O melhor e o pior do Roda Viva: 13 perguntas e 15 respostas | Observatório da Imprensa - Você nunca mais vai ler jornal do mesmo jeito
Quarta-feira, 15 de Agosto de 2018
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1000
Menu

CÓDIGO ABERTO > Desativado

O melhor e o pior do Roda Viva: 13 perguntas e 15 respostas

Por Luiz Weis em 08/11/2005 | comentários

Visto antes pelo ângulo das perguntas dos entrevistadores do que pelas respostas do entrevistado, o milésimo – e por mil e uma razões especialíssimo – Roda Viva da TV Cultura, com o presidente Lula, deixou uma forte impressão:

Saiu ganhando mais o espectador que foi dormir quando faltavam três minutos para a meia-noite, ao final do quarto bloco do programa gravado de dia no Palácio do Planalto, do que aquele que ficou diante do televisor até as despedidas do apresentador Paulo Markun e as cenas de congraçamento mostradas em seguida, às 10 para uma da madrugada de hoje, ao final da maratona de meia centena de indagações, respostas e réplicas.

Nos primeiros 59 minutos da emissão, descontados os intervalos comerciais, os seis jornalistas em campo – o apresentador e cinco dos seus antecessores na dura função, aos longo dos 19 anos do consagrado Roda – chegaram muito mais perto do que depois do padrão profissional que o público tinha o direito de exigir.

Principalmente os dois ainda no ramo do jornalismo diário, Augusto Nunes (Jornal do Brasil) e Heródoto Barbeiro (CBN e Cultura), além de Markun, foram direto ao nervo exposto do terceiro ano da era Lula – a roda viva da crise da corrupção – deixando o presidente claramente incomodado.

Justiça se faça, quem primeiro observou na internet que deles partiam as perguntas mais quentes da entrevista foi a cientista política Lúcia Hippólito, entrando no blog do Noblat quando o programa ainda girava. [Para entender a importância do registro, leia, ou releia, a nota “Lula no Roda Viva: olho nas perguntas”, cujo link está disponível aí ao lado.]

Veja só uma amostra do que perguntaram, apartearam e afirmaram -– e do que disse também a jornalista mais acesa do outro grupo, Rosely Tardelli, de uma agência de notícias sobre aids:

1) “O senhor não tem nenhuma responsabilidade pelos fatos que escandalizaram a nação?” (Markun)

2) “É verdade que o senhor chorou quando o deputado Roberto Jefferson foi lhe denunciar o mensalão? e “Foi aquela a primeira vez que ouviu falar nisso?” (Augusto)

3) ”E se o PFL pedir o seu impeachment?” (Heródoto)

4) “Por quem o senhor foi traído, como declarou?” e “Por que o senhor tem evitado a imprensa?” (Rosely)

5) “E o cheque em branco que o senhor disse que daria a Roberto Jefferson?” (Augusto)

6) “Se é tudo denuncismo vazio, como o senhor afirma, por que caiu o ministro Dirceu?” (Rosely)

7) “O senhor reconhece que foi eleito com dinheiro do caixa 2 do PT?” (Heródoto)

8) “E de onde saiu o dinheiro que o Duda Mendonça diz ter precisado receber no exterior?” (Augusto)

9) “Caixa 2 houve. A discussão é sobre o quanto, não é?” (Heródoto)

10) ‘Se o senhor garante que ainda não decidiu se será candidato à reeleição, por que disse uma vez “eles vão ter que me engolir”?” (Augusto)

11) ‘O senhor acha que a imprensa o está linchando? (Heródoto)

Uma questão de abalar a República

A essa altura, quando se dissolveu em risos uma resposta de Lula à réplica de Heródoto, emendada por Rosely, sobre a raridade das entrevistas de Lula à imprensa – “com Fernando Henrique era mais fácil”, espetou Heródoto – ficou claro que os entrevistadores começavam a perder o gás.

Ainda assim, se salvariam nos três derradeiros blocos duas perguntas de Markun:

1) sobre os R$ 5 milhões investidos pela Telemar numa firma do filho do presidente;

2) e sobre os supostos dólares de Cuba para a sua campanha.

Salvou-se ainda um comentário de Augusto desmontando a alegação de Lula de que nunca tentou barrar a CPI dos Correios.

Mas foi nesse pedaço que a roda saiu dos eixos quando Matinas Suzuki se permitiu proferir a seguinte questão de abalar a República: “Já estamos [os corintianos] com a mão na taça?”

Não me entendam mal. Acho que momentos de leveza e humor cabem perfeitamente numa longa sessão de perguntas sobre graves questões políticas e econômicas – desde que essa entrevista não fosse literalmente excepcional, e não fosse de crise o momento do país.

Se o presidente se deixasse sabatinar pela mídia uma vez por mês, como dele se cobrou a certa hora, e se a sabatina não girasse em torno dos ilícitos de que o partido do governo é acusado, pondo em questão até a responsabilidade pessoal do seu líder máximo, nada contra uma pergunta gênero happy-hour sobre futebol. Mas nas circunstâncias, foi constrangedor.

Também saiu mal na fita a cena explícita de confraternização do presidente com os entrevistadores, enquanto rolavam os créditos do programa.

De novo não me entendam mal. Apesar de sermos todos brasileiros, e não americanos ou membros de qualquer outro povo que abomina contatos físicos mais próximos do que um aperto de mãos, e apesar do fato de que boa educação nunca é demais, ficou esquisito o abraço apertado de Lula a dois dos operadores de uma roda viva que se destinava a entontecê-lo. Seria melhor para a imagem da mídia se na hora do dá-cá-aquele-abraço as luzes já se tivessem apagado.

Não sabe porque o PT errou

Ao se dirigir a Lula pela última vez, o apresentador Paulo Markun lhe perguntou se “valeu a pena” ser presidente. E a entrevista, é o caso de perguntar, valeu a pena?

Sim, principalmente por aqueles 59 minutos iniciais em que metade da bancada fez o que todos deveriam ter feito o tempo todo: levar o entrevistado às cordas. Porque esse é o papel de jornalista, como cobrador da sociedade – e não o de levantar a bola para sua excelência ou baixar a temperatura do confronto com questões absolutamente irrelevantes, na circunstância.

Do ângulo das respostas, valeu a pena também. Os brasileiros puderam ouvir do seu presidente as seguintes enormidades:

1) a sua responsabilidade por denúncias de corrupção que atingem o seu governo consiste apenas em “mandar apurar”;

2) ele ainda não resolveu se irá para a reeleição;

3) foi traído por “todos” os companheiros cujo comportamento não se coaduna com a história do PT, mas não quer citar nomes porque tem horror a condenar sem provas;

4) mesmo assim, com as investigações ainda em curso, a denúncia de envolvimento do Banco do Brasil é “absurda” e o mensalão é “folclore” – ou seja, afirmar não se pode, negar se pode;

5) não tem evitado a imprensa porque chegou a fazer até oito pronunciamentos num mesmo dia – “tem dia que eu canso de mim mesmo” – e isso deve ser notícia;

6) não acha “prudente” dar entrevistas toda semana ou mesmo “todo mês”;

7) caixa 2 na sua campanha “cheira a fantasia”;

8) não pode responder “pelo Duda”;

9) os jornais publicam o que os seus donos entendem que deva ser publicado;

10) na presidência, trabalha mais do que quando era torneiro-mecânico;

11) o resultado de suas viagens ao exterior está no superávit da balança comercial;

12) é hipocrisia e cinismo falar do “avião de Lula”, como se o levasse consigo quando terminar o seu mandato – o que nunca um jornalista ou político disse;

13) o negócio da Telemar com seu filho foi “transparente”;

14) não pode acreditar nos dólares de Cuba porque o país vive num “miserê danado” – e não porque nem o PT pediria nem Cuba aceitaria cometer o que na legislação brasileira é crime eleitoral e primeiro motivo para um partido ser cassado;

15) não sabe o que levou o PT a errar.

P.S.

Transcrevo, por oportuno, trecho do comentário de hoje do jornalista Alberto Dines, no blog Observatório no rádio:

‘O presidente Lula repetiu algumas vezes uma, digamos, impropriedade e nenhum dos presentes chamou a sua atenção: disse ele que o deputado Roberto Jefferson foi cassado porque fez uma denúncia sem fundamento. Ora, Jefferson perdeu o mandato porque assumiu que foi corrompido. E se o corrompido foi castigado faz todo o sentido que o corruptor também o seja.’

***

Serão desconsideradas as mensagens ofensivas, anônimas e aquelas cujos autores não possam ser contatados por terem fornecido e-mails falsos.

Todos os comentários

  1. Comentou em 15/11/2005 Douglas NP

    Interessante as criticas feitas a entrevista do presidente. Porém eu acredito que não vale a pena ao presidente se expor pela imprensa que fatalmente não mostrara, não repercutira, o que ele disse,somente o que lhe interessa. Editando trechos e analisando-os ao seu humor. Ficou claro, ali, para mim que assisti, eu acho, a entrevista completa, que os jornalistas estavam mais para arrancar confissões daquilo que já tinham como verdades absolutas, como o caso do banco do brasil e do envolvimento do dirceu, do que para deixar que ele colocasse o seu lado. Quer ver?
    E o cheque em branco que o senhor disse que daria a Roberto Jefferson?” (Augusto Nunes)
    O presidente disse que não proferiu tal frase. Ninguem disse o contrario porque sabiam que ele nunca disse.
    Se é tudo denuncismo vazio, como o senhor afirma, por que caiu o ministro Dirceu?” (Rosely)
    É uma pergunta ingenua ou capciosa, pois afinal, sabe-se que ele tendo o não culpa deveria cair pelo desgaste.
    Se o senhor garante que ainda não decidiu se será candidato à reeleição, por que disse uma vez “eles vão ter que me engolir”?” (Augusto)
    Tirou a frase do contexto e o presidente teve que recoloca-la e o jornalista sabia que estava fora do contexto.
    Sobre o dinheiro para o filho do presidente.
    Será que ninguem ali sabia sobre o resultado da investigação da cvm? Aqui eu lembro do nosso estande na feira da alemanha que o procurador propos que o filho de fhc devolvesse uma parte do que havia recebido porque a quantia utilizada para monta-lo foi demsiado alta. Não vi essa mesma preocupação na época.
    A verdade é que o melhor mesmo foi saber a opinião do presidente sobre a taça corintiana.
    Brincadeira a parte. Ultimamente, não vale à pena acompanhar noticiarios que já veem com as informações degludidas e conclusivas.
    abraços

  2. Comentou em 14/11/2005 Mauro Bianchin

    A corrupção no país serve a muitos interesses escusos, principalmente a Imprensa, que vive da corrupção. Não interessa a Imprensa e nem aos políticos ‘ir fundo’ naquilo que mais causa miséria ao povo brasileiro. Por outro lado é a corrupção que alimenta toda a imprensa. É só pegar os contratos que as prefeituras, os governos estaduais e o federal tem com a imprensa e comprovar que os ‘cães da elite’ se deleitam e vivem nababescamente.

  3. Comentou em 13/11/2005 dina santos

    João, achei seu comentário lúcido e gostei muito. Tocou num assunto certo q. é o jornalismo tendencioso. Não queremos mais ouvir fofocas. Vamos falar de coisas q. possam melhorar nosso PAÍS. Se vc. ñ puder dar um abraço numa pessoa conhecida é sinal de q. estamos perdidos. Aliás, tudo que NOSSO PRESIDENTE faz ou diz, desagrada à pequena parcela dos super-homens prepotentes q. se acham donos da verdade. Um abraço cordial. Dina.

  4. Comentou em 12/11/2005 Charles Chaves da Silva

    Muito interessante o seu ponto de vista sobre a cofraternização ao final do RODA VIVA. No momento, achei curioso como pôde ter acontecido algo assim fora do comum. ficou caracterizado como uma conversinha entre amigos. E o tom da entrevista, não foi esse.

  5. Comentou em 11/11/2005 Yara Verônica Ferreira

    É desagradável saber que até uma entrevista feita por jornalistas com anos de prática tenha tido um efeito desses. Há estudantes de jornalismo que saem das salas de aula sem gabarito por preguiça dos professores de fazê-los trabalhar e aprender de verdade. A administração das universidades são coniventes porque só querem receber mais dinheiro. Diante desse quadro demonstrativo de confraternização num momento que os cidadãos mereciam um verdadeiro inquérito, parece que o clima das academias de ensino está tomando conta de toda a área jornalística. Fico feliz por não ter tido tempo de assistir. Estava escrevendo mais um capítulo de um livro para entrega no tão esperado fim de curso.

  6. Comentou em 11/11/2005 Ibsen Marques

    Infelizmente não pude ver o programa, mas pelas críticas algo que não é novo aconteceu. Quando do Roda Viva que entrevistou o Prefeito do Rio Cesar Maia, fiquei com a sensação de que a imprensa precisa urgentemente fazer a lição de casa. Nenhum jornalista tinha qualquer número para enfrentar ou rebater as respostas do prefeito. Além disso, nenhum deles expôs de forma clara e indubitável que os problemas da saúde no Rio e no País estão no descaso com a prevenção e o atendimento dos casos mais simples.

  7. Comentou em 11/11/2005 João Pupo

    O milésimo programa Roda-Viva, rara oportunidade de abrir ao público a oportunidade de ampla disseccão nas entranhas do atual Governo, privilegiado pela permanência do Presidente por mais de duas horas, terminou convergindo tendenciosamente para os escândalos da Administração, todos já sobejamente festejados pelo jornalismo de escândalo, marca infeliz e não profissional do atual setor – no Brasil e no mundo. Questões seriíssimas, que se projetam sobre o futuro da nação, sequer foram tratadas, a despeito de universalmente proclamada sua enorme importância. É, por exemplo, o caso da EDUCAÇÃO, dita e divulgada por todos: MATÉRIA DA SALVAÇÃO NACIONAL. É de perguntar-se aos participantes: Por quê? Se, diante da maior autoridade da Nação, a mídia apenas se interessa pelo escarcéu dos escândalos,pelo que alvoroça e causa indignação e revolta, talvez com o pretexto de que é este tipo de matéria que atrai leitores (o que está certo, mas é também causado pela deseducação populacional e falta de senso crítico, até mesmo nas ‘pessoas educadas’- mas isto demenda toda uma série de artigos). Mas, se a mídia é, como se diz, ‘formadora de opiniões’ (certamente desses deseducados e sem o senso crítico) então seria mais coerente apresentar outros aspectos da grave problema de dirigir uma nação onde vivem quase 200 milhões de pessoas e ocupa a quinta maior extensão territorial do planeta. Por que não se oferece ao grande público esta oportunidade?
    Meu caro Dimes, acompanho, há muito tempo, o bravo esforço do ‘Observatório da Imprensa’ em favor de melhor leitura do que é impresso e melhor oitiva do que é dito – bem vês que já não leio (nem vejo, nem ouço) os jornais e a TV da mesma maneira.
    Com sua permissão, voltarei oportunamente, comentando aquela questão da educação e da consolidação do senso crítico,
    Grato pela atenção. João Pupo

  8. Comentou em 11/11/2005 Ana Claudia Gonçalves

    Olá Guilherme,obrigada por vc ser gentil e tb me fazer lembrar que errei ao tecer esse comentário sobre a ex-profissão do sr.Presidente.sei que resvalei no preconceito.vivo em outro país,vim por aventura mesmo,por ter amigos aqui,não vim pra tentar uma vida melhor, ganhar dinheiro, mesmo porque, a Europa atravessa uma crise que promete permanecer por longos tempos.Faz meses que assisto a mesma novela no Jornal Nacional(via GNT)é de indignação,todo santo dia é o mesmo assunto,ou seja,’CPI,CPI,o vamos apurar,o entrar com recurso,não tem provas,Celso Daniel,caixa2,etc,etc, eqto isso o país espera à deriva os senhores de Brasília,tomarem atitude e mostrarem serviço,pois foram eleitos e são muito bem pagos pra trabalhar,é lamentável que desde o ínicio do ano que já está a findar, o assunto seja o mesmo mas sem mostras de resultados,punição dos culpados,etc,etc.pelo menos nas novelas há finais óbvios, menos óbvios e os mauzinhos do ecrã,sempre são punidos.O que me incomoda tb é o facto de vivermos o hoje mas as pessoas sempre ficam a lembrar de factos de trinta anos atrás…não sou a favor da ditadura,tampouco votei no sr FHC,muito provavel que eu fique mais alguns pares de anos sem votar, porque tb acho que uma Democracia justa e de facto,o voto deve ser opcional, livre, não passível de multa e pressão como temos ai.O voto deve ser visto como um acto de civilidade, mas desde que as pessoas saibam e conheçam em quem estão a dar seu voto,deve haver uma mudança política pro bem do povo, não pra satisfazer interesses dos políticos.Já percebeu que o povo nunca participa de nada?´fazem as leis e o povo mais uma vez é obrigado a cumpri-las…tb acho um absurdo a propaganda política na televisão, essa maquiagem enganadora da propaganda…
    e pq não investem na educação? porque um povo sem educação é fácil de manipular,como é o caso,infelizmente, do nosso povo brasileiro.ai eu me pergunto,aonde está a Democracia?
    gostei de sua atitude,temos divergências políticas,mas é enriquecedor.
    Um bom dia pra você,abraço.

  9. Comentou em 10/11/2005 Sonia

    Weis,
    perfeito o seu comentário, concordo integralmente com ele. Apenas acrescento minha estranheza por nenhum dos entrevistadores(Nunes, Markun ou Herodoto, os mais incisivos, de fato) ter apontado a contradição do presidente ao dizer condenar o Caixa 2, em relação à entrevista em Paris quando disse que era prática comum no Brasil, que ‘todos fazem’.

  10. Comentou em 10/11/2005 Paulo Miranda

    A entrevista de Lula criou um divisor de águas: embalados pelo que acreditam ter sido mais um grande momento do guru, os até então encolhidos defensores do indefensável saíram de suas tocas, e estão a reverberar, atacando todos que ousaram ver na entrevista um dos piores momentos da República, deplorável mesmo. Para eles, o Iluminado é uma inocente vítima e não cabeça do esquemão.
    E mais, defendem que aquele que não erra deveria ser inquirido sobre amenidades, ou, no máximo sobre assuntos que passassem bem ao largo do mar de lama jorrado do PT e de seus comparsas.
    Francamente! Essa gente não tem vergonha, mesmo! E ainda acusam os outros de tendenciosos!

  11. Comentou em 10/11/2005 Janfrancklin Cerqueira

    Seria de grande surpresa e espanto se em seu texto ‘O melhor e o pior do Roda Viva: 13 perguntas e 15 respostas’ tivéssemos anotado algum ponto a favor do presidente Lula, a julgar pelo seu currículo e também por seu atual emprego, que denota uma clara tendência a ser tendencioso. O que me espanta de verdade, é saber que o senhor também faz parte do OI.
    Quanto ao Roda Viva número mil, caberia centenas de milhares de perguntas. Mas nunca uma clara restrição ao escândalo do Mensalão, do qual o processo ainda esta em fase de conclusão, tanto que em nenhuma ou raríssimas vezes se ouviu falar na sigla PSDB a principal beneficiaria do escândalo.
    Ficou chato sim. Mas não porque o presidente respondeu treze de quinze, e sim porque não foi indagado a respeito da reforma agrária, leilão de petróleo, arrocho nas contas públicas, aumento facultativo no superávit primário, salário mínimo indecente, liberação de produtos genéticamente modificados, falta de projeto de comunicação democrática.
    Paro por aqui pra que este meu comentário não fique tão chato quanto o Roda Viva, que teimo em não chama-lo de poleiro tucano, e também na esperança de que alguém do OI o faça considerável.

  12. Comentou em 10/11/2005 José Donizete

    Obs- Roberto Jefferson foi cassado por não ter conseguido provar suas acusações e a palavra nu não tem acento.

  13. Comentou em 10/11/2005 Guilherme Buratto

    Ana Claudia, concordo quando você diz que o Brasil é visto negativamente em
    alguns pontos de vista pelo mundo afora. Desculpe-me mas você foi
    preconceituosa ao dizer que um metalúrgico não poder ser eleito presidente
    da República, lembra-se do Collor, um presidente que confiscou a poupança
    dos brasileitros sem falar em outras atitudes que tanto prejudicou a
    população brasileira, ele não era metalúrgico. Isso sem falar dos militares
    que mais do que dobrou a dívida do Brasil com o FMI. Não estou alheio à essa
    onda de corrupção que assola o governo petista, votei no Lula pensando que
    seria um governante verdadeiramente socialista, mas o que se vê é um
    presidente preso à rédeas do neoliberalismo. Porém não se pode atribuir à
    sua antiga profissão, os escândalos vividos em Brasília, lembre-se que o
    partido do intelectual FHC vetou a CPI da corrupção.
    Não concordo com a atitude do Jorge Correa de chamá-la de racista e outros
    palavrões. Também não concordo com suas idéias, mas sei que você e maior
    parte dos brasileiros sonham em ver um país sem corrupção, sem injustiça
    social e respeitado no mundo (utopia). Abraço.
    Guilherme

  14. Comentou em 10/11/2005 José Donizete Almeida Nogueira

    Eu analiso o discurso de Luis Weis e da mídia em geral tanto pelo que falam como pelo que omitem.
    Não é necessário muito esforço para saber porque se silenciaram com o fato comprovado em catório da filha de Serra ser sócia da irmã de Daniel Dantas em uma empresa que negociava ações das estatais por eles privatizadas, ao mesmo tempo em que repetem à exaustão histórias iverossímeis como a dos dólares de Cuba em favor do PT.
    Se não bastasse tudo isso, Luis Weis ainda acha que Lula está sendo poupado? O quê ele quer, dar uma surra no presidente?

  15. Comentou em 10/11/2005 Newton Campos

    Sinto falta de uma seriedade básica por parte dos profissionais políticos dos 3 poderes: O legislativo legisla para grupos de interesse e para quem lhes paga mais (poder prostituído), o executivo não tem plano de governo e precisa prestar favores ou pagar ao legislativo para conseguir qualquer forma de ação (poder sem propostas)e o judiciário não julga nada promovendo a sensação de que todos podem fazer o que quiser (poder ineficiente e lerdo). Enfim, estamos todos ferrados com o país do jeito que está.
    Leia: http://www.eleicoes.org

  16. Comentou em 10/11/2005 Ana Claudia Gonçalves

    Povo Brasileiro de um País democrático de nome Brasil, deixei me/ comentário nesse espaço democrático,mas eis que um sr.cujo nome é Jorge Correa, escreveu pro meu endereço eletrônico e me deixou escrito ofensas,pediu minha morte e me chamou de racista, só porque falei do presidente dele.mais uma vez mostra que alguns senhores da claque petista,são tal como os da claque fundamentalista do futebol…se tocados, mostram-se violentos.talvez alguns de vocês tb tenham recebido desse senhor,um e-mail parecido com o que eu recebi.ora, comentei que cá na Europa dizem-me como pode um país ter eleito um presidente-metalúrgico, isso por acaso é racismo?sim, ele chamou-me racista e outras ofensas mais.sr Jorge,leia sobre o que significa a palavra ‘ RAcismo’depois falamos.e no uso do espaço e da democracia que me compete e é de direito constitucional, NÃO SOU ELEITORA DO PT E JAMAIS O SEREI.ou o senhor pensa que eu gosto das piadas, dos maus-tratos,do preconceito e etc, a que somos submetidos pelo mundo afora?nós, brasileiros,somos um povo pacífico, mas tb somos vistos sob diversos pontos de vista,negativos: acomodados,incultos,vagabundos,sem educação,e tb não vou falar o que ouço mais.está mais que na hora de nosso povo tomar atitude, só com educação que esse país se tornará uma Nação justa.tb aproveito pra comentar que na área da educação, o sr.Presidente Lula nada está a fazer,ele próprio admitiu que não gosta de ler.tire sua p´roprias conclusões,sr Jorge.

  17. Comentou em 10/11/2005 Douglas Cesar Araujo

    Vocês jornalistas deveriam sofrer a mesma condenação que um acusado sem prova teria.

    Exemplo: voc~es estão fazendo campanha para a liquidarem o Zé Dirceu e estão sendo manipulados pelos tucanos descaradamente.

    Lembrem dos homens que inventaram a guilhotina, o pescoço de vcs pode ser o próximo.

    AHH. Tá na moda o LULA não sabia? então vamos lá… o PFL E O PSDB não sabia do apagão e da compra de votos???? Também acho que não são responsáveis por isso, mas por que vcs não ficam repetindo como loucos o dia todo… será que eles não sabiam..

  18. Comentou em 10/11/2005 carmen nigro

    Fala-se tanto em CPI na imprensa, e muito do que se diz gira em torno das acusações sem prova, o que serve de ‘escudo’ para o Presidente, Dirceu, etc. A pergunta que sempre me faço, e que não vejo esclarecida pela mídia é: a testemunha deve fornecer provas ou as provas materiais têm que ser buscadas pela CPI? A prova testemunhal, o depoimento das testemunhas não seria a prova que têm que fornecer em si? E o Dines tem razão. O Presidente utilizou esse argumento, e não foi contestado, o que me faz questionar se os jornalistas que falam sobre a CPI se deram ao trabalho de ler e entender como elas funcionam e qual sua abrangência, o que podem ou não podem fazer.

  19. Comentou em 10/11/2005 Marconi C. Brasil

    A julgar pelas ‘opiniões’ do Sr. Weis, chega-se a conclusão de que temos uma imprensa séria e independente e, pior, parece tentado mais a defender uma tese do que procurar os bastidores das ‘denúncias’: é mais importante informar as perguntas dos frades jornalistas – que ‘nunca erram’ – do que aceitar as respostas do sabatinado – que ‘sempre mente’. Exemplo? Pergunta 10 (A. Nunes); a resposta do Lula foi MUITO mais contundente, revelendo como se cria mitos no jornalismo – quem assistiu sem preconceitos sabe muito bem disso. Mas, na possível ‘interpretação’ do Sr. Weis, falar mal de jornalista é ‘censura’ (?).

  20. Comentou em 10/11/2005 Gabriel Negreiros

    Escondido por trás de um ‘vamos apurar’.
    Determinado a fazer valer o seu passado, como sendo suficiente para se esconder atrás de falsos ‘eu não sabia’.
    ‘E se o corrompido foi castigado faz todo o sentido que o corruptor também o seja’.

    Prefiro acreditar que um dia não só os corrompidos sejam punidos, mas que os corruptores, mentores e até ‘os que não sabiam’, possam responder por seus atos e até por sua omissão.

  21. Comentou em 10/11/2005 Euclides de Oliveira Jr

    O Roda Viva morreu um pouco.Poderia ter sido melhor, mas creio que, da mesma forma como o governo e PT agem para abafar os crimes que cometeu, fizeram o possível para abafar a entrevista, também.
    O Presidente e os demais envolvidos nesse caldo de corrupção culpam a mídia pela crise. Quando não, culpam as elites.
    Ora, isso é o mesmo que dizer que somos imbecís, que não assistimos os depoimentos nas CPIs, que não temos capacidade de raciocínio. Ao longo do tempo, aprendemos a detectar as estratégias de defesa utilizadas hoje. Se tudo é tão transparente, por que alguns pediram ao Supremo um Habeas Corpus para poderem mentir? A mentira serve para tentar acobertar o que se julga ilícito, não para escancarar os fatos.
    O que vi no programa foi mais um escape do que uma entrevista. Os fatos atuais mostram que o presidente e os demais envolvidos fazem de tudo para se assemelhar ao chefe de polícia do filme Casablanca:
    – Prendam os suspeitos de sempre!
    Pronto. Está tudo resolvido.

  22. Comentou em 10/11/2005 Adenio Dourado Jr.

    Não é coincidência que na década de 60, durante a Guerra Fria, os principais países da América Latina foram governados por ditaduras militares, e que nessa época tenham sido formados os principais meios privados de mídia nesses países (no Brasil, a Rede Globo de televisão foi criada por um Decreto de um General-Presidente, com comprovado envolvimento dos EUA).
    Na década de 90, com o total fracasso desses regimes autoritários em todos os países, nós, latinos americanos, fôramos governados por civis neo-liberais, piores governantes que os militares.
    O resultado foi desemprego, juros altos, aumento estúpido da dívida externa e fome (ex. FHC, no Brasil e Menem, na Argentina).
    Atualmente, com a exaustão consenso de Washinton, a esquerda democrática governa a maioria dos países da América Latina, e, apesar do pouco tempo no poder, já colhe excelentes resultados.
    Nesse contexto, os meios familiares de imprensa brasileira, forjados pela elite predatória dona do poder há séculos na América Latina, pautados pela CIA e pelo Pentágono, articulam uma nova saída pela direita para a região: dissimulações, engodos e táticas nazistas de propaganda. Vale tudo para voltar ao poder.
    A entrevista do Presidente Lula demonstra que esse país é governado por um legítimo representante da República Federativa do Brasil, defensor do interesse nacional, e não por um homem submisso aos interesses do Império Americano.
    Parabéns Presidente Lula! Rumo a 2006!

  23. Comentou em 09/11/2005 Marcos Spínola

    Acredito que a imprensa perde, por vezes, a oportunidade de fazer seu trabalho com dignidade. Certamente, esse não é o caso do programa Roda Viva e poucas vezes vi neste programa inquiridores oportunistas, discípulos de Ônix Lorenzoni.

    As perguntas de Herodoto e Augusto Nunes foram rebatidas com argumentos fortes do presidente. Estranha-me o fato da imprensa acreditar tanto em condenados e malhar os que, contra eles, não existe provas.

    As explicações do presidente sobre a corrupção endêmica, sobre a forma de financiamento de campanha política e variantes do tema, foram inconclusivas e não deixaram-no numa posição mais confortável.

    Não é só a imprensa que perde oportunidades de ouro….

  24. Comentou em 09/11/2005 Ricardo .

    Pior que o rei nú, são os súditos alienados que enxergam a túnica fictícia.

    É difícil provar uma corrupção, pois ninguém assina recibo de propina, nem declara caixa 2. Mesmo assim, a CPI está para mostrar provas objetivas e indiciar o Delúbio e Valério por mais de 10 crimes COMPROVADOS, ENVOLVENDO TRANSFERÊNCIA DE DINHEIRO PÚBLICO PARA O PT.
    E mesmo assim, os camaradas insistem em dizer que é intriga da oposição, que é inveja, etc. Adjetivos decorados pela lavagem cerebral da ignorância , desinformação dolosa e militância cega.

    O Jeferson (canalha traído pelos amigos canalhas, por acaso do PT e aliados) foi cassado porque é criminoso confesso não porque não existe mensalão. Aceitou PROPINA ou MENSALÃO. E se ele recebeu, alguém deu. Está claro quem deu (o PT), só não se sabia da onde o dinheiro tinha vindo. Agora sabemos. Será divulgada OFICIALMENTE pela CPI, uma lista de empresas estatais envolvidas.

    Sei que os alienados continuarão a enxergar o seu rei vestido de gala, não adianta discutir isso.
    Nós, que não somos PT nem PSDB, nem partido nenhum, nem de direita ou de esquerda, mas procuramos garimpar alguém descente pra votar ou acreditar, perguntamos: diante de provas oficiais, os súditos alienados, tais quais o seu rei não enxergam porque são autistas ou porque são fanáticos como alguns ditos cristãos que consideram qualquer outra religião como coisa do demo.

    Saibam que ao negarem o inegável ao invés de ajudar o seu rei desnudo, isso só provoca mais NOJO e AVERSÃO pela hipocrisia, arrogância empregadas na defesa inglória.

  25. Comentou em 09/11/2005 deco boaretto

    na minha opinião a entrevista poderia ser muito mais bem aproveitada. se os jornalistas reclamam da falta de aparição do lula perante a imprensa, poderiam ao menos ter aproveitado a ocasiao e formular perguntas de qualidade superior. de que nos interessava saber se lula chorou ou deixou de chorar?? se ele acha que estamos (nós, corinthianos) com a mão na taça? minha impressao é que por diversas vezes os jornalistas ‘perderam a razao’ e nao souberam conduzir o diálogo de maneira contundente. deixaram que o lula falasse demais sobre as coisas que não precisariam ser faladas (como por exemplo na hora de comentar sobre o avião… ninguem havia perguntado, ninguém perguntaria e mesmo assim lula dispensou alguns minutos preciosos falando sobre a mesma coisa mesmo que fosse em momentos diferentes). tive a impressao de que os jornalistas se prepararam para falar de um único assunto, a crise atual, e por terem optado por falar somente disso, deveriam ter se preparado melhor.

    boas foram as partes em que lula disse que suas raras aparições na imprensa e sua grosseria eram apenas ‘reciprocidade’ e tambem quando determinada hora ele se dirigiu a um dos jornalistas dizendo ‘por que voce acredita nele e não em mim? eu to te dizendo’ … pelo menos nessa hora ri com motivo pra rir.

    deco

  26. Comentou em 09/11/2005 Waldér Villória Ferreira

    Impossível ler os comentários, pois os mesmos não cabem na tela do computador, precisamos ficar rolando a página. Tem jeito de melhorar?
    Obrigada!!!

  27. Comentou em 09/11/2005 helena

    perfeita sua análise.
    o programa foi realmente uam decepção, uma perda de tempo
    e deixou a impressão
    de que foi mais um conchavo
    entre alckmin [tv cultura] e o pt,
    o que vem acontecendo desde 2002.

  28. Comentou em 09/11/2005 silvia helena silveira

    Achei sensata e oportuna as respostas que o Lula deu aos jornalistas. Não acho que ele deva conversar sempre com eles. Todos os dias os ministros só fazem isto. Fazem perguntas e analisam pouco os fatos. E quando fazem analises, na maioria das vezes, eles estão 100% enviesadas por um anti-PT ou anti-Lula. É só verificar as caras e bocas dos apresentadores dos jornais do SBT, da Bandeirantes, da Record e, muitas vezes da Globo e agora, menos da TV Gazeta. E o pior de tudo: o Alexandre Machado, o Heródoto e o outro, que não lembro o nome, da TV CUltura – estes trabalham com o broche do PSDB nas caras.
    Acho que os jornalistas, muitas vezes, se esquecem que tem (não eles têem) um publico sentado que tem mais crítica do que eles. E não é um publico deles, tampouco eles não formaram este público.
    A entrevista, felizmente, não servirá, certamente, como álibi para os planos dos adversários do PT
    Silvia Helena

  29. Comentou em 09/11/2005 Marcello Benites

    Claro que o assunto da entrevista era a crise política, mas ao perguntar quase que somente sobre a crise, os entrevsitadores perderam a oportunidade de questionar outras falhas do governo Lula. Perderam a oportunidade de ‘pensar’ o Brasil de forma mais profunda.
    Na minha opinião, a idéia de fazer quase que somente pergutnas sobre a crise tem a ver com duas tendências cujo EXAGERO é negativo para o jornalismo. 1) a tendência mercadológica, ligada à audiência: perguntas sobre as misérias humanas que envolvem a crise dão mais audiência, portanto, vendem mais; 2)a lógica do confronto, tendência de evidenciar sempre que existe um conflito, cujo resultado só pode ser a derrota de uma das partes. Não digo que esses dois critérios não sejam jornalísticos e não devam ser usados. O que critico é o excesso e a banalização da aplicação desse critérios.

  30. Comentou em 09/11/2005 Humberto Guimaraes

    Só por comparação, caro Weiss, o que você acha disso abaixo?
    COMO O GOVERNO FHC ABASTECEU O VALERIODUTO – a revista Carta Capital lembra que o Ministério Público mantém ação judicial contra pessoas ligadas a Fernando Henrique Cardoso, durante o seu governo, por desvio de dinheiro público da Fundacentro e mostra a forte possibilidade de que esses correligionários de FHC estivessem ligados ao abastecimento do caixa 2 do PSDB. A CPMI dos Correios, tendo solicitado cópia do processo, irá investigar, provavelmente acelerando a conclusão do moroso processo judicial em andamento. Se é verdadeira a afirmação de Osmar Serraglio de que encontrou vínculos entre o dinheiro saído da Visanet para – por intermediação de Marcos Valério e do banco BMG – abastecer o caixa dois do PT, e se também for verdadeiro o desvio e o destino (caixa 2 do PSDB) do dinheiro público da Fundacentro, então o processo (idêntico) de abastecimento de caixa dois a partir de desvio de dinheiro e intermediação de Marcos Valério não terá sido inaugurado agora; já teve antecedentes no governo FHC. Abaixo segue o resumo da reportagem. ▼▼▼
    ——————————————————————————–
    Se é correta a hipótese de que os contratos de publicidade da SMP&B com o governo Lula(PT) abasteceram um esquema de caixa 2, legalizado pelos R$ 55 milhões de empréstimos em bancos por Marcos Valério, o mesmo poderá ter ocorrido no governo de FHC (PSDB).
    No contrato entre o Ministério do trabalho e a SMP&B e, secundariamente, a Quality, empresa de comunicação gaúcha, há evidência de :
    1* Licitações fraudadas.
    2* Pagamentos sem comprovação de serviços.
    3* Despesas indevidas.
    4* Superfaturamento de preços a favor da SMP&B.
    *Estima-se em R$ 24.905.571,84 o total de recursos que fluíram do governo para as 2 empresas. Cerca de 42 milhões de reais em valores atualizados (inflação do período 70%).
    *Atesta-se um desvio direto de R$ 5.752.815,81
    *As provas levantadas até agora não deixam dúvida de que dinheiro público abasteceu a SMP&B no governo de Fernando Henrique Cardoso.
    O maior fluxo de dinheiro se deu no segundo semestre de 1988. Nesse período o valerioduto irrigou – com mais de 10 milhões – as contas da campanha de Eduardo Azeredo (PSDB), conforme o tesoureiro da campanha Cláudio Mourão confessou na CPMI.
    Só investigando para saber se o dinheiro desviado de um órgão público para a SMP&B teve um destino político eleitoral ou se serviu para enriquecimento ilícito de funcionários de terceiro e quarto escalão da administração pública.
    Em outubro de 2002 a Justiça determinou o rastreamento dos recursos desviados, incluindo a quebra de sigilo bancário da SMP&B. O Banco Central até agora não atendeu à determinação da Justiça. Segundo a revista, uma espécie de “embargo de gaveta”.
    Na semana anterior a 09-11-05, a CPMI dos correios solicitou a cópia da ação judicial.
    Pelo lado do governo FHC, o contrato com a SMP&B envolve a Fundacentro, autarquia vinculada ao Ministério do Trabalho. Como em todo órgão público, a direção da empresa é nomeada por critérios políticos.
    AS PESSOAS DO GOVERNO FERNANDO HENRIQUE CARDOSO LIGADAS AO QUE ACONTECEU NA FUNDACENTRO

    Paulo Paiva – muito próximo de FHC – foi o ministro do trabalho dos tucanos. Indicou Marco Antônio de Abreu Rocha para diretor administrativo e financeiro da Fundacentro.

    Humberto Carlos Parro, do PSDB, também amigo de FHC, passou a dirigir a Fundacentro. Atualmente ocupa um cargo na Emplasa, do governo de Alckmin.Parro é o principal réu na Ação Civil Pública iniciada em abril de 2002 pela procuradora da República, Isabel Cristina Groba Vieira, atualmente acompanhada pelo procurador José Roberto Pimenta Oliveira.Parro é acusado de ter ratificado e homologado uma licitação fraudulenta, que permitiu “às duas empresas de publicidade ‘um estrondoso enriquecimento ilícito’” e de não ter fiscalizado a execução dos contratos, dando margem a orçamentos forjados que foram produzidos, pagamentos por serviços não executados e superfaturados, honorários indevidos.

    Marco Antônio Seabra de Abreu Rocha é o segundo réu. Passou a ser diretor administrativo e financeiro da Fundacentro. Foi indicado por Paulo Paiva, via Hélio Garcia. Tinha delegação especial de Parro para autorizar isoladamente o pagamento de qualquer tipo de despesa.

    José Carlos Crozera – na época assessor de comunicação da Fundacentro – é o terceiro Réu.

  31. Comentou em 09/11/2005 Jose Antonio de Andrade e Silva Silva

    Nunca entrei numa pagina para comentar sobre um assunto tão ruim como essa só deu para ler um comentario,pos precisei ficar correndo de um lado para o outro porque a pg não coube na tela do monitor.Paraece que foi feita para dar trabalho e ninguem ler.

  32. Comentou em 08/11/2005 Iorgeon Haenkel

    Mas houve ‘mensalão’? Num tô entendendo! O Roberto Jeferson não foi cassado justamente por não ter apresentado provas com relação a este delito? Se houve, porque tudo quanto é notícia que leio fala em suposto e a palavra mensalão sempre está seguida de aspas? Vem cá Coreano é igual a Chinês, que é igual a Japonês que é igual a tailandês, só porque têm olhinhos puxados? Cadê a CPI do Caixa dois que o PSDB/PFL alardiaram, não foram a termo po quê? E os supostos grampos? Cadê? E o dinheiro de Cuba? Cadê? E o tal caso dos Cartões corporativos, Cadê? Isso é só para citar algumas das denuncias que não foram comprovadas por absoluta falta de provas! Isso não é denuncismo? Agora prova testemunhal virou prova documental? Sendo assim, agora todo mundo pode acusar qualquer um de qualquer coisa simplismente baseado na palavra? Sou a favor da investigação séria, que sejam punidos os que realmente cometeram ilícitos. Será que algumas pessoas não percebem que estes factóides são criados somente para perpetuar a crise? Quem perde com o atraso na conclusão dos processos? Nós, o povo. Enquanto Isso, projetos importantes para a população ficam a deriva no congresso, obstruida por uma oposição irresponsável. Só pensam em tomar o poder, o povo que se exploda.

  33. Comentou em 08/11/2005 Igor

    Mais uma vez VEJo que têm advogados que fizeram curso na República do Iraque. Nós estamos num Estado de Direito e não numa Ditadura! Tenho dó das pessoas que procurarem estes senhores para defendê-las. Concerteza irão entregá-las às traças e não terão direito a um julgamento justo. Aconselho a não procurarem advogados que desconheçam a Constituição Federal.

  34. Comentou em 08/11/2005 Edmilson Fidelis

    Talvez o Sr. Weiss apreciasse melhor a entrevista se fosse feita nos moldes de interrogatório comuns aos regimes ditatoriais.
    Quem sabe se uma forte luz incidindo sobre o rosto do entrevistado, ou devo dizer interrogado?
    Quem sabe os entrevistadores ( ou seriam interrogadores? ou inquisidores) não devessem proferir questões sem que o interrogado (entrevistado) pudesse ter o mínimo de tempo para responder não iria satisfazer o Sr. Weiss?
    Talvez pudessem até partir para umas pancadinhas. Afinal deveriam tirar tudo do entrevistado (interrogado).
    Se uma resposta não satisfaz, da-se uma boa prensa.
    Ao final, para que trocar amenidades e cumprimentos, deveriam seguir a vontade de alguns nobres senadores e deputados e dar uma surra no meliante. Ou seria presidente?
    E ainda diz que a Chauí ao comparar a imprensa com a inquisição está em devaneios.
    Será?

  35. Comentou em 08/11/2005 Marcos Delben

    Jorge Oliveira, tem razão. O homem é bom mesmo. Bom para enganar milhões de incautos com seus discursos tolos e vazios. Bom para arrecadar milhões de reais no caixa dois e ter a ‘bondade’ e desfaçatez de admitir em público porque ‘todo mundo faz’. Bom para montar uma quadrilha de assalto ao Estado e dizer que não sabia de nada. Bom para posar de coitadinho e servir de exemplo como aquele ‘que chegou lá’…(e ninguém sabe aonde vai…). Bom também (eu diria ótimo) como motivo para piadas. E tomara que ele seja bom para perceber que a casa tá caindo e cair fora também…

  36. Comentou em 08/11/2005 paulo roberto amaral dos santos

    o presidente perdeu uma exelente oportunidade de explicar para os milhoes de eleitores que o puseram no planalto, como o chefe do executivo não sabe de nada ,foi traido não sabe por quem,de tão ingenuo ele deve acreditar em papai noel,saci e coelhinho da pascoa

  37. Comentou em 08/11/2005 Paulo E. L. Miranda

    A sucessão de escândalos que mantém o governo e o PT nas cordas parece ter anestesiado o ‘Nosso Guia’ e seu séquito.
    O maior esquema de corrupção jamais visto no Brasil não passa de delírio da oposição e folclore típico do Congresso, segundo sua avaliação.
    Como soe acontecer com alguns políticos, em especial este, a entrevista foi recheada de evasivas – em alguns casos o entrevistado simplesmente formulou resposta inteiramente dissociada da pergunta, como que para ressaltar a dissonância com a realidade que o acomete.
    Ineficiência, incompetência, corrupção, pouca afeição ao trabalho, nepotismo, roubalheira, são a triste marca pelo qual todos reconhecem este governo. Enquanto isso, Nosso Guia desfila de Airbus, fingindo que nada é com ele, fazendo importantes contatos com grandes líderes como Kadafi, Fidel, e Chavez.
    Infelizmente, não dá pra perdoar quem colocou o rei onde está. Se foram enganados, não foi por falta de aviso.
    Trata-se de uma piada (por sinal de muito mal gosto), porém, imaginar que ainda tem gente que o quer por mais quatro anos. Será que o brasileiro tem cura?

  38. Comentou em 08/11/2005 Marcos Aurélio Gungel

    Fiquei extremamente decepcionado com o Programa Roda Viva com o presidente Lula. Primeiro porque queria (se é que é querer muito) ver o programa ao vivo. Segundo, esperava um programa como todos os outros, ou seja, o presidente no meio dos entrevistadores, recebendo perguntas quentes e a queima roupa (o programa estava muito morno) e por último, com as exceções observadas pelo Observatório, os jornalistas pareciam com medo de fazer perguntas mais incisivas sobre a crise atual. Até pareceu aquela entrevista que o presidente gravou na França: o telespectador tendo que ouvir as respostas que já conhecia ou combinadas. Para finalizar, após o segundo intervalo, desliguei a TV.

  39. Comentou em 08/11/2005 Iolando Fagundes

    Galera da oposiçaõ, não estamos numa Ditadura, estamos num Estado de direito!Qualquer canalha, seja ele da situação ou oposição, têm que ser julgado com base em provas e não indícios! Se comportarmos dessa forma também condenemos todos os Jornalistas que se omitiram durante as falcatruas do Governo FHC,condenemos nós mesmos por não termos feito pressão para abertura de CPIs. Se estas práticas tivessem sido combatidas no passado, não precisaríamos ter pago a conta das privatarias,dos Sivans, da compra de voto, do PROER, do Banespa,do caixa 2 etc…Já teríamos inibido pessoas de conduta duvidosa a se servirem da Nação.

  40. Comentou em 08/11/2005 Paulo E. L. Miranda

    É inacreditável! Depois de seis meses de crise, a despeito da roubalheira indecente; do vergonhoso aparelhamento do estado; das inúmeras tentativas de impedir a instalação das CPIs e de calar a opinião pública; do acobertamento das maracutaias de Waldomiros, Delúbios, Dirceus e outros; das relações incestuosas de seu filho com concessionárias de serviços públicos; dos dólares em cuecas e em caixas de run; dos vergonhosos caixa 2; das brumas e o desinterêsse sobre as mortes de Celso Daniel e Toninho do PT; e last, but not least, do aerolula, que compõem um quadro de lama pútrida jamais visto no Brasil, o ‘Nosso Guia’ insiste em assumir uma postura autista, ofendendo a inteligência dos cidadãos comuns, desdobrando-se (como sempre) em auto-elogios, e afirmando que nada disso é com ele.
    Se nada disso é suficiente para ‘impichá-lo’, é porque este é, mesmo, como estampou o Chico em uma charge, um País de Tolos!

  41. Comentou em 08/11/2005 jorge oliveira

    Pelo que vejo os cachorros loucos,defensores da elite bufona estao de volta, é só observar os seus comentarios preconceituosos, agora se estao com raiva,odio,depressao vai pescar aceite que o homen é bom mesmo e pronto acabou…………………..

  42. Comentou em 08/11/2005 Nelson Perez

    O presidente Lula foi bem na coletiva. Somou pontos, incomodou. Quando declarou que “o Congresso Nacional está condenado a caçar o José Dirceu” deu mais uma prova do quanto conhece e está preparado para esse jogo sujo da política. Aos entrevistadores faltou argumentos. Nestes tempos de CPIs eleitoreiras falta fato e sobra circo.O presidente mostrou que como candidato a reeleição corre em um páreo mais forte que seus concorrentes. O resto é choro, e o choro é livre.

  43. Comentou em 08/11/2005 José Ayres Lopes

    Não adianta mesmo.
    Tem pessoas que não suportam o fato do Lula estar fazendo um governo melhor do que o do FHC.
    Não suportam o fato do Lula ser operário. Não suportam o fato dele ser hábil, ter discernimento e de não ficar na defensiva.
    Tem jornalistas que não suportam o fato de terem ficado de fora da entrevista. Como sempre é muito mais fácil escrever do que fazer.
    E mais ainda neste país onde jornalistas escrevem o que querem sem que se possa cobrar-lhes responsabilidades.
    O Alberto Dines precisa provar que o Dirceu é corrupto.

  44. Comentou em 08/11/2005 Ricardo T

    Leonardo Seixas disse: Não me supreenderia saber que a claque petista tenha invadido este blog para fazer a defesa do ‘Presidente-operário’. Vários comentários de pessoas diferentes têm o mesmo erro de português. Coincidência?…

    Minha hipótese: Geralmente petista tem língua presa ou rabo preso, com raras excessões, o que poderia levar à mesmos erros de pronúncia ou distorções fecais similares. Isto pode gerar um padrão de incosciente coletivo, levando os camaradas a errarem da mesma forma na escrita……

  45. Comentou em 08/11/2005 Leonardo Seixas

    Não me supreenderia saber que a claque petista tenha invadido este blog para fazer a defesa do ‘Presidente-operário’. Vários comentários de pessoas diferentes têm o mesmo erro de português. Coincidência?…

  46. Comentou em 08/11/2005 Roberto Villegnon

    Ontem foi mais que evidente: há muito coisa escondida por baixo do tapete. O Presidente ficou nas cordas alguns minutos. E percebeu-se claramente: ele é totalmente inepto para o cargo.

  47. Comentou em 08/11/2005 Vladimir Nunes de Oliveira

    Ignorem o comentário aí de baixo, pois é alguém com ciúmes de mim. A verdade é o lula foi péssimo, é um completo sonso e não tem condições de administrar um país. Ficou mais que claro: Fora lula!!!!

  48. Comentou em 08/11/2005 Vladimir Nunes de Oliveira

    Meus amigos, não me entendam mal, mas tenho percebido um certo grau de ciúme nos comentários de alguns articulistas pelo fato de não terem participado do Programa Roda Viva. Isso ficou muito claro para mim no comentário de hoje do Alexandre Garcia no Bom dia Brasil, e agora, pelo que percebo, também no de Luiz Weis. O programa, na média, foi excelente, tanto pela atuação dos entrevistadores quanto do entrevistado. Acompanhemos as próximas pesquisas de opinião. Elas darão conta, certamente, do crescimento de Lula, muito em função de seu desempenho no programa. Foi um golaço!

  49. Comentou em 08/11/2005 zilia

    É ISSO MESM0 DIANTE DO LULA TODO MUNDO É CORAJOSO PRA ENFRENTÁ-LO, DIZER POUCAS E BOAS PRA DEPOIS SEREM ELOGIADOS COMO JORNALISTAS. E POR QUE NÃO AGIRAM ASSIM COM O FHC? PELO CONTRÁRIO, PUSERAM O RABINHO ENTRE AS PERNAS E SÓ FALTARAM LAMBER AS SUAS BOTAS, OU MELHOR SAPATOS. MAS ESSE É ‘dOUtOr’!

  50. Comentou em 08/11/2005 Igor

    Concordo com os comentários do Iolando Fagundes:Nunca vi um Presidente da República deste País se sugeitar a um tipo de entrevista daquela, parecia mais um debate! Realmente não estamos numa Ditadura para condenar sem julgamento quem quer que seja! Já pensou se o Presidente começar a exercer o papel do judiciário? Colocaria na cadeia, políticos e jornalistas contrários a ele, simplismente por serem do contra! Concordo também quando o Sr Iolando fala da passividade dos jornalistas quando intrevistavam o FHC. Se queixam tanto hoje, comentam a corrupção como se fosse inventada hoje por um governo! Já que é assim, então responsabilizemos aqueles Jornalistas, hoje tão ferrenhos no combate a corrupção, por terem se omitido nas apurações dos desmandos à época do Governo Fernando Henrique! Mas, de tudo isso sobra a grata surpresa de que o Brasil está ficando cada vez mais democrático e maduro.

  51. Comentou em 08/11/2005 Maria Tereza Murray

    Totalmente de acôrdo com este comentário. O presidente enrola sempre e daqui a uns dias vai negar que tenha chamado toda a responsabilidade sobre si, do mesmo modo que negou ter dito que assinaria cheque em branco para o Jefferson. Se ele não sabia de nada não tem responsabilidade…..

  52. Comentou em 08/11/2005 Bruno Corrêa Leite

    Caro Sr. Weiss, mais uma vez escorregaste na maionese em seus comentários. O trecho foi quando criticou a confraternização no final do programa.
    O Senhor assiste jogos de futebol, não assiste? Mesmo em partidas nervosas em que está em jogo pontos valiosissimos ou mesmo a disputa do troféu os atletas se confraternizam antes ou depois dos jogos. Agora, durante a partida a coisa é outra. As pessoas não são animais Sr. Weiss.

  53. Comentou em 08/11/2005 Igor

    Ainda bem que o presidente não é Jornalista. Com todo o respeito aos jornalistas sérios, que espero ainda existam neste país, alguns jornalistas se portam como juízes, mesmo fazendo uso da legislação de forma totalmente equivocada. Concluem que indício é prova e condenam sem julgamento. Logo alguns que dizem ter sofrido perseguição à época da Ditadura! Será que esqueceram que estamos num Estado de Direito, que as pessoas, seja qual for a acusação, têm que ter um julgamento justo? Será que o presidente erra ao pedir cautela e maior seriedade para que não se cometam erros e que inocentes sejam condenados? Pergunto a qualquer um frequentador do observatório, se fossem acusados de algum delito não procurariam se cercar de todas as formas legais para provar a sua inocência? Me parece que alguns Jornalistas estão morrendo de saudades da DITADURA. Ainda bem que temos um Presidente que respeita a democracia.

  54. Comentou em 08/11/2005 sergio machado machado

    É injusto dizer que Luis Inácio não foi cobrado na entrevista: aquele senhor doce, que estava quase dormindo, questionou duramente a falta de manifestação oficial no aniversário da morte do jornalista Herzog…

  55. Comentou em 08/11/2005 Jose Edi Nunes da Silva

    “Também saiu mal na fita a cena explícita de confraternização do presidente com os entrevistadores, enquanto rolavam os créditos do programa.” É isso aí, nada de confraternizar com o inimigo. O ideal seria que os jornalistas aproveitassem a ocasião e dessem uma surra no Lula, como já prometeram fazer Arhur Virgilio e ACMzinho. Pau na canalha.

    12) é hipocrisia e cinismo falar do “avião de Lula”, como se o levasse consigo quando terminar o seu mandato – o que nunca um jornalista ou político disse; E quem foi que cunhou o termo Aerolula e o usa constantemente, de forma pejorativa, justamente para dar a idéia de que Lula comprou o avião por capricho e não para uso da Presidência, independente dele estar lá ou não?

  56. Comentou em 08/11/2005 RICHARD CARDOSO DE AZEVEDO

    quero comprimentar a todos os jornalistas que sabatinaram o senhor presidente ,quero tambem deixar meu voto de protesto conta todos aqueles que de forma inescrupulosa covarde (e de uma inveja gigantesca) criticam os jornalista que estavam na sabatina , presidente LULA , tens meu total apoio pois quem realmente conhece o BRASIL sabe o que melhorou , antes de criticar reflitam sobre vc mesmo sobre suas açoes e não seja um simples raivoso.se não fora o SENHOR,que está em nosso lado,quando os homens se levantaram contra nós. fé em DEUS e um amor gigantesco pelo BRASIL

  57. Comentou em 08/11/2005 Jose Venilton Dorneles Romero Romero

    Eu votei no Presidente Lula e, a meu pedido, consegui mais uns vinte votos. Honestamente, reinvindico estes votos de volta. De toda esta crise politica que vivemos o Sr. Presidente admite os erros do Delubio, os repasses financeiros do Sr. Marcos Valerio e a existencia do caixa 2, embora o considere intoleravel, mudando afirmacoes anteriores no sentido de que esta era uma pratica comum na politica partidaria nacional. A reiterada mudanca em suas explicacoes publicas demonstra que necessita estar constantemente sendo reorientado por seus colaboradores. Nao fala mais no Silvio Pereira nem no Jose Genuino. Inocenta o Jose Dirceu. Parece que a sociedade brasileira nao ignora que o PT sempre seguiu a vontade dos militantes, lideres e fundadores acima referidos e hoje somos obrigados a ouvir que eles nada sabem e os que sao responsabilizados diretamente de praticas ilicitas, inclusive pelo proprio partido (Delubio e Silvinho) nada revelam que possa esclarecer a sociedade o que aconteceu efetivamente. Eu cresci ouvindo dizer que quem nao deve nao teme. Todavia, quem nao esclarece os fatos de que tem conhecimento, tem medo. Medo de assumir a responsabilidade por seus atos. A meu ver nao ha o que se queixar das atitudes da oposicao que, quando muito, esta tirando proveito da situacao. Coisa que os representantes do PT fizeram com maestria quando estavam na oposicao. O que e inegavel, contudo, e que toda esta crise e originada dentro do proprio partido e seus comandantes nao podem tentar nos fazer engolir que nada sabem respeito. Esta assertiva ofende profundamente a inteligencia do povo brasileiro. Nas urnas terao a merecida resposta.

  58. Comentou em 08/11/2005 Andréa Monteiro

    Mais uma vez a direita passa vexame.
    Não só são tendenciosas as obsevações deste tal jornalista Luiz Weis, como foi demais um tal jornalista afirmar com todas as letras que seria renúncia branca se acaso o presidente Lula não se candidatasse a reeleição!!!
    A direita está se banqueteando com todos estes escândalos e ainda quer a sobremesa!!!

  59. Comentou em 08/11/2005 Christian

    Intuí que a repercussão da entrevista seria mais importante do que o entrevistado e seus entrevistadores (seus – porque o abraço amigo depois de um programa que estava suposto a ser tenso, me parece sinal de que todos se safaram, saíram-se bem; congratulam-se, enfim, pelo bom trabalho). A julgar pela movimentadíssima caixa de comentários deste artigo, é possível depreender que… tudo continua às meias. Uma boa parte acredita que a culpa disso tudo é da mídia inquisitorial; a outra parte acredita que ex-pobre no poder, só poderia dar em roubalheira mesmo. Nenhum dos dois lados parece afeito à discutir com um mínimo de racionalidade e fatos. Eu, cá por mim, digo que era de se esperar uma mesa redonda inócua. A imprensa teve seu ápice com a ascensão e queda do Fernandinho Collor. E ficou por isso mesmo. Já o PT acha que basta emular a desastrosa gestão PSDB e está tudo bem. Sendo político, é de se esperar que negue tudo mesmo, relegando ao ‘folclore’, à ‘anedota de salão’, todo esse dinheiro NADA FOLCLÓRICO que saiu sabe-Deus-de-onde… para o bolso de sabemos-nós-quem.

    É simples: saiu dinheiro de um lugar, foi parar em outro. O que pode haver de folclórico nessas transações documentadas?

  60. Comentou em 08/11/2005 Iolando Fagundes

    Entrevista do Lula
    Comentário: Creio que os repórteres ficaram mais assustados com a segurança das resposta do Lula do que o Lula com os repórteres. Nos parcos anos de democracia deste país nunca ví um presidente ser tão arguído e permitir tanto o contraditório e a réplica. Lembro que nas entrevistas com o Fernando Henrique os repórteres hesitavam tocar em temas espinhosos e tinham um respeito quase que religioso à figura do Intelectual. Talvez seja justamente por este motivo, o respeito com as verdades da academia, das teses. Mas, quem já passou por bancas examinadoras sabe, que após a tese vem sempre a antítese. Em ciência a verdade é sempre passageira, sustenta-se só enquanto outras verdades não são aceitas. Creio que o próprio FHC já se deu conta disso quando pediu para esquecer o que escreveu no passado. Não tenho muita coisa a acrescentar com respeito à entrevista do presidente Lula, mais uma vez tenho a acrescentar sobre a parcialidade da imprensa. No ‘debate’ do programa Olhar 2005,na TVe, o que se viu foi um massacre e não um debate! Mas, como já dizia o filósofo, a unanimidade é burra. Algumas das questões levantadas beiravam o grotesco e a falta de conhecimento ou a má vontade em externá-los. Como exemplo cito questões relacionadas com o Estado de Direito. Pergunto a você Luis Weis,é errado alguém dizer que uma pessoa só pode ser condenada quando o processo sobre a acusação estiver finalizado? Isso denota ao presidente a pecha de conivente com a corrupção? Este não é o papel do maior mandatário de uma democracia, preservar as instituições? Ou será que os repórteres estão querendo um Ditador. É errado pedir cautela, quando sabemos que interesses vários estão por traz de muitas acusações, muitas delas infundadas? Não estou querendo aqui dizer que não devamos cobrar que se investiguem, mas que tenham seriedade nas investigações e não dêem vazões a fábulas criadas só para manter o estado de suspeita sobre o governo, afim de ganhar tempo até as eleições do ano que vem. Outra coisa interessante no programa, foi sempre desqualificar o governo Lula colocando-o como uma continuidade do governo FHC. Se todos os dois foram iguais, por quê os números são tão díspares? Com análise simplista eu posso então afirmar que o governo Lula foi mais competente que o do FHC, uma vez que ele colheu melhores resultados usando a mesma receita de bolo. No passado me lembro que os repórteres se queixavam que os governantes não davam continuidade as obras deixadas pelos seus antecessores. Hoje, vejo repórteres dizerem que o Bolsa Família é a continuação do projeto bolsa escola do governo FHC, falam isso como se fosse um ponto negativo! Mais uma vez questiono, por quê o bolsa família hoje está sendo reconhecido internacionalmente (The Economist, FAO, ONU) e o bolsa escola teve resultados tão pífios. Será que o FHC foi ingênuo quando pensou que, adotando o modelo neoliberal ia resolver todos os problemas do país, que privatizando ia transformar todos os empresários daqui e de outros países em aliados do governo? O que constato e o que me resta dizer, é que existe um claro preconceito e muita má vontade em reconhecer que este Governo tem méritos. E o pior de tudo, uma resistência de determinados setores da ‘elite’ deste país em ‘engolir’ alguém que veio de setores menos abastadados. Ainda bem que esta própria ‘elite’ já reconhece, o Lula têm mais votos nas classes C,D e E, e menos votos nas classes A e B (‘elites’). Por isso, embora me digam que pertenço a classe B, portanto elite, sou contra a vontade cínica que muitos querem incutir no inconciente coletivo do povo (não a elite), de quem não tem berço, está fadado ao fracasso. Mas, como eu acredito no povo brasileiro, multiétnico, multicultural, biodiverso, heterozigoto, ele está fadado ao sucesso, assim como a Nação ao qual pertence.

  61. Comentou em 08/11/2005 Alexandre Coelho

    Caro Luiz Weis.

    Por mais que se esforçasse para parecer racional, sua análise foi passional. Acredito que todos esses comentários enviados pelos leitores (128 quando envio mais este) se dividem em duas grandes classes: os que apóiam o Presidente Lula por fazer incontestavelmente o melhor governo desde 64 (é bem verdade que isso é muito relativo, pois os passados foram um desastre) e os que não engolem o Sapo Barbudo independentemente do que ele faça. Pela sua análise você parece se encaixar na segunda.

  62. Comentou em 08/11/2005 DOUGLAS FREIRE

    Nós sabemos, tem muita ‘gente’ boicotando o homem. Batendo pesado, ‘jogando’ todo tipo de porcaria na mídia (VEJA, JN, Blog do NOBLAT…). Essa ‘gente’ ainda não conseguiu engolir 2003. Dormem e acordam conspirando como colocar o LULA pra fora!!!!!Mas não tem jeito, terão que amargar e engolir (novamente e a seco) 2006, se não vão estourar o papo.

  63. Comentou em 08/11/2005 Antonio Robério Ximenes Carmo

    Gostaria de lembrar a algumas pessoas que o preconceito é crime inafiançável.

    Alguns ‘riquinhos’ metidos a besta e que nunca souberam o que é passar fome na vida e posuem diplomas de Universidades famosas no país ou fora se acham o suprasumo da verdade e da inteligência.

    Bem sou nordestino com muito orgulho. Foi daqui que este país começou. Aqui é uma terra rica e que não é tão bem aproveitada porque nossos recursos são levados em boa parte para o Sul e Sudeste deste imenso país.

    Os chamados ‘sulistas’ só pensam neles e acham deplorável ter um Presidente nordestino e que já foi pobre. Mas acima de tudo é um homem que tem poder de luta.

    Hoje ele está entrando em conflito com diversos setores da sociedade que não admitem mudanças. Setores que há anos vêm mamando nas tetas do Governo e usufruindo de meios ilícitos para continuarem a aumentar suas fortunas enquanto outrros passam fome.

    Eu sempre me pergunto: Como um país riquíssimo como o Brasil tem tenta pobreza, tanta miséria, tantas favelas, tanta fome, tanta injustiça, tanta gente fora da escola, etc. A ÚNICA RESPOTA QUE ME VEM ATÉ HOJE É QUE ‘ALGUNS ESTÃO FICANDO COM MUITO E MUITOS, MAS MUITOS MESMO, ESTÃO FICANDO COM QUASE NADA’

    Se há corrupção é porque alguém com dinheiro comprou alguém. Se há fome num país riquíssimo é porque alguém está ficando rico ou mais rico enquanto outros estão miseráveis. Se falta educação é porque não permitem que ela chegue aos mais pobres. e assim por diante.

    OU ALGUÉM ACHA QUE OS POBRES É QUE CONSEGUEM CRIAR ESTE MUNDO LOUCO DE HOJE ????? O PODER ESTÁ NAS MÃOS DELES OU DOS RICOS DESSE PAÍS ? ESSA ELITE CARCOMIDA E CONSERVADORA ?

    Talvez algumas das pessoas que postaram estejam apenas com raiva ou o PRECONCEITO ESTEJA MUITO ENRAIZADA NELAS. Mas precdisamos acordar.

    o desGoverno FHC praticou uma verdadeira traição ao país desmontando nossa economia e entregando-a de bandeja ao capital internacional e o que foi que essas pessoas que aqui se pronunciam falaram. O que vi foi muita gente falando dos diplomas do FHC de como ele era inteligente.
    Prá mim essa inteligência de livros e cadeiras de universidade NÃO VALEM NADA, ABSAOLUTAMENTE NADA, se não estão associadas à prática e ao objetivo de ajudar a sociedade a encontrar caminhos melhores ao invés de encheram seus próprios bolsos.

    Portanto pediria a essas pessoas raivosas e preconceituosas que deixassem de ser ANALFABETOS POLÍTICOS, apesar dos diplomas que têm e de até, morarem no estrangeiro, e tentassem ver a política como forma de melhorar o mundo, a sociedade.

    Vejam o que aconteceu na França, um país de primeiro mundo mas que ao ser cometido um erro imperdoável está levando uma imensa massa à revolta.

    Muitos brasileiros não têm nem o que comer, quanto mais o acesso a este instrumento que é a Internet e alguns aqui se acham superiores a essas pessoas somente porque elas são pobres ou flam errado. Ah! Que pobreza de espírito. E alguns ainda se dizem religiosos e defendem Cristo com unhas e dentes. MAS NA HORA DA PRÁTICA o Cristianismo passa é longe.

    Parem de olhar para opróprio umbigo. Principalmente os que já estão de barriga cheia. Olhem para os milhões que estão apenas começando a ter um pouco de dignidade. ISSO A VELHA ELITE NÃO QUER QUE MUDE. Prefere tê-los o resto da vida encabrestados e amarrados para cegamente surrupiar-lhes o voto nas épocas das eleições.

    Saudações

  64. Comentou em 08/11/2005 PEDRO ABILIO RESECK

    ESTAVA PREPARADO PARA OUVI-LOS . NA PRIMEIRA RESPOSTA DO PRESIDENTE , RAPIDAMENTE MUDEI DE CANAL E PREFERI ASSISTIR ALGO MAIS CONSISTENTE , DIGAMOS , FANTASIA REAL , ´´QUARTO DO PANICO ´´ . BOM FILME . MELHOR E MAIS VERDADEIRO E DIVERTIDO QUE RESPOSTAS NÃO CONFIAVEIS . OUVIR LULA A REPETIR MENTIRAS , ENTRO EM PANICO . A IMPRENSA NÃO TEM QUE SER AMAVEL NEM COMPLASCENTE . APENAS COMPETENTE E COMPROMISSADA COM A VERDADE .

  65. Comentou em 08/11/2005 Orestes Ferrari Junior

    Não tive a oportunidade de ver o programa Roda Viva especial na íntegra, porém pelos comentários, inclusive pelo Observatório e acompanhando com muita atenção o período político desde que o presidente Lula e o PT assumiram o governo, posso concluir que apesar da incontestável incompetência, despreparo, inocência de seu governo.
    Podemos destacar um momento ímpar que nos foi proporcionado, pois estamos observando uma revolução política passífica, coerente, onde a oposição preocupa-se em que não se perca a governabilidade do pais, pontos nervosos até o momento omitidos, programas e metas, antes enchovalhados pela então oposição vermelha e hoje governo, seguidas a risca, por perceberem que é o melhor caminho.
    Em resumo, fico politicamente e ideologicamente feliz por participar com meus filhos do exemplo a ser seguido pelo mundo de como começar uma revolução sem guerra, sangue, sofrimento pleno, mas apenas desconforto.
    O desemprego continua, salários deploraveis, a saúde carente, agricultura desprivilegiada, mas pelo menos temos a esperança de que os governos e governantes que sucederem, governarão o Brasil com no mínimo seriedade e respeito.

  66. Comentou em 08/11/2005 Anderson Janoni

    Meu pai sempre dizia:
    Nunca nenhum político vai se destacar com projetos sociais a oposição esta ai para não deixar isso acontecer.
    Não tenho a menor pretensão de condenar ou passar a mão na cabeça do Lula.
    Mas do que estamos reclamando?
    Como fazer para votar uma medida provisória onde reduzam impostos?
    Reformar tributaria significa menos dinheiro para gabinetes e para os nossos ELEITOS.
    Mesmo que utilizasse dinheiro do lucro de empresas publicas para passar esses projetos que beneficiam o povo, seria um ótimo negocio para a nação.
    Lula só falou a língua dos deputados.
    Roberto Jefferson foi cassado para calar a boca e tudo continuar como sempre foi.
    Ele (Jefferson) em seu discurso declarou isto! Algo a entender como: Jose Dirceu o Cafetão, e os senhores deputados são as mocas de boa família que estão lá para pagar a faculdade.
    Mas como cassar 512, quem vamos colocar no lugar deles?
    Portanto e mais facil responsabilizar um por isso tudo.
    Viva a liberdade de imprensa, fala o que quer e faz o povo acreditar.
    Viva a democracia paga pelo povo.
    Viva o povo brasileiro submisso que acredita na impressa e paga caro por uma democracia.
    Enquanto a financiamento de campanha.
    No Brasil e um erro, não um crime, portanto e melhor pagar por isso do que por corrupção.

  67. Comentou em 08/11/2005 paulo dantas de azevedo

    AO SER QUESTIONADO, O PRESIDENTE LULA, INDAGA SERVINDO COMO PARAMÊTRO O GOVERNO ANTERIOR, SÒ QUE ELE ESQUECE QUE O POVO COLOCOU NO PODER , NÃO FOI PORQUE O IDOLATRAVA-O, NÃO, FOI PARA HAVER UMA MUDANÇA, E ELE CONTINUA IGUAL A INTESTINO, FAZENDO MERDA IGUAL AOS OUTROS. SE MANCA, APRENDA A SER HOMEN DE VERGONHA, COMO VINHA PROMETENDO NAS CAMANHAS.

  68. Comentou em 08/11/2005 Maria de Fátima do Prado Valladares

    Não tive condição para assistir o Roda Viva porque acordo muito cedo, mas estava atenta ao que poderia ser dito.
    Hoje para minha surpresa e alegria, pois depois de tanta decepção não vejo a hora de um desfecho condizente com tudo o que tem vazado, vejo a seguinte fala do Sr. Presidente: ‘Não decidi se vou ser candidato a reeleição, portanto, ninguém tem de ter medo’. Traduzindo o meu entendimento: quem era a esperança passou a ser ameaça? Isso é ou não é a confissão da conciência de que sua imagem verdadeira e não demonstrada anterior ás tentativas de eleição, foi a público?

  69. Comentou em 08/11/2005 vania lucia peixoto paz guimaraes

    na minha modesta opinião o presidente estava em campanha.E ainda tem a cara de pau de negar sua candidátura

  70. Comentou em 08/11/2005 marize branquinho

    O que me deixou mais revoltada, foi a complacencia dos jornalistas. O papel deles não era levar o entrevistado a responder questões de que o público vem se perguntando esse tempo todo ?

    ninguém merece.

  71. Comentou em 08/11/2005 Flavio Pereira

    O Lula foi visitar uma clínica de recuperação de loucos.

    Conversando com o Diretor, ele indagou qual a forma de saber se um doente estava recuperado ou não. O Diretor respondeu:

    – Senhor Presidente, é fácil. Eu coloco o paciente em frente a um banheira cheia de água e ao lado, sobre uma mesa, coloco um xícara e um colher e mando o paciente esvaziar a banheira.

    O Presidente interrompe:

    – Já sei, se o paciente usar a ‘colhé’ ainda tá doente. Tem que usar a ‘xicra’ né. Porque é mais grande né.

    O Diretor responde:

    – Não Senhor Presidente, é só puxar a tampa do ralo da banheira.

    Cada um tire suas conclusões.

  72. Comentou em 08/11/2005 Alessandra Modesto

    Que estória é essa que a imprensa é cobradora da sociedade?Que eu saiba o povo não passou recibo nenhum a jornalista nenhum, muito menos aos meios de comunicação do Brasil,que não são dos mais isentos e confiáveis.Quando ouver algum assunto que mereça esclarecimento, o Presidente tem que se dirigir direto a nação como sempre faz,assim é seguro para ele e o povo que assiste,porque não corre o risco de ser enganado com edições mal intencionadas.

  73. Comentou em 08/11/2005 Milton Ruiz

    Nada a comentar sobre os assuntos tratados durante o Circo Roda Viva. apenas lamentando que alguns jornalistas tenham se prestado a esse papel ridiculo.

  74. Comentou em 08/11/2005 Iolando Fagundes

    Creio que os repórteres ficaram mais assustados com a segurança das resposta do Lula do que o Lula com os repórteres. Nos parcos anos de democracia deste país nunca ví um presidente ser tão arguído e permitir tanto o contraditório e a réplica. Lembro que nas entrevistas com o Fernando Henrique os repórteres hesitavam tocar em temas espinhosos e tinham um respeito quase que religioso à figura do Intelectual. Talvez seja justamente por este motivo, o respeito com as verdades da academia, das teses. Mas, quem já passou por bancas examinadoras sabe, que após a tese vem sempre a antítese. Em ciência a verdade é sempre passageira, sustenta-se só enquanto outras verdades não são aceitas. Creio que o próprio FHC já se deu conta disso quando pediu para esquecer o que escreveu no passado. Não tenho muita coisa a acrescentar com respeito à entrevista do presidente Lula, mais uma vez tenho a acrescentar sobre a parcialidade da imprensa. No ‘debate’ do programa Olhar 2005,na TVe, o que se viu foi um massacre e não um debate! Mas, como já dizia o filósofo, a unanimidade é burra. Algumas das questões levantadas beiravam o grotesco e a falta de conhecimento ou a má vontade em externá-los. Como exemplo cito questões relacionadas com o Estado de Direito. Pergunto a você Luis Weis,é errado alguém dizer que uma pessoa só pode ser condenada quando o processo sobre a acusação estiver finalizado? Isso denota ao presidente a pecha de conivente com a corrupção? Este não é o papel do maior mandatário de uma democracia, preservar as instituições? Ou será que os repórteres estão querendo um Ditador. É errado pedir cautela, quando sabemos que interesses vários estão por traz de muitas acusações, muitas delas infundadas? Não estou querendo aqui dizer que não devamos cobrar que se investiguem, mas que tenham seriedade nas investigações e não dêem vazões a fábulas criadas só para manter o estado de suspeita sobre o governo, afim de ganhar tempo até as eleições do ano que vem. Outra coisa interessante no programa, foi sempre desqualificar o governo Lula colocando-o como uma continuidade do governo FHC. Se todos os dois foram iguais, por quê os números são tão díspares? Com análise simplista eu posso então afirmar que o governo Lula foi mais competente que o do FHC, uma vez que ele colheu melhores resultados usando a mesma receita de bolo. No passado me lembro que os repórteres se queixavam que os governantes não davam continuidade as obras deixadas pelos seus antecessores. Hoje, vejo repórteres dizerem que o Bolsa Família é a continuação do projeto bolsa escola do governo FHC, falam isso como se fosse um ponto negativo! Mais uma vez questiono, por quê o bolsa família hoje está sendo reconhecido internacionalmente (The Economist, FAO, ONU) e o bolsa escola teve resultados tão pífios. Será que o FHC foi ingênuo quando pensou que, adotando o modelo neoliberal ia resolver todos os problemas do país, que privatizando ia transformar todos os empresários daqui e de outros países em aliados do governo? O que constato e o que me resta dizer, é que existe um claro preconceito e muita má vontade em reconhecer que este Governo tem méritos. E o pior de tudo, uma resistência de determinados setores da ‘elite’ deste país em ‘engolir’ alguém que veio de setores menos abastadados. Ainda bem que esta própria ‘elite’ já reconhece, o Lula têm mais votos nas classes C,D e E, e menos votos nas classes A e B (‘elites’). Por isso, embora me digam que pertenço a classe B, portanto elite, sou contra a vontade cínica que muitos querem incutir no inconciente coletivo do povo (não a elite), de quem não tem berço, está fadado ao fracasso. Mas, como eu acredito no povo brasileiro, multiétnico, multicultural, biodiverso, heterozigoto, ele está fadado ao sucesso, assim como a Nação ao qual pertence.

  75. Comentou em 08/11/2005 Luiz Fernando Villare

    Sinceramente, mudei de canal, pois, pelo que vi, seria uma entrevista editada e discimulada, do tipo: ‘caiu um balão ai? ‘. Lamentavel ter um presidente tão ausente e pior que ele acredita que ele é o salvador do mundo.

  76. Comentou em 08/11/2005 paulo dantas de azevedo

    de tudo que lula falou, só existe uma verdade (quase provavel ) é o TIMÃO ser campeão

  77. Comentou em 08/11/2005 marcelo galli

    Chega a ser patética a postura dos defensores de Lula. São cegos que não querem enxergar ou pior, têm como certos maridos, prazer na traição, do tipo, ‘ me engana que eu gosto’. È de um cinismo impressionante o fato desses fanáticos justificarem a pouca vergonha, corrupção e incapacidade sob todos os aspectos deste governo que aí está, com o argumento de que os anteriores também eram corruptos. E DAÍ????
    Eu quero um governo limpo e competente, independente do que fizeram os anteriores. Pessoal, vê se se manca né?

  78. Comentou em 08/11/2005 Carlos alberto

    Pelo que entendí do comentário, nada se aproveitou da entrevista, péssimos entrevistadores, pior ainda o entrevistado. Tanto se cobrou entrevista ao presidente, ao ser concedida de forma clara e aberta, nada se aproveita, só críticas…..
    Vai entender jornalistas….
    Atenciosamente

    Carlos Alberto

  79. Comentou em 08/11/2005 Luís Catunda

    ÀS CORDAS. O Sr. Luiz Weis achou o termo que a tempos eu vinha procurando para intitular a campanha que a imprensa vem fazendo contra o Sr. Presidente, A expressão ÀS CORDAS vem do boxe e significa levar o ADVERSÁRIO às cordas para BATER NELE sem que ele tenha facilidade de defesa. Parabéns Sr. Luiz Weis! O Senhor é réu confesso em defesa da Direita que, num passado próximo, literalmente levou às cordas, pendurados, um seu colega chamado HERZOG.

  80. Comentou em 08/11/2005 Luiz Carlos Clasta

    Noblat: acho sinceramente que perdemos uma graaande oportunidade de aprofundar algumas questões. Os entrevistadores não se prepararam adequadamente, do meu ponto de vista. Quanto ao comentário-pergunta do Matinas, realmente foi de lascar !
    Abraços

  81. Comentou em 08/11/2005 CARLOS A. MELOSILVA

    SENHOR PRESIDENTE,

    ME INVERGONHA MUITO OUVIR DE VOSSA SENHORIA MENTIRAS, MENTIRAS E MENTIRAS. COMO VAMOS DAR EXEMPLOS E EDUCAR NOSSAS CRIANÇAS COM TANTAS MENTIRAS, DESONESTIDADES, FALCATRUAS. SERIA MAIS HONROSO DE SUA PARTE SAIR PELA TANGENTE, PEDIR DEMISSÃO DO CARGO A QUE FOI ELEITO COM DINHEIRO SUJO.
    SERIA MAIS HONROSO DE SUA PARTE, SE É QUE O SENHOR SABE O QUE É ISTO, DEIXAR DE MENTIR E MAIS GRAVE, QUERER FAZER NÓS BRASILEIROS DE OTÁRIOS.
    SAIA LOGO PRESIDENTE.

  82. Comentou em 08/11/2005 Denise Teperine

    Parece até o filme, entrevista com o Vampiro, ou com o livro A Revolução dos Bichos.Será que ainda se acredita que a demagogia e os discursos emocionados vão dar resposta para alguma coisa?O incrível é quando estava fora haviam críticas e soluções pra tudo, agora nada é provado…

  83. Comentou em 08/11/2005 roberto ferreira

    ví a entrevista do presidente e acho que ele respondeu a todas as questões de forma clara e transparente.
    Faltou perguntas apenas em relação a carga tributária e outros assuntos tambem de interesse nacional.

  84. Comentou em 08/11/2005 Antonio Lima

    Fala-se de tudo, menos o que realmente fizeram com o dinheiro das privatizações no Governo passado, como foi gasto, o que foi pago, quanto os governantes de dantes tem em ações dessas Empresas privatizadas, principalmente da Vale do Rio Doce, tem também os aumentos que sofremos agora nas teles e energias de contratos mal feitos, com indices absurdos, isso sim é prejudicial ao País. vamos apurar e perguntar ao seu Arthur Neto…

  85. Comentou em 08/11/2005 Wilson Mesquiari

    Primeiramente tenho que parabenizar o Roda Viva pelos seus 999 programas, parabenizar, tambem, e expressar minha admiração por Herodoto Barbeiro, que foi meu professor no Cursinho em 1978. Mas, o programa nº 1000 foi lamentável, e digo isto por que fui um dos que continuaram acordados após os 59 minutos. O programa parecia mais um jogo de volei, perguntas levantadas com açucar, para que o Presidente cortasse com frases prontas e repetitivas como: ‘a CPI tem que investigar, o Ministério Publico denunciar, a Justiça julgar e a Polícia prender’, sei la quantas vezes ele repetiu estas palavras.
    Creio que seria melhor se a Cultura tivesse levado outro personagem, por que para mim o Sr. Lula nâo passa de um personagem.
    Fui Metalurgico em Osasco e Santo Amaro – SP, e sei como os Sindicatos (embrião do PT) ja agia negociando beneficios próprios (viagens para familiares, etc)para convencer trabalhadores a voltar ao trabalho.
    Não vou nem comentar o enjoo que da ver o Sr. Lula massacrando o nosso Portugues, e o presente dado pelos Jornalistas quando deixaram de fazer um paralelo entre o crescimento do Brasil comparado com os seus paise vizinhos, e lembra-lo de que no Governo FHC o mundo experimentou várias crises: Russia, Japão, etc.
    Abraços

  86. Comentou em 08/11/2005 Ruy Alkmim Rocha Filho

    Caro Luiz Weis
    aguardo o seu mea-culpa em relação aos comentários feitos previamente quanto a entrevista. Os jornalistas foram criteriosos nas perguntas, não deixaram de examinar nenhum dos assuntos polêmicos. Como o próprio Markum falou, os boatos relativos a uma possível entrevista chapa-branca não se confirmaram. E o presidente teve um bom desempenho na entrevista. Uma confraternização no final não é digna de condenação, quando as perguntas foram demonstraram rigor.

  87. Comentou em 08/11/2005 swamy santos

    Não vi a entrevista do Presidente Lula da mesma maneira que o senhor, sr. jornalista.
    Acho que ele respondeu o que tinha que responder. Evasivas, ‘mentiras’ ou ‘conversa de cerca lourenço’, todos os governantes em crise política fazem. Ou o senhor se esqueceu dos governos anteriores?
    Às vezes me pergunto o que alguns jornalistas pretendem com essa mania de atacar o Lula. Será que Vossa Senhoria agiu com tanta veemência na gestão de FHC, que teve tantos escândalos quanto agora, porém eram abafados e as CPI´s assassinadas?
    Se agiu, parabenizo-o e peço desculpas por não ter lido as matérias.
    E a imprensa reacionária(VEJA e ÉPOCA e, infelizmente a FOLHA)? O que fez?
    Talvez queiram a volta do PSDB/PFL/ARENA-PDS.

  88. Comentou em 08/11/2005 Augusta Pereira

    Como ventríloco de um marketing calhorda o presidente Lula merece o Oscar.
    Com sua grande experiência de manobras de massa como líder sindical e também, como exímio encantador de intelectuais -comprometidos com suas próprias doutrinas alienadas do Brasil real – Lula se pós-graduou durante a campanha e, agora, no poder merece o título de ‘doutor em charlatanice política de uma República de bananas’
    Basta demonstrar a sua postura na resposta sobre: – entrevista coletiva (Eu, Presidente presto contas) X pronunciamentos (Eu, Presidente faço o que quero – impero! Viva Fidel!)
    Mas, aguardem!
    Esse país de analfabetos e excluídos, tem lá sua sabedoria e, essa, nenhum marketeiro ou, cientista político irá ludibriar.
    As urnas trarão novidades. Como Sísifos (aquele do eterno recomeçar)iremos em frente.
    Como uma seleção, esse povo irá novamente atrás de seus desejos de um país melhor e mais justo verdadeiramente.

  89. Comentou em 08/11/2005 Aline Bezerra da Silva

    No jogo político, crises são valorizadas pelos partidos de oposição e amenizadas pelos da situação. Gostaria de saber que político do PMDB, PFL ou PSDB faria diferente? Não podemos deixar de observar, no entanto, que o crescimento do país e a importância do Brasil frente às outras nações cresceu consideravelmente. É muito dificil considerar que não seja uma posição tendenciosa a maioria dos impressos destacar a questão da crise política/corrupção e, em algumas vezes, sequer mencionar outros importantes assuntos tratados pelo entrevistado.

  90. Comentou em 08/11/2005 Roberto Mendes

    Faltou uma questão a ser ‘levantada’ com Sr. Presidente.
    Diante dos problemas de ‘seca’
    como o governo estava atuando , em
    especial no Amazonas.
    Outro ponto as fronteiras e os contrabandos , cadê a fiscalização e o controle de entrada com os paises vizinhos , em especial o
    Paraguai ???
    Se o país esta ‘maravilha’ , como o povo reclama de segurança e falta de atendimento médico.
    Plano previdenciário , ja´trocou ministro e nada de ser arrumado???

  91. Comentou em 08/11/2005 Antonio Robério Ximenes Carmo

    Realmente é engraçado.

    Quando o Presidente fala que tem uma certa, digamos, raiva da imprensa vocês logo se melindram mas nestes comentários vocês apenas destacaram as questões relativas às denúncias e ao possível impeachment dele.

    Em nada destacaram os números da realidade brasileira nem as mudanças que estão sendo feitas para os pobres e miseráveis deste país.

    Acredito que o governo LULA esteja cometendo erros em seu Governo mas esses erros estão ligados à manutenção de políticas antes implementadas pelo lesa-pátria do FHC.

    Dúvido que nos debates antesriores com FHC ou mesmo atuais vocês o inquerissem sobre o desmonte nacional do país feito por ocasião das privatizações.

    É por isso que estou deixando de ler revistas como Isto é e Veja, pois são tendenciosas e atreladas politicamente ao que há de pior neste país, a ELITE VELJHA E CARCOMIDA que traiu a nação e se vende ao Imperialismo americano.

    Vejam a Argentina. Venderam tudo e tiveram que recomeçar inclusive com calote na dívida externa.

    Estou enojado pela forma como a imprensa vem tratando o Presidente.

    Saudações

  92. Comentou em 08/11/2005 Edson Marguitte

    Minha gente, o nosso país mergulhado na corrupção, ai vem o tal matinas suzuki,ao invés de fazer uma pergunta pertinente, ele vem com essa de futebol ? a gente, um cara desse não pode participar de um programa tão importante como o roda viva !

  93. Comentou em 08/11/2005 jedlu LUNETTA

    Não apresentou novidade alguma essa sabatina |à qual foi submetido o Sr.Presidente da República- alguém por acaso, imaginou que o mesmo falaria algo de verdadeiro a respeito DO MENSALÃO, JOSÉ DIRCEU, WALDOMIRO DINIZ, CELSO DANIEL, PREFEITO TONINHO, DUDA MENDONÇA, CAIXA DOIS, HENRIQUE MEIRELLES, SOBRE AS FACILIDADES CONCEDIDAS AO FILHO DELE? De antemão sabia-se que seria um desperdício de tempo essa entrevista. Nada comentado sobre a inutilidade (?) do referendo, verbas inúteis gastas com propaganda governamental. Pobre Brasil, com um Presidente desses!!!
    REALMENTE HILARIANTE SR LULA!!!

  94. Comentou em 08/11/2005 Gilson Batata

    Decepcionante a abordagem tendenciosa e parcial desse site ao descontextualizar as colocações feitas pelo presidente. Ao ler o texto, fica a certeza de que o presidente Lula é um desajuizado, o que está longe de ser verdade. A resposta para um texto tão infeliz talvez esteja no próprio pressuposto adotado pelo autor do texto de que jornalista bom é aquele que leva o entrevistado às cordas. Assim, em vez de entrevista elucidativa, estabelece-se o embate. Felizmente, a entrevista mostrou que o país ainda tem bons jornalistas e que o presidente Lula (assim como o presidente FHC, o prefeito José Serra, o senador Suplicy, o senador Perez, o ministro Palocci e outros poucos) representa o que temos de melhor em matéria de política.

  95. Comentou em 08/11/2005 PEDRO PAULO DE HOLANDA TAVARES

    O PRESIDENTE DEMONSTROU QUE NÃO ACREDITA EM FANTASMAS, MAS QUE EXISTE, EXISTE.

  96. Comentou em 08/11/2005 Pedro Eugenio Beneduzzi Leite

    O presidente Lula se saiu muito bem; respondendo a todas as perguntas, inclusive as mais constrangedoras.
    Quanto a comparação deste governo com o anterior, não adianta os tucanos e ‘pefelês’ espernearem, pois os números não mentem e em tudo o pais esta melhor hoje: mais exportações;maior lucro na balança; muito mais empregos; reajustes salariais melhores; comercio vendendo mais; produção industrial maior; programas sociais atendendo muito mais gente; polícia federal atuando com muito mais liberdade e respaldo; o salário minimo q era de 70 dólares em dezembro/02 é de 120 dólares hoje; nenhuma privatização; nada de apagão e por aí vai.
    E PSDB/PFL não teem moral para falar de corrupção pois o povo não esquece da ‘privataria’; do Proer; do Sivam; da compra de votos para a reeleição; do 1,5 bilhões de presente para o Salvatore Cacciola….
    Em 2006, LULA outra vez!!!

  97. Comentou em 08/11/2005 Luciano Rocha da Silva

    Na minha opinião essa foi uma ótima oportunidade para o presidente responder algumas perguntas pertinentes que vem sendo veiculado na imprensa,ele foi o tempo todo firme nas suas respostas e é claro que quando o presidente Lula fala ele fala para o povo de uma forma que todos os brasileiros entendam sem rodeios
    Pra quem dizia que ele ser analfabeto, bobão, que não entende de nada de assuntos, ele se portou pra mim como um presidente deve portar em uma horas dessas, ele ta certo que alfinetou oposicionistas mas nã com a sua ignorância que a oposição lhe impõe, ele foi ‘educado’, devia ter gente querendo que ele marcasse hora e lugar com virgilio e acminho.
    Quem não gostou foi a rede globo, bandeirantes, record, a entrevista foi pra cultura.
    e os oposicionistas,esses seriam supresa se gostassem de algo, pra eles ta tudo um caos.
    O comentário da cientista politica Lúcia Hipolito hoje no Bom dia Brasil, sinceramente, seguiu os padrões daqueles que distorcem os fatos. Em sua análise, ela faz referências a vários momentos da entrevista de uma forma que não ocorreu. Por exemplo, ‘O presidente não acredita na existência do mensalão. Mas também não acredita na absolvição de José Dirceu.’ Pra quem não viu a entrevista isso soa mais como contradição. Mas Lula não disse isso, disse sim que não acreditava em mensalão, e que Zé Dirceu não seria caçado por isso, mas sim por uma questão ‘eminentemente’ política. Percebam que há uma enorme diferença ai. Enfim, pra quem assitiu a entrevista, vale a pena conferir o que ela diz e tirar as próprias conclusões. Novamente, lamento que muitas pessoas, que não viram a entrevistas, mas ouviram o comentário, possam ter aceitado essas informações distorcidas.
    Lúcia Hipolito ate livro sobre (contra ) Lula ja escreveu .

    E Segundo pesquisa BRinfo Lula foi bem. 08/11/2005
    Brasileiros ficam satisfeitos com respostas dadas pelo Presidente Lula em entrevista feita pelo programa Roda Vida, exibido no dia 08 de novembro de 2005, pela TV Cultura e TVE nacional.

    · O que o senhor(a) achou das respostas do presidente:
    BOA – 66,4%
    MÉDIA – 18,1%
    RUIM – 15,5%

    · Como foi a atuação dos entrevistadores com relação a perguntas ao presidente:
    BOA – 59,3%
    MÉDIA – 27,7%
    RUIM – 13,0%

    · Qual a avaliação que o senhor(a) tem ao programa Roda Viva:
    BOA – 64,9%
    MÉDIA – 25,3%
    RUIM – 9,8%

  98. Comentou em 08/11/2005 AGOSTINHO PAULO MIRANDA

    Belas Perguntas dos entrevistadores e estranhas e absurdas respostas do entrevistado, que so fala para seu próprio eleitor (igênuo que não admite que errou ao votar nele, ao qual me incluo. O fato é que ninguém poderá tirar o mérito da emissora, do programa e dos entrevistadores pelo grande feito de terem entrevistado uma pessoa que num momento tão dificil de sua vida, e que sua maior vontade é o de se esconder de todos os que querem lhe cortarem seu pescoço. Por isso acho que suas criticas são inoportunas, e tem um ar de dor de cotovelo pois vc. nao estava lá. por isso que deveria ser um pouco mais ético e nao dar valor a pequenos detalhas e sim ao contesto geral.Meu nome está bem claro acima.

  99. Comentou em 08/11/2005 Fábio Arantes Corrêa

    A observação feita pelo Dines está equivocada. O Presidente Lula está certo quando diz que Jefferson foi cassado por não comprovar as denúncias que fez à Folha de São Paulo. Basta uma mera leitura no relatório para constatar que a cassação não decorreu da participação do ex-deputado em casos de corrupção. A quebra de decoro decorreu da denúncia, sem provas, feita por ele acerca da existência do chamado ´mensalão´. Como é de conhecimento geral, Jefferson dizia que deputados eram comprados por cerca de R$ 30 mil mensais e que chegou-se a oferecer 1 milhão para que deputados trocassem de partido. Não há qualquer evidência de que tais ´compras´ tenham ocorrido, nem tão pouco conseguiu-se vincular as vitórias do governo com o pagamento de valores a deputados. O Presidente argumentou que as maiores vitórias do governo decorreram de amplo entedimento nacional, contando até mesmo com a participação ativa dos 27 governadores. Isso demonstraria, na visão do Presidente, o ´modus operandi´ do governo, que sempre priorizou a ampla e exaustiva negociação para a aprovação de projetos de interesse do governo e da sociedade.

  100. Comentou em 08/11/2005 janzelito alves

    Estas corrupçoes ja vinham ocrrendo ha muito tempo, bem antes do Sr.lula pensar em ser candidato a nada.Quando foi eleito e tentou dar um basta na sujeira do mundo politico do Brasil sem querer criar uma crise no pais;a maioria dos deputados e senadores;que so legislam em causa propria;na minha opiniao nao gostaram, pois iriam perder a boquinha e ficar mao do Presidente Lula que ja estava virtualmente reeleito pois todas pesquisas mostrava isto. Apesar do erro do PT no desvio da etica do partido.Onde ha politica ha corrupçao e enteresse proprio.

  101. Comentou em 08/11/2005 Paulo Afonso Falcão

    Na minha opinião o pior de tudo isso que está acontecendo com a politica brasileira é ver tantos comentarios infames de pessoas mais despreparadas do que eu, comentando e desrespeitando não somente o Brasil mas o representante da nação. Por que o presidente Lula e todos que fazem parte do governo tanto no executivo, como no legislativo e no judiciário representam o que o FHC um dia falou para o mundo houvir: ‘Que somos um povo Tupiniquim. Pensem nisso antes de tecerem comentarios ifames contra nossas autoridades, pois eles são nossos verdadeiros representantes e mostram a cara do que nós somos

  102. Comentou em 08/11/2005 Menê Crosara Crosara

    Excelente a performance de Lula. Respondeu a todas as perguntas com segurança. Não se pode esquecer de que, essa oposição nunca foi oposição… em 500 anos de História, vejam a situação que essa direita deixou o país. Não foi o PT que inventou a corrupção, embora, pelas suas bandeiras, não poderia jamas se envolver nela. Por que não se investiga também o govêrno passado, suas compras de votos pra reeleição e as privatizações?

  103. Comentou em 08/11/2005 Fernando Martins de Sá

    Infelizmente não consegui a façanha de assitir o programa completo. Não consigo mais ouvi-lo. Me soa falso.
    Votei em Lula e hoje me arrependo amargamente. É inaceitável vê-lo dizendo-se inocente e tão ausente dos fatos. Quem alimentou a grande maioria dos fatos, foi o próprio PT e seus aliados. A oposição (que não sabe nada de oposição, pois sempre foi situação) fez e faz por conta dos próprios desmandos dos aliados do presidente. Quem conhece um pouco do PT sabe que todos que estão envolvidos com o partido sabem e muito de tudo. E sendo Lula quem é dentro do PT, ele sabia e sabe das coisas. O PT traiu a todos seus eleitores, pois passou 25 anos levantando falsas promessas, com o objetivo único de chegar ao poder. Na última campanha, promovida por Duda Mendonça, aceitou de vez a falácia e, pra usar um termo chulo como o presidente gosta, abriu as pernas, para vencer a qualquer custo. Paga o país, pagamos nós, porém na esperança de que estes acontecimentos nos ajude a crescer mais politicamente. É o que se espera.

  104. Comentou em 08/11/2005 andre luiz gomes

    nao pude ver a entrevista mais sei que o nosso presidente se saiu como sempre um sabonete liso e escorregadio.
    gostaria que fosse colocado as respostas as perguntas que foram selecionadas acima.

  105. Comentou em 08/11/2005 Claudia Godinho

    IMPEACHEMENT NELE! SE FOSSE OUTRO POLÍTICO E PARTIDO DE DIREITA, JÁ TERIAM PEDIDO A CABEÇA DO MESMO.UM PARTIDO DE ESQUERDA ENVOLVIDO EM ESCÃNDALOS E DESVIOS, É PERDOÁVEL. UM PARTIDO DE DIREITA: CONDENÁVEL.
    NÃO VOTEI NESSE SENHOR E JAMAIS VOTARIA, ALIÁS, NUNCA VOTEI NO PARTIDO DO PT, ACHO QUE EU NÃO ESTAVA ERRADA.FORA JOSÉ DIRCEU, FORA SR.LULA DA SILVA!!! AQUI NA EUROPA ME PERGUNTAM COMO O POVO BRASILEIRO PÔDE ELEGER UM SENHOR METALÚRGICO COMO PRESIDENTE?
    QUANDO É QUE O POVO BRASILEIRO VAI TOMAR ATITUDE??
    PASMADA MAIS AINDA COM A PERGUNTA DO SR SUSUKI SOBRE FUTEBOL!!FAÇA-NOS UM FAVOR!!!!!
    SERÁ UMA PIADA DE MAU GOSTO?

  106. Comentou em 08/11/2005 Vander Neves

    Sou também jornalista além de cientista, por isso tenho o dever de chamar atenção para um fato. Esse Verbo Solto deveria comentar também a falta de educação com que algumas vezes certos jornalistas se dirigiram ao presidente para questioná-lo, tentando, várias vezes, interrompê-lo no meio da fala; tal como o fez aquele jornalista em Brasília enquanto o Presidente esperava por um companheiro de trabalho africano. Os jornalistas podem levar alguém às cordas, pois é seu papel, mas a educação de alguns deveria estar de prontidão diante das câmeras e, bem ou mal, diante de um Presidente da República eleito democraticamente.

  107. Comentou em 08/11/2005 Marcelo Santana Bittencourt

    Caro Sr. Luiz,

    realmente há instantes em que nós, brasileiros, não sabemos que nos conduziu a eleger ao cargo mais alto de uma democracia republicana, uma pessoa que tem se mostrado, s.m.j., produto de nosso imaginário que assumindo a realidade não corresponde em nada ao ídolo.

    A confirmar, percebamos que todas as respostas dadas, quando com aparência de boa elaboração, são aprontadas por seus assessores e quando busca o improviso, em minha opinião, produz texto sem congruência com o contexto, utilizando metáforas descabidas, tanto sendo verdade que, quando e se questionado tautologicamente em suas próprias afirmações, raramente consegue se desvencilhar da armadilha por ele mesmo montada.

    Por outro lado, é decepcionante quando constatamos que profissionais detentores de um ‘Poder’ e como tal, devedores de sua utilizaçào isonômica, ‘tirem o pé do acelerador’ para não ferir suscetibilidades.

    Meus parabéns.

    É mesmo triste mas, não há outro adjetivo a qualificar que não ‘fantoche’.

  108. Comentou em 08/11/2005 cleide barnabe

    O PRESIDENTE SAIU-SE MUITO BEM NA ENTREVISTA. ELE NÃO FOI INQUISITADO, JULGADO, E SIM QUESTIONADO PELOS JORNALISTAS. RESPONDEU SOBRE O AEROLULA, FOI PERFEITO. AGORA É UMA PENA A OPOSIÇÃO NÃO OLHAR PARA O PAÍS E SIM SOMENTE PARA 2006.

  109. Comentou em 08/11/2005 Danilo Corbas

    Caro sr. Jornalista.
    Me parece lógica a postura do Presidente em não dar entrevistas coletivas a todo momento ou uma vez por mês, que seja. Se todos da imprensa seguirem o que o Sr. afirma como o que seria correto, ‘deixa-lo nas cordas o tempo todo’, como vai conseguir deixar a poeira baixar e governar?…vai alimentar a oposição e toda a imprensa peessedebista, como me parece ser seu caso, vai ficar arrumando pretexto para desgastar a imagem do presidente.
    Até parece que seria necessário fazê-lo, mas por incrível que pareça se faz.
    Existem motivos para o governo estar desgastado mas vir criticar o presidente porque autorizou a FAB a comprar um novo avião para a presidencia??
    Ou fazer claras distorções do que ele declara??
    Quem sabe ainda bradar que o presidente esta cerceando a liberdade da imprensa quando fala que aquele seu colega que gritava ao presidente de longe foi mal educado (porque realmente foi)??
    Senhores da imprensa, os seus leitores não concordam com essa postura de vocês.Não são deuses. Respeitem sua própria profissão e missão respeitando a seus leitores.

  110. Comentou em 08/11/2005 Denis Abessa

    Realmente, quem assistiu à entrevista pôde comprovar. Nosso presidente é o melhor que já tivemos, seu governo é o melhor da história, os programas sociais são um sucesso, a corrupção foi varrida do nosso país, os pilares básicos do desenvolvimento (a saber, educação, saneamento e saúde) contam com os maiores investimentos já vistos, os cargos são distribuídos somente pelos critérios técnicos da competência e da especialização no assunto… em suma, dentro de mais 5 anos seremos mais desenvolvidos do que a Suiça. No quesito honestidade, nossos governantes representam o que há de melhor, liderados pelo nosso presidente, um homem que está mais próximo se ser um santo do que propriamente um simples estadista.
    Tudo isso que vem sendo divulgado pela imprensa é história, as denúncias não fazem sentido, as apurações e as informações de bastidores obtidas por informantes da imprensa não fazem sentido. A expressão de indignação que apresentadores e jornalistas de todos os meios de comunicação mostram é exaustivamente ensaiada, talvez a mando dos americanos. Toda a impresa atende aos interesses das elites.
    Pelo que entendi, tudo leva a crer que Brasília deveria ser transformada em terra santa. E que os jornalistas são malvados e querem produzir um golpe disfarçado.
    Será que culpa disso não é da nossa cultura, que se gaba do ‘levar vantagem em tudo’?

  111. Comentou em 08/11/2005 Mauro Brombley

    Em meios a todos os problemas qualquer comentário tem relevância Senhor, e sempre o leio atentamente e creio que essa atitude faz com que eu amadureça a minha opinião. Porém seu comentário a respeito do ‘Aperto de mão’ ao final do programa me parece cheio imparcialidade com seus cordiais colegas de profissão. Não acredito ainda que tenha feito este comentário.
    Saudações.

  112. Comentou em 08/11/2005 sergio caruso

    Não assisti à íntegra do programa; somente aos trechos retransmitidos no ´Jornal da Globo´ e no ´Bom Dia, Brasil’. Esses trechos me transmitiram a impressão de que os intrevistadores eram mais ´amigáveis´ do que ´inquisidores´, deixando passar sem contestação algumas afirmações no mínimo ´esdrúxulas´, como, e.g., a de que houve uma ´terceirização´ do financiamento de campanha.
    Ora, se o processo foi sempre conduzido pelo Tesoureiro oficial do Partido, Delúbio, e seus assessores, Silvinho ´et caterva´, o que quer dizer ´terceirização´?
    Por outro lado, eu também tive a impressão de que R.Jefferson teve sua falta de decoro parlamentar caracterizada por ter feito ´denúncias infundadas´, ou não comprovadas, contra seus pares; o que considerei um erro, porque tornaria mais difícil justificar cassações posteriores em função dos fatos denunciados.

  113. Comentou em 08/11/2005 oswaldo lima coppola

    Ambos continuam uma lástima!`Precisam ser cassados!
    E tb. os demais de outros partidos que se vendem!!!!

  114. Comentou em 08/11/2005 Eduardo

    Eu acho que ouvi o Lula dizer ‘eu com certeza demiti gente inocente, poque estavam envolvidas com culpados… todos cometemos erros’

    Depois ouvi ‘ eu aprendi a não julgar sem provas…’

    Só prá saber ele aprendeu ou não? Pior se ele sabe que tem gente inocente no meio dos culpados, como é que ele dorme a noite?

  115. Comentou em 08/11/2005 Eduardo Oliveira

    Pasmem. Ridiculos.
    Ridiculos os entrevistadores por submeter-se a perguntas pré estabelecidas. Sempre achei que um jornalista como Herodoto Barbeiro iria se submeter a isso.
    Quanto à este Sr.que esta Presidente, SEM COMENTARIOS.

    Que pena que não existe febre aftosa para politicos profissionais. Se houvesse seria ideal para exterminar o rebanho.

  116. Comentou em 08/11/2005 angela aly

    muito constrangedor a gente assistir á um presidente da república,tão sem…sem…explicação ,tão sem saber como justificar tudo que está acontecendo ,será que aprendemos diante desses fatos todos que estão ai aparecendo???…quanta indignação!!!!

  117. Comentou em 08/11/2005 luiz berbel

    assisti parte do RV e dormi. Nada me surpreendeu: nem perguntas, nem respostas. É o jogo da ‘política’, no qual a imprensa ‘livre’ cumpre seu papel.
    Li seu comentário e de outros jornalistas, tb´. Acompanho política há 32 anos e confesso q nunca vi uma imprensa tão atuante, tão sedenta pela verdade.
    Será que a função de vcs é meramente informar? Vc já respondeu. Tem-se que por o entrevistado na parede.Para o bem da verdade, só? E o IBOPE n conta? Q mecanismo estatístico vcs usam p saber o q de fato a sociedade pensa e ai se colocar como representantes de suas angùstias? Em nada os patrões e anunciantes os influenciam?. Dependendo da resposta, acabo de descobrir um segmento social acima do bem e do mal: os jornalistas.
    Será q vcs são livres de fato? Em qqer circunstância?

  118. Comentou em 08/11/2005 jose edson bonfim bonfim

    É incrível como a classe política, e principalmente no caso, o SR. Presidente da República – Sr. Lula, achar que o povo brasileiro é tão ingênuo e pensar que somos tão hipócritas como ele, em querer que acreditemos naquilo que eles falam.
    Sr. Presidente, é uma falta de respeito com o povo – o Sr. responder como se fosse o dono da verdade absoluta , e querer que nós acreditemos nesse monte de mentiras que foi respondido aos seus interlocutores – no programa Roda Viva !
    Só mudou o dono dos porcos – porém o xiqueiro é o mesmo !!

  119. Comentou em 08/11/2005 pedro cidionil masotti

    NAO SEI POR QUE CRITICARAM A PERGUNTA DO MATINAS SOBRE O CORINTHIANS,AFINAL DE CONTAS ESSE É O PAÍS DO FUTEBOL.SERIA TORCIDA CONTRA?

  120. Comentou em 08/11/2005 eduardo bertazza

    Achei interessante a pergunta do Matinas sobre se o corinthians já está com a mão na taça. Todos nós sabemos que o presidente Lula não iria assumir nada sobre os escândalos que abalam a política brasileira nessa gestão… negou mesmo tudo, como se nada do que já está comprovado pelas CPMI´s fosse verdade… nos restou então o fato de Lula ser corinthiano como único ponto que ele realmente assumiu; mesmo que isso não seja lá tão relevante.

  121. Comentou em 08/11/2005 RAQUEL GONÇALVES DA SILVA

    gostei da entrevista com o Lula, amo ele, e creio no potencial que ele tem para administrar nosso país
    achei-o sincero, e quero parabenizar todos os jornalista que fizeram parte dessa mesa.
    e lula 2006 se Deus quizer

  122. Comentou em 08/11/2005 Ediomare R. Nóbrega

    Que matéria fraca pela total parcialidade com que foi escrita.
    Como negar que, embora alguns entrevistadores tenham intentado levar mais incômodo ao presidente que ponderar seriamente, o presidente da República deu um banho nos jornalistas. Mostrando quão capaz é para governar esse país e que traquejo para lidar com uma imprensa ‘parcial’ que costuma condenar sem que haja provas.
    Amo o programa Observatório da Imprensa porque discute que o famoso quarto poder também erra. E tem que ser responsabilizado por isso.
    O que me deixa feliz é que a população consegue enxergar um presidente que tem sido atacado como nunca, mas tem levantado o país nào só analisando sob o ponto de vista interno, mas mundialmente, como nunca antes na história.
    Também não entendo porque a insistência em defender um ‘mensalão’ que a sociedade já entendeu que NÃO EXISTIU. Houve, sim, caixa 2 do PT pra pagar dívidas de campanha (coisa que não é exclusividade do referido partido). Entretanto, alguns jornalistas, como o escritor dessa matéria, preferem esquecer que no início das acusações de Roberto Jefferson, o que se dizia é que o governo pagava a deputados aliados mensalmente uma quantia para votarem com ele. Estão cegos? Ou se fazem? Isso não existiu. Nunca foi provado e olhe que a imprensa e a oposição vasculharam o que puderam para buscar uma prova. Quebraram a cara.
    Tenho muito orgulho de ser brasileira, governada pelo presidente Lula, homem tão analfabeto (segundo as piadas preferidas da imprensa), mas que deu um show de inteligência e capacidade intelectual, diante dos brilhantes formadores de opinião do país.

  123. Comentou em 08/11/2005 Mario Sergio Gochi

    Não consigo conceber que o papel do jornalista seja levar o seu entrevistado às cordas. Porque assim teria que acreditar que o jornalista está sempre pretendendo ir mais além, isto é, nocautear o entrevistado, no caso derrubar o Presidente.

  124. Comentou em 08/11/2005 NANCI PERRI

    SÓ NÃO ENTENDI ATÉ AGORA PORQUE A IMPRENSA E ESSAS CPIS CONTINUAM A ENTREVISTAR E CHAMAR À DEPOR ESSES BANDIDOS DA QUADRILHA ORGANIZADA DO PT. ELES MENTEM O TEMPO TODO COM UMA CARA DE PAU QUE DÁ RAIVA ! ACHO QUE ESTÁ TODO MUNDO COMPRADO ,É MUITA GRANA ROLANDO POR AÍ,TODO MUNDO TEM SEU PREÇO,INCLUSIVE A REDE GLOBO,E VÁRIOS JORNALISTAS ,SENÃO JÁ TERIA SAIDO O ‘IMPEACHMENT’ .NÃO SEI TAMBÉM DAONDE O IBOPE TIRA A SUPOSTA POPULARIDADE DO LULA,EU NÃO CONHEÇO UMA PESSOA SEQUER QUE VAI VOTAR NELE E ACREDITA NELE,DEVE ESTAR COMPRADO TAMBÉM!
    JÁ QUE NÃO PODEMOS FAZER NADA MESMO,PELO MENOS VALE O DESABAFO ! ! !

  125. Comentou em 08/11/2005 Mauricio Ferraz Pereira

    É lamentável ver um presidente que além de nunca dar entrevistas coletivas (por que sabe que delas não sairá bem, sem a ajuda do marketing) se comportar como não tivesse que dar satisfação ao povo que o elegeu. Mas o que realmente me preocupa é a maneira como deixa claro que não precisa fazer isso, pois confia na ignorância e no esquecimento daqueles que não tem acesso a informaçao.

  126. Comentou em 08/11/2005 George Cândido

    Mas vem cá, será que o presidente não falou nada que se salve? Ou para deleite de jornalistas-urubus ele teria que sentar e pedir um par de algemas? O poder da imprensa não já está sacramentado, ou teremos que provar com mais um empeachment? E afinal que basófia é essa de que jornalismo investigativo anda atrás de verdade? Que verdade seria essa?
    José George C. Rolim

  127. Comentou em 08/11/2005 ADRIANO VIEIRA

    Acredito. que o Lula está correto em esperar o término das CPIS. Para ver realmente quem tem culpa, ou nao.
    Acredito que seu governo é justo, tendo em vista que ele esta tentando levar o País para um fortalecimento economico sustentavel, coisa que faz tempo que nenhum governo vinha fazendo.

  128. Comentou em 08/11/2005 Rogerio Cardoso Junior

    Prezado Sr. Luiz,

    Fico feliz em saber que existem pessoas comprometidas com a verdade, como mostra o resumo feito pelo Senhor.
    Acredito que pelo bem da sociedade, que foi a culpada pela eleição de um elemento despreparado como o atual presidente, deveremos trabalhar pela limpeza do Palácio do Planalto.
    Tenho a convicção de que a única saída é o ‘Impeachement’. Já é passada a hora de agirmos.
    Parabéns e Obrigado!

    Rogério Cardoso Junior.

    P.S.: Por favor, informe aos organizadores do ‘Roda Viva’, que este tipo de programa deveria ir ao ar mais cedo (no máximo, às 22:00h), por se tratar de interesse público e geral.

  129. Comentou em 08/11/2005 Gustavo Franco

    Assistí o program todo ontem, gostei de algumas que o Lula disse e odiei outras, assim como odiei também o Matinas Suzuki perguntar sobre campeonato brasileiro. É uma brincadeira das mais sem graças perder a oportunidade perguntar algo de grande valia relacionada ao governo ou à crise do mesmo pra falar de futebol.

    Mas o motivo principal por escrever este é que achei muito tendenciosa essa reportagem. Chego a acreditar que a imprensa (certa parte) quer linchar o presidente. Pra mim essa matéria foi escrita levando em consideração os ideias políticos de quem a escreveu.

    Obrigado.

  130. Comentou em 08/11/2005 Antonio Sampaio

    As perguntas foram comentadas dentro de um contexto e as respostas de forma quase simplória, demonstrando a parcialidade do autor. O programa merece comentário mais profissional, pois é esse tipo de parcialidade que permitiu respostas como as que foram dadas

  131. Comentou em 08/11/2005 Rafael Gondim Fialho Guedes

    O povo brasileiro votou em Lula com a esperança de mudar o destino do seu País, achando (acreditando) que a esquerda PETISTA teria condições de num passe de mágica cumprir com todos os absurdos tão alardeados em campanha e que o PT disse que poderia cumprir (e não o fez) e agora com a repercussão da corrupção neste governo PETISTA, somada a INCOMPETÊNCIA na gestão do País, nenhum cidadão tem a coragem, a vergonha na cara ou o mínimo de coerência possível, de dizer que cometeu um erro gravíssimo em eleger essas pessoas ‘tão honestas’, que prejudicou, prejudica e, pelo jeito irá continuar prejudicando ainda mais o Brasil. E o pior é que nossas Instituições, ao invés de agir em defesa da nossa Constituição e, se for o caso, aplicar, exemplarmente, o impeachment do nosso querido Presidente ‘Eu não sabia’, espera que o povo inerte, covarde, sem vergonha e incoerente vá às ruas demonstrar o seu descontentamento com o Governo, como se, agora, para decretar o impeachment de um Presidentesinho qualquer isso fosse requisito inafastável.
    Francamente, se o Presidente fosse do PSDB, PFL, ou qualquer outra pessoa de outro partido o impeachment já teria sido proposto há muito tempo, desde a declaração de Duda Mendonça que recebeu dinheiro no exterior para pagamento de contas de campanha do Presidente Lula. E que saber, duvido que se o PT estivesse na oposição num caso, apenas, semelhante e muito menos grave do que este, que o PT não estivesse há muito tempo alardeando e propondo ele próprio o Impeachment. Mas, como não é o caso, afinal, temos o primeiro METALÚRGICO na Presidência, parece que ele (Lula), o METALÚRGICO, é intocável e imune à lei. Nunca vi um país, ao pensar em aplicar a lei, se preocupar com a pessoa que será atingida com a punição legal, com a repercussão que esse afastamento causará à população. É ridículo, mas coerente com aquele ditado: cada povo tem o Governo que merece.

  132. Comentou em 08/11/2005 tarcisio jales

    Realmente o conselho de etica no sue parecer, indica a cassação do Roberto Jefersom, por fazer denuncia sem prova(mensalão).

  133. Comentou em 08/11/2005 Carlos Aldir Machado Machado

    É não fosse tragico seria comico…
    Eu prefiro fazer fila com aqueles que muito antes das eleições ja diziam que o Sr. Luiz Inácio Lula da Silva não estava preparado par governar o pais, pois fazer BRAVATA… Como ele próprio afirmou, é muito fácil…
    O camarada tem que ser um IMBECIL de carteirinha para acreditar no que o Presidente fala quando se refere ao caixa dois, a empresa do seu filho, ao desempenho do seu irmão, ao José Dirceu, ao Delubio, Duda Mendonça e etc…
    As vezes eu chego a pensar o que seria do povo se tivessemos estas pessoas atuando como juizes. Afinal, dizem que o Fernandinho Beira mar matou muita gente, dizem que ele tráfica droga,mas e até o momento só existem provas testemunhais e indícios de que ele faz isso. Desculpem a comparação, mas só se vê o Presidente e outros interessados dizendo por ai que não se tem provas, ora, até hoje eu não soube de nenhum ato ilícito em que os envolvidos tenham passado recibo ou registrado suas intenções em documentos…
    Um Abraço
    Carlos

  134. Comentou em 08/11/2005 eduardo char

    Após a inoportuna pergunta sobre o final que terá esse tumultuado Campeonato Brasileiro de Futebol, só faltava o nosso Presidente responder:
    – A gente vamos ser campeões !!

  135. Comentou em 08/11/2005 ricardo junqueira

    Mais uma vez, vemos uma articulação da oposição querendo desestabilizar o governo Lula. Não vão conseguir. Devemos apurar sim todas as irregularidades, inclusive as do PSDB por exemplo na votação da reeleição de FHC. A oposição está tremendo porque mesmo com todas as denúncias não consegue derrubar um governo que está mostrando, não por entrevista nem manipulação de dados, mas sim por resultados que foi melhor que esses corruptos que ficaram no poder durante esses anos todos.

  136. Comentou em 08/11/2005 José Carlos Martins

    Eu gostaria de saber com qual dinheiro o Lula venceu as eleições?
    Se foi com o dinheiro do caixa 2?
    Se o dinheiro arrecadado pelo caixa 2 é sujo. Então o Sr. Lula foi eleito com o dinheiro sujo não é?
    Portanto acho que o dito Presidente se é que tem carater como ele diz, deveria se envergonhar dos acontecimentos (se eleger com o dinheiro sujo) renunciar.
    A esperança do povo brasileiro, foi para a lama como o PT e o Lula juntos.

  137. Comentou em 08/11/2005 Ana Carolina Cabral

    Quando analiso friamente a lambança que Lula e seus companheiros estão fazendo, a olhos nús, expliscitamente, sem nenhum pudor, me sinto como Obi Wan em Star Wars, sabe, você acredita que aquela pessoa nasceu para derrotar o mal, e equilibrar as forças, fazer uma democracia justa prevalecer ante a hipocrisia e a imoralidade, e de repente, Anakin Skywalker não é o escolhido, ele aproveita o poder e se vinga de todos os anos de submissão em sua vida, se rebela e se torna um deles, o pior deles, porque diz na maior cara deslavada que as coisas não são diferentes do que sempre foram, que é ‘cultura nacional’ aquilo pelo qual ele lutou contra a vida toda. Assistindo TV Senado, o dia inteiro, sem escolher ‘o melhor horário para uma denúncia tão pesada’, a Globo põe no ar, as 8:30Hs um casal falando em sincronia, de ‘mensalão’, ‘contribuição não contabilizada’ para a campanha do presidente, o sr. presidente da República falando de futebol no meio de uma crise política de identidade partidária, etc., etc. e aí corta um beijinho romantico entre dois rapazes que se amam e lutaram tanto para serem aceitos como são!Dá pra entender, vc pode assistir todo tipo de ‘poca vergonha’, mas cena romântica com pudor e respeito ao telespectador, eles cortam!
    p.s.:Sou heterossexual, corinthiana, brasileira, anti-Bush, anti-Lula e odeio hipocrisias!!

  138. Comentou em 08/11/2005 André Ricardo Miguel

    O que o povo brasileiro deve observar e cobrar de seus representantes na câmara dos deputados e no senado, é que se realmente não existem provas que houve pagamento de mensalão, então por qual motivo o ex-ministro José Dirceu está barrando a votação de sua cassação no plenário da câmara, por que ele não permite que os fatos cheguem a tona, e principalmente por que grande parte dos testemunhos nas CPIs foram protegidos por Abeas Corpus assinados pelo Ministro da Justiça

  139. Comentou em 08/11/2005 Dartagann Luiz da Silva

    Eu acho que o Presidente Lula se saiu muito bem na entrevista, não podemos passar o resto do tempo de seu mandato , só atirando pedra e ~
    não observando o que está efetivamente sendo realizado no campo scial nesse País…..parem com o esporte nacional favorito….atirar pedras no Presidente….

  140. Comentou em 08/11/2005 Maria Eufrasia de Faria Brembergerfb

    Infelizmente, Lula e sua cúpula representa uma ala negra da sociedade brasileira, de hipócritas, falsos, medíocres e que não tem escrúpulos para alcançarem seus objetivos.
    Lula se transformou inacreditavelmente na maior figura aversiva que considero no país, de hiprocrisia que é o Sr. MALUF.
    Para quem poderia ter gravado na historia do País, a marca de um homem simples que venceu, deixará a marca de um homem que se submeteu a ganancia do poder, aniquilando toda a sua história de vida.

  141. Comentou em 08/11/2005 Ligia DelPiero

    Lula tem carisma, e conseguiu se sair bem das perguntas mais difíceis. Agora, o nível de alguns comentários daqui me faz crer com todas as letras: os ‘cidadãos de bem’ de direita estão atacando, e estão armados e perigosos!

  142. Comentou em 08/11/2005 Aracaty de Melo Lima

    É notório que o presidente tem sua parcela de responsabilidade na crise política,mas oque realmente a entrevista demonstrou se formos analisarmos as perguntas,alfinetadas,etc…,notaremos o descaso da imprensa com oque melhorou.Este está sendo o governo mais injustiçado do ponto de vista de resultados,os meios de comunicação(inclusive o IG)não demonstram imparcialidade alguma…pq o Matinas não promoveu o seu ‘Diga não à pizza’,ao invés perguntou do Corinthians/MSI….foi covardia

  143. Comentou em 08/11/2005 Ednei Santos

    Concordo em a maioria das abservações feitas, porém a que refere-se que ninguém, jornalista ou político, cita a aeronave presindencial como ‘avião do Lula’ é inverídica. É notória a presença na palavra ‘AEROLULA’ a associação de posse do presidente ao avião para os mais desinformados.
    Entendo que nesta questão, que inclusive foi colocada pelo presidente sem o questionamento de nenhum dos entrevistadores, deve ser observada com mais lucidez. Afinal, é melhor do que o maior mandatário da nação voar de ‘sucatão’, que consome infinitamente mais que o atual e em alguns aeroportos do mundo nem pode pousar pelo nível de ruído que gera?

  144. Comentou em 08/11/2005 Isaias Dominguez Salgado

    Gostaria saber porque os entrevistadores nao exigiram ao Sr. Presidente que as questoes fossem contestadas sem evasivas, ja que nemhuma pergunta foi contestada como deveria. O sr. Presidente contestou con mentiras e evasivas, tentando somente o lado bom, sem se comprometer, negando tudo, e so falando o pouco de bom que seu governo tem feito. acho que faltou coerencia a todas suas respostas, eu nao acreditei em nada do que ele contestou. Bom politicos sao todos identicos.

  145. Comentou em 08/11/2005 Marcelo Souza Silva

    Antes de mais nada. Gostaria saber mesmo com toda essa onda de denuncias de corrupção ,’que sempre existiu numa escala muito maior’ se algum presidente conseguiu fazer o pais crescer e ser respeitado como hoje ? só não ver quem não quer .
    OBS: Quando se faz comentarios de uma entrevista que foi vista por milhões de pessoas, faz-se necessário a utilização da imparcialidade pois pode trnsparecer: 1°Parcialidade , 2°Desonestidade da informação , 3°O povo não é besta .

  146. Comentou em 08/11/2005 Helio de Almeida Oliveira

    Assisti ao Roda Viva com bastante interesse e pude perceber que apesar de alguns momentos quentes, Lula estava bem a vontade. Se Lula nao foi brilhante em suas respostas, o mesmo pode-se dizer dos jornalistas,que ao meu ver nao sao suficientes bem preparados. a maioria deles se limita a questionar o que está na imprensa, que na maioria das vezes carece de evidencias.Tirando o caso da Telemar, bastante documentado, no resto a imprensa repetiu o que entendeu ser o que o galo cantou. Acho que ela perdeu uma grande oportunidade de esclarecer para valer os problemas pelos quais o Brasil passa. Querer culpar Lula, porque um aliado praticou ilicitude, fez por merecer a observação de Lula, que a mae de Fernando Beira Mar nao concorda com o que ele fez.

  147. Comentou em 08/11/2005 Pedro Luiz Ribeiro

    De perfeito e real em todo esse emaranhado de hipocrisias, fico somente com o belo parágrafo do Alberto Dines, citadp pelo Luiz Weis.
    Lamento também que o programa de entrevistas mais importante (eu considerava) da TV brasileira, ter prestado esse deserviço cultural ao povo brasileiro.

  148. Comentou em 08/11/2005 Vital dos santos Farias Farias

    Assistir o programa como de costume, gostei das perguntas, mas o presidente LULA parece que vive num país imaginário, pois me pareceu que ele está alheio a tudo o que está acontecendo.
    Parabéns pelo belo comentário e analise do programa.

  149. Comentou em 08/11/2005 marcos branco

    lamentavel sua coluna e sua colocação a respeito dom programa nota-se claramente sua postura ante-pt e contra o presidente, a imprensa deveria se limitar a dar as noticias como elas são e naõ como querem dar. pq vcs não comentam ou investigam as denuncias de cx 2 no psdb de FHC, publicada na revista carta capital?

  150. Comentou em 08/11/2005 Claudinei Muniz

    É vergonhoso o que os inimigos do governo Lula fazem… É ridículo ler o que os ‘comentaristas políticos de plantão’ dizem no dia seguinte de uma entrevista/declaração do presidente. Só interpretam puxando a sardinha para suas opiniões pessoais. Tentam achar nas entrelinhas alguma brecha para encaixar seus conceitos obscuros que possam manchar de alguma forma a declaração no total. Infelizmente vemos isso nos grandes jornais, na tv, na net… Só não percebe isso quem não procura outros meios de informação e não tem uma opinião própria e apurada dos acontecimentos. Mas, como diria Chico Buarque: ‘apesar de você, amanhã há de ser outro dia…’

  151. Comentou em 08/11/2005 Eduardo Char

    Escutando o Presidente do meu País falar, eu fico até com uma pontinha de dúvida se ele não foi realmente o ‘ultimo a saber’, desses absurdos todos de seu governo…Há muita ausencia de raciocinio!!

  152. Comentou em 08/11/2005 Alexandre Souza Simões

    Otimos comentários sobre o programa RODA VIVA da TV cultura, tenho apenas 21 anos mas me sinto indgnado com a atual situação de nosso país, um país em que os jovens não tem muitas pessoas para se inspirar, ou que simplesmente possam ter orgulho de serem da mesma nacionalidade.
    Gostaria apenas de deixar minha indignação com a postura de nosso ‘lider’, e parabenizar as perguntas de Augusto e Heródoto.

  153. Comentou em 08/11/2005 silvio bittar

    Ao ver a entrevista do presidente Lula ao programa Roda Viva cheguei a seguinte conclusao: o nosso presidente so responde com clareza as perguntas na area economica, onde seu governo apresenta aceitavel desempenho,entretanto ,quando questionado a respeito das denuncias de corrupçao que assolam o nosso pais e nosso governo, o chefe da naçao se mostra evasivo e insiste em afirmar que como presidente a sua responsabilidade e apenas de apurar os fatos, quando na verdade todos nos sabemos que esta e uma atribuiçao do congresso nacional, que tem autoridade para apurar tais desmandos independentemente da vontade politica do presidente Lula, alias, percebe-se claramente que muitos deputados e senadores do PT, ja nao encontram forças e argumentos solidos e verdadeiros para defender o Lula.O nosso presidente diz que os principais protagonistas de seu governo e o povo…ahhh..doce ilusao, as luzes do seu governo estao focadas na figura do proprio presidente, com a sua indisfarçavel cara de pau.

  154. Comentou em 08/11/2005 Rubens Pereira Filho

    Eu votei em todas as eleições no PT e votarei….Se o PT 9o país é pior.

  155. Comentou em 08/11/2005 Celso Mescolotto

    O Lula mostra que eu sempre estive com a rasão quando digo que é preciso que a pessoa tenha o minimo de conhecimento para poder exercer uma função senão ele sera facilmente manipulado o que aconteceu com o nosso querido lulinha isto para dizer o minimo visto que prefiro acreditar que ele não e o Ladrão.

  156. Comentou em 08/11/2005 José Gomes da Costa Gomes

    Me parece que os entrevistadores não estavam propensos a levantar a verdade do presidente, que é uma diferente do que a sociedade imagina. Principalmente porque como explicar que não sabia do escândalo de corrupção se a pessoa mais próxma dele era o José Dirceu, se ele recebia diariamente em seu gabinete esse pessoal envolvido (dirceu, o china etc) e o presidente diz não saber como? Como a operação do Duda Mendonça pode ser explicada?
    Como pode ser explicado o caso do filho do presidente? Qual seria a atitude do PT se o presidente fosse de outro partido? O por que da reforma do palacio ter a estrela do PT em seu jardim? Essas perguntas não foram bem trabalhadas pelos reportes.
    Espero que a próxima entrevista se houver seja para colocá-lo na parede.
    Grato pela oportunidade

  157. Comentou em 08/11/2005 Jorge Luis Reis Lustosa

    ‘Agora é que estamos vendo o ‘grande’ homem que colocamos para governar nosso país, é por isso que ele não dá entrevistas aos meios de comunicação, pois lamentavelmente só fala besteira, temos que ter muita paciência para ouvi-lo, estou rezando para chegar as próximas eleições. Este Senhor passou oito anos se preparando para presidente, acho muito pouco, deveria no mínimo ficar uns 24 anos.

  158. Comentou em 08/11/2005 Ruy Gomes

    Não assisti a entrevista de ontem. Temi, sinceramente temi, ver um homem que louva a mediocridade ser brindado com um atestado de excelencia nesta modalidade. E, nada mais complexo, difícil mesmo, do que extrair leite de pedra. Impossível, melhor dizer. Todos os limites impostos aos profissionais que lá estavam foram determinados por esta abismo de capacidades culturais e intelectuais que ali se apresentou. Poderiam sim, estes profissionais, tê-lo nocauteado, ridicularizado perante uma nação toda. A Lula não foi imposto nenhum limite. Pôde mentir, dissimular, negar e muitas vezes zombar das pessoas, afirmando o insustentável com cara de quem lê as palavras do profeta… Mea culpa, deve entoar a população brasileira. Mea culpa termos eleito um homem que mereceu ontem, a mais piedosa caridade dos jornalistas que o cercavam. Poderiam tê-lo destroçado. Mas, não o fizeram. Ou será que não puderam? O programa não foi ao vivo… estaremos já vivendo um estado stalinista? onde se promovem os incapazes, condenam-se os inocentes e absolvem-se os culpados? Mea culpa…

  159. Comentou em 08/11/2005 Rogerio Godoy

    É a primeira vez que vejo um presidente falar abertamente sobre assuntos que fazem a festa da oposição e dos jornalistas. E fica mais uma vez provado porque ele foi eleito! Os jornalistas querem fazer pegadinhas com o presidente e nada acontece!O que me parece é a raiva das pessoas em querer arrancar inverdades de uma pessoa que acredita na verdade das pessoas, que não existem culpados até que provem as verdades. O ridículo no Brasil é que um sujeito mente e todo mundo acredita!Cadê as provas de que existe o mensalão? Eu queria que alguém me mostrasse! Alguém se abilita? Outra coisa: empréstimo é caixa dois?Estou esperando a resposta mande no meu e-mail!

  160. Comentou em 08/11/2005 Sergio Madureira Madureira

    Acredito que esse pessoal do Roda Viva tem mais coisa pra fazer do que inventar uma entrevista marcada e ditada pelo Sr. Lula. Que nao esclareceu nada para a populacao, tenha santa paciencia com este povinho do PTSALAO.

  161. Comentou em 08/11/2005 MARCUS VINICIUS FRANCO SANTANA

    Concordo com o Deputado Rodrigo Maia: Lula é o Pinóquio do Brasil!!

  162. Comentou em 08/11/2005 João Cecilio

    Caso houvesse seriedade, o simples fato de ter confessado,não levaria Jefferson à condenação!!! Há a necessidade de se localizar o corruptor. Há, até em filmes, pessoas que se dizem culpadas sem o ser, por um motivo ou outro. Collor só caiu, aliás sem prova de corrupção nenhuma, porque não comprou número de deputados suficientes. Os ‘300 picaretas’ continuam prestando seus serviços agora ao nojento PT

  163. Comentou em 08/11/2005 CAIBAR Dias Flauzino

    Não assisti ao programa pois tinha certeza de que as cartas estavam marcadas, tudo se passa como se fosse uma representação tanto da imprensa como dos políticos.

    A sorte do ‘presidente’ é que o poder de aglutinação da sociedade continua nas mãos do PT e da CUT que não tem interesse em levantar o povo contra o governo e os ‘políticos’ ficando nosso pobre País assistindo toda esta bandalheira e enchendo nossos ouvidos de juntificativas a mais absurdas e que tinha certeza seriam repetidas no programa.

  164. Comentou em 08/11/2005 Johnny Furtado

    Interessante o debate e seria de muito proveito para aqueles que gostam de criticar o governo e levar a frente versões distorcidas dos fatos em pontos de onibus filas de bancos e etc.. Resumindo, tudo isto só teve a mostrar que a mídia em geral pode dominar qualquer situação no país por saber que muitos não possuem meios de formar suas próprias opiniões, ficando a merce da opinião dos ‘cachorros grandes’. Sendo então que se a situação atual do Brasil não está nada boa, os culpados somos todos nós.

  165. Comentou em 08/11/2005 Márcio Garcia

    Mais uma vez, a omissão tomou conta desse Sr. Não esclareceu nada e muito menos é humilde para aceitar sua parcela de culpa, ou será que não tem?! Duvido, ou peca pela ação ou pela omissão, que é mais grave ainda para um lider de governo ! !

  166. Comentou em 08/11/2005 silva Fernandes

    Lula esta realizando um excelente mandato. Estão querendo atrapalhar com denúncias e mais denúncias.Mais o povão esta com ele pois sabe bem que o pai de tudo isso é FHC/PSDB, que viciou todos os parlamentares com propinas para privatização, reeleição e outras , a oposição junto com a revista VEJA a mesma que elegeu COLLOR tentam derrrubar mais LULA é um líder popular e nada o atinge e se Deus quiser será novamente o nosso presidente do Brasil.

  167. Comentou em 08/11/2005 MARCIA SOARES

    Lula fala do Bolsa Familia, como se fosse tudo que ‘ os Pobres ‘ como ele mesmo diz, esperassem de um governo.Ora, os pobres, não querem Bolsa Familia, querem é emprego, dignidade, saneamento, escola.

  168. Comentou em 08/11/2005 antonio da r m ribeiro ribeiro

    excluo Augusto e Herodoto:demais muito fracos,perguntas inócuas.

    quanto ao entrevistado o que poderiamos esperar de pessoa desqualificada ao cargo?

    vcs. fariam uma operação com alguém sem o diploma de medicina?

  169. Comentou em 08/11/2005 ronaldo,jr. troysi

    O Pesidente Lula mostrou que acredita na mentira como solução de problemas.
    Distorceu a realidade e zombou( ou tentou zombar) da nossa inteligência.
    Lamentável espetáculo.
    Ele, o Presidente Lula, é indigno do cargo que ocupa e não respeita nem aos seus eleitores.
    Triste figura..triste o Brasil!

  170. Comentou em 08/11/2005 Helio Costa Costa

    Envergonhado mais uma vez venho desabafar, sabendo que diante de tudo os Srs. entrevistadores temem o que perguntar para o Sr. Presidente da repulblica, até mesmo sabendo que a altura do campeonato nao é estadio e sim pizzaria. Não entedi porque vocês respondederam quase todas as perguntas, até o momento não teveram repostas.

    Atenciosamento:

    Helio Costa – Vila Natal Sao Paulo -sp

  171. Comentou em 08/11/2005 Marcos Oliveira

    Parece que há algo mais nessa materia, do que a crise, parece algo pessoal contra a pessoa do presidente.já estão atacando companheiros por aperto de mão ao presidente.

  172. Comentou em 08/11/2005 Luiz Alberto Narducci Narducci

    Sempre fui ‘petista’ desde sua fundação, mas a minha esperança era que na frente de um cargo maior que é a presidencia de um pais, fosse colocado em pratica sua ideologia de fundação.
    Infelizmente os caminhos trilhados foram os mesmos dos seus antecessores.
    NO FUTURO VOTO APENAS EM PESSOAS.

  173. Comentou em 08/11/2005 Maria Elenice de Almeida

    Gostaria de poder entender o porquê do silêncio do nosso Presidente diante de tantos questionamentos.
    Não sou petista, porém acreditei que defensores da ética e moral política eles seriam transparentes e não tão evasivos.
    Eu os vejo como colegiais pegos com a ‘boca na botija’. E se não fosse pela política econômica eu teria verdadeiro desprezo por eles, por que a área social nesse governo tem se resumido a ‘bolsas’ de toda sorte, assistencialismo e paternalismo velhos e eleitoreiros. Que governo é esse?

  174. Comentou em 08/11/2005 Luiz Seixas

    é uma pena que toda a imprensa, por interesse ou vício profissional, limite-se aos homens que mordem cachorro, às anomalias, exceções e imperfeições. Num momento em que as pessoas formam-se na informação, desdenhando os livros e o livre-pensar, essa atitude pode acarretar o apego às distorções, o voto no pior. Não, meu caro, seu comentário foi tão infeliz quanto seu texto.

  175. Comentou em 08/11/2005 Mauro Gomes Gomes

    O Presidente foi muito firme nas suas Respostas e mesmo assim a Imprensa fez de tudo para que ele Caisse em algum tipo de Contradição. Nesses Anos todos nunca vi um presidente tão aberto para responder tantas perguntas referente a Crise de Governo. Ninguem se preoculpou em perguntar sobre as Coisas Boas que o Governo tem Feito. Acho que a Imprensa escrita deveria parar de se preoculpar em querer vender revistas e Jornais e Escrever coisas que realmente existem e não usar a escrita para fazer denuncismo vazio. (Como a Veja)

  176. Comentou em 08/11/2005 milton moreira

    Os políticos brasileiros, incluindo Lula, fazem o que fazem, porque nosso povo não tem mais nenhum interesse em protestar. A coisa ficou tão ruim, que não há vontade para ir as ruas, agitar bandeiras ou bater em panelas. Não se acredita em mais nada…é um pior que o outro e o que virá vai fazer a mesma coisa ! É pena…mas nosso civismo foi para o brejo !

  177. Comentou em 08/11/2005 Karin Peixoto

    Na verdade o que irrita á imprenssa é o fato de o Presidente Lula não fazer o joginho deles dando importancia a cada acusação que aperece, o presidente é um homem integro e de carater, e sujeita-se a responder somente sobre o que tem certeza e que de fato sabe, se ele tivesse todas as respostas sobre essa crise toda, não haveria nessecidade de CPIs para apurar os fatos, compartilho com a opinião do presidente de que tudo será esclaraecido ao final das investigações, o dever dele é o de conduzir esta nação até o final de seu mandato. No meu ponto de vista isto é o que o faz inatingivel e alvo de tantas críticas por parte da imprenssa, ele foi ótimo e valeu a pena ter visto o Roda Viva, como e continuo acreditando na integridade do presidente, este é o meu ponto de vista.

  178. Comentou em 08/11/2005 Amarildo Papa

    Concordo que o tiro do PT saiu pela culatra e que o presidente não diz nada, ao contrario só coloca panos quentes nos assuntos de nosso interesse, porém vale lembrar que a imprensa brasileira não trabalha com isenção e tem o poder ( e que poder!!! ) de fazer acontecer. Lamentável o nosso governo e a nossa imprensa.

  179. Comentou em 08/11/2005 Francisco Lima Lima

    Sinceramente, cada vez mais me torno ainda mais admirador do Jornalista Alberto Dines, disse tudo com poucas palavras.
    Você tem meu aplauso. Assisto sempre o Observatório da Imprensa.

  180. Comentou em 08/11/2005 Cássio Cecconi

    O Presidente na minha opinião respondeu todas as perguntas de uma maneira aberta, clara e transparente. O que ficou realmente obscuro na entrevista foi a atitude da imprensa brasileira em manipular informações as distorcendo cada vez mais. Espero que o povo brasileiro tenha conciencia em saber ler, ouvir e processar as informações que recebemos hoje, que somente criticam, acusam, condenam e simplesmente sem uma prova concreta. A imprensa brasileira deveria tomar uma atitude mais ética e profissional quanto ao povo e sociedade e tratar o povo com dignidade e não com calunias, deveriam se preocupar em divulgar sim materias sobre o que de bom esta sendo feito neste pais, será que a imprensa não entende que um sistema precisa de positivismo, responsabilidade e acima de tudo verdades.

  181. Comentou em 08/11/2005 Raul Fernandes Diniz

    A entrevista do Sr. Lula no Roda Viva, me faz pensar que vivemos em um país de mentira, povoado por um bando de idiotas.
    Cada povo tem o presidente que merece.

    Raul Diniz

  182. Comentou em 08/11/2005 Waldir Franke

    Com todo respeito a autoridade que lá compareceu e aos seus entrevistadores, ficou no ar que estão abusando de nossa inteligência.
    Dizer que os fatos são fantasias, ilações, coisas da imprensa, da ‘elite conservadora’. Ora venham vcs!.
    Precisamos restabelecer os princípios éticos e morais, e cobrar mais transparência e responsabilidade de nossos representantes, no mínimo que nos respeitem. Estão a nos provar que de fato existem: ‘meio-grávida’; ‘meio-buraco’; meio-honesto’. Senhores vamos lá, aproveitem esta oportunidade única de dizerem absolutamente a verdade, mantendo a dignidade deste povo que tanto acreditou que era possível um novo tempo.

  183. Comentou em 08/11/2005 Yulo Césare Viana Pereira

    Infelizmente herdamos os defeitos dos nossos antepassados porém o PT representava o Partido ético, honesto, sério, tão esperado pelo POVO BRASILEIRO. A decepção foi total. A nossa economia não vai tão bem como o Presidente proclama; a Argentina há dois anos quase quebra entretanto hoje cresce em um patamar acima do Brasil. O nosso Governo só tem sido atento para uma classe: a dos Banqueiros. As perguntas mais diretas o nosso Presidente responde pela tangente.
    Quando fala em ‘denuncismo’ responde com ‘achismo’.

  184. Comentou em 08/11/2005 Daniel Pasquali

    Pelo que li da entrevista o Lula continua achando que está engabelando o povo com suas negativas e omissões. Suas contradições e soberba são enormes.

  185. Comentou em 08/11/2005 Joao Quadros

    O poder público do partido em exercicio atual é um grande exercício de cinismo e prepotencia. A entrevista de ontem apresentou um farto exemplo destas características, em uma pessoa que aprendeu isto com tanta maestria, e ele diz que não tinha diploma!

  186. Comentou em 08/11/2005 anselmo sum dutra

    É claro que a Mídia tem setores conservadores. E tem setores progressistas também. As empresas, extremamente capitalizadas, pautadas pelos interesses políticos e econômicos de seus proprietários, é que estão puxando esse golpe branco e essa onda de denuncismo.
    Lula se saiu muito bem e soube responder as perguntas.
    Pré-crime e pré-julgamento só no filme ‘minority report’ do Spielberg!

  187. Comentou em 08/11/2005 Paulo de Tarso Neves Junior

    Concordo com o Luis Seixas. A entrevista me passou uma informação que mostra mais uma vez a tendência da imprensa de criar fatos e frases de efeito para desmoralizar ainda mais o governo.
    Fiquei sabendo que Lula não disse que passava um cheque em branco para o Roberto Jefferson, gostaria de saber quem ouviu ou inventou essa declaração.
    Soma-se a isso a lenda dos dólares na cueca, que não foi na cueca mas numa cinta presa ao corpo (alguém pode dizer que o local é irrelevante mas a versão verdadeira não geraria piadinhas), e a lenda dos 200 homens da PF na Daslu para onde foram deslocados apenas 20.
    A história da Telemar também foi esclarecedora. A imprensa trata uma empresa privada como se fosse pública, isso é o fim da picada. Onde a Telemar investe é um problema dos seus acionistas e não do governo.

  188. Comentou em 08/11/2005 Luiz Seixas

    Por qual motivo você elencou apenas as respostas que lhe pareceram insatisfatórias? O presidente não disse nada que fosse respeitável ou esclarecesse o telespectador?

Código Aberto

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem