Terça-feira, 22 de Maio de 2018
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº987
Menu

CÓDIGO ABERTO > Desativado

Ministra desmente manchete – e fica por isso

Por Luiz Weis em 19/11/2005 | comentários

Na edição de ontem, com direito a manchete na primeira página – “Dilma disse a Lula que ação de Palocci pára ministérios” – o Estado deu o que parecia ser um senhor furo de reportagem:

Dias antes da falada entrevista, também ao Estado, em que chamou de “rudimentar” o plano de ajuste fiscal de longo prazo que a equipe econômica vem preparando, a ministra da Casa Civil, Dilma Roussef, tinha encaminhado a Lula um relatório com as queixas dos ministros à mão fechada do titular da Fazenda, Antonio Palocci, e os números comprovando a sua orientação de liberar só a conta-gotas, nas palavras da matéria, os recursos orçamentários do Executivo deste ano.

Como diria o Macaco Simão da Folha: “Buemba!”

Pois hoje, discretamente, no corpo da reportagem “Dilma diz que é Palocci, e não ela, quem está errado”, e num box intitulado, simplesmente, “A íntegra da carta de Dilma”, o jornal dá que ela desmentiu o relatório noticiado na véspera com grande destaque.

“Nenhum relatório com o teor relatado pela reportagem foi produzido pela ministra Dilma Rousseff ou pela Casa Civil”, diz a correspondência, assinada por Aguinaldo Nogueira, da assessoria de imprensa do Planalto. “A Casa Civil é responsável pela articulação interministerial. Esta atribuição não transforma a ministra […] em porta-voz dos ministros.”

Em outra matéria, na mesma página A6, “Para Bernardo, debate é natural”, o ministro do Planejamento, Paulo Bernardo, é citado como tendo dito ao correspondente do Estado em Curitiba, Evandro Fadel, que chegara a brincar com a ministra, quando conversaram pelo telefone: “Você costuma falar as coisas na lata e agora vai fazer [sic] relatório?” Ao que ela teria respondido: “Eu não fiz relatório nenhum, não tem nada disso.”

Mais do que depressa, corri os olhos pela página e pelas seguintes em busca da reação do jornal ao desmentido. Nem uma única, solitária palavra: nenhuma contestação à ministra, nenhuma admissão de erro parcial ou culpa integral por uma “revelação” de primeira página que ajudaria a entender melhor o tiroteio entre os dois mais importantes ministros de Lula. Silêncio sepulcral.

Parafraseando o inesquecível “Que país é este?” do político arenista Francelino Pereira, é o caso de perguntar “Que jornalismo é este?”

Não fez escola, infelizmente, a decisão histórica do então editor-chefe do Correio Braziliense, Ricardo Noblat. Num dia, ele deu na primeira página, com exclusividade, o que tinha tudo para ser uma notícia pedra 90. Desmentido, deu no outro dia, na mesma primeira página, em manchete: “O Correio errou”.

***

Serão desconsideradas as mensagens ofensivas, anônimas e aquelas cujos autores não possam ser contatados por terem fornecido e-mails falsos.

Todos os comentários

  1. Comentou em 27/11/2005 Angela Wolff

    Sabe senhor Weis, eu sempre me faço esta pergunta que jornalismo é esse.
    Po que eu não sei qual a diferença entre este jornalismo que assisimos diáriamente e a fofoca. O máximo da fofoca, para mim foi este episódio de Dilma e Palocci, e na seman seguinte a um declaração do Prsidente comparando Ronaldinho ao Palocci, os jornais da minha cidade, pasme deram capa disso, com Ronaldinho e Palocci, naquelas fotos tipicas da revista Contigo essa revistas de fofoca mesmo onde aprecemos casais que se separam e a foto dos dois é rasgada no meio. Eu imagino que isso é que se possa chmar de verdadeiro cumulo. Não entendo como os jornalistas não cŕiticam abertamente a posição de seus colegas as vezes olho no Roda Viva ums jornalistas falando, falando e não dizendo absolutamente nada ao não ser reproduzir a fofoca da semana.
    Lembro de uma entrevista dada pelo ex presidente do PT José Jenuíno, dias antes da historia da mala de dinheiro.. aliás que fim levou isso?. Mas bem voltemos, na entrevista um Jornalista Merval não se de que, dizia assim.
    Mas Jenuíno , teve aumento da máquina com sei la 18,000 ou 19,000 do que FHC.O Jenuino responde mentira, foi assim assim e provo.
    O Merval responde, Ha mais teve isso, teve aquilo.Quer dizer o jornalista não tinha informação precisa nenhuma, ficava jogando, uma pegadinha via se colava,opa não deu vou entar essa. Sera isso jornalismo?

  2. Comentou em 19/11/2005 Adão da Silva Medeiros

    çççççççççççççççççççççççççççççççççççççççççççççççççççççççççççççççççççççççççççççççççççççççççççççççççççççççççççççççççççççççççççç

Código Aberto

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem