Quinta-feira, 23 de Novembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº967

CÓDIGO ABERTO > Desativado

Isto é que é entrevista corajosa

Por Luiz Weis em 07/02/2006 | comentários

Esqueçam o que o ex-presidente Fernando Henrique respondeu na entrevista à IstoÉ, salvo a frase “a ética do PT é roubar”, pela qual o partido decidiu processá-lo.


Fixem-se nas perguntas. Foram doze. A rigor, 9 perguntas e 3 afirmações:


“Qual vai ser o grande tema da campanha para presidente?”


“Os tucanos devem bater com muita força?”


“Por quê [a corrupção seria muito mais grave no atual governo]?”


“O senhor acredita que o presidente Lula não sabia de nada?”


“A quem [interessaria isso tudo]?”


“O impeachment deveria ter sido discutido?”


“Para ganhar do PSDB, o PT sempre agitou a bandeira da ética. Agora, os papéis vão se inverter?”


“O senhor faz idéia [por que Delúbio assumiu tudo]?”


“Mas os petistas continuma agitando a bandeira da ética.”


“O PT alega que boa parte do dinheiro em questão servia para pagar dívidas do partido.”


“Mas, ainda assim, Lula pode ganhar a reeleição.”


“Qual o melhor candidato tucano para dizer essas coisas [contra o governo] em campanha, Geraldo Alckmin ou José Serra?”


Se for adiante o processo do PT contra FH, a Justiça dirá se ele difamou ou não o partido quando afirmou que a sua ética é roubar.


Mas, com aquelas perguntas, a entrevista já transitou em julgado. Entra para os anais do jornalismo político brasileiro como exemplo de arguição – corajosamente a favor do entrevistado.

***

Serão desconsideradas as mensagens ofensivas, anônimas e aquelas cujos autores não possam ser contatados por terem fornecido e-mails falsos.

Todos os comentários

  1. Comentou em 11/02/2006 Ricardo Francisco

    A pergunta fica:
    FHC não sabia da compra de votos, (acho que já ouvi alguma coisa sobre compra de votas na mídia recentemente) para a reeleição e portanto não tinha capacidade de ser presidente ou sabia e não fez nada sobre o assunto ?

  2. Comentou em 10/02/2006 Eliana Nonha Grillo

    Um homem que fêz o que fêz e como quis, além de humilhar e ultrajar o povo brasileiro, vide o tratamento dado aos aposentados, como aquele senhor agiu no seu governo, alem de sucatear o Brasil, querer usar essa linguagem asquerosa, querendo nos passar uma grandeza que ele não tem, é lamentável. Eu já não ando acreditando nas revistas/jornais, nem em politicos dessa estirpe e em nenhuma mídia enganosa, que gostam dos joguinhos emocionais que promovem e praticam entre si e essas velhas raposas.

  3. Comentou em 08/02/2006 Iorgeon Heankel

    Mas que roda viva foi aquele? Os jornalistas só faltaram estender o tapete para o FHC? Deixaram de fora qualquer tema espinhoso, até o NOBLAT estava lá, disfarçado de inquiridor, que coisa vergonhosa. Está mais uma vez comprovada o quanto a ‘grande mídia’ está comprometida com os teocratas paulistas da paulista. Que palhaçada? Ainda têm gente dizendo que esse cabra enxugou o estado? Ele sucateou o estado, além de demiti um mote de gente, inclusive da saúde, deixou de fazer concursos públicos, e quando o fez não chamou as pessoas que passaram. Eu fui uma das vítimas, passei no concurso da Polícia Rodoviária Federal e nunca fui chamado. Aquele circo armado foi uma verdadeira vergonha.

  4. Comentou em 08/02/2006 Ruy Acquaviva

    O aparelhamento da Fundação Padre Anchieta e particularmente da TV cultura pelo psdb é escandaloso. E não vem de hoje, nesses 11 anos (11 anos hein, se olharmos pela óptica das realizações, parece que foi ontem, pois não há realizações) o paraelhamento só piorou. E acelerou-se ainda mais depois que Alckmin assumiu o Governo. Esse descalabro representa uma apropriação privada de um bem público. É uma forma de corrupção e improbidade das mais capciosas. A entrevista chapa-branca (direcionada pelos interesses do Governo do Estado) não é uma vergonha só para a entidade, ou para os ‘jornalistas’ que se [im]prestaram a esse vergonhoso papel, é uma vergonha para todo o Estado de São Paulo, que se deixa ser vilipendiado de forma tão flagrante.

  5. Comentou em 08/02/2006 Marcio Flizikowski

    Acho que nem cabe uma crítica ao Roda Vida. A TV Cultura de São Paulo é estatal que foi aparelhada pelo governo de São Paulo… logo… entende-se o clima de entrevista Vôlei do programa.

  6. Comentou em 08/02/2006 Lucinei Lucena

    Prezado Weis,

    é isso, arguição em favor do entrevistado. Grande parte dos publicadores de opinião que foram promovidos e admitidos na era FHC simplesmente porque amam os telefones celulares e puderam fazer viagem, gastronomia, degustação e farra de importados por causa da sobrevalorização do Real, e, portanto, identificam-se com a visão de mundo tucana diariamente dão exemplo – e esse que foi citado é de fato um exemplo de coragem – de não-jornalismo, mas de política.

  7. Comentou em 08/02/2006 Silvano Carvalho

    Caro Luiz, deu para perceber pelos comentarios aqui no bloq que o nosso boca mole soh fez sucesso dentro da midia psdb/pfl, para quem pensa um pouquinho foi de dar nojo ver jornalistas( jornalistas?) pagos para levantar e cortar todas. Nem um caso sequer do psdb( ex-dirigentes condenados, cocaina presa com ex-canditato, pg. para o Duda do candidato azeredo..etc..etc..), e no final dizendo que todo presidente gostaria de ter juros mais baixos que nao baixou porque nao pode.

  8. Comentou em 08/02/2006 marcelo rezende

    Penso que FHC já deveria estar de pijamas.Recolhido a sua atual insignificâcia política.Um cara que foi por duas vezes presidente da república e hoje aparece como um traço nas pesquisas é demais ter o espaço que têm na mídia.Só a cultura por motivos óbvios.Luiz, poderia fornecer o sitio http://www.consciencia.net/corrupção/fhc??Só para seus leitores aprofundarem nas discussões sobreo que significou a era FHC no Brasil.

  9. Comentou em 08/02/2006 Alexandre Porto

    Fiz comentário parecido assim que li a entrevista; Pra mim foi seu assessor que as redigiu . Nem o levantador Maurício da seleção Brasileira de Vôlei faria melhor. E o que dizer dos entrevistadores no Roda Viva? Só faltou pedirem autógrafo.

  10. Comentou em 08/02/2006 JANIO IESO JANIO

    FHC voce está fora. na posse do Lula eu levei um faixa onde dizia o sequinte: FHC VOCÊ JÁ FOI TARDE. O Povo nãoe é bobo e nós vomos reeleger o operário novamente para o desespero do PFL e PSDB.

  11. Comentou em 08/02/2006 Líbero Badaró

    O titular deste blog aceita a diversidade nos comentários desde que não usemos, por exemplo, as palavras ‘tucanalha’ (para os ditos cujos em geral) e ‘calhorda’ (para casos específicos, como Arthur Virgílio e Álvaro Dias). Repare como este meu textinho vai durar pouco aqui. Assim que ele acordar, vai deletar tudo. Bom dia, Weis!

  12. Comentou em 08/02/2006 LEN

    parabens pelo blog sr. weis

    pena que os blogs hoje em dia estejam se tornando panfletos de partidos que lhe paguem mais, com algumas excessões

    o blog do jornalista ricardo noblat está perseguindo comentaristas que defendam o governo lula até que eles decidam deixar de postar lá…

    para isso usam de todo jogo sujo como clonar nicks que dizem abslutamente o contrário com a intenção de confundir quem lê. enquanto os clones são permitidos, mensagens sem nenhum tipo de ofensa são cortadas sem nenhuma justificativa, e coincidentemente as cortadas são todas de pessoas que seguem a linha de defesa do governo lula

    CENSURA E IMPRENSA VENDIDA

    observatório de imprensa neles

    parabens sr. weis por aceitar a diversidade de opiniões

  13. Comentou em 08/02/2006 Haroldo M. Cunha

    Bem, fácil de entender suas ironias, embora ache que poderia entrar mais no assunto.
    Fernando Henrique, o sociólogo e o presidente, deveria voltar para o colégio.
    Lacerda não morreu, como nos filmes de terror, foi ressucitado por algum débil mental metido a bruxo, ou jornalistas mesmo, não faz diferença.

  14. Comentou em 08/02/2006 Líbero Badaró

    O titular deste blog pode até ter sido, vá lá, crítico em relação a FHC nesta nota. O que ele não suporta, porém, é que alguém utilize os adjetivos adequados à súcia ‘social-democrata’ nos comentários. Sugiro que ele compareça ao rodapé e explique aos demais visitantes os motivos pelos quais eliminou sumariamente todas as minhas modestas intervenções.

  15. Comentou em 08/02/2006 Rodrigo D. C

    Após ler os comentários dos internautas resolvi mudar o teor do meu e somente complementar: FHC como sociólogo que é vetou o projeto de lei que incluia a sociologia no ensino médio, sancionou a lei que agora regula a profissão do professor de educação física, mas não sem antes cometer o abuso de permitir a inclusão de inumeras manifestações culturais nela, tais como a capoeira do brasil ou as artes marciais obrigando que todos os mestres nestas, fossem formados em educação física. reserva de mercado e falta de visão antropológica , mesmo dividindo sua existência com uma antropóloga. Penso que pessoas que ocuparam altos cargos no governo de um país deveriam ser proibidas de vender seu know-how no mercado mundo afora, algo parecido com venda de informação na miha opinião. Aos trinta anos sem nunca ter militado em um partido, me vejo agora responsável pela situação do país. E sem medo de ser feliz (até rimou)engrossarei as fileiras do LULA pra presidente. Que cada um de nós escreva sua história na história deste país para que possamos perpetuar o melhor governo que ja houve por aqui!

  16. Comentou em 07/02/2006 Jane Rodriguez

    Seria espantoso se o Markun, depois daquela amarelada diante do Roberto Jefferson fosse apertar o FHC. Ora, o chefão da Educativa (?) em São Paulo, o tal Machado, não é ligado ou do PSDB? Foi uma gracinha ver o FHC dizendo que a dívida pública é muito grande… e ninguém pra lembrar a sua responsabilidade nisso, afinal, todos sabemos que ele deixou o país com uma dívida pública dez vezes maior.E depois faz aquela cara de paisagem ao falar do assunto. Deu nojo. Um papo de comadres com saudade umas das outras… ou um anti-jornalismo explícito. Que lástima.

  17. Comentou em 07/02/2006 Iorgeon Heankel

    Ministro da CGU diz que FH se esquece das denúncias envolvendo seu governo

    Jailton de Carvalho – O Globo

    BRASÍLIA – O ministro-chefe da Controladoria Geral da União (CGU), Waldir Pires, reagiu nesta terça-feira às declarações do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso de que estaria espantado com o volume de recursos envolvidos nas denúncias de corrupção no atual governo. Segundo Waldir Pires, Fernando Henrique esqueceu de comparar as denúncias com a própria experiência de quando estava na Presidência da República.

    – O volume de recursos mencionados nos escândalos do período em que ele estava no governo eram centenas de vezes maiores do que os que estão sendo investigados no valerioduto. Só no caso do Banestado fala-se em R$ 30 bilhões – disse Waldir Pires. Isso é só uma fração, ouvi da própria boca de um procurador de Justiça da união na CPI dos correis que só de contratos de compra de material de informática durante a era FHC, foram 16 bilhões de prejuizos em contratos fraudulentos. Quando isso vir a público, os 55 milhões de caixa 2 do PT vão virar centavos.

  18. Comentou em 07/02/2006 Eduardo Guimarães

    É preocupante ver lido um texto de ironia sutil, porém tão evidente, e seu verdadeiro sentido não ser compreendido.

  19. Comentou em 07/02/2006 Hélio

    O que o Presidebte FHC,fez foi repetir o que todo o país já sabia.Ou seja,A etica do PT é roubar,sim senhor e fim de papo.

  20. Comentou em 07/02/2006 Odorico Carvalho

    Haja óleo de peroba para polir a cara de pau desse hipócrita. É por isso que ele chegou a apenas 9% de avaliações positivas enquanto Lula, nem no auge da infame campanha, desceu a menos de 29%.

  21. Comentou em 07/02/2006 yuri carajelescov

    Muito boa a ponderação. Serve também para o vergonhoso Roda Viva de ontem 06/02. Ação entre amigos, aparelhamento de TV pública, clube do chá das 5, que nome se dê ao encontro de ontem, um exemplo lamentável de jornalismo engajado, pusilânime, torpe!

  22. Comentou em 07/02/2006 Vladimir Nunes de Oliveira

    Meus amigos, várias vezes já me manifestei neste blog, na maioria delas discordando respeitosamente de Weis, mas acho que alguns participantes não entenderam a ironia do articulista em seu comentário, que, desta vez, é crítico em relação a FHC e a entrevista por ele concedida a nossa querida IstoÉ.

  23. Comentou em 07/02/2006 Michael London

    Entrevista corajosa, Weis? Esse FHC é um tremendo dum cara de pau mesmo. A entrevista não foi corajosa. Devia ter perguntado: desde quando o PSDB faz caixa 2? Ou melhor: desde quando o PSDB rouba o país? Como é possível o seu governo ter vendido quase todo patrimonio nacional, não ter construído uma obra de vulto, ter aumentado o desemprego, sucateado o Estado e ainda a ter feito a proeza de elevar a dívida pública em seis vezes, entregando um governo pro Lula à beira da bancarrota?

  24. Comentou em 07/02/2006 The DarkMaster

    ‘Entrevista corajosa’… Sei. Penso em convidar nosso ilustre ex-presidente para uma visitinha à Plutão e sem querer perder ele por lá. Há algum limite para a manipulação na nossa imprensa? Que bem que temo a resposta.

  25. Comentou em 07/02/2006 Jorge Washington Astigarraga

    E êle relamou que a mídia só dá espaço ao outro lado.Imaginem se não dessem.Mais do que entrevista,o que se viu foi mais um discurso,onde as perguntas eram meros apartes para deixar o entrevistado bem à vontade.Assim,é fácil ser corajoso.Porque não perguntaram sobre os apagões,reeleição,Marka-Fonte-Cindam,Proer,Sivam,venda(ou entrega) de estatais,BNDS,sucateamento da nossa indústria,desemprego sempre em alta,taxa cambial artificial,etc.etc.etc.,isto só para citar alguns itens da extensa lista da qual,nossa imprensa faz questão de esquecer.É mais um programa que vou deixar de assistir.

  26. Comentou em 07/02/2006 jesse Fernandes

    ‘Isto é que é entrevista corajosa’ demonstra mais uma vez que a revista Isto é mandou a imparcialidade para espaço. Outro dia, um leitor/comentarista estranhou a ‘informação’ de que o ex-governador Orestes Quércia é o verdadeiro proprietãrio daquela revista. Insito num ponto: a credibilidade da revista é um problema dos assinantes que deveriam exigir a posição clara dos seus donos no editorial, como o fazem as publicações norte-americanas. Mas o que eu acho grave mesmo é a Rede Globo e a Jovem Pan, como outras concessões públicas, se envolverem na disputa pelo poder. Até a TV Cultura, com poucos recursos, consegue fazer e aparecer ética? Vamos trabalhar para que a educação e a informação sejam realmente democráticas e não a serviço de interesses ‘paroquiais’.

  27. Comentou em 07/02/2006 Rafael

    como em tudo na vida, não é prof. Luiz Weis? um dia a gente bate, noutro a gente assopra.

    abraços.

  28. Comentou em 07/02/2006 Jedeão Carneiro

    A falta de boas perguntas não foi por falta de assunto, francamente!!!
    Escândalo do Sivam, farra do Proer, caixa-2 do PSDB, propinas nas privatizações (Telebrás, CVRD), compra de votos da reeleição, grampos telefônicos, desvios na construção do TRT paulista, ralos do DNER, caso Marka/FonteCindam, aluguel lesivo da Base de Alcântara, fiasco das festividades dos 500 anos, drible na reforma tributária, rombo transamazônico na Sudam, desvios na Sudene, calote no Fundef, acidentes na Petrobrás, apoio a Fujimori, arapongagem no governo FHC, desvios do FAT, obras irregulares apontadas pelo TCU, explosão da dívida pública, avanço da dengue, crescimento pífio do PIB, apagão, assalto ao bolso do consumidor e do trabalhador, falácia da Reforma agrária, subserviência aos EUA (até o ministro Celso Lafer tirou os sapatos três vezes pra entrar naquele país), timidez do comércio exterior, queda da renda, aumento do desemprego, violação aos direitos humanos, congelamento da tabela do IR. Se não usam o mesmo rigor que nas entrevistas com o Lula é porque estão todos comprados.

  29. Comentou em 07/02/2006 Antonio De Padua Martins

    Quanto a ‘entrevista corajosa’ muito a dizer, num minimo de palavras. Ah.Prof.Dr.FHC! o homem que primou enquanto presidente em dar entrevistas, no exterior. E receber seus honoríficos capelos doutorais. Mas, aquele sobre quem, se bem lembro, um tio, general teria dito ser necessário tomar cuidado com ‘esse menino’…

  30. Comentou em 07/02/2006 Jorge Xavier

    Ontem, no Roda Viva FHC disse que o PSDB nao avançou a tese do impedimento do Presidente Lula por amor ao ´Pais e com vistas a proteger a democracia, posto ser o impedimento uma ‘bomba atômica’.
    O ex-presidente, a cada dia, demonstra maior falta de carater, não se preocupando em como sua biografia será tratada no futuro. Se ele assevera estar fora da disputa de qualquer cargo politico, contribuiria muito mais com a democracia contando a verdade sobre fatos nebulosos de seu governo: 1) os acertos para aprovaçao do projeto da reeleiçao; 2) o descumprimento do acordo com Itamar Franco; 3) quanto pagou a Luis Estavao,Roriz e demais PMDBistas para inviabilizar a candidatura do ex-presidente Itamar em 1998; 4) houve corrupçao no processo de venda das estatais ou, quando menos, houve pressao irresistível em algumas das privatizações ?
    FHC contribuiria muito mais com o Pais se esclarecesse esses pontos. Ele mesmo disse imaginar ter só mais 10 anos de vida.
    Quem sabe ele não consegue um lugar melhor na história do que o atualmente esta reservado a ele: um burucrata cumpridor de ordens do mercado e sociologo medíocre, que mandou esquecer o que escreveu na juventude (que obra é essa que não resite a três décadas).
    Para entrar para a história pela porta da frente é preciso coragem. Vamos la FHC! crie coragem !

  31. Comentou em 07/02/2006 rodrigo siqueira

    É O FAMOSO ‘LEVANTA QUE EU CHUTO’. Ao que parece, deve ser realmente muito bom ter amigos donos de jornalões e revistinhas!

  32. Comentou em 07/02/2006 Célio Mendes

    Não tem muito tempo teve um Sr. que publicou um artigo indignado aqui neste observatório sobre uma entrevista feita pela revista Caros Amigos ao jornalista Mino Carta, uma das coisas que mais o indignou foi o tom da entrevista em que as perguntas segundo suas próprias palavras ‘eram servidas em uma bandeja para o entrevistado’, eu comentei o artigo informando que o jornalista Helio Fernandes da Tribuna da Imprensa tem uma definição melhor para este tipo de entrevista ele chama de entrevista Volei onde o entrevistador levanta a bola para o entrevistado dar a cortada, o curioso é que a Caros Amigos é quase uma imprensa alternativa enquanto Isto É é uma revista de grande circulação, sera que o citado cidadão vai nos brindar novamente com um artigo denunciando esta grave deturpação do nobre oficio do jornalismo.

  33. Comentou em 07/02/2006 magno Amorim

    pelo amor de Deus … onde vamos parar com essa benevolência da imprensa com esse cidadão que no seus oito anos de governo o país viveu os seus piores anos de república… aonde vamos parar com essa mídia direcionda que está fazendo de tudo pra acabar com a esquerda no brasil… ele fala de corrupção e esquece que seu último mandato(graças ao bom DEUS) foi conseguido com a compra de deputados pelo valor de R$ 200.000,00… fala que a ética do pt é roubar e esse senhor esquece que as privatizações em seu governo foi o maior roubo da história do brasil .. exemplo disso foi a compra da vale do rio doce que foi entregue de mão beijada a investidores extrangeiros ou foi um presentinho de FHC?… não vamos deixar essa gente voltar ao poder, precisamos de pessoas como LULA que vem do povo, sabe o que é o povo… LULA já pagou uma dívida antecipado de dezenas de anos ao FMI que esse pseudosociologo em oito anos não consegui pargar, pelo contrario só fez aumentar. por isso que nós temos que ficar atentos as artimanhas dos coroneis e da mídia direitista que não aguenta mais ver um trabalhador no poder. precisamos ficar vigilantes. por isso em outubro de 2006 é LULA outra vez. olê olê olá LULA LULA.

Código Aberto

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem