Fidel online | Observatório da Imprensa - Você nunca mais vai ler jornal do mesmo jeito
Quarta-feira, 15 de Agosto de 2018
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1000
Menu

CÓDIGO ABERTO > Desativado

Fidel online

Por Luiz Weis em 19/02/2008 | comentários

Pela primeira vez desde a invenção da escrita, a mensagem de um líder político, ainda por cima da importância global como a carta de renúncia de Fidel Castro, foi divulgada antes em bytes do que em átomos, como dizem os americanos.

A carta saiu na versão online do jornal cubano Granma – quando a edição impressa ainda não rodara, ou pelo menos ainda não circulava.

É um marco na história dos meios de comunicação.

Todos os comentários

  1. Comentou em 20/02/2008 Fernando Schweitzer de Oliveira

    Constatação da realidade, até em sua renúncia após várias re-eleições Fidel aos 81 anos, é o maior revolucionário do Planeta!

  2. Comentou em 20/02/2008 Fabio Passos

    O futuro da mídia está na net. Bem vinda revolução!

  3. Comentou em 20/02/2008 José Orair Silva

    Um blogueiro brasileiro residente nos Estados Unidos – Idelber Avelar (O Biscoito Fino e a Massa) vem fazendo a melhor cobertura das eleições primárias americanas. Realmente não faz sentido assinar os jornalões quando encontramos disponíveis, gratuitamente e em tempo real, informações de melhor qualidade na Internet. Os jornalões terão de repensar o seu papel se não quiserem ter o mesmo fim dos dinossauros…

  4. Comentou em 20/02/2008 Carlos Pontes

    Há cerca de 3 décadas atrás, seria impossível a comunicação imediata por um telefone sem fio, hoje temos a praga dos celulares.
    Digitar um bem elaborado texto, só se fosse numa bela Olivetty e se precisasse de uma cópia, só se fosse na base do papel carbono, hoje temos os e_mails que nos trazem as notícias quase que imediatamente.
    Por tudo isso, acho que a tecnologia avança diariamente e quem sabe o que nos reserva o futuro digital?
    Será que, ao digitar um texto e enviá-lo, quem receber vai poder ler, ver e ouvir quem o mandou?
    Quem sabe?
    Só lembrando, já saímos da pintura na pedra para os textos digitais e o correio que atualmente usamos, é o eletrônico.
    Com certeza, a carta renúncia de Fidel Castro publicada virtualmente é um marco na história dos meios de comunicação.

  5. Comentou em 20/02/2008 André Oliveira

    É pra comemorar? Não entendi o motivo dessa meia-dúzia de palavras… Talvez seja pra mostrar o quão avançados estão os meios de comunicação naquele país. Só pode ser isso.

Código Aberto

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem