Domingo, 23 de Setembro de 2018
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1005
Menu

CÓDIGO ABERTO > Desativado

O ‘desrespeito’ dos jornalistas por Lula

Por Luiz Weis em 11/01/2006 | comentários

Está dando o maior auê a entrevista do jornalista e professor licenciado da USP Bernardo Kucinski, assessor especial da secretaria de Comunicação do governo Lula, concedida em dezembro ao site Repórter Social.


A íntegra pode ser lida também no Observatório da Imprensa: http://observatorio.ultimosegundo.ig.com.br/artigos.asp?cod=363IMQ003


A Folha de hoje lhe dedicou quase uma coluna inteira, sob o título “Para assessor, Lula tornou imprensa desnecessária” – a mesma afirmação destacada pelo Observatório.


E, no Globo também de hoje, o colunista Ilimar Franco, sob o título irônico “O soldado do passo certo”, numa alusão a auto-elogio do professor, seleciona as 11 passagens a seu ver mais relevantes do pingue-pongue.


Ou, é o caso de dizer, as 10 rajadas da metralhadora giratória de Kucinski acompanhadas da avaliação do seu próprio trabalho: “Ninguém tem coragem para dizer a verdade para o presidente claramente e eu digo todos os dias de manhã. Eu não estou lá para puxar o saco, elogiar. Eu também não estou lá para infernizar”.


O assunto obviamente rende uma pá de comentários, mas eu queria me fixar, em poucas palavras, num único tópico da entrevista.


Perguntado sobre a relação da imprensa com o presidente, Kucisnki respondeu:


“Sempre foi muito ruim. Ele sempre foi muito maltratado pela imprensa, tirando alguns períodos – como em certo momento da greve de 1978. Fora alguns períodos, ele sempre foi muito desrespeitado. Os jornalistas não aceitam um líder político que não tenha diploma.”


A entrevistadora Alice Sosnowki insiste: “Os jornalistas ou os donos dos jornais?”


Principal trecho da resposta:


“Os jornalistas, não os donos. Os jornalistas não têm respeito com a pessoa do Lula. Há sempre há um pressuposto de que ele vai falar besteira, vai errar, de que ele não conhece as coisas, usando como parâmetro um conceito de saber que é acadêmico. O Lula sempre foi tratado com discriminação e desrespeito […].”

Ninguém é mais culpado por isso do que o próprio Lula.


Foi o que ouvi anos atrás do jornalista que sem dúvida conhece mais de perto o atual presidente, numa conversa informal – razão por que não é o caso de identificá-lo.


Lula ía ser entrevistado naquela noite no Roda Viva da TV Cultura e eu era um dos entrevistadores. Antes do programa, comentei com esse colega, que o acompanhava, que eu achava inaceitável a forma como quase todos os repórteres costumavam se dirigir a Lula, até em situações públicas, tratando-o por você, em vez de senhor – como faziam com os demais políticos e autoridades, muitas vezes mesmo em conversas privadas. [Escrevi pelo menos um artigo sobre isso no Observatório.]


Sabem o que me respondeu textualmente o colega? “Pois é. Mas é por causa do Lula. Assim que conhece um repórter, já vai batendo na barriga dele e convidando para tomar uma caçhaça no boteco da esquina.”


***


Serão desconsideradas as mensagens ofensivas, anônimas e aquelas cujos autores não possam ser contatados por terem fornecido e-mails falsos.

Todos os comentários

  1. Comentou em 26/01/2006 Gerson Franco da Silva

    A ética também vale para os jornalistas, a sua crítica ao seu colega do O Globo é inaceitável. Primeiro você deve conhecer o caráter deste seu colega para criticá-lo, e depois ele esta executando seu trabalho. Preferencias existem, educação, profissionalismo e ética também.

  2. Comentou em 25/01/2006 NOJO DA PROFISSÃO

    ARREPENDIMENTO,

    DURANTE QUATRO ANOS FIZ FACULDADE ACORDEI CEDO PERDI O SONO GASTEI UMA FORTUNA E NO FINAL ME DISSERAM QUE O MELHOR DE MIM ESTARIA COMO PROFISSIONAL CONTIDO NUMA MENTIRA…..RETRUQUEI RELUTEI E NO FINAL MENTI….APLAUSOS ATE TROFEUS EM CASA DEITADO NA CAMA CHORO NO ESPELHO NÃO ME RECONHECI NÃO ACREDITAVA NEM MAIS EM MIM….DEUS QUE MAL EU FIZ SAI DO CAMINHO DAVERDADE VIREI VENTRILOCO DE QUEM PAGA MAIS, ONDE FICOU A MINHA DIGNIDADE OMBRIDADE LEALDADE CAPACIDADE TUDO O QUE EU PREZAVA ASSIM SE PERDEU….DESCULPE FAMILIA VIDA FILHOS MAS ACHO QUE VIREI UM JORNALISTA.

  3. Comentou em 25/01/2006 VITOR

    O JORNALISTA GANHA PRA LER NO AR TUDO O QUE LHE MANDAR MESMO QUE SEJA E COMO SEMPRE E UMA MENTIRA….ENTÃO QUAL A DIFERENÇA DELE PRA UM LADRÃO?…..NENHUMA NÃO TEM ETICA

  4. Comentou em 25/01/2006 vitor

    JORNALISMO E PROFISSÃO? TEM ETICA? TEM DIRETRIZ? TEM CONDUTA PROFISSIONAL? NÃO, PORQUE ELE SO REPETE O QUE O DONO DO JORNAL OU EMISSORA QUER SENDO VERDADE OU MENTIRAS SENDO ESTA A SUA MAIORIA……ENTÃO JORNALISMO NÃO E PROFISSÃO…..O MEDICO…O DENTISTA…E QUALQUER OUTRA PROFISSÃO TEM UM CODIGO DE ETICA O JORNALISTA TEM??/NNAAÃO ENTÃO NÃO E PROFISSÃO…..

  5. Comentou em 21/01/2006 Antono Carlos Morais

    Todos sabem que desde quando o Sr Luis Inácio Lula da Silva tomou posse, que um batalhão vem lhe puxando o tapete.

  6. Comentou em 20/01/2006 Justo Justus

    Bom, talvez vocês pudessem ter mais ‘respeito’ por um senhor que lhes tratassem com muita cerimônia e com certo ar de distância, enquanto de forma séria e bem falada lhes propusessem uma ‘propina’?
    Este país é colônia ainda, ao menos nas mentes de grande parcela da sociedade, onde o Diploma de Faculdade lhes confere o direito de entrar na CORTE do rei.
    A mídia é tão ignorante ou mais que muitos politicos, que acabam achando que para ser Presidente é necessário ter capacidade administrativa.Ora, se assim fosse, bastaria exigir o curso aos que postulassem o cargo.
    Não.A mídia ainda é corrupta por não saber ser mídia e tão somente veículo de propaganda.
    Isto pela profunda ignorância dos jornalistas, irá demorar mais do que demorou o povo brasileiro para eleger um representante legitimo.
    Justo
    http://olhoseternos.blogspot.com/

  7. Comentou em 20/01/2006 JOÃO PIO

    Fala-se em mudanças e éticas para os políticos,mas os jornalistas,enfim a imprensa quando vai mudar,o povo considerar os meios de informações falso e mentirosos,lemos as vezes e mesmo todos os dias mas não acreditamos,pois logo lá na frente vemos que os fatos foram distorcidos,será que foi essa a formação acadêmica que aprederam,puxar sacos e lamber figurões. Se pobre não pode ser presidente,empresários, comer carne,tomar um aperitivo,
    porque a elite depende tanto do povo.

  8. Comentou em 20/01/2006 Castro

    TUDO NA VIDA DO PAÍS É INVESTIGADA, POR QUE A MIDIA NÃO QUER UMA CPI. TEM MEDO! TEM JOGO SUJO! É HORA DE ALGUÉM RESPONDER A SOCIEDADE POR QUE TANTOS SENADORES E TANTOS DEPUTADOS SÃO DONOS DE EMISSORA DE RÁDIO E TV SE ISTO É INCONSTITUCIONAL. ISTO SIM MERECE CPI, AS PODEROSAS DESTE PAÍS PARECEM PARTIDOS POLITICOS VIRTUAIS MESMO, MANIPULANDO O POVÃO COM PESQUISA SISTEMATICAMENTO, JA NEM DISFARÇA SUAS PREFERENCIAS QUE ATENDE AOS SEUS ENTERESSES. NÃO DA PARA ACREDITAR MAIS NESTA EMPRENSA MESMO.

  9. Comentou em 20/01/2006 milton

    Acho que chegou a hora o povão cai na real,as concessões de rádio e TV são públicas, ou seja do povo. Certos grupos de pessoas se apoderam das concessões e hoje usa em beneficio próprio, é hora do povo cobrar isto nas ruas, justiça, pois não pode concessões públicas ser usadas contra o país, o presidente é escolha do povo e meios de comunicações foram longe demais, qualquer cidadão brasileiro seja em qualquer parte do BRASIL ja percebeu isto, depois choram que não vende jornais, revista. Meu povo é só pensar e sabemos que são estas pessoas que não merece nosso respeito, é hora da sociedade se organizar contra os canais que viram partidos politicos virtuais, tenho cena do Sr. Arnaldo Jabor, parece mais politico em campanha, triste destino tomou na empresa, ta muito na cara, ja nem disfarça, GRANDE LULA, você é um vencedor e nós estamos com você, ensinando nos alunos o que é certo nesse produto da midia chama CRISE.

  10. Comentou em 17/01/2006 Christian Cruz

    Melhor ser temido que amado – Lula ainda não sabe disso.

  11. Comentou em 14/01/2006 José Donizete Almeida Nogueira

    É natural que a grande imprensa queira desqualificar Lula. Afinal de contas, ele está trabalhando em favor das classes sociais menos favorecidas, em um país que tem uma das maiores concentrações de renda do mundo. Entre as várias medidas impopulares de Lula, está a criação de universidades públicas federais. Desta forna ele prejudica os negócios de empresários da educação como João Carlos Di Genio (grande anunciante), além de permitir aos pobres ter acesso ao diploma de nível superior.
    Para os nossos tycons isto é uma heresia enorme. Já não bastava a afronta de um peão de fábrica sem diploma pagar as dívidas feitas pelo príncipe dos sociólogos e sem precisar sacrificar o patrimônio público com privatizações.

  12. Comentou em 13/01/2006 Zangado Silva

    Os promotores de mamadeiras de borracha,com certeza um dia eles encontrarão espinhos para se estreparem.
    A hipocrisia da mídia e seus padrianhados são tão vulgares, que o cidadão de um perfil exemplar fica com nojo e vontade de vomitar com tantas mediocridade da classes de comunicações do nosso país. Jornalismo partidários, redes de televisões sem moral com os bons costumes com programas mal tendenciosos a incentivo a qualquer coisas ilicitas e vai por ai. É lamentável, pelo o que os meios de comunicações é hoje, faz necessário a implantação de um orgão regulador. Porque não?

  13. Comentou em 12/01/2006 frank

    O tema é interessante e dá margem a inúmeros assuntos colaterais. Mas o que me chamou mesmo a atenção, ao ler os comentários dos leitores, foi constatar a opinião majoritária de que Lula sempre foi largamente discriminado e desrespeitado pela imprensa.
    Em que país vocês vivem? Os ataques desrespeitosos sistemáticos – agora os há, concordo – só começaram a surgir, em massa, após o escândalo de corrupção. Será que se esquecem de que, na campanha de 2002, Lula foi alçado a categoria de ungido, de messias, de um Dom Sebastião reencarnado para nos redimir a todos?

  14. Comentou em 12/01/2006 Silvio Terato

    Pôxa, que desculpa esfarrapada! Quer dizer que um tapinha na barriga, convidar para beber e pedir para ser tratado por ‘você’ permite a discriminação e o tratamento desrespeitoso dos jornalistas com o Lula? A entrevista do Kucinski rende uma pá de comentários, mas o senhor foi se fixar logo nesse tópico? Se me permite, a carapuça serviu, fala sério.

  15. Comentou em 12/01/2006 felizardo clementino vieira vieira

    ISTO, ESTA CLARO , QUE É VERDADE ! INFELIZMENTE OS DONOS DOS JORNAIS, NÃO ESTÃO SATISFEITOS,COM PRESIDENTE LULA.ALIÁS, DESCONHEÇO,NO BRASIL , QUANDO QUE UM PRESIDENTE QUE COMEÇA A FAZER ALGUMA COISA PELO BRASIL, E AS NOSSAS ELITES QUE SÃO AS DONAS DOS JORNAIS, E LOGO COMEÇAM A DERRUBAR O PRESIDENTE . COMO JA É SABIDO POR TODOS QUE SÓMENTE DOIS PRESIDENTES É QUE FORAM ELEITOS E TERMINARAM O SEU MNDATO.INCLUSIVE O ÚLTIMO QUE TERMINOU O SEU MANDATO FOI FÁCIL PORQUE DILAPIDOU O NOSSO PAÍS, E ENQUANTO O DITADOR GETÚLIO VARGAS CRIOU A VALE DO RIO DOCE , A ELETROBRÁS , A PETROBRÁS A CSN O ‘FERNANDO ENTREGA BRASIL CARDOSO’ DOOU A VALE DO RIO DOCE , A CSN, A ELETROBRÁS E POR POUCO NÃO DEU A PETROBRÁS . AH QUE SAUDADE DO DITADOR GETULIO VARGAS ! POIS EU,UM DIA VOTEI NO FERNANDO ENTREGA BRASIL CARDOSO QUE DECEPÇÃO. E A IMPRENSA SÓ FALANDO BEM DO ‘SOCIÓLOGO’. A IMPRENSA VIVE DETONANDO O PRESIDENTE LULA, INCUSIVE A IMPRENSA ADORA FALAR DA URUCUBACA QUE O PRESIDENTE LULA FALOU, MAS NÃO DIZ QUE NESTE MOMENTO ESTAVA INAUGURANDO A CONSTRUÇÃO DE 42 SUPERPETROLEIOS , E QUE A INDÚSTRIA NAVAL ESTAVA PARALISADA HA MAIS DE 8 ANOS . QUE TRISTEZA !!!!!!!

  16. Comentou em 11/01/2006 jossimar stelzer

    Concordo que a maioria dos jornalistas devia se colocar no seu lugar e lembrar que estão falando do PRESIDENTE do país, que até mesmo pelo cargo que ocupa merece um mínimo de respeito. Entretanto, acho que fazem de propósito, porque recebem salário para falar aquilo que interessa a quem os paga, e para muitos(principalmente aqueles que pagam os jornalistas, Ex.: Civitas da revista Veja), é indamissível que um operário semi analfabeto esteja conseguindo dar jeito no país, coisa que muitos doutores ‘honoris não sei das quantas’ não conseguiram.

  17. Comentou em 11/01/2006 Bonfim Costa Sousa

    Caros amigos,
    Entendo que já passou a hora de a mídia cair na real de que o Lula é o Presidente Eleito do Brasil e não mais o sindicalista, um respeito específico e efetivo lhe é portanto devido e que saibam deste fato também os donos das empresas o momento é histórico e não são estes chiliques dos donos do poder/informação, que irá desqualifica-lo!

  18. Comentou em 11/01/2006 calixto motta

    Lendo o texto, acredito que o Sr: Luiz Weis não necessariamente compartilha da mesma opinião do colega de profissão.
    Mas se esta lógica for verdadeira,fico imaginando as redações dos Civitas,Frias,mesquitas e Marinhos nas festividades de final de ano, quando devem rolar muitos tapinhas nas costas, bebidas mais refinadas que uma pinga e uma grande falta de respeito entre empregados e empregadores…Mundo perfeito este,onde os pronomes de tratamento nunca seriam usados…
    Num sistema democrático(como todo jornalista sempre clama quando o ‘deles ta na reta’)todos seriamos iguais,todos nos tratariamos de forma respeitosa;igualmente.
    Até um operário sem diploma que teve a cara de pau de virar presidente,ou mesmo a empregada domestica de nossas casas, mereceriam o mesmo respeito que foi dado aos letrados e respeitosos, Tranchesis e Pimenta Netos(diretor de redação do Estadão:homicida)da vida….

  19. Comentou em 11/01/2006 Tiago de Jesus

    ‘O Lula sempre foi tratado com discriminação e desrespeito. Ninguém é mais culpado por isso do que o próprio Lula.’

    Este argumento falha ao confundir formalidade, respeito e preconceito.

    Um exemplo segue: eu dar um tapinha nas suas barrigas, Sr. Weis e fonte anônima, não lhes deveria servir como licença para me chamar de preto escroto ou de nordestino boçal, esperando que eu diga a próxima besteira.

    As alcunhas até me cabem e em uma ou duas vezes tive a oportunidade de ouvi-las desta forma dirigidas a mim.

    Nem por isso me sinto menos desrespeitado por esta desenvoltura do segregar impunemente e quase sem saber que assoma a imprensa.

  20. Comentou em 11/01/2006 Laerthe Abreu Junior

    Sr. Luiz, seu tiro saiu pela culatra. Até agora li 15 mensagens, 16 com a minha e dessas, só duas concordam com sua visão. Vocês jornalistas precisam respeitar mais a inteligência dos leitores. Sugiro férias, distanciamneto e reflexão para perceber o papelão que a imprensa está fazendo. Quanto a esta informação de um autor anônimo é duro de engolir. Eu poderia, também escrever uma bobagem do tipo vi um político importante do PSDB totalmente bêbado numa festa tentando assediar uma adolescente… Você acreditaria na fonte só por ele ter dito? É suficiente a palavra? E para a imprensa vale a palavra de quem? Do Lula não, pois o desprezo é total.

  21. Comentou em 11/01/2006 Alceu Castilho

    Editei a entrevista de Alice Sosnowski na Agência Repórter Social assim que ela ofereceu a matéria – antes ela tentou vender para outros veículos, que não compraram. Portanto não há nada de ‘estranho’ no fato de a entrevista ter sido publicada um mês após sua realização.

    Rejeito com ainda mais veemência a insinuação de que a entrevista foi ‘regada a cachaça’, etc. Esse tipo de afirmação é irresponsável. Alice Sosnowski é uma profissional séria e, como demonstrou a reação da maioria dos colegas em fóruns como o Comunique-se, altamente competente. Um dos elogios à entrevista foi feito por Luciano Martins, que não precisa provar nada para ninguém. Ele a considerou ‘excelente’.

    Alceu Luís Castilho, editor-executivo – Agência Repórter Social

  22. Comentou em 11/01/2006 Rikene Fontenele

    ‘O presidente lula vem sendo atacado constantemente pelo simples fato de nao possuir um diploma.’ Ora, isso é motivo mais que suficiente. Só mesmo num país de atrasados pode-se defender um presidente que se ORGULHA de não ter estudado. Lula cultiva essa imagem de inocente/sábio para justificar a sua estratégia ‘Eu não sabia de nada’. Tem dado certo. O PT conseguiu desviar a discussão sobre a corrupção que toma conta do governo para a divisão do Brasil entre Santinhos-de-esquerda e Ladrões-da-elite e faz isso com ajuda de jornalistas e blogueiros. O grande desrespeito é com a nossa inteligência.

  23. Comentou em 11/01/2006 jane RODRIGUEZ

    DUVIDO MUITO DA AFIRMAÇÃO DESSE JORNALISTA DE QUE LULA VÁ ‘BATENDO NA BARRIGA DOS JORNALISTA E CONVIDANDO-O PARA TOMAR UMA CACHAÇA’… ESTE ´COMENTÁRIO É, SEM DÚVIDA, A PROVA CABAL DO PRECONCEITO DOS JORNALISTAS COM RELAÇÃO A LULA. LEMBREMOS QUE PAULO FREIRE FOI VETADO NA UNICAMP PORQUE NÃO ERA DOUTOR… O PRECONCEITO DAS ELITES QUE FREQÜENTAM AS UNIVERSIDADES BRASILEIRAS, COISA RESERVADA PARA OS DE CIMA DESDE SEMPRE, É ANTIGA E SE RENOVA SEMPRE. POR QUE NÃO HOUVE DESTAQUE DA IMPRENSA SOBRE O FATO DE QUE A FILHA DE GERALDO ALCKMIN É UMA DAS GERENTES DA DASLU? PORQUE COMO JUSTIFICA BARBARA GANCIA, RICO NÃO TEM OBRIGAÇÃO DE SER HONESTO – ISSO É COISA PRA POBRE. ESSE COMENTÁRIO DESSE JORNALISTA É PEDANTE, RACISTA E REVELA SEU DESPREZO POR LULA A QUEM CONHECI PESSOALMENTE. E EM NENHUM MOMENTO ELE FOI DESELEGANTE MESMO SENDO AMISTOSO E ACESSÍVEL A TODO O PÚBLICO QUE O CERCAVA. EM NENHUM MOMENTO COMETEU GROSSERIA. FOI SIM, SIMPLES, SINCERAMENTE AFETUOSO, ESPONTÂNEO E SEM AQUELA EMPÁFIA QUE CARACTERIZAM FHC E SEU ESPELHO, GERALDO ALCKMIN, QUE ENCARNA O IDEAL OPUS DEI DA DIREITA BRASILEIRA. FALA MANSA, DISSIMULADO, EM CUJO GOVERNO SE MASSACRA SELETIVAMENTE COM CONSENTIMENTO DA MÍDIA GRANDE: MENINOS NA FEBEM, MENDIGOS NAS PRAÇAS E CALÇADAS, TRABALHADORES SEM TERRA. AFINAL, EM SÃO PAULO, AOS LATIFUNDIÁRIOS DO PONTAL QUE VÊM GRILANDO TERRAS HÁ SÉCULOS, TODOS OS PRIVILÉGIOS SÃO GARANTIDOS.

  24. Comentou em 11/01/2006 Édson Luiz Vargas da Silva

    Vê-se claramente que os jornalistas, que não são a maioria, não possuem a cultura ética necessária para lidar com determinadas situações que lhes fogem do controle, como a eleição de um trabalhador, ou são paus-de-arrasto de patrões contrariados que permitem este despautério no trato com o Presidente Lula ou simplesmente são as ‘viuvinhas’ do FHC, perdidas e desamparadas por aí, dando as suas útimas cacarejadas.

  25. Comentou em 11/01/2006 Celio Mendes

    Ó lula seja humilde, como ousa sequer se comparar ao explendido FHC, que vos entregastes um pais com a economia equilibrada, a inflação sobre controle, crescimento acelerado, pleno emprego e com amplas reservas. Não conseguiu fazer o sucessor por causa deste povo ingrato que não soube entender sua grandeza.

  26. Comentou em 11/01/2006 jose rogerio leandro leandro

    considero que a grande parte da imprensa brasileira é preconceituosa e desrespeita os leitores como se esses fossem incapazes de uma critica. O presidente lula vem sendo atacado constantemente pelo simples fato de nao possuir um diploma. No entanto, o presidente lula é muito respeitado por intelectuais comprometidos com a justiça social e a liberdade de pensamento, tanto os intelectuais brasileiros quanto por intelectuais nao brasileiros.
    os jornalistas que falam tanto em liberdade de imprensa acabam sendo unilaterais em suas opinioes. merecemos respeito.

  27. Comentou em 11/01/2006 antonio conte

    O problema do Lula é que ele quer ser sábio. Cansa vê-lo a soltar metáforas miseráveis como se fossem filosofadas profundas. Dá a idéia de que passa pela sua cabeça o seguinte: eu não tenho diploma, mas mesmo assim sou sábio, sei formular racicínios lapidados. Se ele tivesse a humildade de se reconhecer analfabeto, lamentando,até, o fato de não ter estudado, mereceria mais respeito. No entanto, o que o aflige, é que quer mostrar a todo instante que, mesmo sem ser sociólogo, é melhor do que FHC. A pessoa, para se dar ao respeito, tem que ter humildade. Lula é soberbo, cheio de si mesmo, acha-se um gênio por ter conseguido ser presidente mesmo com as letras curtas. Esquece-se, porém, que sua imagem foi formulada por jornalistas e intelectauis, a meu ver irresponsáveis, que criaram o mito para se contrapor à ditadura. Deu no que deu. Lula não merece mesmo respeito. E os intelectauis que o criaram são uns idiotas.

  28. Comentou em 11/01/2006 Itamar Perenha

    Quem está misturando as coisas são os jornalistas que vêem o Presidente dessa maneira, não estão conseguindo separar o sindicalista do Presidente. O senhor Lula tem se esforçado para cumprir os rituais do cargo que ocupa. Qual jornalista que após a posse, recebeu uma pacadinha na barriga e foi convidado por ele para tomar caçacha no boteco da esquina? Apresente-se. Creio que alguns jornalistas estão misturando as estações. ‘Os jornalistas ou os donos dos jornais?’ – Os dois. Se o dono do jornal for contra o que o jornalista escreve não será publicado. Se o jornalista for contra o que o dono do jornal quer ver publicado, é só procurar outro emprego. Elementar.

  29. Comentou em 11/01/2006 Jorge Washington Astigarraga

    Não é de surpreender a atitude dos orgãos da imprensa com relação ao presidente.É óbvio,segundo eles, que quem não possui um diploma de nível superior,não cursou universidade,não serviria jamais para ser o mandatário da nação,nem merecer o respeito que o cargo exige.’Defensores da cultura’,conseguem com esta atitude,servir,e bem,a seus patrões mostrando a face mais nefasta da discriminação existente no país.É melhor para o establishment.É triste,mas é verdade.Só não concordo com o assessor do presidente quando exclui os donos da mídia na sua entrevista.São os maiores culpados por esta situação.

  30. Comentou em 11/01/2006 Gilberto Menegoli de Almeida

    Não li toda a entrevista mas, venho percebendo desde o início da gestão Lula, uma perseguição implacável por parte dos jornalistas, com raras excessões.
    Eu também agiria assim, pois tudo o que ele fala em seus discursos é mostrado de forma distorcida.
    Eu e minha mulher (colega de profissão de vocês) temos a mesma opinião, e mais somos favoráveis a implantação do conselho de jornalistas. Isto não é censura e sim fazer com que maus profissionais respondam perante a lei comum por seus atos.
    Desculpe, minha visão é extremamente crítica com relação aos jornalistas mas, culpa de vocês que de cima nos olham como meros mortais sem cérebro, mas por outro lado agradeço ao Observatório da Imprensa que me ajudou muito a ter esta visão crítica dos jornais e jornalistas.
    Sinto muito se sou duro em minhas colocações Dines, mas não suporto injustiça e principalmente discriminação social, o que deveria ser padrão para os jornalistas.
    Quando se trata de economia alguns jornalistas ou analistas dizem cada besteira que não tem tamanho, meu amigo contra números não há o que discutir. É fato, e pronto.
    Hoje posso dizer que faço parte daquele pequeno grupo que “pensa”, portanto, imune às balelas de certos “profissionais”.
    Um abraço.
    Gilberto

  31. Comentou em 11/01/2006 Helenice Araújo Costa

    Fica mais uma vez provado que o que está em jogo não é apenas a relação entre a imprensa e uma pessoa que ocupa o cargo mais importante do país. O desrespeito – sem aspas – é ao povo, a tudo o que não leva a marca da finesse hipócrita da burguesia, ao discurso que não vomita sapiência livresca.
    O maior crime que a mídia comete não é o de espinafrar uma figura saída do povo; é manipular de forma vergonhosa esse povo para que ele seja insultado, humilhado e, apesar disso, ao invés de se indignar, ainda bata palma para a ‘coragem’ dos donos da palavra, em sua cruzada em favor da moralização (?) da política.

  32. Comentou em 11/01/2006 Marques Henrique Oliveira

    Ora, ao longo de sua carreira política e principalmente por influência de sua gloriosa participação no sindicalismo, Lula sempre procurou estar o mais próximo possível da população, não importando em suas aparições em agradar àquelas classes consideradas elites,criando-se uma imagem de populista.Portanto, o ilustre jornalista que me perdoe a franqueza, mas o próprio Presidente sempre fêz questão de manter a sua forma popular de agir e a sua postura simples, não preocupando em transformar-se em um ‘lord’ para agradar a quem quer que seja; mas considero este fato irrelevante de modo a não afetar a reputação do Presidente.Além do que na área da comunicação existem jornalistas e também donos de jornais mal intencionados e que mais fazem política do que jornalismo. Causou-me indignação o fato do governo brasileiro ter quitado sua dívida com o FMI e não terem dado a devida ênfase ao assunto. O Brasil a cada dia apresenta demonstrações de que retoma a sua soberania e o ‘corte do cordão umbilical’ com o FMI é a maior prova disso. Desta forma a quitação da dívida com o FMI é um marco na história da economia política brasileira e motivo de comemoração, devendo ter uma divulgação à altura, o que na verdade não ocorreu;portanto, sugiro ao jornalista Bernardo Kacinski que pense antes de apresentar certas declarações e procure realizar melhor seu trabalho.

  33. Comentou em 11/01/2006 Luiz Seixas

    1. A entrevista do Kucinski data de 4/12/06, e só 30 dias depois virou notícia. Estranho, no mínimo.
    2. A entrevista, pelo jeito, foi regada a cachaça, descontração e descuido. Típica.
    3. Não faz distinção entre o candidato Lula e o presidente Lula.
    4. Essa discussão desencadeada pelo Kucinski é paralela e desvia o foco da verdadeira questão da perseguição da mídia ao presidente e ao PT, ordenada pelos donos e promovida pelos acólitos.
    5. Insinuar que o presidente não se dá ao respeito por seu jeito simpático e afetuoso de lidar até com jornalistas é, no mínimo, revelador de preconceito e maledicência. Faz pouco da inteligência do leitor e coloca em maus lençóis quem confiou em L. Weis.
    6. As realizações, a compostura, a sensibilidade, o carismo e o tino do presidente Luís Inácio Lula da Silva são inquestionáveis.

  34. Comentou em 11/01/2006 Luís Henrique Ribeiro

    O assessor de Lula só não está completamente correto porque exclui os donos dos jornais, esses também são tão desrespeitosos quanto seus empregados jornalistas e inclui toda a categoria. Ainda salva-se alguns bons profissionais.
    Basta ver a atuação da imprensa/jornalistas nas entrevistas, nos artigos e nos ‘comentários políticos’ que vão ao ar nas emissoras de TV e rádio sobre o governo, o PT e o próprio Lula. Normalmente são comentários rasos e discriminatórios que não admitem o contraditório. Ao invés, preferem criar falsos líderes polícos brasileiros, baluartes da moral e da ética, como, por exemplo, um baininho deputado que existe por aí com todo o espaço na mídia brasiliera.

  35. Comentou em 11/01/2006 Taciana Oliveira

    Dessa vez você pegou baixo, não foi? Tanto a dizer e você só diz isso? Decepcionante!Quer dizer que se justifica e legitima tudo que está sendo feito com a estabilidade e o futuro do País pelo fato de os jornalistas não saberem distinguir as ações pessoais, o jeito de ser de um sujeito que está candidato a um cargo, da necessária ritualização do cargo de presidente da República e o respeito que daí demanda? Quer dizer que a fascinação pelo jeito de ser da burguesia ou da intelectualidade ritualizada são razões sacralizantes para qualquer jornalistas se arvorar em juiz da história e arriscar tudo o que a árdua luta pela democracia já conseguiu neste País? Acho que não se pode negar que nessa estúpida corrida para ver quem berra mais, não é só Lula ou o PT que estão perdendo. Infelizmente os julgamentos da história chegam tarde demais e nem sempre servem para mudar o comportamento do presente, como aprendemos na escola.

Código Aberto

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem