Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº970

CÓDIGO ABERTO > Código Aberto

Blogs ganham status de guardiães da ética e transparência na Web

Por Carlos Castilho em 03/01/2007 | comentários


Pouco antes do Natal, a Microsoft mandou 90 laptops Acer Ferrari ,de última geração, para um seleto grupo de blogueiros norte-americanos pedindo para que eles testassem o uso do sistema operacional Vista que substituirá o Windows XP.


Até ai nenhuma novidade, mas na carta onde a Microsoft explicava sua iniciativa, ela omitiu, sintomaticamente, qualquer referência à devolução do equipamento, uma vez concluido o teste.


Foi o suficiente para a maioria dos agraciados assumissem que se tratava também de um generoso presente natalino. Mas a inconfidência de alguns blogueiros que ficaram de fora da lista da Microsoft acabou criando uma enorme confusão, na qual os agraciados foram colocados sob suspeita de praticar o que nós aqui chamamos de jabá.


A gritaria foi tão grande que a Microsoft acabou admitindo o erro e solicitou que todos os 90 testadores do Vista devolvessem seus flamantes laptops vermelhos com o cavalinho da escuderia Ferraria na tampa.


O episódio seria ilustrativo de mais uma trapalhada corporativa no relacionamento com jornalistas se ele não fosse mais um na lista de casos recentes em que empresas poderosas se deram mal ao tentar manipular blogueiros. O caso mais famoso foi o da mega rede de supermercados Wal Mart, que no segundo semestre de 2006 criou uma série de blogs fajutos para tentar preservar a imagem corporativa depois de uma série de denúncias de consumidores e ex-empregados.


Coincidência ou não, a empresa de relações públicas Edelman responsável pelo fiasco da operação marqueteira da Wal Mart também está por trás da malfadada operação Vista.


Estes e outros fatos recentes mostram que a chamada blogosfera pode ser um ambiente caótico, heterogêno e absolutamente desorganizado, mas quando se trata de presergvar a independência e credibilidade, seus integrantes mostram uma surpreendente união e disposição para a luta.


A impossibilidade de controlar o que é publicado em weblogs ao redor do mundo é uma dor de cabeças insanável para governos e empresas pouco acostumadas a lidar com criticas do público. Estratégias tradicionais como intimidação ou cooptação , simplesmente não funcionam mais numa ecologia informativa onde a transparência virou lei.


O segredo para a ampliação da postura crítica dos consumidores de informação está na transformação dos blogs pessoais em ferramentas para o exercício do jornalismo cidadão, ou seja da participação do público na produção e distribuição de noticias de interesse comunitário.

Todos os comentários

  1. Comentou em 05/01/2007 Alberto Furlan

    Rio, 5/1/2007. A solução para o brasil é simples. Computador no maior número de lares brasileirose .

  2. Comentou em 04/01/2007 Fabio de Oliveira Ribeiro

    Pois é… Aqui também as coisas não são muito diferentes. Ano passado foi cautelosa e indiretamente sondado sobre uma proposta bem indecente. Alguém poderia ocupar um cargo numa determinada prefeitura para ‘falar bem’ da administração. Quem aceitasse o cargo nem precisaria rabalhar. Disse ao interlocutor ( que pode ou não ter sido o portador de uma proposta concreta diretamente à minha pessoa já que mantenho um blog e colaboro em vários outros) o seguinte. Este tipo de fraude quando detectada pelo Tribunal de Contas pode acarretar a anulação do contrato e a responsabilização dos envolvidos, inclusive criminalmente.

  3. Comentou em 04/01/2007 Clovis Segundo

    Prezados Srs Carlos Castilho e Leitores, a dinâmica da web é fascinante. (1) Tenho percebido que o QUARTO poder irá abrir espaço para uma maior interação dos leitores, mas irá tentar impor a agenda de discussão.

    (2) Antes dessa nova onda na web (blogs e orkuts), a liberdade de expressão era privativa dos profissionais de imprensa. Agora não.

Código Aberto

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem