Quinta-feira, 23 de Novembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº967

CÓDIGO ABERTO > Desativado

A parceria Globo-Protógenes

Por Luiz Weis em 09/04/2009 | comentários

Um investigador do FBI usou jornalistas da rede de televisão americana CBS para flagrar em um restaurante de Nova York um encontro entre Bernard Madoff, o megrafraudador confesso que se apropriou de US$ 50 bilhões de milhares de investidores incautos, com um agente federal que fingiu que aceitaria ser subornado por ele. O vídeo, mostrando o suborno, foi distribuído pouco depois à imprensa como material produzido pelo FBI.

A notícia acima é falsa da primeira à última palavra. Foi inventada para dar ao eventual leitor deste blog uma ideia do terremoto que provocaria nos Estados Unidos se fosse verdadeira. Não há na história do jornalismo americano, ou pelo menos na história da grande mídia americana, registro de nada remotamente parecido com essa fabricação.

Mas até o momento em que este texto é redigido, não há notícia de que tenha desabado o teto da maior rede brasileira de televisão e uma das maiores do mundo, em consequência da matéria do jornalista Rui Nogueira, publicada no Estado desta quinta-feira, 9, sob o título “Delegado usou cinegrafista da Globo para dar flagrante”, com o sub “Relatório de 88 páginas de corregedor da PF detalha como foi a colaboração da emissora com Protógenes”.

A ver se a imprensa e o público se darão conta das proporções desse escândalo – e se reagirão à altura da enormidade.

Os principais trechos da reportagem (negritos acrescentados):

“A quebra do sigilo telefônico do delegado Protógenes Queiroz provou que foi ele mesmo quem telefonou para a reportagem da TV Globo para acertar a filmagem da prisão do ex-prefeito Celso Pitta, do investidor Naji Nahas e do banqueiro Daniel Dantas, na madrugada do dia 8 de julho do ano passado, na Operação Satiagraha. Além de provar o vazamento de informações, a investigação do delegado corregedor Amaro Vieira também sustenta que uma equipe da TV Globo de São Paulo foi usada por Protógenes para prestar um serviço tipicamente policial na operação: a emissora filmou, a pedido de Protógenes, o flagrante no restaurante El Tranvia, em junho, em que o delegado Victor Hugo Alves Ferreira recebeu R$ 50 mil dos empresários Hugo Chicaroni e Humberto Brás para tentar evitar o aprofundamento das investigações em cima de Dantas.

Informada sobre os detalhes da investigação de Amaro Vieira, a Central Globo de Comunicação disse ao Estado, por e-mail, que a emissora não se pronunciaria sobre o assunto.

O relatório de 88 páginas do delegado detalha como foi a colaboração da TV Globo com Protógenes. Na ânsia de trabalhar sempre fora do controle dos diretores da PF, o delegado ‘se encarregou de providenciar uma equipe para realizar a filmagem do encontro’ no El Tranvia. Os extratos telefônicos de Protógenes mostram que no dia da gravação ele fez pelo menos 22 telefonemas ou tentativas de ligação para o cinegrafista da Globo Robinson Cerantula, a fim de fazer os acertos da filmagens.

O cinegrafista, segundo o relatório da PF, foi orientado pelo agente federal Amadeu Ranieri Bellomusto sobre a melhor maneira para gravar o encontro no restaurante. ‘Além de recepcionar os jornalistas no local dos fatos (restaurante El Tranvia) Bellomusto indicou-lhes as posições que deveriam ocupar para capturar melhores ângulos, tendo posteriormente recebido as gravações que, após editadas de modo a suprimir evidência da participação dos jornalistas, teriam sido utilizadas na instrução processual.’

As imagens usadas pela PF abasteceram depois o noticiário e foram apresentadas como ‘um trabalho policial’. A íntegra do trabalho da Globo foi encontrado em um pen drive que estava entre os objetos de Protógenes apreendidos na busca realizada pela corregedoria da PF no Hotel Shelton, em São Paulo. Bellomusto chegou a dizer que fora o autor das filmagens, mas foi desmentido pela análise da íntegra das imagens que estavam com o delegado.

A relação Protógenes-TV Globo também ficou evidenciada pelo extrato das ligações telefônicas do dia 8 de julho, quando as equipes da PF saíram às ruas para efetuar as prisões da Operação Satiagraha. O delegado fez pelo menos sete ligações para o jornalista Cesar Tralli, quando as equipes da Globo se postavam para filmar as prisões de Pitta e Naji Nahas.

Todos os comentários

  1. Comentou em 22/04/2009 Agnaldo Antonio Perez Nogueira Nogueira

    O fato do delegado usar serviços privados de comunicação para dar flagrante em criminoso pode ser motivo para processo administrativo contra ele, no entanto, duvido muito que acabaria da forma como aconteceu se o delegado agisse sigilosamente.
    Não estamos falando de um zé ninguém, mas de um criminoso que possui influência política. Alguém sabe o que aconteceu com o Daniel Dantas? Pois o delegado todo mundo está sabendo, mesmo de forma destorcida.

  2. Comentou em 20/04/2009 Eliane Cristina

    Ladrões de alta classe, sempre saem ilesos de qualquer situação, cadeia foi feita para os pobres. A Rede Globo e sua equipe de jornalistas fizeram apenas suas funções. A Rede Globo não tem medo de nada…pra sorte de nós brasileiros.

  3. Comentou em 13/04/2009 Max Suel

    Quem é o tal Daniel Dantas ? Será aquele banqueiro que tem como lobista e advogado o ex-deputado Petista e prócer do partido Greenhalgh ?

  4. Comentou em 13/04/2009 roberto maia

    Espero que o Protogenes continue filmando as tentativas de suborno,queria ver isso toda hora em todas as tvs.
    E queria ver tambem uma cena com DD atras das grades, junto com o GM.
    Só espero que a Globo atenda logo na primeira ligação porque ter que ligar 22 vezes é chato.

  5. Comentou em 13/04/2009 Lucia Campos

    Alguem ainda tem alguma duvida de que as pessoas que protegem Daniel Dantas, estão na realidade protegendo a si mesmas?

  6. Comentou em 12/04/2009 emilio midlej

    felizmente nós não precisamos mais ler esse tipo de ‘jornalista’,nos já temos a internet e sabemos a verdadeira dimensão da operação do DR. Protogens. Luiz Weis e o restante da tropa, voçês não nos enganam mais.

  7. Comentou em 12/04/2009 C, Brayton

    Seria empolgante se for verdade. Até agora, fica somente mais um vazamento barulhento e seletivo, e portanto, um factóide. Acorde-me quando tem provas que eu mesmo posso conferir, em vez de ter que aceitar a palavra da honra do Estadão, que reclamou de ter perdido o furo ao Tralli.

    Dito isso, que a PF e a Globo tem uma longa associação visando a espetacularização das operações, isso não é de hoje, e o Protógones não seria o primeiro delegado a alimentar a imprensa preguiçosa com notíticias pré-mastigadas …

  8. Comentou em 12/04/2009 Luciano Prado

    Alguém já leu ou ouviu falar que algum jornalista dedicasse duas linhas sequer sobre os crimes de Daniel Dantas? Dependesse da imprensa não saberíamos nem quem é Daniel Dantas. Os internautas são os que mais informam a população sobre essa horrenda ORGANIZAÇÃO CRIMINOSA que avança seus tentáculos por todos os poderes da República, e com facilidade sobre a imprensa.
    E há ainda quem defina Daniel Dantas como “o Brilhante”. E nenhum jornalista esperto desconfia.
    A inversão de valores causa asco, náuseas, arrepios, indignação.
    E o Sr. Weis, mestre dos gafanhotos, vem ensinar que a Globo filmou e que por isso os crimes de Daniel Dantas já não interessam mais. ‘- Temos que nos ater aos princípios”, diria o mestre ao gafanhoto. E nada de sopesar valores. E nada dos crimes de Daniel Dantas. “- A viúva é abonada, os brasileiros pagam a conta”.
    Todo o povo brasileiro pode suportar essa “mamata” de Daniel Dantas em nome do respeito aos princípios. Mesmo que princípios mais importantes sejam sacrificados.
    É uma beleza!
    Então ficamos assim: “- quando eu não tiver nenhum assunto mais importante para expor, vou meter o pau na polícia de Protógenes”. Não dá trabalho nenhum e repercute aos montes. E o programa escolar vai sendo cumprido.

  9. Comentou em 12/04/2009 Miro Junior

    Todo dia se vê na TV a polícia metendo o pé em porta de barraco e ninguém vem reclamar. Mas quando se trata da Elite Branca que mantem contas no exterior e faz compras na Daslu… Aí não pode! Que estrago fizeram este delegado e este juiz que teimam em não se encaixar no esquema. Porque ninguém discute se de fato o Dantas comprava jornalista, será que este assunto não merece uma investigação?

  10. Comentou em 12/04/2009 Edgard Fonseca

    Globo e você, tudo a ver!!!!!!!

  11. Comentou em 12/04/2009 Rodrigo Albuquerque

    Parabéns Delegado Amaro! Belo trabalho.
    Pode passar no caixa…

  12. Comentou em 12/04/2009 Werner Piana

    Sr Luis Weiss: DEPRIMENTE seu texto!
    Não é mais possível aceitar essa inversão de valores que vcs ´jornalistas´ insistem em perpetrar neste Caso da SATIAGRAHA: o Bandido Condenado é o sr. DVD. Protógenes, é o agente público, NOSSO representante legal, contra a quadrilha de corruptos.
    Basta!

  13. Comentou em 11/04/2009 Thomaz Magalhães

    Já-te-vi. Essa infomação da filmagem do flagrane do Protógenes no restaurante paulista está publicada faz meses. Até com o nome do cinegrafista de emissora. A novidade vem agora, tão somente, da quebra do sigilo telefônico do delegado. Falou várias vezes com o César Trali, a partir das cinco da manhã do dia da prisão show do trio Dantas/Pitta/Nahas. Estão publicados na blogosfera os horários. E naquela madrugada da prisão, o único jornalista fora o Trali e equipe que tinha informação saída do Ministério Público, da Justiça – a famosa sexta Vara do De Sanctis – e da polícia era o Bob Fernandes. O portal Terra andou na frente de todo mundo até por volta do meio dia, quando as agências noticiosas entraram no caso.

  14. Comentou em 11/04/2009 Orlando Silva

    Ahh… Agora sim tudo ficou claro, Sr. Weiss. Esse delegado e seu comparsa o juiz De Sanctis são ugly and bad … Já o Dantas, o Marcelo Itagiba e sua trupe são the good. Tivesse o delegado pegado o milhãozinho oferecido e estaria tudo bem, certo? Afinal, segundo o pensamento Gersiano, o importante é levar vantagem em tudo….

  15. Comentou em 11/04/2009 Ana Lucia Amaral

    O Sr. Luiz Weis poderia passar sem este infeliz artigo.

    Nos EUA, os Madoffs da vida vão presos, algemados mãos e pés — e assim são filmados e fotografados –, confessam para não ter prisão perpétua, além de pagarem multas altíssimas. A Suprema Corte Americana nem sequer é provocada.

    Aqui, se certas investigações e processos não viessem ao conhecimento do grande público, tudo iria para baixo do tapete.

  16. Comentou em 11/04/2009 Pedro neumann

    O escandaloso foi o fato do delegado não ter aceito UM MILHÂO. Agora ele está s/ o emprego e sem a grana. Protógenos ainda não se deu conta que estamos no Brasil, onde os ‘formadores de opinião’, os políticos e a justiça se empenha em livrar o ladrão (quando oladrão for branco e de olhos azuis,…)

  17. Comentou em 11/04/2009 VINICIUS A CASTRO

    (reforçando)
    Luciano Prado, advogado (Rio de Janeiro/RJ)
    Enviado em 10/4/2009 às 12:48:25 AM

    O escândalo, meu caro forasteiro é a grana, a “mufunfa”, a corrupção, a safadeza, a tentativa de cooptação. O escândalo é o CRIME ORGANIADO colocar jornalista no bolso, cooptar funcionários públicos. O escândalo é levar a “mufunfa” sem botar um prego numa barra de sabão, “só na malandragem… morou”? O seu filme é em uma dimensão? O nosso, o do povo brasileiro, é em 3D. Ou você é estrábico, caolho, ou só enxerga o que quer ver? O seu intróito é furado. Nos Estados Unidos a população cairia de pau e logo saberia distinguir – como gostam de fazer – entre o bem o mal. Tenha a santa paciência e não me venha com códigos de ética que a imprensa nunca teve. Ou o senhor vai querer instituí-lo a o partir desse fato? Desculpe o desabafo, mas o saco está no pescoço.

  18. Comentou em 11/04/2009 Lau Mendes

    Discutir se houve ou não vazamento por parte de Protogenes, neste caso, “não estou nem aí” e, embora não morra de amores pela Globo, acredito que ela “virou” testemunha. Na marra ou por vontade própria, ela é testemunha.
    Quanto a casa cair se fosse nos States, acho que o fato “vazamento privilegiado” já aconteceu lá também, só não havia os registros flagrantes, visuais e áudio no caso não valem como o decantado sigilo de imprensa ao informante, ou vale? Não acredito não houvesse interesse do FBI em “saber” qual dos seus repassara informações privilegiadas no caso Watergate.

    -Caso Watergate – …confirmaram que W. Mark Felt, o então número dois do FBI (polícia federal americana) era Deep Throat (Garganta Profunda)….

    http://observatorio.ultimosegundo.ig.com.br/artigos.asp?cod=331ASP010

  19. Comentou em 11/04/2009 joao carlos mazzini juliano

    apesar da precariedade dos servicos com que contava. o delegado protogenes foi um policial obstinado ,que conseguiu dar sequencia nas investigacoes e desbaratar uma quadrilha muito melhor equipada ,considerando o poder politico , economico e ate o apoio do JUDIARIO como ficou claro na sequencia dos fatos apos a prisao do BANQUEIRO BANDIDO.Protogenes e De Santics sao os herois que tentam restabelecer a justica que a sociedade espera ha tantos anos. acredito que a parceria globo-protogenes foi consequencia da falta de apoio ao trabalho do policial e esta plenamente justificada em vista do bem maior que visava e do resultado FANTASTICO que obteve.agora sabemos quem sao na verdade varias figuras importantes da republica e muitas mais ainda poderao aparecer, principalmente ,em governos passados.

  20. Comentou em 11/04/2009 Eunice Vincito

    Parabéns ao Lindemberg pela clareza e objetividade.
    Todo este texto só desvia do assunto principal. Nós vimos e ouvimos e não nada que possa mudar isso. Além da prática não ser exclusiva do caso ou da Globo, portanto, sem novidades, o delegado deve ter usado a imprensa pois sabia o tamanho da encrenca onde estava metido, o tamanho dos peixes que estavam na sua rede e também não é novidade usar este recurso até para se defender ao tornar público o lamaçal que as investigações revelaram e que a tanta gente graúda interessava esconder.

  21. Comentou em 11/04/2009 José Honório Cupertino

    Luiz, não caia nesta história corporativista de desqualificar o Protógenes. Voce é mais do que isto. O delegado Amaro fez um relatório cuja base é ilação, não prova nada. Um relatório repleto de meias verdades em que se nota que o investigador é desafeto do investigado. Credibilidade quase zero.

  22. Comentou em 10/04/2009 Luiz Gurgel

    Para saber mesmo sobre o caso Dantas-(bandido blindado pela mídia), acesse Luis Nassif. Não seja inocente, caro Dines.

  23. Comentou em 10/04/2009 Jorge Washington Astigarraga

    Porque não houve este ‘oba-oba’ todo,por parte do nobre articulista,
    na campanha eleitoral de 2006,quando a TV Globo foi chamada pelo
    delegado federal no caso dos ‘aloprados’?A equipe de reportagem já
    sabia de antemão,o nome e a localização do hotel em S.Paulo,onde os
    compradores do dossiê estavam.O dinheiro apreendido, já estava também todo arrumadinho pra foto.Ou será que naquele caso,a’ajuda’
    da Rede Globo era permitida?Até prova em contrário,o criminoso é o
    sr. Daniel Dantas e não o delegado, como tentam nos mostrar à toda
    hora.

  24. Comentou em 10/04/2009 dante caleffi

    Aliança com GLOBO,desqualifica qualquer iniciativa,ou jornalística ,ou policial. Detendo mais 60% da audiência televisiva do país,comprometida com os interesses conservadores e liberais, tendo usado a PF em episódios anteriores de repercursão O delegado BRUNO fraudando com César Tralli ,material sigiloso, do dosssiê Vendoim,que só exitiu para derrubar a candidatura à reeleição de Lula. Atualmente as ‘Organizações Globo’,trabalham com um único objetivo,que se multiplicou por três, aqui no Rio, contra o governo,municipal, estadual e federal. ‘Delenda Lula’,é a palavra de ordem até o fim de 2010.Ou com Dilma,já em 2011.

  25. Comentou em 10/04/2009 marina chaves

    do jeito que a coisa vai indo, eu sugiro que protogenes seja aclamado imperador do brasil… a globo não tem do que reclamar… ou entao sugiro um novo enredo para novela ou um novo bbb, bem ao estilo faroeste…. ia encantar os ligados na telona… ou entao algum cineasta podia comprar os diretos autorais desse drama bang bang e fazer O Filme.. …. ganharia o oscar…. pois quando envolve as coisas da justiça, senado, bancos e midia não há pais mais criativo que o brasil…. e tudo acaba em chocolate, já que estamos na páscoa…

  26. Comentou em 10/04/2009 alfredo sternheim

    Bem lembrado, Lindemberg, a mídia, em especial a TV, costuma acompanhar a prisão de simples suspeitos pobres (pessoas que nem foram condenadas) e nunca vi jonalistas nem aqui e nem em outro espaço, se indignarem.Exemplo: aquele carnaval feito com a cumplicidade das autoridades, quando da prisão dos Nardone? O casal , por enquanto é só suspeito. Eles foram inidicados e há um ano mofam na cadeia, separados entre si e dos filhos pequenos, a espera de um julgamento. Não vi indignação também aqui no Observatório quando aqueles jovens acusados de extorsão pelo padre Lancelotti foram presos diante das câmeras. Eles foram inocentados pela Justiça e a imprensa nem pediu desculpas por expos-los. Por que? por que são pobres? Aliás, o caso do padre ‘morreu’, Weis na época se indignou com a exposição do padre pela mídia, mas não se indignou com a exposição dos acusados. E nenhum jonral deu destaque a sentença de absolvição. Se eles são inocentes perante a Justiça, não houve extorsão. então, o que aconteceu?O padre mentiu? A imprensa deixou o caso. As imagens da reportagem de Tralli são verdadeiras?
    Então, houve suborno. Mas hoje memo o juiz deSantis diz que nem considerou essa matéria porque tem outras provas mais contudentes e em maior número para justificar a sua sentença de condenação de Dantas, anulada pelo STF. Porém, mesmo que sejam fracas essas provas, a telereportagem é forte

  27. Comentou em 10/04/2009 Cristiana Castro

    Tô me sentindo como as personagens do Velho, o menino e a mula, cada vez que eu acho que peguei o fio, sigo ele e volto pro novelo. No momento, tô com a mula nas costas!!! Não consigo formar uma opinião sobre o Protógenes. Que a parceria é absurda, não resta a menor dúvida e merece o triplo do barulho que a motivação da operação mereceu. Protogenes, parece ser uma pessoa digna, ética e pode ter convocado uma grande rede até para se resguardar, na medida em que estaria mexendo em vespeiro grande, não sei… Por outro lado, nenhum jornalão precisa de ‘ furo’ pq eles criam ‘ furos’ e fica tudo certo. Acho estranho tb, que um cara como o Protógenes tenha convocado, logo a Globo, que ao mesmo que tem penetração absoluta, conta tb com o descrédito da maior parte da população, ou seja, todo mundo sabe, que se tá com a Globo tá contra o País. Espero ler ainda muitas postagens sobre esse assunto, por enquanto, não sei o que pensar. O texto é uma denúncia infinitamente mais grave que todas as outras que ele envolve. Não há química possível entre imprensa e PF, sobretudo esse tipo de imprensa.

  28. Comentou em 10/04/2009 Ivan Bispo

    Preza Weiss, causa me espanto que agora o jornalista tenha se espantado com a ligação Globo-Protógenes. Pergunto, se a ligação da revista Veja em 2005 com aqueles bandidos, que foram pagos para produzir uma fita, lá nos Correios que desencadeou o mensalão, essa armação com certeza o jornalista considera que foi ética.

  29. Comentou em 10/04/2009 sergio ferreira ferreira

    Boa tarde

    Houve algum acordo Amaro-Estadão?
    Como o Amaro passou as informações ao jornalista do Estadão? Por telefone, pessoalmete? Isso é legal ? O Amaro não estaria incorrendo no mesmo erro?

    Pode-se acreditar, sem questionar, num momento desses, a afirmação sem provas de um jornalista?

    Perguntado sobre esse fato, o Protógenes, na CPI, não só negou, como afirmou que o delegado Amaro cometia erros funcionais graves.

    Em quem acreditar?

    Por enquanto é subjetivo, não é?

    Sem tergiversar, por enquanto acredito, a palavra é essa mesma, no Protógenes.

    Você acredita no jornalista do Estadão e no Amaro, OK!

    abçs

  30. Comentou em 10/04/2009 Lindemberg Rocha

    Não vejo problema na participação da mídia em acompanhar ações da polícia (sejam elas da esfera: municipal, estadual, federal ou até mesmo do exercito). Em quantas ações policiais repórteres dos chamados ‘jornais sensacionalistas”, participam das perseguições a bandidos nos morros e periferias do país, à procura de fragrantes?! Ou, até mesmo, coberturas jornalísticas em guerras no mundo a fora?! O importante seria nos atentar aos fatos. Pegaram “peixes grandes’ e devemos nos concentrar ao factual dos acontecimentos. Daniel Dantas e companhia são bandidos e já deveriam estar na cadeia. Essas discussões não nos levam conclusão alguma, e esses tubarões, escaparão da punição que têm direito.

  31. Comentou em 10/04/2009 alfredo sternheim

    Tanta indignação com a atuação da TV Globo no flagrante do suborno. A emissora , a exemplo de outros veículos de comunicação, fez um furo de reportagem, foi atrás (ou foram atrás dela) e provou um ato corrupto que o STF (ou o ministro G. Dantas)pelo jeito ainda não percebeu. A TV Globo foi beneficiada, não há dúvida, mas o público também , pois ficou provado um crime do colarinho branco. Aleluia. Mais grave Weis, é um jornalista político ter emprego no senado, ganhar 40 mil por ano para fazer programa de jaz na rádio Senado (existe?) e continuar fazendo comentários onde omitia o descalabro do senado, a incompetência do sen.Heráclito (DEM) que responde pela administração do senado. E Não vi no Observatório, fora a matéria de A. Faria e a réplica de R.Noblat, a mesma indignação que vejo agora. Assim como nunca vi indignação quando a Veja denunciou os laços familiares de alguns jornalistasque escrevem sobre política (e destroem Lula) com pessoas ligadas profissionalmente a Oposição . Caso de Eliane C, da Folha, que é casada com um marqueteiro que prestou serviços a tucanos e ao DEM. E quanto ao caso de Noblat; qual a importância para o povo brasileiro de um programa de jazz?O povo pediu? Para isso elegeu senadores? Estes, todos são culpados pela atual situação do senado e não devem ser reeleitos. Nem Suplicy, nem ninguém do DEM, do PSDB, do PTB . Se omitiram. Assim como aimprensa

  32. Comentou em 10/04/2009 Marnei Fernando

    Realmente a mídia e os delegados federais tem uma relação mais que promíscua… só que vemos aqui no OI e na midia criminosa em geral uma indignação seletiva de acordo com seus interesses (ou DDele)…
    E quanto ao famigerado episódio estrelado pelo delegado Bruno que fotografou deliberadamente uma montanha de dinheiro que estava sob proteção da justiça e repassou para o PIG com a clara intenção de derrubar o presidente? por falar nisso… cadê o delegado criminoso Bruno?
    E quanto ao vazamento criminoso de partes da operação Satiagraha pela jornalista da folha Andrea Michel, da Folha em conluio com Daniel Lorenz, chefe do Departamento de Inteligência da PF para beneficiar a defesa de Dantas?

    É Weis… você entrou num caminho sem volta…

    vou esperar ansioso pra saber se meu comentário contrário aos interesses DDele será publicado aqui no OI.

  33. Comentou em 10/04/2009 Bruno Moreira

    Os desserviços prestados pela Rede Globo à nação brasileira são inúmeros e creio que isto seja um consenso entre tod@s. No entanto, os opositores da operação Satigraha beiram ao ridículo ao afirmar que a democracia está sendo diretamente atacada por esta operação, pois são os mesmos que nunca afirmam que a democracia é diariamente ameaçada e destruída com a corrupção que assola nosso país.
    Para prender politico e banqueiro ladrão vale tudo, até o apoio da imprensa que na maioria das vezes joga do lado dos acusado pelo delegado Protógenes e que junto aos outros grandes veículos de comunicação transformam o acusador em réu.
    O articulista não precisa se preocupar, pois no momento em que os escândalos começarem a chegar aos ex palacianos tucunos e aos atuais palacianos petistas, toda a imprensa estará unida em prol da ‘democracia’, que está sendo super ameaçada pelo delegado Protógenes e a operação Satiagraha.
    Saudações

  34. Comentou em 10/04/2009 Vaney Ricardo Pinheiro

    Pura cortina de fumaça esse papo de investigar o Delegado Protógenes, transformar o investigador em investigado. Toda vez que os bandidos gente-fina caem do cavalo é a mesma coisa. Tribunais superiores, mídia grande e autoridades se escandalizam não com o crime, mas com suspeitas secundárias como disse no colega Bóris em seu comentário.

  35. Comentou em 10/04/2009 Wagner Morraes

    Weiss,

    depois que você lê o relatório, e não apenas repercutir o que outros, que também não leram, aí sim, começarei a levar em conta sua opinião.

  36. Comentou em 10/04/2009 Nilson Moura Messias Moura Messias

    Tenham Santa paciência! Para tentar anular a Operação Satiagraha e
    o Delegado Protógenes Queiroz, um ministro do supremo e um sena
    dor da republica, mentiram sobre um grampo. Imagiem o que farão pa
    ra conseguirem o objetivo maior: Inocentar o banqueiro bandido Daniel Dantas.

  37. Comentou em 10/04/2009 Luciano Prado

    O escândalo, meu caro forasteiro é a grana, a “mufunfa”, a corrupção, a safadeza, a tentativa de cooptação. O escândalo é o CRIME ORGANIADO colocar jornalista no bolso, cooptar funcionários públicos. O escândalo é levar a “mufunfa” sem botar um prego numa barra de sabão, “só na malandragem… morou”?
    O seu filme é em uma dimensão? O nosso, o do povo brasileiro, é em 3D.
    Ou você é estrábico, caolho, ou só enxerga o que quer ver?
    O seu intróito é furado. Nos Estados Unidos a população cairia de pau e logo saberia distinguir – como gostam de fazer – entre o bem o mal.
    Tenha a santa paciência e não me venha com códigos de ética que a imprensa nunca teve.
    Ou o senhor vai querer instituí-lo a o partir desse fato?
    Desculpe o desabafo, mas o saco está no pescoço.

  38. Comentou em 10/04/2009 Marcelo xz

    POIS É UMA MATÉRIA TODINHA condenando o delegado ,,,mais e o BANQUEIRO E SEUS NEGÓCIOS ESCRUPULOS ::?? não seria talvez essa a única maneira de o delegado conseguir pegar peixes GRAÚDOS ? NOS VIVEMOS num pais onde quem tem dinheiro manda em todo mundo policia,justiça(veja o ministro do STF uma vergonha)agora o delegado é o culpado por trazer a tona a corrupçao de dezenas de marginais,,ah te do,o SENHOR SE ACHA JORNALISTA e PIOR escrevendo aqui no OI

  39. Comentou em 09/04/2009 Raphael Bezerra

    Angelo seus argumentos são tão rasos quanto seu conhecimento. Tipico de quem mora em Brasília.

  40. Comentou em 09/04/2009 Ivan Moraes

    ‘não tem o dever funcional ou legal do sigilo. A Globo não vazou, deu a notícia’: tou vendo, mas a noticia que ela nao deu foi que menos de 4 horas depois da Satiagraha ser deflagrada ja se falava em Protogenes e a rede golpe, perfeitos juntos, EM BRASILIA.

  41. Comentou em 09/04/2009 Marcelo Henrique

    Um absurdo isso. O delegado extrapolou sim suas atribuições… o vale tudo tem que ter um fim… CPI DA MIDIA JÁ… Faz tempo que as relações promíscuas e criminosas da mídia com o poder no Brasil deveriam ser investigadas… A hora é esta.

  42. Comentou em 09/04/2009 Jose de Almeida Bispo

    Péra lá: vê se eu entendi direito. O cara chegou a um restaurante badalado – onde um malaco estava em pleno exercício de corrupção a um policial – portando uma câmera de filmagem que se avista a 300 metros de distância; filmou tudo em low resolution (ou foi editado em estúdio? A imagem pssada na Globo sugeriu baixa resolução); o meliante fez toda a negociação com o policial disfarçado de corrupto e a câmera ligada e não viu nada. Agora o Amaro (que também significa amargo) descobriu que tudo não passou de cinematografia do delegado-chefe da operação. E SOBRE OS HDS DE DANTAS ninguém diz nada. Como é duro ser otário; todo mundo quer tirar uma casquinha.

  43. Comentou em 09/04/2009 Paulo Borges

    Me pertimi copiar do blog no Noblat. Desculpe a franqueza mas um
    comentarista, um leigo, foi mais feliz e criativo que o senhor, um
    profissional das letras:

    Do blog do Noblat:
    OPINIÃO DE LEITOR
    ‘Solte Daniel Dantas! Crucifique Protógenes’
    Do leitor que se assina Senador em comentário à nota ‘Integra do
    relatório da PF sobre a conduta de Protógenes’:

    Bem sugestivo para uma quinta-feira santa:

    ‘Diz Gilmar Mendes para a multidão de políticos de Brasília: – A
    tradição diz que na páscoa alguém tem que ser libertado. Quem que
    vocês querem que eu solte: O Delegado Protógenes ou o banqueiro
    condenado Daniel Dantas?

    A multidão de políticos responde: – Solte Daniel Dantas!

    Gilmar Mendes pergunta: – E Protógenes, me parece um cidadão
    correto, cumpridor de suas obrigações de policial. O que eu faço com
    ele?

    A multidão de políticos responde: – Crucifica-o! – Solte Daniel
    Dantas.

    E Gilmar Mendes lava as mãos e manda soltar o banqueiro
    condenado Daniel Dantas.

    Nossa esperança é que daqui a três dias é Páscoa!!!’

  44. Comentou em 09/04/2009 Tartufo Molliere

    Pô Wei?
    Até você?

  45. Comentou em 09/04/2009 Boris Capone

    Luiz, assista o filme ‘O Informante’ com Al Pacino e Russel Crowe.

    No mais, issoé tudo secundário, o mais importante é o conteúdo da investigação. Algo que vem sendo suprimido a meses na mídia.

    Porque isso?

  46. Comentou em 09/04/2009 rafael candaten

    Parabéns a Globo e ao Protógenes. A união é sempre bem vinda pra desmascarar os banqueiros.

  47. Comentou em 09/04/2009 zanuja castelo branco

    Ontem no circo do Itagiba, o palhaço Jungman leu esse relatório, a parte q se refere aos telefonemas, e o Delegado negou, peremptoriamente, q os nºs do telefones fossem dele ou do terminal do trabalho de onde ele comandava a operação. Entre o Protógenes e o tal Amaro, fico com o 1º.
    Quem vai apurar o vazamento do inquerito contra Protógenes? O tal Amaro vazou o que estava em segredo de justiça, assim como o tal juiz Mazloun, mas contra esse já foi aberto inquerito, estou aguardando q abram outro contra delegado amaro.

  48. Comentou em 09/04/2009 Angelo Azevedo Queiroz

    Ivan, não barbarize. A rede Globo não pode ser acusada de vazar nada, sabe por quê? Por que ela não tem o dever funcional ou legal do sigilo. A Globo não vazou, deu a notícia. Vazamento de informação sigilosa é crime.Entendeu? O autor do texto, estranhamente, passa por cima do fato para denunciar o não-fato.O fato: Protógenes, chamou a Globo para botar sua história no JN. Ele é a servidor público e é quem tem deveres legais e funcionais, mas vazou a investigação para a imprensa.Por isso, ele foi indiciado em inquérito da própria PF e afastado. O jornalismo da Globo fez o que lhe cabia: dar a notícia.Se a polícia assessorou o cinegrafista nesta empreitada, de quem é o erro? A parcialidade do articulista beira o desatino, e ainda faz queixas freqüentes em relação à parcialidade da imprensa.Convido o articulista e qualquer um a apresentar o dispositivo legal que teria sido violado pela Globo. Se houver um , que ela seja punida, se não, deixem de torcer os fatos.Quanto ao cavalheiro da esperança, Protogenes, caso o inquérito conclua pela culpabilidade, espero que ele seja julgado e pague pela sua conduta.Claro, até lá ele já terá conquistado foro privilegiado.

  49. Comentou em 09/04/2009 Ivan Moraes

    Noooooossaa! Agora teem provas definitivas do que a rede golpe vazou pra Brasilia poucas horas depois do inicio da operacao. Eh, o traseiro dela ta fora da historia, mesmo porque ela tem garantia juridica de impunidade dentro ou fora da historia. Mas ela esta fora da historia. Ta vendo? Fora da historia.

Código Aberto

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem