Quinta-feira, 17 de Agosto de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº954

CÓDIGO ABERTO > Código Aberto

A revolucionária TV hiperlocal via Web

Por Carlos Castilho em 16/01/2007 | comentários


Os habitantes da pequena cidade da Temecula, no sul da California, participam de uma experiência inédita em matéria de televisão, que pode mudar os nossos conceitos sobre transmissão de imagens em comunidades com até 100 mil moradores.


A emissora local KZSW colocou sua programação no site You Tube, dando a volta por cima em limitações técnicas e jurídicas relacionadas à instalação de antenas e transmissores, bem como abrindo uma brecha no sistema legal sobre concessão de frequências.


A iniciativa da KZSW sinaliza um novo caminho para emissoras locais de televisão que podem testar um novo modelo de comunicação com a audiência, sem necessidade de investimentos milionários em infraestrutura técnica e nem depender de conchavos políticos para obter uma permissão para transmitir.


A programação da emissora pode ser acessada segundo a vontade do espectador, pelo sistema on demand (por encomenda). Assim não há uma sequência pré-determinada de programas, além disso o usuário pode escolher um pacote de programas que estará disponivel no dia e na hora desejada.


Outra novidade é o fato dos espectadores poderem comentar os programas e notícias assistindos, trocando opiniões com os autores e também com outros espectadores, como se estivessem lendo um weblog como o Código.


A grande restrição da proposta ainda é a exclusão digital, pois os espectadores necessitam de banda larga para acessar a internet onde se encontram os programas da chamada TV hiperlocal, que ainda é um privilégio de comunidades afluentes.


Kevin Page, o diretor da KZSW anunciou uma outra iniciativa não menos inovadora. Ele pretende transformar as torres repetidoras de sinais de televisão na área de Temecula em pontos de transmissão de internet via rádio para os 90 mil moradores da região. As operadoras telefônicas estão interessadissimas no negócio.


O caso da emissora do sul da Califórnia mostra que existem soluções técnicas possíveis e de baixo custo para a criação de emissoras de TV voltadas para as pequenas comunidades. Ainda não existe nenhum estudo mais detalhado sobre o preço de um projeto como este, mas dá para imaginar que ele é infinitamente mais barato do que a montagem de um transmissor convencional de TV.


A migração da produção em vídeo para a internet começa a indicar que a futura televisão digital poderá ser uma fusão da Web como da TV num canal multimídia de comunicação. Na área jornalística isto já é quase uma realidade.


A produção de programas e de noticiários locais é unanimemente considerada pelos estudiosos da imprensa mundial como o grande nicho inexplorado de cobertura jornalística. Este segmento do mercado tende, portanto, a atrair cada vez mais a atenção dos profissionais, o que pode ser uma alternativa para o desemprego entre os jornalistas atingidos pelos cortes das grandes empresas de comunicação.

Todos os comentários

  1. Comentou em 18/01/2007 Paulo Geyer

    Sobre a transmissão de programação pela internet, já existia o Democracy TV, que é novo e ainda não ganhou um público muito grande, mas essa é a primeira vez que vejo um canal de televisão adotar oficialmente um meio te transmissão pela internet.

    pra quem quiser conhecer o sistema Democracy TV: http://www.getdemocracy.com/

  2. Comentou em 18/01/2007 Rafael Matos

    TV Digital? nos aparelhos de TV? para mim é muito tempo e claro interesse nas discussões sobre a TV Digital. O futuro está na web, a interação está na web, seja com o you tube ou qualquer outra coisa que se permita assistir o que se quer na hora que se deseja.

  3. Comentou em 17/01/2007 jose carlos lima

    O que é TV via Web? Aqui em Goiás temos um jornal que transmite jogos e outros programas via Web. A Tv hiperlocal é isso? Favor conferir no site do jornal diário da manhã http://www.dm.com.br clicar em DMTV. Neste momento a DMTV está transmitindo ao vivo um jogo de futebol numa cidade do interior

  4. Comentou em 17/01/2007 Pedro Lima

    (1) O segmento atrasado da elite brasileira, sobretudo as donas das emissoras de TV, não conseguem limitar o avanço que a Internet pode proporcionar.

    (2) O Youtube, por exemplo, proporciona que qualquer entidade possa ter a sua própria emissora de TV. Seria a democratização dos meios de comunicação?

    (3) Já houve a primeira tentativa de bloqueio do YOUTUBE, mostrando claramente a intenção do segmento conservador da sociedade.

    (4) Vamos aguardar para ver como irá se comportar os Donos e os usuários do Brasil.

  5. Comentou em 17/01/2007 jorge cordeiro

    Eu quero saber quando é que o site vai discutir o envolvimento de Rebeca Scatrut , mulher de Ricardo Noblat, no escândalo do desvio de R$ 33 milhões do Incra/Ministério do Desenvolvimento Agrário, que envolve também o atual deputado federal Raul Jungmann? http://www.escriba.org/blog/2007/01/16/sai-da-toca-noblabla/

  6. Comentou em 17/01/2007 Anderson Fortaleza

    Enquanto isso estamos aqui empacados, pagando R$ 150,00 por mês pra uma internet de 300k. Vi a iniciativa da internet via rede elétrica, aquilo deveria ser política pública, mas tem muito veículo de ‘comunicação’ que não tem o mínimo interesse na proliferação da internet no Brasil.

    Dou um exemplo, hoje, por mera estupidez tecnica da Anatel (traduzindo: lobby de provedores de acesso como o uol que teve lucro líquido de 400 milões de reias ano passado) ao contratar um serviço de banda larga sou OBRIGADO a pagar um provedor. Só que não há *nenhuma* necessiadde técnica disso, é só porque a lei diz e pronto.

    Isso onera o acesso e é obviamente uma medida contrária à democratização do acesso à internet. Até que isso caia, até que alguém de bom-senso assuma o controle já se foram décadas de desperdício e atraso. Como o Brasil anda devagar, meu D-us !

  7. Comentou em 17/01/2007 Dante Caleffi

    Animadoras ,as possibilidades infinitas da difusão,de qualquer teor.Perfeita para nós. que temos um país a desenvolver,crescer e competir.Agora, já combinaram com a GLOBO?

  8. Comentou em 17/01/2007 shirlei horta

    ATENÇÃO: Visite o blog http://mataador.blogspot.com para se informar sobre a blogagem coletiva a respeito de CELSO DANIEL.

  9. Comentou em 17/01/2007 Fabio de Oliveira Ribeiro

    Enquanto os gringos exploram novas fronteiras no Yutube, o Judiciário brasílico cometeu o equívoco de tentar restringir o acesso ao mesmo (e voltou atraz por causa da gritaria intensa na própria Internet). Pelo visto, aqui as inovações serão mais lentas no Brasil, não só por causa de nossa precária condições tecnológicas e financeiras.

  10. Comentou em 17/01/2007 Bruno Brasil

    Ótima notícia. Tomara que isso evolua com rapidez, especialmente agora com a HD TV.

Código Aberto

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem