Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº969

CÓDIGO ABERTO > Desativado

Complô da mídia? Que complô da mídia?

Por Luiz Weis em 04/05/2006 | comentários

O presidente Lula sepultou ontem no Palácio do Planalto, sem choro nem vela, a teoria de que a mídia, ou parte dela, se mancomunou com a direita tucano-pefelista para desestabilizar o seu governo, como parecem acreditar 11 em cada 10 petistas.

Dando o dito pelo não dito – mais de uma vez ele indicou fortemente que concordava com a teoria da conspiração midiática – Lula aproveitou o ato de assinatura da Declaração de Chapultepec, sobre liberdade de imprensa, para dizer textualmente:

Houve algum momento na história do Brasil ou do mundo em que a imprensa, quando as coisas não estão boas, deixasse de ser vilã? Eu penso que todos nós temos a simplicidade de tentar encontrar o culpado por uma coisa que aconteceu que nós não gostaríamos que acontecesse. E eu digo sempre o seguinte: ao invés de a gente ficar procurando um culpado fora do nosso meio, quem sabe é melhor a gente olhar se não está dentro de nós mesmos.

***

Os comentários serão selecionados para publicação. Serão desconsideradas as mensagens ofensivas, anônimas, que contenham termos de baixo calão, incitem à violência e aquelas cujos autores não possam ser contatados por terem fornecido e-mails falsos.

Todos os comentários

  1. Comentou em 06/05/2006 Euclides Rodrigues de Moraes

    Reproduzo o publicado no blog Em Cima da Mídia deste mesmo OI

    Uma boa síntese da situação energética da América do Sul foi feita ontem pelo Houston Chronicle, do Texas, terra do petróleo americano. Cita um especialista para quem a situação havia se tornado insustentável porque não é possível que empresas estrangeiras invistam bilhões e o povo não receba nenhum benefício, como é o caso da Bolívia, onde a renda per capita é hoje menor do que há 25 anos.

    O Houston Chronicle dá uma informação que não saiu nos jornais brasileiros: as autoridades americanas se recusaram a condenar o decreto boliviano de nacionalização. Na quarta-feira (3/5), no Conselho das Américas, a secretária de Estado, Condoleezza Rice, falou algo parecido com o que tem dito o presidente Lula. Disse que o governo dos Estados Unidos reconhece que muitos latino-americanos esperam mais ajuda de seus governos: “Muitas pessoas ainda não sentem em seu cotidiano os benefícios da democracia”.

    Percebo que quem desejar manter-se informado com a verdade dos fatos ocorridos no Brasil, deve ler os jornais estrangeiros. Já viu algo parecido Sr. Weis?

  2. Comentou em 05/05/2006 Flavia Mesq

    Os comentários sobre a suposta ‘parcialidade’ da imprensa são muito infantis. Luis Seixas gostaria que quem estivesse presente ao evento de premiação da FSP, o prefeito e o candidato ao governo de que estado e cidade? Pra mim, chega. Já perdi a paciência com este Observatório. É muita palhaçada!

  3. Comentou em 05/05/2006 Luiz Seixas

    ‘O empresário Octavio Frias de Oliveira, ‘publisher’ do Grupo Folha, recebeu anteontem o prêmio Personalidade da Comunicação 2006. Compareceram à cerimônia o governador de São Paulo, Claudio Lembo, o prefeito paulistano, Gilberto Kassab, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso e o senador Marco Maciel (PFL-PE).
    Estiveram presentes à homenagem empresários, publicitários e jornalistas que trabalham ou trabalharam nesta Folha.
    (…) O prêmio foi concedido pelo 9º Congresso Brasileiro de Jornalismo Empresarial, Assessoria de Imprensa e Relações Públicas, organizado pela Mega Brasil. Fernando Xavier, presidente da Telefônica, e Franklin Lee Feder, presidente da Alcoa, integraram a mesa que prestou o tributo a Frias de Oliveira.
    Compareceram à homenagem o ex-prefeito José Serra e os ex-governadores Geraldo Alckmin e Orestes Quércia.’
    FSP, 5/5/2006

    Precisa de comentário sobre imparcialidade?

  4. Comentou em 05/05/2006 Célio Mendes

    Responsabilidade também é saber distinguir um mero comentário possivelmente infeliz do Lula que, por sinal não ouvi, mas muito provavelmente foi distorcido, adquirindo uma conotação ‘que isenta a midia de atacar indiscriminadamente todas as ações do governo’ e que acende a sanha de muitos de gerar uma imagem de contradição no discurso do Presidente.

  5. Comentou em 04/05/2006 Tomas Veiga

    E até um débil mental percebeu que o governo se sentiu acuado pelas denúncias e usou do velho expediente de culpar a imprensa pelas suas mazelas e atos de corrupção. Na verdade, o golpe o golpe foi do governo Lula, ao se fazer de vítima dos malvados oposicionistas e manobrar para jogar a sujeira para debaixo do tapete.

  6. Comentou em 04/05/2006 Marlos Porto

    Impressiona a falta de sensibilidade da maioria da mídia e da opinião pública que a secunda. Um pré-candidato à presidência em 3º lugar nas pesquisas, um dos mais votados na última eleição, de um dos maiores partidos do país, ex-governador de um dos mais importantes estados da federação, toma a iniciativa de realizar um protesto desta natureza, expõe os seus motivos, faz suas reivindicações, e qual o tratamento dado? Ridicularização, desprezo, ironia, desqualificação. Isso mostra desrespeito pela enorme gama de cidadãos que não é petista, que não se regozija com comentários maldosos e pretensamente espirituosos sobre algo que merecia ser tratado seriamente, com isenção. A greve de fome, apesar de drástica, é um instrumento legítimo; fazer piadinhas não é só sarcasmo de quem se ressente por não ter igual destemor, é sadismo de quem não tem respeito pelo ser humano, por alguém que, certo ou errado, tomou a delicada decisão de expor sua saúde em defesa de sua honra.
    Critique-se, se for o caso, as reivindicações de Garotinho, não o seu gesto; quanto ao direito de resposta, é bom lembrar, não é uma coletiva que vai resolver o problema: o direito de resposta deve ser proporcional ao agravo, no mesmo espaço em que foi feita a agressão, não em coletiva cuja manipulação da edição é feita pelos próprios algozes daquele que está se defendendo.

  7. Comentou em 04/05/2006 laert josé ribeiro ribeiro

    Depois de diversas tentativas de mordaçar a imprensa , vem com esta de bom moço.
    Agora quando ele irá cair na real, que não se tem auto-suficiencia de petroleo, se o gás é da Bolivia. Ou continua achadando que o povo brasileiro é besta. laert

  8. Comentou em 04/05/2006 Claudia Rodrigues

    So what, Kleber? A mídia também publicou o dossiê Cayman, que era uma farsa, publicou recentemente e lista de Furnas, outra armação que agora sabe-de de onde surgiu, tratou o Proer, socorro aos bancos que evitou a quebradeira do sistema financeiro, como um programa para enriquecer banqueiro, etc, etc. Se cometeu tantas injustiças com o governo passado, a troco de que haveria de esconder as maracutaias do PT? Só pq vocês se habituaram a ser os queridinhos de 99% dos jornalistas durante anos e anos? Mais respeito pela imprensa, Kleber. Ela tem suas falhas, cometeu, principalmentea no passado, suas injustiças, mas, a duras penas, amadurece. E está cumprindo o papel que lhe cabe.

  9. Comentou em 04/05/2006 Kleber Silva

    Até um débil-mental vê claramente que a maior parte da imprensa conspira contra o governo Lula e que está associada à oposição tucano-pefelenta desde o príncipio do atual governo .Só falta afirmarem que Veja é uma publicação neutra ,isenta , séria e que Papai Noel existe ! A mídia atual extrapolou seu papel deixando de ser ouvidos e olhos do povo como deveria ocorrer numa democracia para se tornar uma extensão da oposição golpista e direitista (psdb e pfl )cometendo uma série de abusos .O correto seria essas publicações sofrerem penalidades toda vez que abusarem de suas atribiuições , caluniarem pessoas , distorcerem fatos e outras coisas que a imprensa marrom ,como Veja ,costuma fazer .Pode-se citar o caso Ibsen pinheiro, que foi julgado ,condenado e linchado por Veja sem direito a defesa , num erro grotesco em que a revista publicou com estardalhaço que a movimentação bancaria do então deputado atingia milhões de dólares quando na realidade não passava de um mil dólares , provocando a cassação indevida do parlamentar . Apesar da revista Veja , que todo cidadão sério deveria boicotar , saber da verdade a tempo , mesmo assim manteve a edição para não perder o lucro , o que foi confirmado muitos anos depois pelo jornalista (ir)responsável pela matéria ! O panfleto Veja , atualmente promove perseguição implacável ao atual governo .Punição para os crimes de imprensa !

  10. Comentou em 04/05/2006 Eduardo Guimarães

    Agora a opinião de Lula deve ser acatada sem questionamento, contanto que pinçada de um contexto. Não vamos perder mais tempo: a mídia tem sido de uma isenção ímpar, certo? Voltamos a conversar depois das eleiçoes. Vamos ver o se são só os petistas que acham que há um complô da imprensa. Ou, se preferir, se a maioria dos brasileiros é ‘petista’

  11. Comentou em 04/05/2006 Flavia Mesq

    Se a imprensa está tendo uma atitude mais responsável, isso é bom sinal. Responsabilidade também é saber distinguir as besteiras proferidas pela cúpula do governo, como o explícito apoio de Lula a atitude beligerante de Evo Morales, de um mero comentário possivelmente infeliz do ‘príncipe dos sociólogos’ que, por sinal, não ouvi no programa do Jô, mas muito provavelmente foi distorcido, adquirindo uma conotação ‘elitista’ que acende a sanha de muitos.

  12. Comentou em 04/05/2006 L. Paulo Azevedo

    A mídia bateu muito mais pesado em FHC. Disso não tenho nenhuma dúvida. Assim como sei que 99% dos jornalistas eram simpatizantes do PT antes desse partido chegar ao poder. Foi assim que se construiu tantos preconceitos anti-elite que atualmente só ferram a classe média já ferrada, enquanto os banqueiros estão rindo de orelha a orelha neste atual governo. A reclamação dos petistas tem uma razão muito simples: contaram com tanta deferência, com tanto espaço na mídia durante anos, que ficaram mal acostumados. Não aceitam sequer críticas. Acham-se os próprios coronéis. Não é à toa que ficam à vontade para adotar certos métodos. Por aqui, diga-se bem claro. Porque com o resto dos latino-americanos piam baixo. No Brasil, tornaram-se os donos absolutos do poder. Têm o pensamento hegemônico, parcela significativa do meio acadêmico, imprensa, banqueiros e a massa de desinformados totalmente do seu lado. Lula e seu amadorismo diletante, por mais que esteja sendo nocivo à economia do país, ainda dá para suportar pelo menos como figura simbólica. Quanto ao resto do partido, Deus nos livre e guarde! Em que mãos fomos cair… Pobre Brasil!

  13. Comentou em 04/05/2006 armando duarte

    A imprensa é sempre a imprensa. Nunca mudou de lado. O comportamento que teve nos oito anos de FHC está tendo e terá nos oito anos do Presidente LULA. Não houve mudança nenhuma e não haverá. Bajuladora dos ricos e endinheirados do tempo FHC e bajuladora dor ricos e endinheirados do tempo LULA. Puxadora de saco da ALCA e FMI no governo FHC e puxadora de saco da Alca e FMI no governo LULA. Nunca mudou de lado. Sempre foi coerente. O que mudou de lado no Brasil foi a Presidencia agora exercida por LULA. Os pobres e deserdados deste páis começaram, timidamente a terem voz e vez. As diretrizes da politica economica e social agora tem novos destinatários: os pobres e humildes desta terra. Isto sim mudou. A imprensa , como sempre, não mudou. Continua a mesma.

  14. Comentou em 04/05/2006 José Carlos dos Santos

    Meu caro Weis, se não é pérseguição é má vontade, pois agoramesmo no episódio da nacionalização do petróleo e gás bolivianos, aparecem vários jornalistas tentando culpabilizar Lula pelo fato, exceção feita, diga-se surpreendente, a Clóvis Rossi e Janio Freitas, dois que costumam bater em Lula diariamente, lembrando que quem assinou cláusulas leoninas que obrigaram a Petrobras durante anos pagar por um gás que não consumia foi FHC e seus asseclas, razão pela qual a empresa se viu obrigada a estimular os consumidores principalmente a indústria paulista a consumir gás ao invés de óleo combustível mudando a matriz energética, mas de qualquer forma não é o fim do mundo como anunciam as agourentas aves de rapina, seja porque não faltará gás pois a Bolívia não tem para onde escoar a não ser para o Brasil e quanto a subir o preço também é difícil pois se querem levar a frente a nacionalização terão que pagar pelas ações e provavelmente o farão com gás.

  15. Comentou em 04/05/2006 Célio Mendes

    A midia não faz complo algum conta o governo Lula, ele recebe o mesmo tipo de cobertura que o seu predecessor ‘principe dos sociologos’, para comprovar esta tese basta para ver a repercursão midiatica da afirmação do iluminado principe de que ‘pobre quando chega lá pensa que é outra coisa’, zero de indiganção, zero de repercursão, zero de divulgação, agora imaginemos só por um minuto se essas palavras tivessem saido da boca do ‘sapo barbudo operario presidente’ no minimo daria capa da Veja, Estadão e FSP. Essa é a igualdade de tratamento dispensada para com o atual governo numa distorção do axioma de Rucupero ‘o que é ruim para o governo a imprensa fatura o que é bom a gente esconde’

  16. Comentou em 04/05/2006 Lenson Fausto

    Verdade? bom, então porque o seu jornal pediu para que a cpmi dos bingos ignorasse o STF numa decisão que favorecia o PT?

  17. Comentou em 04/05/2006 Swamoro Songhay

    Mais uma do duplipensar e mensagens nas entrelinhas, bem ao gosto da época atual. Ao mesmo tempo em que sugere procurar mais perto, deixa de dizer o quão perto é isso e nem quem deve realizar essa procura. Só uma coisa é certa: os eleitores procurarão bastante e gostarão muito, principalmente, de fazer muitos, neste País, sumirem do mapa eleitoral.

Código Aberto

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem