Terça-feira, 20 de Fevereiro de 2018
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº974

CÓDIGO ABERTO > Desativado

A quem interessa grampear parlamentares?

Por Alceu Nader em 03/11/2005 | comentários

por Walter Alves

Desde terça-feira, 1º/11, os jornais mais influentes do Brasil têm trazido matérias sobre o grampo em telefones de parlamentares. Arthur Virgílio, senador do Amazonas pelo PSDB, abriu a lista um dia antes, da tribuna do Senado, para denunciar que estava sendo grampeado pela Abin (Agência Brasileira de Inteligência) e prometer uma surra ao presidente Lula. Os jornais deram destaque secundário ao discurso do senador. Ainda na repercussão da reportagem de Veja sobre o ‘ouro de Cuba’, a notícia ganhou espaço apenas nos cadernos internos, ou simplesmente foi ignorada, como nos casos, do Valor Econômico e Gazeta Mercantil.

Na terça-feira, imitando o senador tucano, o deputado baiano ACM Neto, do alto de seu 1m50, subiu à tribuna e ameaçou de surra o Presidente da República. No dia seguinte, Finados, a Folha de S.Paulo deu destaque à notícia na primeira página e acrescentou a disposição da senadora Heloísa Helena (PSOL-AL) de também querer surrar o mesmo. Jornal do Brasil, O Estado de S.Paulo e O Globo ampliaram o destaque às denúncias, mas mantiveram a notícia nas páginas internas. O governo respondeu através do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), ao qual a Abin está vinculada, negando a acusação.

Hoje, quinta-feira, a notícia ganha a manchete principal do O Globo com novas personagens. O presidente do Conselho de Ética da Câmara, Ricardo Izar (PTB-SP), e Osmar Serraglio (PMDB-PR), relator da Comissão Parlamentar Mista de Inquérito dos Correios, ocupam a reportagem para denunciar que também foram grampeados. A Folha de S.Paulo amplia o número de deputados ‘monitorados’ e inclui o tucano Eduardo Paes (RJ). O mesmo jornal informa, num quadro de apoio à reportagem, que ‘segundo Osmar Serraglio, todos ‘os agentes públicos em evidência’ nas investigações em comissões de inquérito abertas no Congresso vêm sendo monitorados’. O Estado de S.Paulo acrescenta que, para Serraglio, ‘é difícil saber quem estaria por trás dos grampos’. O Jornal do Brasil amplia a cobertura e o destaque à notícia, faz chamada na primeira e dedica a página 3 ao assunto com uma manchete que põe em dúvida a palavra dos deputados: ‘Mania de perseguição no Congresso’, anuncia.
Os jornais econômicos, Valor Econômico e Gazeta Mercantil, continuaram não dando bola para o assunto.

Duas parlamentares petistas, a senadora Ideli Salvati (SC) e a deputada Angela Guadagnin (SP), também afirmaram ser vítimas da truculência. A senadora também suspeita que seus telefones estejam grampeados. A deputada relatou que na última terça-feira foi alvo de um trote com ameaça de seqüestro.

O general Jorge Félix, ministro-chefe do GSI, mais uma vez atuando como porta-voz do governo federal, informa que ‘enviou ontem um ofício ao presidente da Câmara, Aldo Rebelo, pedindo que ACM Neto enviasse um relatório sobre o caso. Inicialmente, o GSI havia dito que as denúncias do deputado careciam de fundamento’, segundo o Jornal do Brasil.

Tereza Cruvinel, na coluna Panorama Político do O Globo, até o momento, foi a única a questionar a quem interessa os grampos e acrescenta: ‘… certamente há muito mais gente, além do governo, interessada em saber o que falam os membros da CPI. Inclusive os tais financiadores privados de campanhas e doadores do valerioduto. Alguns devem andar trêmulos de medo de que seus nomes sejam revelados.
O general Jorge Félix, chefe do Gabinete de Segurança Institucional, ao qual é subordinada a Abin’, continua a coluna, ‘pedirá informações aos denunciantes para, se for o caso, abrir uma sindicância. A Abin freqüenta a crise desde a origem. Foi suspeitando que Dirceu mandara arapongas gravar seu afilhado Maurício Marinho com a mão na cumbuca da propina que Roberto Jefferson explodiu o valerioduto e o mensalão. Depois, o empresário Arthur Waschek assumiria que contratou um araponga para fazer a fita. E arapongas há de todas as linhagens, públicos e privados, federais e estaduais. Todos inalcançáveis’.

Não bastasse os cinco meses de crise política vividos intensamente, as denúncias múltiplas de grampo colaboram para que ela se agrave. Apesar do destaque à notícia dado hoje, a impressão que fica é que tanto a imprensa quanto os poderes Executivo e Legislativo não estão dando a devida importância ao fato. Parlamentares, sejam eles da oposição ou da situação, podem estar sendo grampeados e constrangidos e isso é grave, muito grave.
Da parte do Executivo, faltam atuação e respostas convincentes de que nada tem a ver com grampos e repúdio, com veemência, a tais procedimentos. Dos presidentes da Câmara e do Senado não se ouviu nenhuma palavra sobre o assunto. Da parte da imprensa, mais uma vez, faltou aprofundamento na investigação para demonstrar se os parlamentares denunciantes querem agitar mais a crise, se querem desviar a atenção de seus próprios problemas – como pode ser o caso de ACM Neto, com a denúncia que ocupa a capa da CartaCapital desta semana sobre caixa 2 na Bahiatursa – ou se eles estão sendo efetivamente vítimas de uma atitude antidemocrática e condenável.

Parlamentares não podem ser constrangidos ou espionados por quem quer que seja. Do contrário, a política estará sendo transformada na arte de chantagear e de surrar adversários – o que não combina com estado democrático.

Todos os comentários

  1. Comentou em 05/11/2005 Francisco C.Silva Canindé

    É lamentável o discurso do sen. Arthur Virgílio, corroborado pelo dep. ACM Neto de surrar o Pres. Lula. Falta respeito a democracia e as intituições brasileiras`. É preciso mais respeito ao eleitor, já que eles não se respeitam.Para finalizar é bom lembrar que em materia de grampo o ACM Neto tem ligacões muito próxima com o senador do grampo.

  2. Comentou em 04/11/2005 Alberto Filho

    Realmente a oposição não sabe mais o que fazer para tornar o Brasil um país ingovernável. Afinal, como poderia esta oposição de elite, constiuída de caciques conhecidos do povo, permitir que um presidente oriundo das profundezas da miséria acabasse com a inflação, tornasse nossa moeda forte e se impusesse nosso país de maneira consistente perante o mundo?
    Esta oposição já perdeu a credibilidade…atiraram para todos os lados e não conseguiram nada. Aliás conseguiram sim, conseguiram fazer com que o governo perdesse a paciência e os enfrentasse com as mesmas armas… Preparem-se para o ´furo´ da revista CARTA CAPITAL que estará nas bancas a partir de amanhã! As cenas do próximo capítulos são reveladoras…
    Essa máxima da oposição de ‘quanto pior melhor’ não vai durar muito mais.

  3. Comentou em 04/11/2005 Paulo Marcelo Alcântara

    Quem olha ACM Neto ameaçar bater em alguem comaquele físico privilegiado, fica em dúvidas se ele é doido, exibicionista ou irresponsavel. Com aquele físico ele não bate nem em uma gata velha pois corre sério risco de sair bastante arranhado.

  4. Comentou em 04/11/2005 domigos oliveira

    Um bando de safados, querendo segurar na teta da vaca que tem muito leite…

  5. Comentou em 04/11/2005 carlos claudio

    Agora alguns parlamentares sabem que eles que deram asas para a cobra voar, são vítimas da própria burrice. Como são feitos esses grampos ??(autorizados por lei criada pelos próprios parlamentares), são feitos através de maquinas monitoradas por simples mortais. Será que um destes ‘monitores’ com alguma pendenga politica ou de qualquer especie, não vai apertar os botões e usar esse grampo em beneficio próprio, mesmo sem autorização??? Sendo gravada e depois lançada na mídia a desgraça já está feita, e não adianta chorar.Hoje está virando paranoia nacional, saber que conversa nenhuma sobre qualquer assunto não pode ser realizada através de celular, pois seu ex-mulher, seu pior inimigo, seu vizinho, seu concorrente, pode ter ‘contratado’ alguem para espiona-lo, espero que isso sirva de lição e que tomem uma providencia séria agora que doeu na propria pele, mas se lembrem dos simples mortais e não legislem só em causa própria.

  6. Comentou em 04/11/2005 Manuel Pereira de Silva

    Quem não deve não teme, porque esse nervosismo todo? Deveriam abrir mão do sigilo bancário e telefônico tbém.

  7. Comentou em 04/11/2005 Alexandre Alvarez

    De tudo isso nós podemos ver algo em perfeita visibilidade. Como o ACM Neto, numa demonstração de que filho de peixe, peixinho é, tão logo falaram sobre o Caixa -2 da Empresa Baiana de Turismo, conhecida como Bahiatursa, ele, para desviar a atenção e especulações sobre o assunto que a Bahia toda já sabe, pegou o bonde andando e se pôs de vítima dos grampos que dizem estar existindo, e no alto de sua baixissima envergadura, conseguiu ser vulgar e irracional como o Sen Arthur Virgilio. O Senador por sua raiva, até acredito que esteja sendo observado, mas ACM Neto, pela história do Avô ACM, é mentirosa e inescrupulosa sua acusação. Por sua postura arrogante, não merece fé política da Nação Brasileira.

  8. Comentou em 04/11/2005 ORESTES NIGRO Nigro

    Eu acho engraçado que ainda se referem ao Estado e ao regime brasileiro como ‘democrático’! Quando será que vão ter coragem de rever esta posição? Quando será que vão buscar um termo mais apropriado para identificar e qualificar este ‘estado de coisas’.Pois, pelo que se vê, há muito tempo, esta nação não tem mais nada de democrática. Onde está a a independência entre os Poderes, condição básica fundamental de qualquer democracia que que preze? Hoje temos um executivo que legisla e que nomeia os ministros da mais alta Corte. E com a invenção dos privilégios judiciais dos governantes, só se pode esperar por impunidade e desprezo à causa democrática. Saímos do estado de ditadura para entrarmos no ‘estado de direito’, mas o direito que vemos pontificar é o de rasgar a Constituição, enlamear o Parlamento, descaracterizar o Poder Judiciário e cinicizar o exercício da presidência. Portanto, basta de hipocrisia! Você que escreveu tudo isto não acredita no tal ‘Estado democrático’. E é por estas e outras mentiras que este país é hoje um circo de palhaços e um antro de fraudadores. Qualquer povo que fosse sério e amasse a terra em que nasceu, já teria incendiado este país. Mas um bando de Macunaímas se apossou deste torrão, o que me dá vontade de sumir no mundo!

  9. Comentou em 04/11/2005 Jonas Leite Ferreira

    Entende-se perfeitamente os cuidados de quem está sendo ‘grampeado’, ainda mais em se tratando de quem representa o povo e que por ele fala. Entretanto, o desequilibrio desses políticos, em momentos onde a razão deve imperar, sobretudo como exemplos de homens de têmpera e que nada devem temer pq nada devem, nos sucintam amplas dúvidas em razão do procedimento questionável e até irracional que adotam como resposta , como se algo temessem ou tivessem a esconder. Quando ao Senador Arthur Virgilio(PSDB-AM), do alto da sua idade e experiencia, fica constrangedora tal atitude e esperávamos algo mais natural e respeitoso. Quanto a ACM Neto, jovem, arrogante e despreparado, no meio de políticos de larga experiencia, quer mostrar algo que ele não possui. Ser mais homem do que ele consegue ser. Cópia fiel do avô, ainda não aprendeu que toda essa atitude inconsequente, só leva ao caminho que atualmente o seu avô conseguiu alcançar: O Ostracismo! Político.

  10. Comentou em 04/11/2005 tiao esdem

    Toninho malvadeza como ficou conhecido, capaz de grampear os adversário e até os proprios amigos, lembre-se do caso da espionagem da urna eletrônica do congresso, mesmo ele seria incapaz de tal baixaria contra um presidente da republica (visto que o mesmo respeitava Ulisses Guimarães quando presidnte interino) . O MENUNI NDO QUEIMOU A FITA JUNTO COM Artur bigilio e a tal de Heloisa madalena o povo não vai esquecer desta na próxima eleição . E a imprensa porque age tão imparcial será que acha que não precisa do povão e pode puxar mas quem favorece a si .

  11. Comentou em 04/11/2005 Alvaro

    ‘arte de chantagear e de surrar adversários’ – o que não combina com estado democrático. … por isso q nós n temos uma democracia.. como disse certa vez um padre do interior, democracia vem do DEMO.. eh coisa do demo!! pq acreditar q o povo eh q manda nesse país eh burrice… e outra, desde quando política no Brasil nao se trata de CHANTAGEAR E SURRAR ADVERSÁRIOS ?? Ladrao procura ser político pra ter direito de roubar na lei.. pra fechar: A diferenca entre o ladrao e o politico eh q o 1o escolhe voce, o 2o eh voce quem escolhe…

  12. Comentou em 04/11/2005 Claudio Mendes

    o que eu acho é que tanto o Arthur Virgílio quanto o Malvadezinha ACM. Neto, estão é querendo não sair da mídia, já que o papo deles furou por falta de credibilidade pelos seus históricos políticos. estão inventando estórias e bravatas, coisa bem de gente sem nível para representar o povo.

  13. Comentou em 04/11/2005 Sylvio Laurandi

    Não concordo em absolutamente nada do que diz a coluna. Acho justamente o contrário. Deputados, senadores, possuem ‘cargo público’, devem ter seus telefones grampeados sim, pelo povo brasileiro enquanto cumprirem estes ‘mandatos’! Afinal estão cumprindo um mandato para servir aos que os elegeram. Nós temos o direito de controlar estes picaretas. E não adiante dizer que nós escolhemos porque qualquer um que chegar lá vai fazer o mesmo. Tem que mudar é a lei. E vocês da imprensa que tem um poder para isso ficam colocando cobertor quente. Eles têm que ter a vida tipo “livro aberto”, “grampo livre” mesmo, só assim terão pelo menos mais cuidado e um pouco de medo (será que eles sabem o que é isso?). É nosso direito, colocamos eles lá temos o direito de controlá-los.
    Isso tudo de ACM Neto é mesmo para desviar a atenção das denúncias domésticas, ou o colunista não conhece os métodos do avô?
    Eu defendo que, já que esses cidadãos estão acima de nós, acima do bem e do mal, que ao terminarem seus mandatos, sejam todos fuzilados em praça pública para morrerem como heróis. Aí sim, só cumpriria mandato os políticos com pureza de princípios, com a vontade nobre de ‘servir’ à pátria. ‘Servir’ do jeito que eles servem, todo o povo quer também. Não acredito em nem 10% deles.
    Não pense que eu sou um estúpido, radical não. O povo todo pensa assim, basta sair na rua de jeans e camiseta de malha simples e tocar no assunto para ter logo a aprovação de um monte de gente.

  14. Comentou em 04/11/2005 Marcos Santos

    A troca de informações confidenciais (ou o acesso a informações privilegiadas) interessa a ambos os lados: ao governo e a oposição.

    Isso pode ser um sinal de que no Brasil o interesse nacional foi posto de lado pelos grupos políticos que estão no ‘front’. O que interessa é derrubar o adversário. E os ‘grampos’ podem ser uma arma importante.

    Até hoje, os parlamentares só se preocuparam com a crise atual, e não em como evitar futuros problemas, em dar mais transparências as ações do governo e do próprio parlamento (por que não ampliar às ações da justiça?), em restringir as suas próprias ações e em tornar seus eventuais erros passíveis de punições mais rígidas. Se alguém for posto prá fora agora, deixará o caminho livre para que o rival cometa o mesmo tipo de crime sem haver uma oposição forte o suficiente para investigar e denunciar. Quer dizer, pode ficar pior.

  15. Comentou em 04/11/2005 Edivelton Tadeu Mendes

    O Sindicato dos Telefônicos ligado à CUT está nas mãos de sindicalistas ligados a parlamentares que participaram do mensalão ou cutistas, isto levar a ser necessário a verificação dos grampos de parlamentares junto a este representante (?) sindical dos interesses(?)de trabalhadores em empresas de telefonia.

  16. Comentou em 04/11/2005 EDUARDO O MÁXIMO JONET

    …TEM GENTE QUE GOSTA DE SER ROUBADA …SÃO OS PETRALHAS, DEFENSORES DO BEBUM !!!

  17. Comentou em 04/11/2005 EDUARDO O MÁXIMO JONET

    é UMA VERGONHA TEMOS UM PRESIDENTE DE SINDICATO (DO CRIME) TOMANDO CONTA DO PALÁCIO DO PLANANLTO, ONDE UM MINISTRO DA JUSTIÇA SE COMPORTA COMO UM ‘PAPAGAIO DE CURTIÇO’
    E PARA APIMENTAR A FESTA TEMOS OS PETRALHAS, UM BANDO DE CEGOS E MALUCOS APLAUDINDO O INCALTO ‘DEUS LULLA’…É UMA VERGONHA !!!

  18. Comentou em 04/11/2005 Robispierre Barbosa do Nascime Barbosa Nascimento

    Interessa ao povo para sabermos quem são os verdadeiros ladrões.

  19. Comentou em 04/11/2005 luiz alberto ribeiro

    tanta inrresponssabilidade, um corruptivel historico chamado de Virgilio Guimarães e um moleque que não passa de um fantoche agressivo a serviço do Ladrão avô, desrrespeitam até o presidente da sua república, acho que é hora de investigar tudo desde 98 inclusive na bahia, onde ACM – NETO deve ter seu ACM-DUTO. POBRES MOLEQUE INRRESPONSAVEIS E CORRUPTOS, QUEREM SER A VOZ DA ÉTICA E DA MORAL . SÓ INDIOTA PARA EMBARCAR NA TAL APLICAÇÃO …

  20. Comentou em 04/11/2005 Carlos

    oras não são eles os homens publicos? entãum não acho q como tal eles devem arcar com seus cargos, afinal são muito bem pagos p isso!!!

  21. Comentou em 04/11/2005 Mário Eustáquio Gontijo Gontijo

    Estes ‘parlamentares’ com mania de perseguição deveriam pedir afastamento para tratamento psiquiátrico. Arthur Virgílio deveria ser punido por desrespeito ao presidente da república, bem como o ‘filhotinho’ ‘netinho’ da ditadura. As senadoras do PSOL, idem.
    Na verdade o parlamentar que muda de partido no meio da legislatura, DEVERIA PRIMEIRO RENUNCIAR AO MANDATO conferido por nós, mortais eleitores.

  22. Comentou em 04/11/2005 márcia borges

    Não é democrático, grampear, roubar os cofres públicos, tentar impedir que os acusados paguem por seus delitos, subornar e tentar justificar erros atuais tendo como exemplo erros antigos. Nosso país deve se livrar dos políticos corruptos agora pois, se deixar para mais tarde não será possível. Agora é a hora. Em 2006 faremos uma varredura política e os novos têm que saber que, se cairem na corrupção,pagarão por isso.

  23. Comentou em 04/11/2005 Francisco das Chagas Alves

    Quanto ao estranhamento sobre a atitude dos chefes do Congresso, deve-se levar em conta que tanto ‘caixa 2’ quanto ‘escuta’ entre políticos é muito comum. Joga para a platéia e para a ‘crise’ quem endossa a tese de que o executivo seria o principal interessado. Meus cumprimentos, mais uma vez, à jornalista Teresa Cruvinel, pois também acredito que os ouvintes dos grampos são do convívio dos próprios parlamentares

  24. Comentou em 04/11/2005 Altair Oliveira da Silva

    Realmente a maior parte da imprensa já percebeu a histeria da elite conservadora do país. Notem entretanto que o sistema globo continua apontando os seus holofotes na direção de denúncias, muitas vezes, irresponsáveis e vazias. Idem à revista veja. Quanto ao Sr. das Trevas da Bahia e o seu netinho de 1 metro e meio o Brasil inteiro sabe que esse sempre foi o método que ele usou na Bahia para intimidar, ameaçar e chantagear inimigos (políticos ou não). Ou será que o menudinho não sabe disso?

  25. Comentou em 04/11/2005 antonio Sergio Righi righi

    porque todo corrupto tem medo de
    ser cassado? Será vergonha!como
    que para enganar o povo com tanta
    robalheira como nunca se viu an
    tes eles não tem vergonha,se não
    deve não teme,encare o congresso,
    não ficar tentando prorrogar,ten
    tando se fazer de santo,quando to
    do mundo sabe que não é.

  26. Comentou em 03/11/2005 Igor Lens

    Está aqui a resposta para estes caras que plantam crises. A própria Folha publicou hoje:Os deputados que disseram ter as linhas telefônicas grampeadas descartaram nesta quinta-feira a possibilidade de as escutas serem patrocinadas pelo governo. E olhem só a piada: deputado tucano relatou que um parlamentar do PT mostrou documentos que apontariam investigações semanais feitas pela Abin contra ele e ACM Neto. ‘Nós recebemos informações de que agentes da Abin estariam fazendo relatórios semanais sobre parlamentares que participam das investigações’, disse. Ai está, quer mais prova do que isso? Estes senhores só querem o holofote da mídia, inventam histórias, acusam sem exibir qualquer prova, ainda recebem guarida de parte da imprensa. Será isso imparcialidade? Grande piada! Cada vez meu voto se consolida. Lula Lá em 2006.

  27. Comentou em 03/11/2005 Geraldo Vida

    Prezado Sr. Jornalista,
    Não são apenas os parlamentares q não podem ser constrangidos ou espionados, em plena vigencia do Estado de Direito, nenhum cidadão pode ser submetido a essas ações.

  28. Comentou em 03/11/2005 Iorgeon Haenkel

    Os descaminhos do jornalismo no Brasil.Veículos de comunicação hoje neste país se acham donos da ‘verdade’, preferem ‘investigar’ fábulas, claramente montadas para desqualificar o Presidente da república,enquanto fatos verídicos,como o da Bahiatursa,são tratados com notinhas por um Blog,não merecendo uma atenção maior pelos jornais e telejornais do país. Enquanto isso, para desviar a atenção,um menino metido a gente grande(ACMinho)e um Arrogante senador(que não soube dar educação a seu próprio filho),tentam desviar a atenção acusando o governo de grampo e mais,falando em dar surra no Lula.Um desrespeito toatal a figura do presidente. Será que ninguém mais se lembra dos grampos feitos pelo ACM na Bahia?Aqueles foram comprovados.Será que ACMinho fez este contra-ataque prevendo que seria investigado pela PF pelos desvios? Com essa ameaça ele tentaria imobilizar o Ministro da Justiça, não é? Outra coisa,uma amiga americana me disse que se um presidente dos Estados Unidos fosse tratado pelos repórteres como o fazem com Lula,já teriam sido processados e impedidos de trabalhar.Aqui, repórter vira polícia e juíz. E neste momento,parece que a justiça está favorecendo apenas um dos lados. Juro que não tô gostando de nada do que estou vendo.

  29. Comentou em 03/11/2005 Fabio de Oliveira Ribeiro

    Se o grampo não for autorizado por decisão judicial é ilegal. Assim, tudo que for gravado sem autorização não pode ser usado como prova porque obtido ilicitamente. As finalidades políticas deste suposto grampo de parlamentares são, no mínimo, obscuras. De que adiantaria grampear o telefone de um oponente se nada do que fosse gravado poderia ser utilizado como prova judicial? Fico imaginando qual seria a efetividade de uma intimidação do tipo ou você faz o que quero ou divulgo o que gravei ilegalmente? Esta história de grampo está parecendo pura BOATARIA, coisa de gente interessada em se manter na mídia a qualquer custo.

  30. Comentou em 03/11/2005 Célio Mendes

    Realmente estamos assistindo a um ‘samba do crioulo doido’, ou então ‘o fim esta próximo’, pois quando ACMzinho sob a tribuna para vociferar contra uma antiga tradição familiar, é sinal que ultrapassamos todos os limites conhecidos da hipocrisia. Se existise um aparelho para medir hipocrisia e cara-de-pau no congresso ele certamente teria explodido. ACM avô quase perdeu o mandato por ser adepto da pratica de escutar a conversa alheia que seu neto agora condena, Alias a midia fez questão de enterrar o assunto, porque sera que alguns escandalos são mais escandalosos do que outros ?

  31. Comentou em 03/11/2005 Odracir

    Ee parece que haa um estado de paranoia geral, tanto do governo como da oposicao. E o duro ee parece tudo um samba do crioulo doido. EE o governo dizendo que a oposicao que fazer e um golpe e que a oposicao apareceu com o Marcos Valerio. Ee a oposicao falando do ouro cubano para a campanha do PT (este sim um verdadeiro estelionato eleitoral em cima dos cubanos). Mas, tamben, com um governo destes … um governo em que se diz democratico, mas vem com iniciativas autoritarias como a CNJor e a ANCINAV. Um governo que se diz pelo social, mas quem reina sao neobobos arrependidos para o liberalismo economico ortodoxo. Temos um ministro da justica que se parece mais um advogado criminalista ou articulador politico – e o pior -considerado um dos melhores no planalto! Um governo inepto que nao procura solucoes permanentes, mas soo paliativos (veja o fome zero e o nao monitoramento social do bolsa familia). E cuja melhor desculpa ee dizer que nos governo passados tambem se utilizavam da corrupcao. O caso de Sto Andre, entao, parece coisa de mafioso. Tudo isso soo faz pintar um clima de conspiracao mesmo. Tudo isso de um presidente enquanto candidato dizia-se ser o paladino da justica social, uma forca moral e etica para o pais. A queda do mito Lula e da moral petista so faz crescer a desconfianca que o governo nao ee ‘accountable’.

  32. Comentou em 03/11/2005 Paulo de Tarso Neves Junior

    Realmente muitos setores têm interesse (e a falta de caráter) de grampear parlamentares; inclusive parte da imprensa que descreve, palavra por palavra, telefonemas entre pessoas do governo sem contar como conseguiram esse feito.

Código Aberto

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem