Segunda-feira, 20 de Novembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº966

CÓDIGO ABERTO > Desativado

FHC, mau conselheiro

Por Mauro Malin em 07/02/2006 | comentários

Referências

CASTELLS, Manuel. A sociedade em rede. São Paulo: Paz e Terra, 1999.

MARTINHO, Cássio. Redes uma introdução às dinâmicas da conectividade e da auto-organização (texto), WWF - Brasil 2003.

AMARAL, Viviane. Desafio do trabalho em rede, 2002, tema do mês da Rits. Disponível na Internet: http://www.rits.org.br/redes_teste/rd_tmes_dez2002.cfm

Mau conselho deu o ex-presidente à mídia, no Roda Viva da TV Cultura, ontem (6/2), quando disse: “A imprensa tem que exagerar. Se não exagerar, não acontece nada”.


As pessoas dizem essas coisas e depois se queixam.



Todos os comentários

  1. Comentou em 08/02/2006 Haroldo M. Cunha

    Mauro, democraticamente, concordo com o Sr. José Edi. Carlos Lacerda ressucitou e ocupa as principais editorias da mídia no Brasil.
    Você lê de uma maneira e nós interpretamos de outra. Mais, governo democrático é aquele em que não se esconde nada, não se bloqueia CPI´s, não amordaça a Polícia Federal, agora vem deitar falação irresponsável, visto que o país vem melhorando sensivelmente, ao menos, nessa tão sonhada democracia.

  2. Comentou em 08/02/2006 Cristiana Oliveira Castro

    Christian, foi exatamente o que ele quis dizer, continuem exagerando que está ótimo! ele fez o papel dele e os jornalistas presentes, mais uma vez, não fizeram o seu, faltou da parte do ex-presidente um agradecimento à nossa imprensa.

  3. Comentou em 08/02/2006 Joao Carlos

    O povo está apático, dormente aos escândalos, assistindo alienadamente a bossalidade de nossos governantes. Tementes a quê?

  4. Comentou em 07/02/2006 Iorgeon Heankel

    Ministro da CGU diz que FH se esquece das denúncias envolvendo seu governo Jailton de Carvalho – O Globo BRASÍLIA – O ministro-chefe da Controladoria Geral da União (CGU), Waldir Pires, reagiu nesta terça-feira às declarações do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso de que estaria espantado com o volume de recursos envolvidos nas denúncias de corrupção no atual governo. Segundo Waldir Pires, Fernando Henrique esqueceu de comparar as denúncias com a própria experiência de quando estava na Presidência da República.

    – O volume de recursos mencionados nos escândalos do período em que ele estava no governo era centenas de vezes maiores do que os que estão sendo investigados no valerioduto. Só no caso do Banestado fala-se em R$ 30 bilhões – disse Waldir Pires.

    Isso é só uma fração, ouvi da própria boca de um procurador de Justiça da União na CPI dos Correios que só de contratos de compra de material de informática durante a era FHC, foram 16 bilhões de prejuízos em contratos fraudulentos. Quando isso vir a público, os 55 milhões de caixa 2 do PT vão virar centavos. Uma pergunta, o que foi apurado sobre os desvios do Governo FHC durante o governo FHC? Quais os resultados concretos? Quantos foram punidos?

  5. Comentou em 07/02/2006 Iorgeon Heankel

    Ministro da CGU diz que FH se esquece das denúncias envolvendo seu governo

    Jailton de Carvalho – O Globo

    BRASÍLIA – O ministro-chefe da Controladoria Geral da União (CGU), Waldir Pires, reagiu nesta terça-feira às declarações do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso de que estaria espantado com o volume de recursos envolvidos nas denúncias de corrupção no atual governo. Segundo Waldir Pires, Fernando Henrique esqueceu de comparar as denúncias com a própria experiência de quando estava na Presidência da República.

    – O volume de recursos mencionados nos escândalos do período em que ele estava no governo eram centenas de vezes maiores do que os que estão sendo investigados no valerioduto. Só no caso do Banestado fala-se em R$ 30 bilhões – disse Waldir Pires.

  6. Comentou em 07/02/2006 Amauri Garcia de Souza

    Pra quem está na oposição, tudo é festa. É sempre assim. A imprensa é ótima para os que estão fora do poder e incomoda os que estão nele. Não importa quem sejam os atores.

  7. Comentou em 07/02/2006 Haertel Duarte

    Caro Mauro, você nos fala de governo democrático. Democracia pressupõe uma população bem informada, capaz de entender e tirar suas próprias conclusões, de identificar a manipulação de informações com objetivos dissimulados. Uma população com acesso a diversos veículos de informação, das mais variadas tendências (o acesso à internet seria fundamental). Infelizmente essa não é a nossa realidade. A maior parcela da nossa população é vista pela nossa “grande imprensa” como Hommer Simpson, tal como definiu William Bonner no seu JN. Um governo democrático convive com a crítica, de seus adversários e dos meios de comunicação que cumprem sua nobre missão de investigar e denunciar, levando ao conhecimento da população os fatos tais como foram apurados. O (des) governo FHC somente conheceu a crítica de seus adversários, pois a “grande imprensa” pouca ou nenhuma importância deu a casos tão importantes quanto aos agora exaustivamente comentados. Aliás, quando você fala em incitação ao exagero fico tentando imaginar o que você pensa da postura da “grande mídia” no atual processo sucessório que para mim só é comparável à campanha de 1989 que elegeu o outro Fernando. É impressionante como periódicos e profissionais sacrificam sua credibilidade expondo claramente suas preferências através de textos e denuncias tendenciosas, sem assumir perante seus leitores sua posição dentro do processo.

  8. Comentou em 07/02/2006 José Edi Nunes da Silva

    A declaração de FHC lembra o conselho de Joseph Goebels, ministro da propaganda do regime nazista, aos seus seguidores: “caluniai, caluniai. Alguma coisa restará”.

  9. Comentou em 07/02/2006 Carlos Alberto gesteira

    Realmente, este é o nível de Presidente que a grande mídia deseja para o Brasil. Dom Helder criou uma frase inesquecível – ‘Você pensa que o POVO não pensa? O POVO peeennssa!

  10. Comentou em 07/02/2006 Jose Edi Nunes da Silva

    Diligente como um aluno aplicado, a Veja antecipou-se e vem cumprindo com zelo as rcomendações do chefe.

  11. Comentou em 07/02/2006 David Alves da Silva Silva

    Estou de pleno acôrdo com o colega que este cidadão é um verdadeiro narcisista, nojento em até participar de entrevista coletiva, onde se julga como o sabidão de todas as coisas. Este cidadão é antipático até nas suas posturas, gosta de discriminar as pessoas quando fala sobre qualquer assunto, dá de entender que ele não gosta do povo humilde. Só gosta de falar com o pessoal da sua mesma classe. Tem mais um qualidade que o cerca, que é covarde, traiu o própio amigo que ergueu para a presidência, antes disso era uma pessoa antipática perante os eleitores durante a sua derrota na prefeitura de São Paulo, que chegou a sentar na cadeira da PMSP, com ar de deboche achando que já era prefeito.

  12. Comentou em 07/02/2006 José Edi Nunes da Silva

    Será que o raciocínio vale também para os moivimentos sociais em relação do governo? Afinal, se não exageram, como o MST, nada acontece.
    FHC é um hipócrita e ressentido.

  13. Comentou em 07/02/2006 Michael London

    Responde Mauro: Dizer que ‘não se provou nada’ é inaceitável. Caíram ministros e dirigentes do PT por nada?

    Aí Mauro, dá um tempo. Quer dizer que tu não sabes que desestabilização política derruba qualquer um? Se eu puser a tua foto na primeira página do jornal, embaixo da manchete: ESTUPROU A PRÓPRIA MÃE E DEPOIS A ENFORCOU COM SUA CUECA… que voce acha que vai acontecer? Tu vai ser demitido ou sair por conta própria de qualquer cargo que tiver ocupando. A pressão da mídia derruba qualquer ministro, meu caro. A mídia é o quarto poder. O que a Taciana quis dizer é que não ficou provado corrupção, apenas o velho caixa 2 e o valerioduto, o qual, agora sim está provado, começou com o PSDB em 1998. Quanto ao governo FHC, esse sim tem umas trinta mil toneladas de corrupção nas costas. Caiu algum ministro de FHC? Não muitos, né? A mídia não fez pressão… Muito cara de pau a mídia também. Aliás, o ministro do Lula que caiu foi o Dirceu, né? Que provaram contra ele?

  14. Comentou em 07/02/2006 The DarkMaster

    Eu fico me perguntando como fomos eleger uma pessoa que me fala uma besteira tão grande para pesidente…

  15. Comentou em 07/02/2006 Kiril Araujo

    É verdade Mauro, o Zé Dirceu caiu, depois foi cassado. Só não consigo lembrar, contra ele foi provado o que mesmo?
    Assim funcionam as denúncias, primeiro voce derruba, depois diz: ‘Estão vendo? Era culpado.’

  16. Comentou em 07/02/2006 Jedeão Carneiro

    Esse ‘conselho’ de FHC mostra quem é que dá o tom na imprensa, além de revelar sua total intimidade com o assunto, pois ‘não acontece nada’ com os escândalos do seu desgoverno. As capas das revistas, na semana em que pipocou o Caixa 2 do PSDB, retrata a parcialidade vergonhosa da imprensa brasileira.

  17. Comentou em 07/02/2006 Jedeão Carneiro

    Com essa declaração, FHC mostra quem é que dá o tom na imprensa, além de revelar intimidade na área, pois nada aconteceu com os escândalos do seu desgoverno. As capas das revistas, na semana em que o Caixa 2 do PSDB (lista de Furnas) pipocou, escancaram a parcialidade vergonhosa da imprensa brasileira.

  18. Comentou em 07/02/2006 taciana oliveira

    Meu conselho à mídia, que não quer e nem pede mas eu dou, é: Não precisa exagerar, basta pesquisar e falar a verdade sobre privatizações, pasta rosa, lista de Furnas, reeleição, desmonte do serviço público, derrubada de cláusulas pétreas da CFFB, Sivam, Base de Alcântara e outras mais. Sobre a quem interessava a morte de C. Daniel e quem lucrou e lucra com ela até hoje. Por que FHC voltou da tumba agora para vociferar com voz de além túmulo com argumentos tão chulos? E por que, à semelhança de Collor(lembram? ‘Meu povo me ajude’), pede descaradamente aos jornalistas que cumpram a segunda parte da missão de que ele os encarregou e ajudem a derrubar Lula e o PT, porque parece que já acabou a munição, não se provou nada e o presidente está subindo nas pesquisas.

  19. Comentou em 07/02/2006 Augusto Vidal

    Apenas confirmou o que o saudoso Franco Montoro que em sua autobografia o descreveu como um sujeito narcisista, vaidoso. Atributos que, por si, o tornariam uma pessoa pouco confiável para dirigir um país. Já tivemos um exemplo do que ele é capaz com estes atributos ao longo de oito anos, não esperemos cometer o mesmo erro novamente, se não de que adianta clamar por melhoras a este país?

  20. Comentou em 07/02/2006 Antonio de Padua Martins

    Em meus 76 anos, com base no que venho aprendendo desde os 2 anos, sinto-me pela vitalidade e disposição [em condições de] saborear o amadurecimento que a Vida me proporciona. Em contraposição sinto indisposição para verificar que certas pessoas parecem refratárias à realidade, à humildade, à serenidade e à veracidade. Tal é o caso de FHC, tão austeramente apontado pelo OI como mau conselheiro. Meus respeitos ao Observatório da Imprensa, que em sua grave missão mantem-se como metal precioso ao alcance de todos. Pois tem Maioridade e Coerência Crítica em seu diuturno labutar.

  21. Comentou em 07/02/2006 rodrigo siqueira

    Caros, há mais que mal conselho nessa declaração de FHC. É um ato de irresponsabilidade, um gesto anti-democrático. Trata-se de um senhor que ocupou a presidência durante 8 anos, que tem grande influência nos maiores jornais e revistas do país e tem a simpatia ‘exagerada’ dessa mesma imprensa. Pelo peso do conselheiro e pela simpatia que lhes depositam os aconselhados, a declaração soa como uma incitação ao linchamento. É essa a democracia do Fernando Henrique? É essa a liberdade de imprensa do Fernando Henrique? É como se o Pitboy estivesse dando o comando de ataque aos seus Pitbulls! Não sei não, mas há um peso dissimulado nessa declaração que beira o autoritarismo! (E continuo achando que FH está cumprindo o papel de CORTINA DE FUMAÇA, no momento em que a divisão de seu partido e o ‘caso’ Dimas Toledo começam a rondar o noticiário.)

  22. Comentou em 07/02/2006 Célio Mendes

    Ele não pode reclamar, durante seus oito anos ele contou com o olhar benevolente da midia para esconder seus mal feitos, e olhe que o que não faltaram foram denuncias e indicios.

  23. Comentou em 07/02/2006 Joaquim Alves Madeira

    A midia não tem que exagerar não, Senhor FHC, tem sim que dizer a verdade, somente a verdade.

  24. Comentou em 07/02/2006 zilia lima rocha

    Gagejou, gagejou, justificando o injustificável.Mas o povo não esquece sr.Fhc!

  25. Comentou em 07/02/2006 Cristhian Tambosi

    E além disto pode dar a entender que a corrupção noticiada é apenas exagero da imprensa.

Código Aberto

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem