Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº969

CÓDIGO ABERTO > Desativado

‘Entalado na garganta de todos nós’

Por Luiz Weis em 05/05/2006 | comentários

Não fossem a Bolívia e a Operação Sanguessuga, decerto os jornais de hoje teriam dado o devido destaque ao discurso do ministro Marco Antonio Mello, do STF, ao assumir a presidência do Tribunal Superior Eleitoral.

Depois do relatório do procurador-geral da República, Antonio Fernando de Souza, foi a manifestação mais dura de uma autoridade independente sobre o momento nacional.

No que o Valor interpretou, já na primeira linha da matéria a respeito, como ‘um duro recado ao PT e ao governo Lula’, Mello descreveu o que se pode chamar o ‘estado da arte’ da corrupção no Brasil.

Brasil que ele disse ter se transformado em um ‘país do faz-de-conta’.

‘Faz de conta que não se produziu o maior dos escândalos nacionais, que os culpados nada sabiam – o que lhes daria uma carta de alforria prévia para continuar agindo como se nada de mal tivessem feito’, constatou o ministro.

‘Faz de conta que não foram usadas as mais descaradas falcatruas para desviar milhões de reais, num prejuízo irreversível em País de tantos miseráveis. Faz de conta que tais tipos de abuso não continuam se reproduzindo à plena luz, num desafio cínico à supremacia da lei, cuja observação é tão necessária em momentos conturbados’.

Folha, Estado e Globo registraram que ele não citou nomes – como se pudesse esperar que o fizesse. O Globo pelo menos lembrou que Mello foi mais uma vez fiel ao seu estilo. Medir palavras, de fato, não é bem com ele.

O jornal carioca também foi o único a abordar o ministro sobre o que teria querido dizer. Sua resposta:

‘Meu recado não foi dado ao Planalto, mas a todos que se apresentem como candidatos a cargos políticos. Eu falei o que está entalado na garganta de todos nós.’

***

Os comentários serão selecionados para publicação. Serão desconsideradas as mensagens ofensivas, anônimas, que contenham termos de baixo calão, incitem à violência e aquelas cujos autores não possam ser contatados por terem fornecido e-mails falsos.

Todos os comentários

  1. Comentou em 16/05/2006 Lair Mendes

    Qual a dúvida?Este realmente é um país do faz de conta.Concordo plenamente.

  2. Comentou em 10/05/2006 priscila brown nunes

    apesar dos pesares isso prejudica a muita gente
    eu sei
    disso e falo com firmeza absoluta
    pois sei oq acontecia mais nao tinha noçao de tamanha corrupçao
    maos e quem quer trabalho vai fazer oqqqqqqqqqqqq
    fazerrrrrrrrrrrrrr opqqqqqqqqqqqq
    deixarrrrrrr filho fora de escola
    sem ter oq comer
    pois e por essas e outras que muita gente que trabalhava la hog ta preso
    ate faxineira que nao sabia de nada foi presa
    mais pexe grande mesmo
    sempre se safa
    isso
    pra acabacom qualquer ummmmmmmm

  3. Comentou em 08/05/2006 Alexandre Goncalves

    Sendo funcionario da empresa Rontan, a campea de licitacoes de ambulancias, veiculos especiais (policia e bombeiro), acho que a imprensa assim como a policia federal deveriam consultar o Sr. Michel Temer sobre as ‘facilidades’ proporcionadas a empresa Rontan atraves de lobby efetuaro pelo Sr. Edival que trabalha no escritorio de SP.
    Rontan tem em sua folha de pagamento varios deputados, governadores, e principalmente os chefes de policia da maioria dos estados Brasileiros.
    A propria Interseg (feira de seguranca) tem um grande investimento de lobby da empresa Rontan. Um bom exemplo disso foi a Interseg de alguns anos atras quando Rontan patrocinou a viagem e hospedagem para varios chefes de policia para participar da feira em SP, inclusive com uma reuniaozinha com o Sr. irmao do Sr. Presidente Lula.
    Esse processo de fraude em licitacoes de ambulancias, carros de policia e coletes balisticos de super faturamento é coisa antiga. O PFL que o diga.
    Entao seria interessante que as atencoes se focalizem tambem nas empresas provedoras das ambulancias e outros veiculos especiais.
    A policia federal deveria investigar as financas da empresa Rontan em sigilo e depois divulgar os resultados. Inclusive a compra de dolares de doleiros para burlar a receita na compra de materia prima para coletes balisticos.
    POR FAVOR, DESEJO ME MANTER ANONIMO. POIS CORRERIA SERIOS RISCOS SE EXPOSTO.

  4. Comentou em 08/05/2006 MANOEL PINTO

    Segundo o dicionário, a palavra ‘horda’ significa ‘bando de desordeiros ou malfeitores!’ Irracionalidade; como ali citado, ‘animal incapaz de raciocínio!’ Fanático/Talibam citado ali, tem clara intenção pejorativa, ou seja,que da qualificação depreciativa, desgradável! Quem é esta senhora para julgar de forma violenta e ofensiva assim aos Talibans?! Se isto não é ofensa ao ser humano, Weis, fica difícil acreditar o que seja conceito imparcial! Meus comentários foram ‘intencionados’ nas leis que regem a humanidade:Olho por olho, dente por dente! No popular; pau que da em chico, da também em francisco! Bateu, levou! Sofismas como fiel da balança num julgamento, não é o melhor caminho para mútuo respeito!

  5. Comentou em 07/05/2006 MANOEL PINTO

    Suas ameaças ao WEIS parecem ter conseguido efeitos satisfatórios a vc, jornalista. Duas réplicas minhas a vc e seu colega não foram publicadas! não sou petista e muito menos lulista, mas não posso concordar com suas colocações deselegantes, arrogantes e altamente pretenciosas! Próprias, aliás da corrente que defendes. Parabens, vc venceu! Mas, fico com minhas prerrogativas, que, infelizmente não chegou ao teu conhecimento!
    Tudo bem, Weis, não postarei mensagens aqui. Continuarei frequentando, todavia, a guisa de aprendizagem!

  6. Comentou em 06/05/2006 janice tomanini

    Caro Euclides, engana-se você, quando diz que os comentaristas desse blog não viveram a ditadura. Eu, por exemplo, vivi o final dela. Mas, posso dizer a você, com propriedade, que desconfio de todos, repetindo, todos os políticos. De ACM a Lula. De Alkimin a José Dirceu. De FHC a Heloísa Helena. de Serra a Suplicy. Todos, sem exceção. Se confiarmos em algum, a esperança vence o medo. E viver com medo, é melhor. Ficamos mais vigilantes com assalto aos cofres públicos. Portanto, Euclides, esse espaço que temos para nos manifestar é ótimo. Respeito sua opinião. Vivemos, ainda, em uma democracia, embora o governo atual quisesse impor o Conselho Federal de Jornalismo. Resquícios stalinistas. Mas, caro Euclides, contra fatos, não há argumentos.

  7. Comentou em 06/05/2006 Pedro Tardelli

    O QUE ESTÁ ENTALADO NA GARGANTA DE TODOS NÓS, POVÃO, SÃO AS SACANAGENS DO JUDICIÁRIO, OS ESQUEMAS DO LEGISLATIVO E SEUS SANGUESSUGAS E A INOPERÂNCIA DO EXECUTIVO. E, QUANTO AO QUARTO PODER, A SENHORA IMPRENSA, SEMPRE PARCIAL E INTERESSEIRA. POBRE PAÍS TROPICAL…

  8. Comentou em 06/05/2006 Nelson Mosquera Nobre

    Só uma dúvida sobre o pronunciamento do juiz Mello (dois l´s, como Collor) : O douto magistrado inclui a soltura e consequente fuga programada do Cacciola nesse rol de coisas ‘entaladas em nossa garganta’?

  9. Comentou em 06/05/2006 Claudia Rodrigues

    Então vamos falar dos fatos q temos conhecimento sr. Euclides,d forma isenta e lúcida.Fato1)Não vivemos+numa ditadura militar,felizmente,graças a um conjunto d forças q se articularam p/ conduzir o país a 1 democracia.Este conjunto de forças, felizmente,não se restringiu à esquerda festiva,q pregava a luta armada(ainda que muitas vz só da boca p/ fora,enquanto bebiam cachaça no Antonio´s).Fato 2)O quadro político do país não é nada alentador,da esquerda à direita.Fato3)Depois da ditadura militar, outros governos sucederam,cometendo erros e acertos dadas as próprias limitações d nossa classe política,seja à esq ou à dir.Fato4)Elegemos 1 presidente c/algum preparo teórico,sociólogo d esquerda,c/ 1 projeto de governo,1 proposta de modernização do país,cujos acertos não tiveram nenhum reconhecimento(inclusive programas sociais inéditos)e cujos erros foram explorados de maneira virulenta por grupos q disputavam o poder e q contavam,até então,c/fortíssimo apoio da imprensa e com todo um repertório de simbologias altamente sedutor ao meio artístico e acadêmico.A ponto de ter sido estigmatizado como 1governo d DIREITA.Fato 5)1 vez no poder,tais adversários radicalizm a política econ.recessiva,travamo crescimento do país,queimam recursos escassosc/ propósitos eleitoreiros,etc.Fato 6)ALIA-SE A GOVERNOS DITATORIAIS e,c/ a pretensão de liderar o mundo ,+ perde a liderança até na Am.do Sul.

  10. Comentou em 06/05/2006 Claudia Rodrigues

    Caro Weis, por favor, desconsidere meu texto anterior, pois escrevi excessiva em lugar de recessiva e, ao notar o erro de digitação, efetuei algumas mudanças.

    Por favor, publique o texto que segue. Grata.

  11. Comentou em 06/05/2006 MANOEL PINTO

    Não sou um dos comentaristas citado no comentário do Sr.Hélcio Lunes, administrador! Me causa, todavia, estranheza, pessoas de alta formação acadêmica como ele e a jornalista Flávia, comentar com o uso de termos chulos, como se só assim se fizessem entender! São, ambos, arrogantes, egocêntricos e prepotentes demais para merecer o simples fato de ter nascido! Não justificam suas vindas ao mundo! O espermatozoide que foram, com certeza, foram despejados em útero errado! Deviam ter sido jogados fora em uma big masturbação, já que seus comentários não passam de uma terrível masturbação mmental!!! Não têm o que fazer, vão plantar favas para colher chuchu!!!

  12. Comentou em 06/05/2006 MANOEL PINTO

    Não sou um dos comentaristas citado no comentário do Sr.Hélcio Lunes, administrador! Me causa, todavia, estranheza, pessoas de alta formação acadêmica como ele e a jornalista Flávia, comentar com o uso de termos chulos, como se só assim se fizessem entender! São, ambos, arrogantes, egocêntricos e prepotentes demais para merecer o simples fato de ter nascido! Não justificam suas vindas ao mundo! O espermatozoide que foram, com certeza, foram despejados em útero errado! Deviam ter sido jogados fora em uma big masturbação, já que seus comentários não passam de uma terrível masturbação mmental!!! Não têm o que fazer, vão plantar favas para colher chuchu!!!

  13. Comentou em 06/05/2006 Claudia Rodrigues

    Então vamos falar dos fatos que temos conhecimento, sr. Euclides, de forma isenta e lúcida. Fato 1)Não vivemos mais numa ditadura militar, felizmente, graças a um conjunto de forças que se articularam para conduzir o país a uma democracia. Este conjunto de forças, felizmente, não se restringiu à esquerda festiva, que pregava a luta armada (ainda que muitas vz só da boca pra fora, enquanto bebiam cachaça no Antonio´s). Graças a este conjunto de forças, temos hoje a democracia. Fato 2)O quadro político do país não é nada alentador, da esquerda à direita. Fato 3)Depois da ditadura militar, outros governos sucederam, cometendo erros e acertos, das as próprias limitações de nossa classe política, seja à esquerda ou à direita. Fato 4)Elegemos um presidente com algum preparo teórico, um sociólogo, com um projeto de governo, uma proposta de modernização do país, cujos acertos não tiveram nenhum reconhecimento (inclusive programas sociais inéditos) e cujos erros foram explorados de maneira virulenta por grupos que disputavam o poder e que contavam, até então, com fortíssimo apoio da imprensa e com todo um repertório de simbologias altamente sedutor ao meio artístico e acadêmico. Fato 5)Uma vez no poder, esse grupo radicalizou a política econômica excessiva, inibe o crescimento do país, queima nossos recursos com propósitos eleitoreiros, etc. Fato 6)ALIA-SE A GOVERNOS DITATORIAIS…

  14. Comentou em 06/05/2006 Hélcio Lunes

    Como eu disse meu bom ‘petroleiro’, os horários de turno são bem estranhos’! Vais folgar 4 dias! E depois dizem que a Petrobras não pode ser privatizada. Se todo mundo trabalhar o tanto que você trabalha, logo não vai faltar só gás que o índio maluco sequestrou, vão faltar todos os derivados de petróleo!

  15. Comentou em 06/05/2006 José Carlos dos Santos

    Meu caro Weis, me desculpe mas vou postar meus horários de turno na REVAP para aqueles que duvidam daquilo que sou, tenham a oportunidade de ligar para mim enquanto estiver trabalhando, ou então para postarem nos horários em que eu não estiver, pois como a argumentação contra o que falo é bem fraquinha assim quem sabe tenham uma chance, kkkk. No momento estou na minha folga de 5 dias a saber, Sáb. 06, Dom.07, Seg.08, ter.09, qua.10, voltando a trabalhar qui.11 das 15h até às 23h, somem a isso 1h para ir outra para voltar, e repetirei esse horário na sex.12, sab. 13, dom.14, folgarei na seg.15, voltarei na ter.16 das 7h até às 15h, repetindo na qua.17 e qui.18, na sex. 19 nova mudança de horário entro às 23h e siao no dia seginte às 7h, repetindo esse horário no sab.20, dom.21, seg.22, saindo na ter. 23 e então novamente folga de 5 dias, ou seja volto no dia 30 iniciando novo ciclo. Bom agora que vocês tem toda essa informação duvido que meus contendores possam fazer o mesmo ou seja mostrar que são o que dizem que são, pois camuflar é coisa de certo tipo de ave da nossa fauna.

  16. Comentou em 06/05/2006 Rogério Ferraz Alencar

    Sobre o país do faz-de-conta: Marco Aurélio Mello poderia comentar sobre a “prisão” de Pimenta Neves, depois de ter passado seis anos “aguardando julgamento”. Por que só falar dos que ocupam ou querem ocupar cargos políticos?

    O leitor Hélcio Nunes diz que os que dão notícias que nós não queremos, levam pontapé. Já eu vejo diferente: damos pontapés porque nunca dão as notícias que nós queremos.

    Flávia Mesquita, como boa jornalista pefelista-tucana, vem logo com soberba: “Não há discussão racional que prospere neste ambiente”. Claro. Só é racional quem pensa como ela. Quem se atrever a discordar dela não passa de um “jornalista petista”. Faça logo como Clóvis Rossi e diga que somos descerebrados. Mas não espere que fiquemos calados.

  17. Comentou em 06/05/2006 Euclides Rodrigues de Moraes

    Ao ler os comentários no mais das vezes não me manifesto, mas, tem algumas colocações, que não permitem que se permaneça em silêncio e duas delas tem sido colocadas, entendo eu, por pessoas que não teem a menor noção do que é uma ditadura, pois se soubessem o que isso significa – não é Sr. Weis? – não fariam colocações do tipo: Políticos não prestam, não servem para nada e dai por diante e queremos liberdade civís.
    Quanta bobagem. Em que momento da história ou lugar do mundo democracia esteve apartada de políticos, um é imprescindível para sobrevivência do outro, sem político não existe democracia e o contrário também é verdadeiro. Quanto a liberdade civìs, pelo amor de Deus, em que mundo quem reclama da falta de, vive? Quer maior liberdade do que isto que realizando neste espaço? Experimenta fazer algo assim na China ou outros países afins, que tua família vai custear a despesa da munição utilizada para a tua execução. Algum tempo atrás, aqui mesmo no Brasil – não é Sr. Weis? – nós nem a um espaço assim teríamos acesso.
    Portanto, chega de falar bobagem, ou daquilo de que não se tem noção ou não se viveu ou vive e passemos a discutir os fatos de que temos conhecimento de forma isenta e lúcida.

  18. Comentou em 05/05/2006 Haertel Duarte

    O grande problema da eleição 2006 é que não existe nada de novo no cenário político que possa servir de opção para aqueles que se sentem traídos por Lula e para os que rejeitam a solução tucana de tão má lembrança.
    Dos dois candidatos o que leva vantagem é aquele que, apesar de ter fugido a compromissos assumidos com aqueles que queriam ver a esquerda no governo, consegue ser visto como o presidente que melhorou a situação do pobre neste país. O outro, todos ainda lembram bem da tropa de choque montada pelo tucanato no Congresso Nacional, que tudo aprovava para o governo, impedindo a instalação de CPI, vendendo nossas empresas prometendo que os recursos apurados seriam direcionados para saúde, educação, etc., sendo que até hoje ninguém sabe onde foi parar o dinheiro.
    É por todas essas coisas que ninguém quer saber de tucano no governo. Basta os oito anos em que tivemos que aturar essa gente.
    Em 2002 mudou e mudou para melhor. Se tiver que ser outro governo, que seja uma nova opção.

  19. Comentou em 05/05/2006 janice tomanini

    Cara Flávia, caro Hélcio, é isso aí. Se falamos o que pensamos desse governo corrupto, obrigam-nos ouvir que somos de direita. Aqui, para ser gente boa, tem que ser de esquerda. Não existe esquerda ou direita no Brasil. Existe o poder. Podemos falar, sim. Até vir algum Conselho Federal de Comentaristas de Blogs, e tentar calar-nos.

  20. Comentou em 05/05/2006 Hélcio Lunes

    Tem toda razão Flávia Mesquita. Tem uns comentaristas muito estranhos, não apenas neste blog, mas em qualquer blog que trate de política ou cite o nome Lula.
    Tentam pautar o jornalista, ‘por que não falou disso ou daquilo’, insistem como quem esta lendo um manual de instrução. Tem ‘estudante’ que passa o dia de site em site postando a mesma mensagem, tem ‘petroleiro’ que tem uns horários de turno bem interessantes. Isso sem falar em ‘comerciante’ que é a favor de calote. O que minimiza o efeito que isso pode ter é o fato de no mais das vezes eles não conseguirem manter uma polêmica com você. Claramente fogem do assunto para cair no trilho do conhecido, do panfletário, dos slogans e frases feitas. Graças aos céus são pessoas limitadas, sem senso de humor, e ressentidas ‘et pur cause’ perfeitamente identificáveis, portanto descartáveis.
    Lamento Luiz que você tenha que ser atacado, pois esse pessoal briga com a notícia, com a realidade, com os fatos, com aqueles que trazem os fatos. É o chute no sofá! ‘ele me dá a notícia que eu não quero’ então da-lhe pontapé.

  21. Comentou em 05/05/2006 MANOEL PINTO

    Jornalista Flávia! Critica, escolhamba, e se comporta exatamente como o fato criticado! Jornalista, combata o ridículo dos outros com decência, superioridade,e principalmente com ética, respeito ao ser humano! Mostre sua verdade com dignidade! Não fique assim tão nervosinha! Estás caindo num ridículo em dimensão muito mais deplorável e muinto mais satanizado!!! Têm muitos comentaristas isentos de politicagem e de fanatismo político aqui! São verdadeiras aulas, seus comentários! Respeito e postura jornalística decente não custa nada! Se és tão competente como faz crer, por que baixar tanto o jogo?! Foi assim que aprendeste ser, ou assim te fazem falar?! Pensar?! Escrever?! Justifique o movimento feminino, seja decente no seu palavreado?! Nosso ouvido, dona Flávia, não foi feito para ouvir ignomínias!!!! Até outubro! E lembre-se: se não estás satisfeita mude-se! Procure seu lugar, sua turma! Vá!!!!!!

  22. Comentou em 05/05/2006 Joao Moreira

    Meditações sobre o Iguaçú.

    Nosso grande chefe branco
    Viajou para segurar o tranco
    Mas lá em Puerto Iguazu
    Faltou um drink de cupuaçu.

    Porque el gran general
    Falou mais que prelado papal
    E o ciclope Del plata
    Tinha um sorriso de llata

    Assim, venceremos distraídos
    Nossas ilusões de gigante adormecido
    E entre uma e outra re – união
    Desfaz-se a alardeada u n i ã o

    João Gomes Moreira
    05-05-2006

  23. Comentou em 05/05/2006 Adriano Soares de Assis

    Sr Weis, tá ficando cada vez mais difícil ler seus comentários. O Verbo Solto está igual à Folha, Estadão, Veja. Tudo farinha do mesmo saco. Às vezes fico pensando que para os srs. colunistas seria bem melhor se o Brasil se trumbicasse todo somente para justificar seus pontos de vista, sempre catastróficos e contrários aos da sociedade. O Sr. não acha que já está na hora de começar a mudar essa boataria desnecessária?

  24. Comentou em 05/05/2006 MCostaSantos CostaSantos

    O ministro do TSE deu seu recado. O nosso congresso há décadas usurpa os direitos civis do povo, como também, os demais poderes constituidos deste país.
    O povo só terá forças para que o congresso mude as leis que deixam impunes os políticos, quando a sociedade se unir. O povo precisa do apoio da OAB, ABI, CREA, CRM, CRO, CRA etc. Chega de tanta impunidade. O povo clama por seus direitos civis.
    Tanto a OAB e ABI vão só ouvir o que o ministro disse ou vão se mexer? O povo aguarda, chega de tanta miséria, injustiça e covardia.

  25. Comentou em 05/05/2006 douglas puodzius

    Creio que, sob a égide deste neo ‘Caçador de Marajás’, outro Collor, sob a lente desta megnanime cabeça do judiciario, devem os politicos manter os olhos abertos e andar na linha reta da legalidade pois, a justiça poderá tardar mas não lhes faltará. Agora… Os banqueiros… Bom, Cacciola pode durmir tranquilo. Afinal, a cegueira da justiça é tão seletiva quanto lhe permitem os amigos do rei.

  26. Comentou em 05/05/2006 Flavia Mesquita

    A irracionalidade dos petistas, inclusive dos jornalistsa petistas que abundam neste fórum disfarçados de ‘cientistas’, ‘donas-de-casa’, ‘comerciantes’, ‘empresários’, é uma coisa assombrosa! Este Observatório não tem utilidade alguma, visto que é visitado por uma horda de fanáticos que entram aqui com o único propósito de embaralhar as discussões para publicar informações da propaganda oficial, como fizeram no blog Contapauta, em que usaram as informações divulgadas pela Petrobras como se tratasse de ‘fonte isenta’. Se a pauta é sobre assunto x, eles perguntam ao articulista porque não tratou do assunto y, pelo simples fato de que y é o assunto que convém a suas simpatias partidárias. É irritante ver esse tipo de atitude sendo tratado aqui como ‘crítica jornalística’. Isto aqui é mais um reduto de jornalistas petistas, entre tantos. Acho que Weis não vai agüentar isto aqui por muito tempo. Não há discussão racional que prospere neste ambiente. Com gratas e raríssimas exceções, só vejo petistas talebãs se manifestando aqui dentro.

  27. Comentou em 05/05/2006 Marcio Flizikowski

    Cara Weis, seus comentários estão começando a se tornar repetitivos e similares a ação da Veja, que procura direcionar as informações para linhas de raciocínio tortuosos. Primeiro. PQ você acha que um mero discurso de alguém assume a presidência do STF é mais importante que o caso Bolívia e a Operação Sanguessuga… afinal, os dois são verdadeiras notícias, enquanto discurso de alguém assumindo alto posto é quase corriqueiro e não é NOTÍCIA, mas apenas REPRODUTIBILIDADE.
    Segundo, colocar a interpretação de VALOR, e pior, dar a ela teor de verdade é quase ridículo. O ministro deixa claro em seu discursos que a mensagem é dada a todos os candidatos e não ao Planalto… em todos estão incluídos os Azeredos de Minas e ACMs dos placares adulterados.
    Com comentários falaciosos e sem substâncias, você está seguindo o mesmo caminho que determinada colunista da Folha que foi acusada, calou-se e consentiu e perdeu a credibilidade.

  28. Comentou em 05/05/2006 Célio Mendes

    Aproveitando o gancho da operação sanguessuga, um dos implicados mais destacados é o ex-parlamentar Ronivon Santiago que se não me falha a memória foi um dos beneficiários do mensalão Tucano para a reeleição do ‘príncipe dos sociólogos’, o curioso é que não li em nenhuma mídia até agora referencia sobre esse curriculum do personagem, seria uma amostra da isenção dos nossos meios de comunicação de massa? será que essa informação não é relevante ou será que é proibido se divulgar históricos que possam constranger nosso pássaros de bico longo e colorido?

  29. Comentou em 05/05/2006 José Carlos dos Santos

    Primeiro meu caro Weis, Juízes só podem proferir sentenças depois de analisar os fatos pre-julgamentos não cabem, ainda mais em entrevistas, pois o juíz perde a isenção. Essa história de dizer que o mensalão, que até agora não se provou a sua existência, foi o maior escândalo do Brasil não desce na garganta de ninguém até parece que até 2002 éramos um país de vestais. Portanto, caro Weis acho que é melhor se debater a sério o Brasil, será que não se percebe que a sociedade quer ir a frente .

  30. Comentou em 05/05/2006 armando dias

    A Operação sanguesuga da Policia Federal prendeu nesta semana 54 políticos que desviavam dinheiro federal através de compra de ambulancias. Era uma quadrilha composta em sua maior parte de políticos do PFL, Psdb, PP e Ptb. Desde que o Presidente LULA assumiu o Governo reaparelhou completamente a POLICIA FEDERAL, dobrou o seu contigente e mais do que isto, principalmente liberou a PF para agir. Hoje a PF com sua autonomia e liberdade de ação já abriu processo e prendeu mais de 600 políticos principalmente do pfl, psdb, pp e ptb. Isto é ação concreta do Governo LULA para fazer sua parte no combate a corrupção instalada neste país pelos governos anteriores. Combate a corrupção só se faz desta maneira: prendendo e instalando processo contra os politicos corruptos como o Governo LULA vem fazendo ultimamente.
    Por outro lado o TSE e os TREs dos estados vem agilizando processos contra prefeitos que infligiram as leis eleitorais. Desde a ultima eleição de 2004 mais de 220 prefeitos, vereadores e políticos municipais foram cassados. Só nesta SEMANA mais 4 prefeitos de Pernambuco e Paraiba perderam o mandato, Todos do PSDB. Destes 220 políticos mais de 140 eram do psdb e pfl. Então o Ministro Marco Aurelio do STF poderia pedir ao Poder Judiciário que ajudasse o Executivo a acabar com a corrupção no BRasil, julgando e condenado mais rapidamente estes maus políticos do Psdb e pfl .

  31. Comentou em 05/05/2006 WAGNER DANTAS VIANA

    Se queremos algum dia ter orgulho deste país, é melhor começar logo a nos preocupar em como enquadrar e classe política, pois a frase é bastante oportuna para o momento que vive o país. Não é admissível que um partido dito de esquerda/socialista aja desta maneira, nos dando tapas com luvas de pelica, pensam que podem nos enganar até quando???. A nossa sorte é que as eleições estão chegando e teremos a oportunidade de consertar o erro de 4 anos atrás, e votar em outro qualquer, o importante é tirar o PT e seu projeto de poder do caminho do Brasil. E pensar que o Garotinho queria ser uma opção contra tudo isto, mas é fácil perceber que o massacre foi orquestrado dentro do palacio do planalto (com letras miúdas mesmo). Não sei o que pior……..

  32. Comentou em 05/05/2006 josé maria furtado

    Autoridade independente? Só porque ele não é do Executivo ou Legislativo, é isso? Nesse sentido, tudo bem. Mas não vamos nos esquecer que Marco Aurélio chegou ao posto de ministro do STF unica e exclusicamente por ser primo de Fernando Collor de Mello, que o colocou lá enquanto esteve presidente. Portanto, a sua independência é relativa, como é também a de todos os ministros. A indicação para ministro jamais deveria ser uma prerrogativa do presidente da República. É um erro. Deveria caber à sociedade, por meio de seus agentes, como a OAB. Aí só teríamos por lá gente de notório saber jurídico. E não algumas cavalgaduras…

  33. Comentou em 05/05/2006 Iorgeon Haenkel

    Será que o jornalista quer nos fazer crer que a corrupção no Brasil começou em 2002? Pela própria resposta dada aos jornalistas, o recado do Ministro foi dado a todos os políticos que paricipam ou participaram de falcatruas. Que tal ilustrar mais esta matéria citando os políticos e partidos envolvidos na operação sangue-suga? Cite também em que governo (FHC) estas falcatruas ocorreram e quem era o Ministro da Saúde (José Serra) à época. Essa tentativa de criminalizar o PT, como se este partido encarnasse tudo de ruim se mostra cadea vez mais despropositada e incoerente. Creio que também está entalada na garganta de todos nós os grandes escândalos da era FHC e que não foram apurados e, concerteza,causaram um prejuízo imensamente maior do que o caixa 2 petista. Caixa 2 este que nem a CPI dos correios conseguiu provar que tve orígem em dinheiro público.

Código Aberto

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem