Sábado, 19 de Agosto de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº954

CÓDIGO ABERTO > Desativado

Investigação parece perder altitude

Por Luiz Weis em 29/11/2006 | comentários

Na matéria intitulada ‘Dois pilotos americanos ainda retidos no Brasil enquanto investigação sobre choque aéreo se arrasta’, no New York Times de hoje, o repórter Paulo Prada registra em dado momento que a atenção do público brasileiro voltou-se para a disputa entre altos oficiais da Aeronáutica e os seus subordinados, os controladores do tráfego aéreo no país.


Boa observação. Não só porque foi com a colisão entre o Legacy e o Boeing que o rolo começou, mas principalmente porque o tempo passa e a apuração da tragédia parece perder altitude.


Sem esquecer das agruras dos passageiros nos aeroportos nacionais, está na hora de a imprensa voltar ao assunto. Domingo passado, o Estado saiu com uma boa matéria sobre o virtual confinamento dos pilotos americanos a um hotel carioca, espécie de ‘prisão de luxo’.


No entanto, o que a mídia tem mais a fazer é incomodar os responsáveis pela investigação das causas do desastre de 29 de setembro, o maior da história do país, para que se saiba a quantas andam – se é que.


***


Os comentários serão selecionados para publicação. Serão desconsideradas as mensagens ofensivas, anônimas, que contenham termos de baixo calão, incitem à violência e aquelas cujos autores não possam ser contatados por terem fornecido e-mails falsos.

Todos os comentários

  1. Comentou em 29/11/2006 Marco Tognollo

    1. ‘o que a mídia tem mais a fazer é incomodar os responsáveis pela investigação das causas do desastre de 29 de setembro, o maior da história do país, para que se saiba a quantas andam – se é que.
    ‘ Não acredito no que li. Não é possível. Weis, por acaso o Sr. tem conhecimento do tempo médio que uma investigação de um acidente aéreo demanda?Acho que não. Um acidente na Grécia, salvo engano, levou mais de um ano. Portanto, o que pretende a imprensa? É lógico que deve acompanhar as investigações, mas não ‘incomodar’ autoridades para apressar investigação. Analise a história e verá, na maioria das vezes a pressa por parte da imprensa restou em caquinha (para nao ser censurado). O que o Sr. sugere? que os responsaveis pela investigacao sao todos vagabundos? menos, né…

    2. O Estadão, para mim, virou motivo de piadas quanto ao acidente da Gol. Em outras materias tambem. Dois dias depois do acidente estampou em primeira página: ‘Legacy é culpado pela tragédia’. Portanto, deveria analisar os fatos antes de publicá-los.

    3. Por fim, se o público brasileiro voltou-se à crise do tráfego aéreo o motivo é simples: a imprensa só fala disso. Obviamente que a intenção é culpar sumariamente o governo. (se houver culpa por parte do Governo, que seja culpado. Nos tribunais.) Dê uma lida no OESP. Até parece que São Paulo a cada chuva não fica em baixo d´agua..

Código Aberto

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem