Quarta-feira, 19 de Dezembro de 2018
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1018
Menu

CÓDIGO ABERTO >

Fenaj pede adesões a manifesto anti-Tanure

Por Mauro Malin em 25/01/2006 | comentários

Está no site da Fenaj, para adesões (veja abaixo), um manifesto de desagravo e solidariedade contra a perseguição movida pelo empresário Nelson Tanure contra cinco jornalistas: os repórteres do Estado de S. Paulo Lourival Sant´Anna e Alberto Komatsu, sob ameaça de sofrer processo, o presidente do Sindicato dos Jornalistas de São Paulo e vice-presidente da Federação Nacional dos Jornalistas, Fred Ghedini, o presidente do Sindicato dos Jornalistas do Rio de Janeiro, Aziz Filho, e o repórter free-lancer Murilo Fiúza de Melo, os três já sob processo. Tanure move campanha contra Lourival Sant´Anna desde 15 de janeiro no Jornal do Brasil, com reportagens sem assinatura que são reproduzidas na Gazeta Mercantil. Ele é o controlador dos dois jornais.


O presidente da Fenaj, Sérgio Murillo de Andrade, informou ao Observatório da Imprensa que está em avaliação a publicação de matéria paga nos jornais do Rio de Janeiro com o teor do manifesto (reproduzido adiante). Ele disse que Nelson Tanure “leva aos tribunais, e usa seus jornais, para constranger e ameaçar os jornalistas que estão fazendo o seu trabalho”.


“Houve uma comoção de vários profissionais, filiados aos sindicatos ou não, solicitando um posicionamento da Fenaj”, explicou Sérgio Murillo. “A Fenaj tem denunciado a postura do Nelson Tanure, já fizemos audiência no Ministério do Trabalho com a presença dele. Ele falou literalmente que não respeita e não vai respeitar a Consolidação das Leis do Trabalho – disse, aliás, que seria nesse governo, supostamente dos trabalhadores, que a CLT seria rasgada –, e nós denunciamos isso e recebemos o apoio de centenas de aeronautas. A Fenaj publicamente alertou aos funcionários e dirigentes da Varig que corriam risco”.


Segundo Sérgio Murillo, no dia em que Tanure anunciou o controle da Varig, disse publicamente, ainda que não de forma literal, que iria demitir e terceirizar “da mesma forma que fez no Jornal do Brasil e na Gazeta Mercantil”.


“Em várias oportunidades temos enfrentado a postura autoritária de Tanure, que o fez levar aos tribunais o vice-presidente da Federação, presidente do Sindicato de São Paulo, Fred Ghedini, por uma opinião – mais do que uma opinião, é um fato, que ele mesmo assume, dizer que ele é um “predador de empregos e salários” – e está processando o presidente do Sindicato dos Jornalistas do Rio, Aziz Filho, que cometeu o crime de se solidarizar com um outro jornalista, que fez uma matéria para a revista do Sindicato do Rio, Lide, com o perfil dele, mostrando as práticas que o Jornal do Brasil e a Gazeta Mercantil passaram a adotar depois que ele assumiu o controle. Esse jornalista é Murilo Fiúza de Melo. E agora Tanure está inovando. Está usando, não os jornais que controla para atacar a reputação de jornalistas, que estão fazendo nada mais nada menos do que o seu trabalho”.


Sérgio Murillo disse que a assessoria jurídica da Fenaj foi instruída a apoiar todos os processados e os repórteres do Estadão ameaçados de processo.


MANIFESTO DE SOLIDARIEDADE E DESAGRAVO


‘Por intermédio deste desagravo, manifestamos nosso repúdio aos ataques desferidos pelo empresário Nelson Tanure contra jornalistas que, no exercício da profissão, publicam fatos que o desagradam ou que, como dirigentes sindicais dos jornalistas, procuram defender os direitos de seus colegas. O empresário, que explora os títulos Jornal do Brasil e Gazeta Mercantil, mancha os nomes dos dois históricos jornais brasileiros com ações judiciais e ataques intimidatórios visando destruir a reputação de repórteres e seus familiares. Nossa solidariedade aos jornalistas Lourival Sant´Anna, Alberto Komatsu, Fred Ghedini, Aziz Filho e Murilo Fiúza de Melo.


Os dois primeiros, do jornal O Estado de S. Paulo, têm sido vítimas de matérias tendenciosas publicadas nos dois jornais de Tanure e estão sendo ameaçados com processos na Justiça. Fred Ghedini, presidente do Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de São Paulo e vice-presidente da FENAJ, Aziz Filho, presidente do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Município do Rio de Janeiro e Murilo Fiúza de Melo, free lancer autor da reportagem ‘Capitalismo à la Tanure’ para a revista Lide, do SJPMRJ, estão sendo processados por Nelson Tanure.’


Nome: ……………………………………………


R.G.: …………………………………….


Digite seu nome e RG e envie para fenaj@fenaj.org.br

Todos os comentários

Código Aberto

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem