Quarta-feira, 19 de Dezembro de 2018
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1018
Menu

CÓDIGO ABERTO >

Anatomia de um assalto

Por Luiz Weis em 08/05/2006 | comentários

Reportagem de Jailton de Carvalho, no Globo de hoje, intitulada ‘Sanguessuga: propina da quadrilha chegava a 30%’ – o link é http://oglobo.globo.com/jornal/pais/247092462.asp – é o primeiro passo importante da mídia na direção certa: explicar como funcionava a sucção do dinheiro público.

‘Relatório reservado da Polícia Federal sobre a Operação Sanguessuga revela como era feita a partilha de dinheiro desviado do Orçamento da União pela quadrilha acusada de vender ambulâncias superfaturadas’, informa o jornal. ‘Segundo o documento, obtido pelo Globo, os recursos eram repartidos entre os empresários, prefeitos, assessores e parlamentares’.

Sábado, na nota ‘É a sucção que interessa’, sugeri que mais vale ir atrás das engrenagens desse outro ataque aos cofres federais do que publicar listas de políticos sem poder dizer qual a parte de cada um na lambança.

Mesmo porque, fazendo a anatomia do assalto se terá mais dados objetivos para identificar os seus perpetradores.

***

Os comentários serão selecionados para publicação. Serão desconsideradas as mensagens ofensivas, anônimas, que contenham termos de baixo calão, incitem à violência e aquelas cujos autores não possam ser contatados por terem fornecido e-mails falsos.

Todos os comentários

Código Aberto

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem