Quarta-feira, 26 de Setembro de 2018
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1006
Menu

CÓDIGO ABERTO > Desativado

Imitando a imprensa no seu pior

Por Luiz Weis em 23/09/2008 | comentários

No domingo, a Folha deu na primeira página – sob a manchete “Lula reabre compras de Petrobras com FGTS” – que “o presidente Luiz Inácio Lula da Silva decidiu permitir o uso de recursos do FGTS numa nova rodada de investimentos da Petrobras, relativa à exploração do petróleo da camada pré-sal. Quem já tem ações da estatal compradas pelo FGTS poderá voltar a aplicar. Será preciso mudar a lei para permitir nova rodada de FGTS em investimentos na estatal”.

Na manhã seguinte, em Nova York, Lula pegou pesado: “Eu acho abominável alguém fazer uma manchete irresponsável daquele jeito sem nunca ter conversado comigo e sem que eu nunca tivesse sequer pensado na idéia. Eu acho irresponsável porque isso mexe com o mercado, mexe com ações, por uma coisa que eu nunca falei”.


E mais: “Se alguém quer dizer que pensa alguma coisa desta magnitude, no mínimo deveria ter a responsabilidade de me consultar, ou o Ministério da Fazenda, ou do Planejamento, o presidente do Banco Central, ou o ministro do Trabalho, que é quem administra o dinheiro do FGTS.”


Deixaram de contar ao presidente que isso já tinha sido feito. Com o jornal na rua, a primeira coisa que outros órgãos de mídia procuraram, responsavelmente, foi checar a informação que não mencionava fontes – limitando-se à fórmula “a Folha apurou” – exatamente com o ministro do Trabalho, Carlos Lupi.


E ele confirmou o furo da Folha, na matéria assinada por Kennedy Alencar. Lupi disse a mais de um repórter que o governo permitirá, sim, o uso de parte dos R$ 200 bilhões depositados nas contas vinculadas do FGTS para cacifar a Petrobras na exploração do pré-sal.


Não só confirmou, como elaborou. “A idéia é muito positiva. [Isso] já foi feito anos atrás e deu uma rentabilidade grande, superior a 700%”, afirmou ao Valor. “É bom para a Petrobras, para o trabalhador e para o Brasil.”


E informou, ainda por cima, que o Conselho Curador do FGTS – formado por representantes do governo, do patronato e dos empregados – se reunirá no início de outubro para definir o desenho da operação.


Ontem, Lula mandou o ministro da Fazenda, Guido Mantega, desmentir Carlos Lupi.


Trapalhadas e indiscrições acontecem nos melhores governos – sem falar dos piores. Coisas ainda mais sérias acontecem quando há enormes interesses em jogo, como é o caso da capitalização da Petrobras. O que não se justifica é o presidente atirar primeiro e perguntar depois.


A Folha, em retrospecto, não foi nem irresponsável, muito menos a sua manchete é abominável. [Na segunda-feira, o jornal informou que obtivera a informação ‘de três auxiliares diretos do presidente, que relataram a decisão de Lula de envolver trabalhadores e a classe média no processo de capitalização da Petrobras’.]


De seu lado, dizendo o que disse, Lula imitou a imprensa nos seus piores momentos: quando dispara acusações sem fundamento e depois toca a vida como se nada tivesse acontecido.

Todos os comentários

  1. Comentou em 29/09/2008 janio ieso janio

    EU ACREDITAVA QUE ESTE TAL DE O.I ERA UMA COISA SERIA, MAS CONSTATEI QUE É FARINHA DO MESMO SACO DA FOLHA E DOS DEMAIS MEIOS>

  2. Comentou em 29/09/2008 Julio Escarvan

    Avisa por favor o Alberto Dines que a apresentadora do Jornal Hoje da Globo estava escandalizada com a noticia de que a justica liberou os pilotos do jato Legacy, e que hoje, veja soh o que disse a moca, esta se provando que o acidente relmente foi culpa deles… E nao do Lula como o Dines defende em tantos posts…

  3. Comentou em 28/09/2008 Paulo de Almeida

    Weis, vc bateu bonito: ‘De seu lado, dizendo o que disse, Lula imitou a imprensa nos seus piores momentos: quando dispara acusações sem fundamento e depois toca a vida como se nada tivesse acontecido.’ E é no mínimo feio cometer uma atitude aloprada destas. E por aí dá para imaginar como é que as coisas andam, com que transparência, quando os fins atropelam os meios… Fins que väo inevitavelmente se perdendo de vista, e sendo também atropelados pelos aloprados…

  4. Comentou em 26/09/2008 Teófilo Pardini

    Resumindo o que o autor postula: a mídia pode e Lula não! É isso aí! Vivam os interesses corporativos do OI!

  5. Comentou em 26/09/2008 Luiz Reis

    Há muito não vinha aqui e agora me lembrei o porquê: O OI dexou de ser observatório para ser defensor da imprensa… essa mudança me faz ‘mergulhar’ de novo e esperar que este espaço volte a viver tempos de isenção.

  6. Comentou em 26/09/2008 Ney José Pereira

    E, por acaso, o presidente desta República precisa de porta-voz?. E, por acaso, a imprensa, a mídia, os veículos de comunicação social deste país está insatisfeita de ter o presidente desta República todos os dias no rádio, na televisão, na internet, na revista e no jornal?. Sem pagar um centavo de cachê?.

  7. Comentou em 26/09/2008 Ney José Pereira

    Quando a Folha (de S. Paulo) é questionada a ladainha é sempre a mesma. ‘Obteve-se a ‘informação’ (junto, com, de, no, por meio de (alguém) e assemelhados). Isso ocorre com o ‘outro lado’ pós matéria divulgada, nas respostas dos autores no ‘Painel do Leitor’ (do leitor, hein!) e em outras circunstâncias. Sem contar que nas ‘reminiscências’ do fundo do baú, todas as fontes são (in)devidamente dessigiladas. São tornadas públicas. Se assim é, por que, então, não acabar com essa ‘sagrada’ hipocrisia de ‘sigilo de fonte’?. Ou se diz a ‘fonte’ ou nem sequer menciona que ‘houve fonte’. Aliás, isso é mais uma ambigüidade folhática. Ou se faz um jornalismo ‘consistente’ e seguro de si (verdadeiramente seguro) ou se fica dando satisfação que não convence e também divulgando indiretamente as tais ‘sagradas’ fontes. Aliás, isso ocorre também com os impolutos colunistas folháticos. Quando quer ‘prejudicar’ alguém, tasca-lhe o nome. Depois, dizem que é ‘estilo’. Observação: A imprensa brasileira não é muito diferente disso, não. Mas, ao que parece nem a política nem a imprensa desejam estabelecer -implicitamente- um modo ‘sério’ na ‘teatralização do espetáculo midiático’.

  8. Comentou em 26/09/2008 douglas puodzius

    Paulo Henrique Amorim cobra o audio da gravação entre gilmar dantas e o senador DEMOnestes dantas. A unica gravação por escrito da estoria do mundo. Desconfio que, como a Abin não possue equipamento para gravação, a espionagem foi feita utilizando uma estenografa…

    Nós todos sabemos que esta materia, repercutida aqui, não passou de uma invenção para tentar vender jornal para incaultos. Coisa do PIG. Esta noticia tende a morrer em pouco tempo…

    São materias do mesmo grupo daquela outra, que nosso observdor também repercutiu aqui, a respeito dos conselhos de lula para gilmar dantas mendes sobre a tv justiça… lembram? Alguem ainda lembra?
    Eu fiz o seguinte comentario sobre a tal preocupação de nosso observador..
    ‘É mentira. O presidente Lula nunca recomendou nada a Gilmar Mendes… Ao inves de estarmos discutindo aqui os efeitos de transmissão da sessão do stf ao vivo, deveriamos estar discutindo como pode alguem publicar tamanha mentira… ‘ Deveriamos também discutir porque nosso observador repercute a mentira…

    Acho que vou fazer o seguinte… Vou colecionar estas observações e republica-las a cada repercussão destas mentiras… Logo não havera espaço,mas talvez possamos mostrar como a hipocrisia, se repete em nossa imprensa…

  9. Comentou em 26/09/2008 Ney José Pereira

    1º) Quem é o porta-voz do presidente desta República (qual o nome dele, ao menos?)?. 2º) O ministro de Estado do Trabalho falou tudo isso, também, no rádio. 3º) Nem se todo o dinheiro do FGTS fosse utilizado no pré-sal não daria nem para o pré. Muito menos para o sal. Como a imprensa poderá conversar com o Lula?. Como, e quando?. E sobre o quê?.

  10. Comentou em 26/09/2008 ubirajara sousa

    Por favor, não me falem mais em liberdade de expressão. O OI vetou, censurou, capou, jogou no lixo, dois comentários meus, sem nenhuma explicação. Mandem-me dizer o porquê. Vocês têm o meu e-mail. Vou aguardar,

  11. Comentou em 25/09/2008 ubirajara sousa

    Por que censuraram o meu comentário? Qual o critério? Falei algum palavrão? Xinguei alguém? O que houve? Não posso expressar o meu livre pensamento? Tenho que concordar com o texto para que os meus comentários sejam publicados? Obrigado.

  12. Comentou em 25/09/2008 Clever Mendes de Oliveira

    Luiz Weis,
    Kennedy Alencar é jornalista sério e competente. Entretanto, conforme a transcrição que você faz de parte da notícia, a informação que apareceu na Folha de S. Paulo de domingo foi de que Lula decidira permitir o uso de recursos do FGTS.
    Se o jornalista fosse inescrupuloso e também fossem inescrupulosas as fontes que repassaram a notícia para a Folha de S Paulo, podia-se muito bem ter o aproveitamento de um meio de informação para induzir uma valorização das ações da Petrobras e com isso auferir lucros exorbitantes.
    Você tem razão em dizer que Lula pegou pesado. Você há de reconhecer, no entanto, que a notícia correta deveria ser menos enfática. Ao invés de se dizer Lula, dever-se-ia dizer o governo, e ao invé de se dizer decidiu dever-se-ia dizer conjectura ou analisa ou etc.
    Usar o nome de Lula sem ouvi-lo não pode ser defendido por nenhum jornalista. E a reação de Lula para a forma como a notícia foi dada ficou de bom tamanho.
    Clever Mendes de Oliveira
    BH, 25/09/2008

  13. Comentou em 25/09/2008 douglas puodzius

    É mentira… O Reporter kenedy de alencar nunca recebeu estas informações do ministro carlos luppi.
    O reporter inventou absolutamente tudo e distorceu o que o ministro minimamente considerou como boa ideia a informação dada pelo proprio reporter de reabrir esta possibilidade…
    Ao inves de estarmos aqui discutindo a iinformação falsa, deveriamos estar discutindo como podem inventar tanta mentira e nada acontecer…

  14. Comentou em 25/09/2008 Max Suel

    O pres Lula é a própria encarnação do Paradoxo. Ele já falou (e falará) tantas coisas ….. Ora diz que é branco … em seguida diz que não falou que era branco, e sim que é preto …. depois volta a dizer que é branco … e por aí vai ….. Como levar a sério o que ele diz? por outro lado, ele é o presidente, e nós temos que acreditar no presidente ….. mas ora ele diz uma coisa, e em seguida desdiz … como ele mesmo se classificou uma ‘metamorfose ambulante’ com ficamos ? (sempre na escuridão, suponho). Na verdade eu acredito que ele jogue sempre para a platéia: quando na FIESP com os empresários ele diz que é branco … já nos comícios (que custam nosso dinheiro para suas viagens) para as platéias petistas ele diz que é preto. Assim não dá….

  15. Comentou em 25/09/2008 Lucas Nery

    Estao fazendo tempestade em copo d´água. Os 2 lados.
    A FSP, todos leitores razoavelmente informados, estao já fartos de saber que ela repete as notícias de outros meios de comunicaçao com a memsma irresponsabilidade. Gosta de manchetes impactantes para levantar ibope e a ira dos governantes. E por tabela enfiar o público no saco, como se td. que apresentasse fosse verdade ‘verídica’.
    Agora Lula tb. esperneou à toa. A manchete nem foi lá tao grosseira. Em outros tempos seria pior, mas com a popularidade do prseidente em alta os órgaos de impresna estao pensando mais um pokinho antes de publicarem aseniras pois sabem que nao colam como antigamente.
    E ele, Lula, manteve diálogos sim com todos esses ministros e pessoas ligadas ao primeiro escalao. Logo nao há ficçao alguma na matéria, muito menos maldade. O Presidente poderia ter ironizado ou ter se calado. Ou até aproveitar pra mandar bala e dizer q. é isso msm. e o governo dele tem planejamento e pensa mais no Brasil q. os demais. Humilhava geral. Eu, no lugar dele, seria mais esperto.

  16. Comentou em 25/09/2008 Rubens Barbosa

    Notícia sobre o maior reduto tucano-demista do Brasil: A Organização Não Governamental Transparância Brasil realizou pesquisa em que conclui que, dos 3 mil projetos apresentados entre 2005 e 2008 na Câmara de Vereadores de São Paulo, cerca de 900 foram aprovados. Destes, 200 se referiam a assuntos com impacto concreto sobre a vida e a administração da cidade. Com base nesses número, a ONG calculou que a média de produtividade relevante dos vereadores foi de 8,6%, o que significa taxa de produtividade irrelevante de 91,4%.Segundo a ONG, as demais proposições aprovadas – quase 700 – dedicavam-se a homenagens, fixação de datas comemorativas e outros assuntos considerados irrelevantes.
    Entre os exemplos de projetos irrelevantes para a ONG, homenagens a pessoas e instituições, batismo e rebatismo de logradouros, símbolos (atribuição de bandeiras, brasões, etc. a entes diversos), designação de cidades-irmãs e inclusão de datas comemorativas no calendário oficial do município.

    http://noticias.terra.com.br/eleicoes/2008/interna/0,,OI3207552-EI11880,00-ONG+dos+projetos+da+Camara+de+SP+sao+irrelevantes.html
    Isso é que é exemplo de política. Aprenda Lula!

  17. Comentou em 24/09/2008 ubirajara sousa

    Se não for pecado; se não for proibido; se não for censurável, eu vou rir: ah, ah, ah, ah! Senhor Weis, pelo menos o senhor não é deselegante, como a maioria dos defensores do PIG, mas, por gentileza, não faça uma coisa dessas. O senhor é brilhante. Não se deixe levar pelo partidarismo e pelo corporativismo. Um abraço.

  18. Comentou em 24/09/2008 Cristian Korny

    lá vai, jogando na parede para ver se gruda, a nova tentativa de afetar a governabilidade, como a última, a crise dos grampos, que só tirou o ônus dos crime e dos criminosos, para jogá-lo em cima da justiça, do ministério da justiça, e da polícia federal.

  19. Comentou em 24/09/2008 Carlos Alberto de Souza Oliveira

    Não me interessa de quem foi a Falha da Folha que Falha, que droga, conseguiram estes caçadores de manchete, estragar uma boa oportunidade de nos trabalhadores usamos aquele dinheirinho que fica preso la na CEF, rendendo uma mereca de 3% ao ano, de ganhar um pouco mais, vocês intelectoides de plantão, não sabem como esta aplicação ajudou muito a alavancar a venda de imovéis e por consequencia criar empregos nos ultimos anos, eu estou completamente revoltado, se o governo realmente se invocar e não liberar isso, vou começar uma campanha de negativa contra estas instituições que ao invém de ajudar so atrapalham, que papel mais feio este, se não gostam de alguem, que fiquem para si mesmo.
    Eu não gosto de um monte de coisas que acontecem neste pais mas, não fico arranjando motivos para prejudicar os Brasileiros.
    Fica a lembrança daqueles anos atras, quando a oposições de direita, ficavam torcendo contra o seu proprio pais para que tudo desse errado, então eles apareciam como os salvadores da patria, para consertar o que eles mesmo haviam contribuido para destruir, que vergonha, cade o nosso nacionalismo, que pais e este onde a luta pelo poder vale tudo, e ainda temos que ficar engolindo sapo o tempo inteiro certo que o povo e ignorante, mas vamos pegar leve isso não leva a nada depois que a gente fala que o Jornal A ou B so quer saber de ganhar dinheiro ficam bravos comigo eu em

  20. Comentou em 24/09/2008 álvaro marins

    Quando um ‘jornalista’ (com aspas, com aspas) fala em fontes eu não sei se vomito ou se gargalho. Eles não se mancam. E a popularidade do hômi e do governo, óóó, só subindo. Eu quero só ver como que os tais ‘jornalistas’ vão explicar a catástrofe que serão essas eleições municipais para o PSDB e o DEM (ex-UDN, ex-ARENA, ex-PDS, ex-PFL). Vai ser um tal de um olhar para a cara do outro sem ter o que dizer. E na hora do cafezinho, vão se perguntar olhando para o teto: ‘trabalhamos tanto, onde foi que erramos?’

  21. Comentou em 24/09/2008 dante caleffi

    Folha de São Paulo,tem histórico de irresponsabilidade jornalística,respeitável. Lembra da histeria criminosa promovida,que conduziu milhões de pessoa desnecessariamente à vacinação da febre amarela,consumindo estoques estratégicos, e resultando em óbitos?
    A omissão contumaz e crônica, com os desmandos do semanário dos Civita,especializados em infâmias?Mais grave, é o fato de textos apocalípticos,uns, raivosos, quase todos,destruirem o estilo do autor.
    Certamente,a Folha, é um dos veículos, a se insurgirem contra a punição de vazamentos de grampos e afins.

  22. Comentou em 23/09/2008 Lucas Artur

    Você só pode estar de brincadeira, por que uma noticia destas pode abalar as estruturas do mercado financeiro, e trazer prejuizos enormes aos investidores. Como é que alguém diz pra uma outra pessoa que você falou isso e isso, e essa pessoa publica em seu jornal como se você a tivesse contado. Só pode ser mentira, irresponsabilidade. Ou como se diz por ai, mutreta mesmo pra quebra um presidente e os cidadãos investidores do país. Cara você escreve bem; diz coisa com coisa mais esse artigo seu foi lamentável.

  23. Comentou em 23/09/2008 Colin Brayton

    Mais uma grande confusão devida ao uso exagerado de off. Tres fontes ‘próximas ao presidente’ teriam relatado uma decisão do presidente que a presidente nega ter feito.

    Talvez as fontes palacianas não estejam tão próximas ao trono assim. Quem disse? O churrasqueiro do Planalto? O sapateiro presidencial? Os repórteres, aparentemente queimados pelas fontes, ainda devem a fonte a direito de falar besteiras sob anonimato?

    Eu concordo com o presidente: Se se trata de uma decisão que cabe somente a ele, então não pode dar como confirmada até falar com ele primeiro. O Sr. realmente decidiu?

    Sabemos que qualquer factoide dado em off deve ser confirmado. Não sabemos? ‘Abominável’ pode ser exagerado. Mais que foi constrangedor pela Falha de S. Paulo: Foi.

    Como foi pelo governo tambem, como os dito pelo Lupi.

    Talvez Lupi favorece. Talvez seria uma ótima idéia, até. Mais não é Lupi que resolve. Lembra-se o enorme nhemnhemnhem quando o cara do ANP falou supostamente sem autorização sobre o tamanho do pre-sal? A CVM quis saber. Sério, essa coisa de mexer com os mercados indevidamente com boatos e fofocas.

  24. Comentou em 23/09/2008 Roberto Silva

    Comentaristas: o MINISTRO DO TRABALHO (em maiúsculo mesmo) Lupi (padrinho do Paulinho ‘enroscado com a Sta. Teresa’ da força) dá uma declaração, a FSP repercute, o presidente desmente e o jornal é crucificado? O ministro do trabalho (agora em seu devido tamanho) já mencionava até um tal ‘desenho da operação’ a ser discutido em reunião em outubro, etc. e a FSP é a vilã? Quando se trata de desqualificar a FSP, a Globo, a Veja, etc. os ‘bolcheviques do teclado’ lêem até o que não está escrito… cruzes!

  25. Comentou em 23/09/2008 Hélcio Lunes

    Luiz, mais uma vez a imprensa será acusada de difundir inverdades! E os internautas profissionais, pagos para defender o guvernu Lulla, cumprirão sua missão infeliz de criar uma quimera. Lupi nada falou,(embora todos tenham ouvido ele falar), o coitado do Ministro apenas, mais uma vez, foi mal interpretado, pela ‘imprensa golpista e má).
    Nesse mundo virtual do presidente , seus ministros, e da turminha do aplauso fácil, que nega o que os olhos vêem, o que os ouvidos ouvem, só existe uma verdade, a daquele que nada sabe, do marqueteiro desdizente que nos (des)governa!

  26. Comentou em 23/09/2008 Luiz Antônio Puton

    Pera aí! A Band AM reprisou as falas do ministro e em nenhum momento o ministro disse o que está no começo deste artigo. Falou em possibilidades. Só.

  27. Comentou em 23/09/2008 Ivan Moraes

    ‘A Folha, em retrospecto, não foi nem irresponsável, muito menos a sua manchete é abominável’: eu nao estou entendendo mais nada!!!!!!!!!!! WEIS, A FALHA ERROU. A FALHA ERROU. Ou errou ou foi paga pra errar. Ou errou ou mentiu. Ou errou ou inventou. Ou errou ou estava fazendo lobby pra alguem. Eh simples demais, nao ha segredo algum! So resta saber se foi intencional ou nao. Cadonde estao as fontes? Nao existem. A falha que va tirando o cavalinho da chuva de uma vez.

Código Aberto

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem