ainda afirma, categoricamente, que o presidente está conspirando contra a chefe da Casa Civil! E se não for verdade o que ‘Colunas, artigos e entrevistas nos diários de hoje desvendam’? Acho que não é Lula o ‘gênio’ nessa história. O ‘gênios’ são o sr. Weiss e os (de)formadores de opinião.

  16. Comentou em 07/04/2008 Max Suel

    Aos inteligentes comentaristas deste espaço: o problema não é encontrar o jornal FSP aqui ou ali, lá ou acolá … ele pode ser encontrado até na Praça da Paz Celestial e em Havana (brincadeirinha, nestes locais não pode); o problema é que os inteligentíssimos e honestíssimos comentadores deste espaço, com olhos de lince e olfato de tigre siberiano falam do jornal FSP sem ler o jornal, apenas repetindo qual maritacas no cio o que outros comentam. Usam as muletas ideológicas de PHA, Mino, Carta Capital, Vermelho, e outras publicações 120% isentas e democráticas e honestíssimas também, para atacar jornalistas vendidos como todos do Estadão, Folha, Globo, JB, Veja, etc etc. Seria risível se não fosse trágica, profundamente trágica esta escravidão ideológica dos lulo-petistas seguidores de Zé saí já daí Dirceu e Pomar. Escravos ideológicos sim, e patrulheiros ideológicos também…cegos guias de cegos. Leiam o prefácio do livro ‘Os Demônios’ do grande Dostoievski. Aplica-se perfeitamente a vocês, honestíssimos e inteligentíssimos comentadores deste OI

  17. Comentou em 07/04/2008 Max Suel

    Aos inteligentes comentaristas deste espaço: o problema não é encontrar o jornal FSP aqui ou ali, lá ou acolá … ele pode ser encontrado até na Praça da Paz Celestial e em Havana (brincadeirinha, nestes locais não pode); o problema é que os inteligentíssimos e honestíssimos comentadores deste espaço, com olhos de lince e olfato de tigre siberiano falam do jornal FSP sem ler o jornal, apenas repetindo qual maritacas no cio o que outros comentam. Usam as muletas ideológicas de PHA, Mino, Carta Capital, Vermelho, e outras publicações 120% isentas e democráticas e honestíssimas também, para atacar jornalistas vendidos como todos do Estadão, Folha, Globo, JB, Veja, etc etc. Seria risível se não fosse trágica, profundamente trágica esta escravidão ideológica dos lulo-petistas seguidores de Zé saí já daí Dirceu e Pomar. Escravos ideológicos sim, e patrulheiros ideológicos também…cegos guias de cegos. Leiam o prefácio do livro ‘Os Demônios’ do grande Dostoievski. Aplica-se perfeitamente a vocês, honestíssimos e inteligentíssimos comentadores deste OI

  18. Comentou em 07/04/2008 Miro Junior

    Caro Mário;

    Infelizmente eu e Folha estamos nos separando hoje. Constato que já não
    temos muita coisa em comum além de nosso saudoso passado.

    Aprendi a ler jornais com a Folha dos anos 80 e é muito triste ver o estado
    em que ela chega 30 anos depois.

    Não sou um leitor neutro (mesmo porque nem sabão é de fato neutro), dentro das minhas crenças procuro manter a coerência e não agredir a lógica dos fatos. Mas hoje eu cansei. Tenho presenciado vocês se aproximarem perigosamente da Veja (ora vejam a manchete de hoje! ou acompanhe o blog do Josias entre outras).

    Matérias como a de hoje acabam por destilar sentimentos desagradáveis que não estou para fermentar. Seguindo a plantar acusações sem fundamento, estamos forçando nossa sociedade ao alinhamento com posições extremas e agressivamente antagônicas. E no vácuo desta falta de bom senso, respeito e diálogo vai brotando silenciosamente um caldo explosivo que certamente não servirá aos homens de boa vontade.

    Infelizmente também me despeço de você pois acabará não fazendo mais sentido ler a sua coluna.

    Daqui um tempo eu volto para ler o que sobrou da Folha e espero que aquele velho ditado: ‘Passarinho que anda com morcego ….’ não se realize ai na sua organização.

    Grande abraço e torço para que você se mantenha firme na sua luta, mas se cuide porque você deve incomodar muita gente.

  19. Comentou em 07/04/2008 João Maria Fernandes

    Para que Ombudsmem????????? até pouco tempo atrás ainda considerava a FSP um dos grandes jornais ‘imparciais’… que pena!!!! não é mais… aliou-se à linha editorial da não VEJA…… Que será do jornalismo brasileiro……..?????!!!!!

  20. Comentou em 07/04/2008 mônica godoy

    No site da Carta Capital tem uma interessante matéria que trata do tal dossiê demonstrando um questionamentos quanto ao papel da mídia e tem um posicionamento muito mais aceitável e menos especulativo que este da série o papel aceita tudo, o qual eu realmente não tinha pensado simplesmente porque não faz o mínimo de sentido!!!!e para mim chegou a ser cômico!!!
    http://www.cartacapital.com.br/app/materia.jsp?a=2&a2=8&i=594
    na matéria da Carta refere-se também ao Mário Magalhães e de críticas dele quanto atitudes da Folha neste mesmo caso.

  21. Comentou em 07/04/2008 Luciano Prado

    Tem gente que insiste em não tomar o Gardenal. E a família, o que é pior, deixa ele usar a internet livremente.

  22. Comentou em 07/04/2008 Tiago de Jesus

    Interessante a escolha do ‘delubiou’ para o título, e os comentários abaixo de quem defende a Folha imediatamente conduzindo a discussão a este já insuportável clima de discussão de torcida de futebol. A autor do blog, talvez inadvertidamente, contribuiu para colocar a discussão nestes termos já desde o começo, ao recorrer à menção de algo que Delúbio Soares teria dito em 2004 em uma reunião do PT, e que foi elevado do disse-me-disse a matéria jornalísitca como depois muitas outras dessas coisas que vão tornando a grande imprensa brasileira cada vez mais irrelevante, por sua própria obra… ah, sim, sinucar o próprio ombudsman também ajuda, e o leitor deveria agradecer à direção do jornal por um gesto que desnude os compromissos e inclinações da sua direção com tanta transparência.

  23. Comentou em 07/04/2008 Cláudio Dias

    Lamentável a atitude da Folha de São Paulo. Perfeito o que disse Mário Magalhães: ‘a restrição imposta configura regressão na transparência.’ Alguns comentaristas afirmam que a medida se justifica em virtude de problemas específicos. Pois eu acho que os problemas decorrentes da transparência são melhor resolvidos com mais transparência. A FSP exerce uma função pública. Parafraseando Norberto Bobbio, em regra, a função pública deve ser exercida em público.

  24. Comentou em 07/04/2008 Wilian Jorge de Oliveira

    Ao Max Suel, santa ignorância, caso você não saiba a Folha e vendida nas bancas e ainda disponibiliza assinaturas nas principais capitais brasilieras

  25. Comentou em 07/04/2008 Ivan Moraes

    ‘Onde está a crítica a esse ataque ao nosso direito de informação?’: em ingles na BBC: http://news.bbc.co.uk/1/hi/programmes/hardtalk/7028165.stm ou em portugues no youtube: http://www.youtube.com/watch?v=o0t2i5mv1cs

  26. Comentou em 07/04/2008 Ricardo Pierri

    Não fico surpreso com a defenestração do ombudsman. Basta ler as opiniões da falha: cada uma tentando ser mais de direita do que a direita. Não há uma única voz dissonante, uma única dúvida de que tudo o que Lula ou seu governo faz é criticável. Agora eu pergunto aos supostos observadores da imprensa: onde está a observação desse fato? Onde está a crítica a esse ataque ao nosso direito de informação? A falha sonega opiniões e agora silencia a única voz dissonante que se recusou a falar baixinho e fino. É simplesmente o mais recente degrau em uma escalada que se iniciou faz muito tempo. Para a falha, e a chamada ‘grande’ imprensa (q só é gande no tamanho que vem diminuindo) e seus papagaios, jornalismo é falar tucanês. A única concorrência q existe entre essas empresas é a de quem fala o tucanês mais puro, e mais nada.

  27. Comentou em 07/04/2008 ailton filho

    Alguém sente o cheiro de golpe ai? Ops, golpe não, revolução, é assim que os destros gostam de chamar né?

  28. Comentou em 07/04/2008 FERNANDO SOUZA SOUZA

    MAX SUEL Diz que Magalhães não foi demitido, apenas acabou o prazo do contrato. Tem razão, eu mesmo, há uns dois anos não renovei minha assinatura da Folha, pelo mesmo motivo que talvez a Folha não renovou com Mário. Ao não renovar minha assinatura eu despedi a Folha, espero que os assinantes que restam também demitam a Folha de suas casas.

  29. Comentou em 07/04/2008 Ivan Moraes

    (Addendum: o video que eu recomendei tem a ver com a genesis da ‘opiniao publica’ como **teoria de manipulacao*, aas maos de radicais direitistas, e eh essencialmente uma teoria de paranoia e insanidade usada contra a populacao.)

  30. Comentou em 07/04/2008 Marcelo Ramos

    Ah, meu, o Ivan Moraes mandou muito bem. Mandou tão bem que vou reproduzir sua poesia concreta: ‘A falha delubiou? Eu a alvarodiaria à PF mas so se a PF se comprometesse a nassifar a Veja! Mas o futuro esta sendo malufado nesse exato minuto, de que danieldantas conversar mais?’ E o incauto leitor que não tinha pensado nisso?

  31. Comentou em 07/04/2008 Marcelo Ramos

    Ah, meu, o Ivan Moraes mandou muito bem. Mandou tão bem que vou reproduzir sua poesia concreta: ‘A falha delubiou? Eu a alvarodiaria à PF mas so se a PF se comprometesse a nassifar a Veja! Mas o futuro esta sendo malufado nesse exato minuto, de que danieldantas conversar mais?’

  32. Comentou em 07/04/2008 Ivan Moraes

    ‘Atual estava cumprindo muito bem a sua função’: e eu g ostaria de lembrar a todos um comentario que li ontem e gostaria de ter escrito, mas nao lembro o autor. Dizia que neoliberais sao tao deshonestos que ate a censura deles eh privatizada e terceirizada. Nao que nos EUA seja diferente, mas o que o governo faz eh said do caminho e que o povo se dane com pressoes invisiveis…

  33. Comentou em 07/04/2008 Diego Rosinha

    gostei do artigo. acho que a FSP acaba de perder um diferencial na mídia brasileira. a retórica foi fraca demais. se for verdadeira, vamos acabar com os editoriais, materiais secretos para não influenciar meios de comunicação concorrentes. bela idéia!

    boa análise também quanto ao governo lulla (que provocou reações do núcleo pestista aqui do observatório)
    engraçada essa classe pseudo-intelectualizada que acredita que lulla é de esquerda, e que chaves é o novo mártir latino-americano.

    saudações,

  34. Comentou em 07/04/2008 Alexandre Carlos Aguiar

    Ué, Max Suel, cadê a defesa da globalização, meu velho? Quer dizer que eu, por morar fora do eixo Rio-São Paulo, não posso comentar as coisas que aí ocorrem? E quem disse que eu não leio a Folha? E se algo desse porte ocorrer no Ceará, no Maranhão, no Amazonas, ou memso no meu quintal, quem disse que não posso comentar? Se você não sabe, a época das diligências e do telégrafo acabou. Tudo é muito rápido e dinâmico. Uma notícia que sai aí em sua rua eu fico sabendo minutos depois. É da vida. Sei, por exemplo, que nesta amnhã em Paris, apagaram a tocha. Já está nos jornais, é matéria fresquinha. Por isso um jornal como a Folha, que tem como base a cidade de São Paulo, e cuja relevância no Brasil é enorme, pode, sim, ser cometnado por todos os brasileiros. Censura nessa hora, não né.

  35. Comentou em 07/04/2008 Rogério Ferraz Alencar

    A Folha jogou fora os últimos escrúpulos de transparência. Então, é melhor dizer que a Folha ‘passarinhou’, em alusão a Jarbas Passarinho, que jogou fora os últimos escrúpulos de consciência e tornou-se figura de proa da ditadura de 1964-1985: a Folha de hoje, 07/04, não traz nada sobre pesquisa do Ibope que dá oito pontos de vantagem de Marta Suplicy sobre Geraldo Alckmin.

  36. Comentou em 07/04/2008 Rogério Ferraz Alencar

    De Max Suel: ‘Vamos falar a verdade: se houvesse honestidade intelectual por parte de vocês, vocês ficariam quietinhos nos respectivos cantos, devido às infindáveis trapalhadas éticas do PT.’ Se o PT comete trapalhadas éticas, imagine o DEMPSDB. Se tivessêmos que ficar quietinhos por conta disso, imagine como não teriam que ficar os demo-tucanos…Mas sobre os jornais: aqui, no Ceará, a nota não destoa tanto da nota do resto do Brasil, pois os jornais, no noticiário nacional, se alimentam de agências de notícia de São Paulo. A mídia quase toda está na mão de políticos, com destaque para Tasso Jereissati, e de grupos familiares. O jornal O POVO, o mais antigo daqui, com 80 anos, é um pouco mais ‘isento’ e conta com ombudsman.

  37. Comentou em 06/04/2008 alfredo sternheim

    Triste solução a que a Folha deu ao ombudsman. Atual estava cumprindo muito bem a sua função. E esse espaço era um dos principais méritos da Folha, em meio de colunistas arrogantes e comprometidos, como os citados por Paulo no comentário abaixo. Eliane C, já sabia de se casada com marqueteiro do PSDB , mas o outro… Se for verdade. Triste retrocesso o da Folha. A pluralidade sai arranhada, a transparência idem. E o Estado de Sp nem se fala, o antigo jornal insiste em ser um paquiderme, pesado e sem ouvidoria. Assinei por uns tempos o jornal onde trabalhei na juventude, perguntei porque insistem em não ter um ouvidor, mas não obtive nenhuma resposta. E o jornal também insiste em manter colunistas arrogantes tipo Daniel P, Demetrius, Jabor e outros. Com essas e outras, com a agressividade constante ao Lula e a blindagem de certas figuras tucanas e da oposição (agora é o falastrão Alvaro Dias), os dois principais jornais de SP colaboram para a crise de credibilidade que atinge a imprensa atual. Depois, não sabem porque estão perdendo assinantes. Eu já expliquei esses motivos para s diversas pessoas que me telefonam oferecendo assinaturas. Em vão

  38. Comentou em 06/04/2008 José de Souza Castro

    A Folha de S. Paulo está numa encruzilhada. O caminho que ela vem seguindo até aqui, o da diversidade, já havia, há algum tempo, se esburacado, mas dava para ir em frente. De um jornal inexpressivo, até meados da década de 70 do século passado, que servia apenas para dar algum fôlego empresarial ao dono ligado à área imobiliária – não vou perder tempo com pesquisa, para tentar confirmar (pobre memória!) mas já li que o velho Frias era o concessionário da rodoviária municipal de São Paulo e precisava do jornal para manter o privilégio – a Folha chegou a ser considerado o jornal mais influente do país, depois da rápida decadência do Jornal do Brasil. Ainda é um grande jornal. Como diz o ombudsman que se despede:’Pelo ano em que fui feliz, agradeço à confiança que a direção da Folha depositou em mim. Tive liberdade para escrever o que quis. Uma executiva me disse que o jornal precisava de um ‘ombudsman crítico’. Tentei desempenhar escrupulosamente a missão’. Poucos jornalistas podem dizer o mesmo em relação à maioria absoluta dos jornais brasileiros. A Folha ainda é um grande jornal. Espero que, ao chegar nessa encruzilhada, ela escolha o caminho certo.

  39. Comentou em 06/04/2008 Ivan Moraes

    A falha delubiou? Eu a alvarodiaria aa PF mas so se a PF se comprometesse a nassifar a Veja! Mas o futuro esta sendo malufado nesse exato minuto, de que danieldantas conversar mais?

  40. Comentou em 06/04/2008 Lucas Cotrim

    Meu filho, aprenda com os ‘evangélicos’. E diga como eles dizem: Deus, por exemplo, não é o responsável pelo mal que há no mundo, não! APENAS CONSENTE.
    E durma com um barulho deste.
    Abraços.

  41. Comentou em 06/04/2008 Marcelo Ramos

    Até concordo com o Weis sobre o ombudsman. Mas na série ‘O papel aceita tudo’ o observador entra na área da especulação sobre as atitudes de Lula… e viajoooou na maionese, que nem o Noblat. Então, não foi o Álvaro Dias que fez um dossiê que atinge a Casa Civil?

  42. Comentou em 06/04/2008 Ana Maria Macêdo

    The press is depress.
    Hunter Thompson

  43. Comentou em 06/04/2008 Max Suel

    Muito engraçada esta ladainha contra a Folha de SP; … como se os ilustres comentadores do artigo fossem leitores do jornal …. não são, e ficam repetindo coisas que os outros falam. Aos ilustres comentadores de outros Estados gostaria de perguntar: e os jornais do Ceará, Maranhão, Pernambuco, Santa Catarina: como são ? o que apresentam ? são do ‘pig’ ou do ‘pib’ (partido da imprensa bolivariana)? Vamos falar a verdade: se houvesse honestidade intelectual por parte de vocês, vocês ficariam quietinhos nos respectivos cantos, devido às infindáveis trapalhadas éticas do PT

  44. Comentou em 06/04/2008 Max Suel

    Paulo Ribeiro: continue seus estudos. Nunca pare de estudar. O jornalista Mario Magalhães não foi demitido, apenas acabou o período em que ele exercia a função de ombudsman da FSP.

  45. Comentou em 06/04/2008 Cid Elias

    Sr Luiz Egypto, o senhor sabe que procuro não dizer coisas sem sentido, não compactuo com ‘achismos’ nem com leviandades. E mais, quando estou errado peço desculpas, como já fiz inúmeras vezes, neste e em outros espaços democráticos. Dito isto, confesso que não entendi o porquê de existir, abaixo do meu comentário, uma ‘Nota do OI’. Primeiro: eu li os dois artigos em questão, inclusive enviei comentário(s) – não publicado(s). Segundo: NENHUM deles guarda relação com o FATO ao qual me referi. Vejamos ‘…observador weis não se interessou pela confissão do alvaro dias, autor do crime de vazamento de dados sigilosos à imprensa, muito menos pela vergonhosa NÃO-cobertura que vimos por parte da imprensa grande. Ninguém ‘se escandalizou’, nenhuma manchete de capa, nada, nadicas.´´ Obrigado e abrç – Cid

  46. Comentou em 06/04/2008 Paulo Ribeiro

    É de amplo conhecimento público, fato aliás denunciado pelo jornalista Eduardo Guimarães no blog Cidadania, que o senhor Clóvis Rossi é casado com um aalta dirigente do tucannato paulista e que a senhora Eliane Cantanhede é casada com o marqueteiro do PSDB. Por si só, tais fatos já comprometem a imagem de um jornal que prtende ser independente, mas que na vardade está alinhado com o que de pior existe na política nacional. A Folha de Sõa Paulo é hoje reduto de notórios direitistas. Além dos nomes acima citados, emos oputros de igual ou maior importância, como [ ] Danusa Leão, Nelson Mota, Carlos Heitor Cony e outros de menor expressão. A demissão de Mario Magalhães é uma prova evidente do conluio das grandes famílias midíaticas, tema muito bem lembrado por Emir Sader, em desestabilizar o governo Lula com o claro fim de implantar um regime semelhante ao que viviamos nos anos da ditadura. Cabe aos jornalistas independentes, como Alberto Dines e Luiz Weis, denunciar tais arbitrariedades e alertar a sociedade sobre o risco iminente da volta da ditadura. Ontem foi Paulo Henrique Amori, hoje Mario magalhães. Quem será o próximo?

  47. Comentou em 06/04/2008 Eliana Silva

    Hoje em dia só leio jornal impresso por uma questão de hábito, e somente aos domingos. Quando quero me informar, recorro à internet, mais especificamente aos blogs. Essa saída do Sr Mário Magalhães, ombudsman da Folha, vem reforçar a sensação de descompromisso com a pluralidade de opiniões e com a seriedade na divulgação de fatos. É lamentável, mas é a conseqüência da escolha de lado nesse “Fla-Flu político que está acontecendo atualmente nos meios de comunicação do país. A busca pela informação isenta e correta é suplantada por outra, alheia a de melhor informar o leitor, que é a da corrida fácil e banal da repetição diária de uma carga destrutiva em cima de um presidente escolhido democraticamente pelo povo brasileiro.

  48. Comentou em 06/04/2008 Marco Antônio Leite

    Conceição na sua concepção a única ideologia moderna e atual é o neoliberalismo e seus apêndices ou como queira penduricalhos (não confunda cavalo). Jovem moçoilo o sistema do momento beneficia somente aqueles que têm o poder, ou seja, o poder do dinheiro e do patrimônio material, não pense que patrimônio são uma casinha e um carrinho popular, é patrimônio de verdade. Procure cair na real e saia dessa ilusão de que ser de direita é ser integrante do circulo fechado do capitalismo mundial. Abraços socialistas livres dos alienados políticos?

  49. Comentou em 06/04/2008 Odracir Silva

    Ee realmente a FSP esta num caso de paranoia. Lamentavel… tb acredito q isto nao ajuda em nada… Delubiou geral.

  50. Comentou em 06/04/2008 Luciano Prado

    “…idéias e sugestões do ombudsman são implementadas por outros diários”. Estou rindo até agora. É brincadeira ou quer mais? Quer dizer que a imprensa brasileira é sensível as críticas e sugestões? Quando foi isso? Ainda nessa encarnação? Os caras adotam as técnicas da mensagem subliminar e da repetição massacraste para ganhar mentes, vai agora perder tempo com o que diz o ombudsman e o leitor? Fosse verdade nossa imprensa seria uma das mais isentas e imparciais. Adianta eu e o resto do mundo denunciarmos que a imprensa brasileira virou partido político? O leitor denuncia e a imprensa cobra a conta da denúncia. Me perdoem, mas nesse picadeiro eu não subo.

  51. Comentou em 06/04/2008 Cid Elias

    Em relação à atitude da falha de spsdb, parabenizo ao Weis por trazer ao debate as derradeiras e estarrecedoras palavras do ex-ombudsman do jornalão marrom! ‘Bem feito’…quem mandou o Mário Magalhães insistir em ser HONESTO e cobrar HONESTIDADE da falha de spsdb, né mesmo? Perri, discordo da tua impressão sobre uma suposta ‘ironia’ do weis. Podes crer, não há ironia em hipótese alguma. Acompanho o weis há muito tempo. Trata-se de um perfeito exemplo do observador ‘cinco no cravo – críticando o Governo Lula, e ´quase´ uma na ferradura – criticando os éticos oposicionistas e/ou a gritante parcialidade da imprensa. Observe que o observador weis não se interessou pela confissão do alvaro dias, autor do crime de vazamento de dados sigilosos à imprensa, muito menos pela vergonhosa NÃO-cobertura que vimos por parte da imprensa grande. Ninguém ‘se escandalizou’, nenhuma manchete de capa, nada, nadicas. Acredites, Perri, o Ruy está certo, o weis foi maldoso e incorreto quando se referiu ao Lula. abrçs cid

    Nota do OI: Ver ‘O caso é grave; a matéria também‘ e ‘O silêncio perturbador da Folha

  52. Comentou em 06/04/2008 Rogério Ferraz Alencar

    O slogan de Jedeão Carneiro é imbatível. Mas Paulo Henrique amorim já havia avisado: se criticar José Serra, cai. A Folha está mandando às favas os últimos escúpulos de transparência. Marco Davis aposta em Diogo Mainardi como próximo ombudsman. è um nome forte, mas creio que será Eliane Cantanhêde, embora nada impeça que seja o marido dela, marqueteiro de José Serra. A nova fase do jornal exige um nome assim.

  53. Comentou em 06/04/2008 Fabiano Mendes

    O que é isso Weiss, sinceramente acreditava que vc fosse mais inteligente ou pelo menos que não julgasse os que freqüentam o OI como idiotas. Querer comparar o comportamento de Lula com os políticos do Demos e dos Bicudos já é demais. Quer dizer que Lula repete mil vezes que nem admite tocar no assunto do terceiro mandato porque a democracia brasileira não merece isso e vcs não acreditam, e ainda sai com essa de dizer que ele está queimando seus aliados. Mas uma palavra dos demos e bicudos que a maioria da população sabe que são demagogos, hipócritas e dissimulados e vcs repercutem como verdades verdadeiras. Os gastos de Jugman, ex ministro de FHC em casas de massagens no Rio de Janeiro usando o tal cartão corporativo é normalíssimo. Deixasse ser de um ministro de Lula. Os cento e quarenta milhões do Serra é normalíssimo, os setenta do Governo Lula que viaja não só o Brasil inteiro mas para vários países do mundo é um absurdo. Será que o OI que a gente respeita tanto está se emporcalhando também? Posso garantir que quem apóia o Lula nesse blog não bebe na fonte do PIG. Além da NBR existem outras fontes onde se pode acompanhar ao vivo os pronunciamentos não só do Lula mas de várias autoridades e empresários que estão mudando esse País.

  54. Comentou em 06/04/2008 Dante Caleffi

    Dose mesmo, é o Ferreira Gullar,travestido de cronista,critico ,colunista político.Folha de SP, converteu-o, numa caricatura de Gustavo Corção,sem talento. Deve ser a síndrome de Clóvis Rossi, contagiando á redação: raivosamente ruim.

  55. Comentou em 06/04/2008 Carlos Fochesatto

    De um lado ficará a mídia impressa e canais de TV, diminuindo sua leitura e audiência, e de outro o acesso cada vez mais fácil (ainda bem) a internet. Estamos do século XXI e esse espaço que estou usando agora é rápido, dinânico, contemporâneo. Os dois acima citados com essa mentalidade que é praxe, estão caminhado em direção ao início do século XIX.

  56. Comentou em 06/04/2008 Thiago Conceição

    Embora isso seja algo negativo devemos levar em consideração as ações orquestradas por grupos políticos interessados em intimidar, silenciar ou desacreditar aqueles que noticiam coisas contrárias ao seu projeto de poder, os seus ‘inimigos políticos’. Portanto a ‘crítica do leitor’ não é correta simplesmente por ser do ‘leitor’. Se julgarmos pelos conteúdos aqui do OBI temos uma idéia bem clara de como a tal ‘crítica’ pode ser na verdade um wishful thinking motivado por ideologias ultrapassadas.

  57. Comentou em 06/04/2008 Jedeão Carneiro

    Folha de S.Paulo, “Um jornal de rabo preso com o Eleitor… do Serra’

  58. Comentou em 06/04/2008 Ricardo Pierri

    Ruy, não sou nenhum defensor do Weiss – muito pelo contrário, já cansei de criticá-lo – mas ele foi irônico em seu comentário sobre o Lula. Dê uma lida na última frase do texto. Quanto ao texto do Weiss, perfeito à exceção da desnecessária ‘alfinetada’ no delúbio, q teve razões muito diferentes para afirmar que determinado nível de transparência é burrice e, portanto, não se justifica a tentativa de igualar a atitude dele e a da Falha. Mas, deixando isso de lado, é bom ver que se o caso não envolve o iG, as opiniões aparecem rapidamente. Só faltou dizer claramente que se tratou de um ataque à liberdade de imprensa, orquestrada por uma empresa privada, mais interessada em lucros e em sua própria agenda política do que com seu dever – o mesmo dever q justificam todas sua imunidade tributária constitucional e seus poderes e prerrogativas – de informar a população corretamente de todos os fatos de interesse público (e opiniões são fatos de interesse público, nesse contexto, incluindo as críticas aos atos da própria empresa-imprensa).

  59. Comentou em 06/04/2008 Thomaz Magalhães

    Que horror, o Lula, hein!! Temos, então, que ele é o autor, ou sabia e é cúmplice do Mensalão, da quebra do sigilo do caseiro e agora do Dossiê Dilma Vânia. Nossa. Eu sempre achei isso. Muito bom, notável.

  60. Comentou em 06/04/2008 Marco Davis

    Acho que a saída do ombudsman da Folha, por ‘excesso de transparência’ foi o tiro de misericórdia nesse que já foi o melhor jornal do Brasil. Perdemos sim um grande jornal e ganhamos mais uma VEJA. Na verdade tudo isso está me parecendo uma operação orquestrada, todos os jornalistas que apresentam um mínimo de independência e que se recusam a engrossar o esquema do ‘vc cria e levanta daí que eu corto daqui’ estão sendo paulatinamente afastados, recentemente tivemos o Paulo H. Amorim no IG e agora o Mario Magalhães . Estamos indo direto rumo ao ‘apagão da imprensa’. Nossos jornais agora serão pautados pelo José Serra e pelos senadores aloprados do PSDB E DEMO. Não vou estranhar nem um pouco se o Diogo Mainardi for contratado como novo Ombudsman da Folha. Alguém aí quer apostar?

  61. Comentou em 06/04/2008 Ruy Acquaviva

    Sr. Weiss, é de fato lastimável a atitude da Folha de São Paulo, de silenciar o seu ombudsman. É notável que o jornal toma essa atitude em um momento em que o referido profissional está criticando diretamente a atuação do jornal no falso escândalo do ‘dossiê’ fabricado pela mídia a soldo do partido do Senador Álvaro Dias. Também é notável, neste caso para se admirar e não para se lamentar, como no primeiro caso, a atitude do Sr. Mario Magalhães, de não se submeter à censura interna do referido jornal.
    Quanto à sua avaliação pessoal da atitude do Presidente lula, devo dizer que considero-a mais do que simplesmente paranóica, considero essa avaliação fantasiosa e desprovida de coerência,representando apenas o desejo de apresentar o Presidente Lula com o mesmo grau de oportunismo político que caracteriza a oposição tucano/pefelista, o que é injusto à luz das atitudes do Presidente, completamente diferente de seus rivais.

  62. Comentou em 06/04/2008 Carlos Esteves

    No universo Neo-Liberal, até mesmo a censura é exercida pelo setor privado. A censura privada teve seu marco zero com a demissão de Franklin Martins pela Globo, seguiu com a exclusão -sem aviso prévio- do site de Paulo Henrique Amorim do IG e agora atinge o Ombudsman da Folha que ousou demonstrar a partidarização, falta de isenção e manipulação de notícias pelo jornal. A coisa está radicalizada: ou estamos do lado da Democracia ou estamos do lado das famílias que insuflaram, apoiaram e saudaram o golpe de estado de 1964 e que continuam se outorgando o direito de decidir os destinos do país. E ai de quem se atrever a contestar! A Falsimídia ‘elegeu’ um certo político presidente do Brasil e vai tentar passar por cima de todos os que se opuserem à sua ‘Posse’, em 1/1/2011, sejam Ministros de Estado ou Jornalistas que não se submetam ao pensamento único que os Barões da Falsimídia querem impor. Os donos da mídia põem, repõem ou depõem de acordo com suas conveniências, ai do ‘escolhido’ que não andar na linha ditada pelos barões, Fernando Collor e Renan Calheiros que o digam, Miriam Dutra que nos conte!

  63. Comentou em 06/04/2008 Alexandre Carlos Aguiar

    Concordo sem tirar uma vírgula o que disseram os senhores Marco Antonio e Fabiano abaixo. E acrescento: o Brasil é o 2o. país do mundo em acesso á rede mundial de computadores. Isso significa que, independente, o que preconiza essa postura, nosso leitor e consumidor de mídia fará a imprensa que desejar. E não o contrário, como as antigas corporações familiares de mídia sempre quiseram. Tenho 46 anos e estou certo que verei ainda a queda de FSP, Globo, Estadão, RBS e Abril rapidamente, se não mudarem o foco. O mundo midíatico é outro.

  64. Comentou em 06/04/2008 Ivan Moraes

    ‘E se prepara para fazer o mesmo com a mãe do PAC por causa do dossiê’: eh isso que a media quer. O pior eh que NAO existe um unico lider no mundo que deixou o poder por morte ou fim de mandato que nao foi seguido por uma guerra pelo vacuo deixado no poder. E os neocons estao atacando o Brasil… daqui pra frente ate as crises verdadeiras serao falsas. (porque eh assim que espionagem funciona, so por isso)

  65. Comentou em 06/04/2008 Fabiano Mendes

    Tente postar algum comentário no site da Globo, da Veja, ou e outros órgãos que compõem o PIG. Dificultam o máximo que podem porque sabem que aqueles telespectadores e leitores passivos estão cada vez mais escassos. Hoje a internet com a facilidade que nos oferece de conferir e contestar informações manipuladas, tornou para esses órgãos, um calo no sapato deles. Placas de captura instaladas nos computadores nos permite gravar, comparar e divulgar entre os internautas via blogs ou e-mails, as edições tendenciosas. Aproveito para alertar sobre o que está acontecendo na surdina no Congresso Nacional e com o apoio claro do PIG que nem toca no assunto. Estão tramando mudar o sistema Presidencialista para semi parlamentarista. A oposição como sabe que perdeu espaço e que via voto dificilmente alcançará a Presidência da República, está dando um jeitinho de querer desgovernar o Brasil novamente. Vamos ficar espertos e divulgar essa tramóia o máximo possível.

  66. Comentou em 06/04/2008 Marco Antônio Leite

    Um jornal de rabo preso com a elite do momento. Essa ladainha de que o leitor é prioridade é pura demagogia em forma de agrado barato. Nem um jornal de papel ou qualquer meio de comunicação nuca esteve e nunca estará ao lado do leitor atendendo seus interesses, muito ao contrário por tratar de um sistema capitalista troglodita esses meios sempre estarão na defesa do capital nacional e internacional. Visto que o leitor serve apenas como afetado útil, a fim de consumir um produto que somente fala bem dos ricos e apaniguados do sistema.

Código Aberto

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem