Segunda-feira, 18 de Junho de 2018
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº991
Menu

CÓDIGO ABERTO > Desativado

O outro lado do vexame

Por Luiz Weis em 01/03/2008 | comentários

Jamais se poderá dizer que o presidente Lula não capricha em dar motivo para a imprensa desancá-lo. A sua ‘espantosa incontinência verbal’, como escreve hoje na Folha o colunista Clóvis Rossi, açula o duplo oposicionismo da mídia.


Aquele, legítimo, do qual, no limite, todo governante deve ser objeto – ‘imprensa é oposição, o resto é armazém de secos e molhados’, na definição de Millôr Fernandes – e aquele, inaceitável, que decorre de sua hostilidade prévia, de fundo ideológico, a esse governante em particular.


A soma das duas modalidades se traduz nas insuficientes críticas, em artigos assinados e editoriais deste sábado, ao ministro do Supremo e presidente do Tribunal Superior Eleitoral, Marco Aurélio Mello – o alvo dos condenáveis ataques de Lula ao Judiciário. Mello costuma atropelar o princípio de que juiz só fala nos autos. Nem quando presidiu o STF deixou de se manifestar fora de hora.


Um exemplo dessa insuficiência está no editorial ‘estadônico’, em matéria de agressividade, da Folha. O comentário registra que ‘não é a primeira vez que o presidente do TSE abandona a discrição que convém a seu cargo’ e ‘falou demais’. Mas a referência ocupa apenas 5 das 95 linhas do texto impresso.


E nenhum jornal se lembrou de citar uma que fosse das manifestações indevidas do Meritíssimo. Publicada, a citação não diminuiria a gravidade da bordoada de Lula, nem valeria como circunstância atenuante para as suas rombudas palavras. Mas talvez fizesse o leitor ver que nesse vexame não há inocentes. 

Todos os comentários

  1. Comentou em 04/03/2008 Ivan Moraes

    ‘E o que fazer nas alternâncias de poder? Renovar todo o pessoal?’: orquestracao internacional eh o que ‘alternancia no poder’ eh. ORQUESTRACAO. O ‘principio de alternancia de poder’, que nao existe e nunca existiu na America Latina por causa de pressao internacional, coloca a esquerda no poder quando o pais esta pra quebrar como esta acontecendo nos EUA, ou pra estracalhar ‘a raca’ como tentaram fazer com Lula e o PT, depois mentem descaradamente em todos os jornais e toda a media que seus olhos estao errados porque eles nao podem estar. Eh orquestracao. So isso.

  2. Comentou em 04/03/2008 Marcio Flizikowski

    [ ] Deixa eu te fazer uma pergunta: para que serve um recibo? Para confirmar que você pagou ou entregou algo, certo? Então, é óbvio que o contribuinte deve guardar seu recibo, para comprovar que realizou a entrega da declaração. Por pelo menos cinco anos. O grande drama do recibo é a questão do cruzamento dos dados, temidos pelos sonegadores que armaram um conluio com alguns órgãos de imprensa para tentar diminuir a fiscalização. Da mesma forma que fizeram com o imposto-fiscal CPMF e da mesma forma que utilizam o argumento de aumento de carga tributária apontando que aumentou a arrecadação do estado brasileiro. Caro Weiss, o que é necessário é apontar os sonegadores. Finalmente, as perguntas para identificação do cidadão fazem parte de qualquer sistema de segurança informatizado. Ou então caro Weiss, eu uso seu CPF, que você forneceu em qualquer compra por aí e adeus sigilo dos dados.

  3. Comentou em 03/03/2008 André Martins

    Eu achava que Imprensa é bem informar, o resto era secos e molhados. E o que fazer nas alternâncias de poder? Renovar todo o pessoal?

  4. Comentou em 02/03/2008 Lucas Artur

    Quando uma pessoa rica cometeu um crime grave, e apela para o STF, ela rapidamente é abisorvida por que tem dinherio para pagar um bom advogado. Não é a primeira vez que esse mimistro tenta da uma de ditador legal e aparece falando abobrinha na midia, ele foi fazer uma declaração na Tv e mal conseguia ler o que esta escrito no monitor! Não sei se o presidente estacerto mais que esse ministro gosta muito de aparecer a isso ele gosta

  5. Comentou em 02/03/2008 Edmilson Carvalho

    Foi merecida a crítica de Lula ao Ministro Marco Aurélio (aquele que permitiu a fuga do Cacciolla, de quem era vizinho no Golden Green) que, ao contrário de seus pares, abre a matraca para dar manchete a qualquer crítica da mídia e da oposição a ações do governo. Quem fala o que quer, ouve o que não quer. Na verdade, demourou!!!

  6. Comentou em 02/03/2008 José Araújo araújo

    Toda vez que o Governo for ao STF ou TSE, basta aguir a suspeição do Ministro Mello. Ele já se manifestou sobre fatos que irá julgar. Um voto a menos para a oposição!

  7. Comentou em 02/03/2008 Lau Mendes

    Sr.Luiz Weis, seria bom citar em que época o Millor classificou a imprensa como oposição de fato. Naquela época, ”anos de chumbo”, de fato a imprensa fazia mais oposição que o partido PMDB que funcionou por “graça” dos militares e só mais tarde,década de 80 começou a funcionar como partido de verdade. A imprensa valeu a época. Hoje é só arremedo. Mas isto só sabe quem leu o Pasquim. Pena que o Millor resolveu usar toda sua cultura só para deboche, construindo quase nada.

  8. Comentou em 02/03/2008 Paula Milkevicz

    O solta bandido Mello merecia muito mais de Lula, que falou pouco ainda. Já que é pra travar uma luta de classes então vamos a ela. Isso já está para acontecer há tempos, desde que Lula foi eleito pela maioria do povo brasileiro, os arrogantes (imprensa, oposição, judiciário) querem tirá-lo do poder dado pelo povo, que irá proteger seu melhor governante dos últimos 50 anos.

  9. Comentou em 02/03/2008 Fábio José de Mello

    ‘Oposição’? ‘Oposição’ a quem? A imprensa não foi eleita para ‘fazer oposição’. Nem o ministro Mello. Lula tem o direito de se manifestar quando atacado. Falou pouco, mas falou bonito. Porém, o que mais me chama a atenção é o inacreditável impedimento de se fazer investimentos em regiões miseráveis por estarmos em ano de eleição. Como a cada dois anos temos uma, então o povo desassistido vai ter de esperar sentado os investimentos do governo federal. A imprensa deu destaque ao ministro porque, assim como as grandes corporações de mídia, ele também faz ‘oposição’ ao Lula. Estão assim, ó, juntinhos na mesma trincheira.

  10. Comentou em 02/03/2008 Wilson Oda

    Paulo Henrique Amorim definiu muito bem o perfil do min. Mello: DESFRUTÁVEL.

  11. Comentou em 02/03/2008 Ivan Moraes

    Falando em Melos, http://pt.wikipedia.org/wiki/Marco_Aur%C3%A9lio_de_Mello eh uma boa indicacao.

  12. Comentou em 02/03/2008 Ivan Moraes

    ‘A verborréia do Ministro Mello é(…)’: NOSSA! Se ele desse uma entrevista pra Veja a gente podia chamar la de ‘Extra extra: Verborréia Na Jornarréia’! NOSSA! Ainda bem que eles nao gostam de quaisquer Mellos, e que Cardosos eh a especialidade deles! NOSSA! Que susto!

  13. Comentou em 02/03/2008 Ivan Moraes

    ‘Volta cacciolla, volta!’: DEUS TE OUCA, CID!!!! Deus te ouca…

  14. Comentou em 02/03/2008 José Roberto Magalhães

    O Lulla calado é um poeta. Qua saudade do FHC.

  15. Comentou em 01/03/2008 Wladson Dalfovo

    Penso que nesta discussão, há um grande preconceito com um homem do povo e um operário que Lula foi. Como um presidente que está atendento, dentro dos limites protestos populares e sendo um bom governante na minha opinião, é claro que ele não é nenhum homem versado como acusam alguns advogados bem tratados, dele ser um ignorante e burro, dizendo que não conhece os ditames do jurídico. Lula é um homem prático e segue sua sensibilidade política e conhece bem quem ele está atacando e o que está fazendo e não é nenhum ignorante como o acusam.
    Agora, com certeza a mídia serve para criticar e informar o cidadão, mas este tipo de impressa que temos atualmente no Brasil estão é fazendo um jornalismo de esgoto, como bem aponta Nassif. Desinforma e agride a democracia.
    Falando nisso, estamos forte em Floripa com a campanha contra a revista Veja.

  16. Comentou em 01/03/2008 JB Costa Costa

    Mais um episódio do nítido patrulhamento de certa parte da imprensa em cima do Lula. Posso até concordar que a crítica ao Ministro Mello- NÃO AO JUDICIÁRIO – não foi feita na hora nem no local adequado.
    Por quê o Sr. Clóvis Rossi não cobra a mesma sutileza verbal dos intrergrantes dos outros poderes? Em especial nas inúmeras vezes que o Sr. Marcos Aurélio dá com a língua nos dentes? E no Senado Federal? Por acaso o Sr. Rossi não assiste a TV Senado? Pois bem. Lá, diariamente, senadores da oposição fazem fila para soltarem o verbo em cima do presidente – Chefe de Estado e do Governo. Humilham, destratam, achincalham, desqualificam a figura do Presidente da República, MAIOR AUTORIDADE DO PAÍS, bem maior, institucionalmente falando, do que um Juiz do Supremo ou Senador.
    O conteúdo da crítica do presidente foi pertinente.A forma reflete apenas o estilo do presidente Lula, afetado pela suas limitações intelectuais e propensão para falar a língua do ‘povão.’
    Quando terá um fim esse patrulhamento?

  17. Comentou em 01/03/2008 João Delvage

    Como alguém já disse, esse Marco Aurélio, de primo aquinhoado com vaga no supremo, virou o principal porta-voz da oposição no Judiciário e também na mídia. Estranhamente, os outros Ministros indicados por Lula, continuam pianinho, pianinho. Até quando? As pessoas ( inclusive juízes) tem um lado, sim.

  18. Comentou em 01/03/2008 Karla Mendews

    O Presidente Lula exagerou na ética , ocultando o nome do pavão e ministro do STF , Marco Auréliode Melo .Foi brando demais diante do agressivo e desrespeitoso comportamento deste ministro , de alguns setores da imprensa e de alguns dos nossos parlamentares da oposição . Marco Aurélio de Melo é figurinha fácil em qualquer instante que a imprensa precise inventar uma nova crise . Chega ! Basta! A Democracia é para todos , a liberdade de expressão é para todos ! Nao apenas para juízes e membros da imprensa .Quem diz o que quer , ouve o que não quer ,mas merece .

  19. Comentou em 01/03/2008 Alexandre Porto

    Curioso é que quando dois parlamentares ameaçaram dar porrada no presidente, ninguém achou que as instituições estavam em perigo.

    Lula não atacou o Judiciário, mas um ministro que fala demais.

  20. Comentou em 01/03/2008 Silvio Turban

    Não entendo Weis. Qual motivo o presidente deu para a imprensa desancá-lo? Ofendeu alguém com palavras de baixo calão? Atacou pessoalmente algum ministro? Tempestade em copo d´agua. Apenas reafirmou o que sabemos desde Montesquieu: apesar de cada poder fiscalizar o outro tem que existir independência entre eles.

  21. Comentou em 01/03/2008 zanuja castelo branco

    Esse Ministro Mello não é aquele q foi pego no grampo da PF, no Rio de Janeiro, e q segundo as escutas, ele faz parte do grupo de juízes q vendem sentença? Eu li esta notícia na internet, num jornal do Rio de Janeiro. Por isso se explica a fortuna q ele tem. Salário de juíz não dá para ter tantas mansões. Vide juiz Lalau.

  22. Comentou em 01/03/2008 José Orair Silva

    ‘O Ministro Marco Aurélio Mello não é apenas um membro do Supremo Tribunal Federal. É respeitado jurista, com vasto e largo preparo’. Deveria, portanto, saber que o juiz só se manifesta nos autos, ou então despir a toga e entrar de vez na arena política.

  23. Comentou em 01/03/2008 Gilvan Teixeira

    Gostei do que Lula falou. Acho que ele deveria dar uns chutes na canela da imprensa também. O midiazinha sem vergonha, esta brasileira.

  24. Comentou em 01/03/2008 cid elias

    Lula foi comedido! Deveria ter sido mais contundente com o primo do caçador de maracujás. Lembrando que o magistrado falador Mello, entrou pela porta dos fundos no STF, nomeado pelo priminho, o fabricado e desfabricado xodó global collor, em 1990. Depois os imprensaleiros não entendem porquê caíram no descrédito…O Weis foi capaz de basear seu post numa expressão dita por quem? Pelo supra-sumo do jonalismo partidarizado, o marido da Presidente do PSDB Mulher, o colonista clovis rossi! Como dizemos no Ceará ‘peeeense num cabra sem moral’, né não? Pelo amor dde Deus, sr Weis, isto lá é referência de alguma coisa? Weis, soubeste que a Justiça acatou a denúncia contra um desembargador do rj + quatro juízes + membros do judiciário + peritos, consequência duma investigação iniciada em 2004, que revelou a organização criminosa montada nas altas esferas do Poder Judiciário, com objetivo de lesar a União? Segundo li no teu jornal estadão, num caso apenas, os colegas do Mello desviaram cerca de R$ 1 Bilhâo. Vamos abrir a CAIXA-PRETA do Poder Judiciário? Volta cacciolla, volta!

  25. Comentou em 01/03/2008 Dante Caleffi

    Sempre é bom lembrar,o curriculo e o perfil do ‘superior’ magistrado,aquinhoado com dois Ministérios superiores:STE e STF.
    Como presidente do STE,silenciou,evitando pronunciar o nome,pro ocasião da proclamação do candicato vitorioso.Limitou-se a dizer,que adversário
    Alckmin,’não alcançara votos suficientes,que lhe garantissem a vitória’.
    E mais nada. Tem se manifestado de forma perigosa,sobre assuntos constitucionais,que pode vir a julgar.Sugere,uma troca de indumentária:a farda cede à toga,no golpe.O que menos surpreende,é o papel da mídia.No passado apoiou o golpe.Afinal ,quem são os donos dos jornais?Proletários?Camponeses?Nefelibatas socialistas?É a mesma elite que se opôs históricamente,aos avanços sociais no país.Não foi um presidente paulista,que afirmava que questão social é caso de polícia?

  26. Comentou em 01/03/2008 Jorge Cortás Sader Filho

    O Ministro Marco Aurélio Mello não é apenas um membro do Supremo Trubunal Federal. É respeitado jurista, com vasto e largo preparo. Por questão de política judiciária, muitas vezes exprime claramente a sua posição diante de fatos relevantes que acontecem no país, e ele pode fazer isso. Nunca ninguém viu o Ministro Marco Aurélio antecipar seu voto. Pode insinuar o que a justiça pensa a respeito de alguns fatos, mas isto não é nehuma irregularidade. Quanto a Lula e suas bravatas verbais, todas inconseqüentes, todos sabem. Não se explica o óbvio…

  27. Comentou em 01/03/2008 Ricardo Pierri

    ‘O ministro lembrou que, pela lei, o Tribunal Superio eleitoral, que preside, também tem função consultiva. ‘Cumpre ao presidente TSE alertar o que é possível e o que não é possível no ano eleitoral para se afastar incidentes’. (Ministro Marco Aurélio de Mello)’ E completou dizendo: ‘O Tribunal sou eu’. Esse projeto de ditador é cara de pau o suficiente para atribuir a si mesmo o poder de interpretar, em nome do Tribunal, as leis. Assim, usurpa o poder dos Tribunal, enquanto faz política. Outrossim, o argumento utilizado pela oposição – incluindo o projeto de reizinho Mello – é ridículo. No final das contas, dizem q não se pode governar para o povo pois isso traz votos. O abuso cerceado pela lei é a utilização arbitrária do q é público para garantir privilégios temporários com o objetivo de angariar votos. Ou seja, dar cestas básicas às vésperas de uma eleição, e somente então, é um abuso. Mas estabelecer um programa duradouro em favor do povo, aprovado democraticamente, aplicado com transparência e q não se extingue logo após as eleições, não é. Daqui a pouco o desespero desse pessoal vai ser tal q irão querer criminalizar a popularidade de Lula. Afinal, ser popular atrai votos, não é? Segundo elles, Lula deveria governar como a direita: para ricos e empresas. Só assim para não receber votos em razão de seu governo.

  28. Comentou em 01/03/2008 Kleber Carvalho

    E quem vai desancar o P.I.G. ?? o povo????

  29. Comentou em 01/03/2008 Thomaz Magalhães

    —”Lula não domina as letras jurídicas”. O ministro lembrou que, pela lei, o Tribunal Superio eleitoral, que preside, também tem função consultiva. “Cumpre ao presidente TSE alertar o que é possível e o que não é possível no ano eleitoral para se afastar incidentes”. (Ministro Marco Aurélio de Mello)

  30. Comentou em 01/03/2008 Marina Katz

    Isso dá uma mostra da qualidade dos homens públicos no Brasil…

  31. Comentou em 01/03/2008 Marco Tognollo

    Um jurista que fosse perguntado sobre a constitucionalidade dos programas governamentais e emitisse opinião idêntica ao do Min. Mello não haveria problema algum. Agora, um magistrado – não qualquer magistrado, mas justamente o que julgará eventual ação proposta – afirmar o que afirmou é extrapolar os limites.
    Juiz não deve emitir opinião nem tampouco conceder entrevistas, notadamente como as realizadas com o M.A.Mello.
    O presidente Lula não disse nada demais, apenas o óbvio…

  32. Comentou em 01/03/2008 Silvano Carvalho

    E viva a democracia, que todos possam falar o que quiserem, respeitando o direito dos outros de se manifestarem também.
    VIVA A DEMOCRACIA.

  33. Comentou em 01/03/2008 Evandro Trigueiro Tavares

    A verborréia do Ministro Mello é um subproduto do neolacerdismo que é hegemônico na mídia atual. Se é para falar mal do governo Lula, vale tudo, ‘o que cair na rede, é peixe’. Se não há crises, fabricam-se. Lula tem de ouvir tudo calado, se ousar se defender é tachado de ditador, autoritário, inimigo da democracia. Enquanto o Ministro Mello vira uma espécie de porta-voz oficial-não-oficial da mídia/oposição golpista. Esse sujeito não tem o menor pudor de falar, falar e falar pelos cotovelos. E ninguém diz nada, como se fosse natural numa democracia um Ministro do Supremo fazer oposição sistemática a um governo legítimo.

  34. Comentou em 01/03/2008 osvaldo camargo

    Sugiro à equipe do nosso amado presidente uma consulta com um bom psiquiatra. Gostemos ou não, os sinais são claros: pensamento desorganizado e/ou confuso, mania persecutória, irritabilidade, agressividade, olhar não focalizado. Basta ver o vídeo que foi gravado no Nordeste. Sem se deixar levar pelo lado político – contra ou a favor dele.

  35. Comentou em 01/03/2008 Levi Bronzeado dos Santos Bronzeado

    Já estava na hora de um ministro do Supremo falar para a nação, no sentido de um alerta para que cada um exerça a sua cidadania.
    O presidente Lula vem dando mostra de condescendência com o mal uso da coisa pública, e sempre dizendo que não sabe de nada. Esse ano, se a oposição não pressionar ateravés de ações no STF, o presidente vai fazer da nossa República o maior balcão de negócios espúrios, jamais visto por essas bandas. Um avalanche de dinheiro, sob rótulos de projetos populares, está pronta para alçar a candidatura do futuro apadrinhado da corte.
    Ah! Como seria bom que os outros ministros do STF, fizessem uima moção de desagravo aos seus colegas, em função do que disse o nosso Chaves Brasileiro.

  36. Comentou em 01/03/2008 Nazareno Lima

    Confesso que estava me preparando para externar a minha ‘espantosa incotinencia verbal’, mas os primeiros 4 ja fizeram por mim, sem ser ‘espantosos e incontinentes’, obrigado.

  37. Comentou em 01/03/2008 Ricardo Pierri

    Millôr está completamente equivocado ao confundir crítica com oposição. Criticar é apontar falhas e acertos. Opor é colocar-se contra. Cabe à imprensa apontar falhas e acertos, sem a menor dúvida – aliás, cabe a todos nós q possuímos pensamento crítico. Não cabe a ela se opor a coisa alguma. Simplesmente pq a missão da imprensa é informar – e apontar defeitos e acertos é parte disso. Opor-se a algo não faz parte dessa missão, não é necessário para ela, não beneficia a população 9pelo contrário) e, finalmente, transforma a imprensa crítica em acrítica, em mero panfleto. Por outro lado, Lula está corretíssimo, e não lhe cabe reparo no q disse sobre cada poder dever ater-se às suas funções constitucionais. O q o Mello fez extrapolou as atribuições constitucionais do judiciário, a começar pelo judiciário não ter sido provocado e pelo ministro ter opinado sobre algo q pode vir a ser objeto de ação. Nãoé a primeira vez q ele faz isso, e resta mais do q claro q age politicamente e opõe-se ao gov federal. Enquanto pessoa, ele tem todo o direito de ter sua opinião pessoal. mas enquanto ministro, não deve julgar baseado em suas preferências políticas e nem manifestar opinião sobre algo q pode vir a estar sob sua jurisdição. Deveria ele cuidar de suas atribuições, em vez de se meter onde não é chamado. Lula foi até polido demais, em face do absurdo cometido pelo ministro.

  38. Comentou em 01/03/2008 marco freitas freitas

    Tomara que o Lula tome gosto e parte para o enfrentamento sempre ! Não é possível Mr Marco Aurélio falar o que quer e não querer ouvir o que não quer !!
    O rei das liminares para os bandidos precisa ter uma basta !

  39. Comentou em 01/03/2008 jose ubiratan solino

    e tem, meu caro: o lula tem o respaldo de milhões de voto, e o marco apenas a caneta do primo defenestrado da presidencia da república. quem tem mais legitimidade? o lula disse o que deveria ser dito, mesmo que não seja politicamente correto – ou , para evitar o eufemismo, hipócrita.

  40. Comentou em 01/03/2008 Ivan Moraes

    ”espantosa incontinência verbal’, como escreve hoje na Folha o colunista Clóvis Rossi’: Mas espantosa incontinencia verbal saindo de Clovis, que sofre de jornarreia ha decadas, eh um elogio. Vai ver que ele estava tentando aparecer falando de Lula porque sua visibilidade esta ficando meio apagadinha. Nao que isso Jamais Aconteceria, certamente, mas… deu pra ver se ele estava carregando melancias no bonezinho dele?

  41. Comentou em 01/03/2008 Nilson Dimas

    Não achei que foi exagerada a fala do Presidente LULA, esse tal ministro (*) extrapola em seus ‘palpites’ há tempos. Não há crise institucional alguma, há sim o desespero de uma oposição e seus braços na imprensa e no judiciário que jamais voltarão ao poder (pelo voto) sem lançar mão de, aí sim, fanfarronices eleitoreiras.

    (*) Li um comentário no ‘Vi o Mundo’ do Azenha: ‘o lider da oposição no STF’, soou perfeito.

  42. Comentou em 01/03/2008 Jose de Almeida Bispo

    O Millor tem todo o direito de falar que a imprensa tem que ser oposição. Eu também. Porém também tenho o direito de ir de encontro a mais uma ‘verdade’ criada nestes tempos de golpismo midiático de que ‘Imprensa tem que ser oposição’. Imprensa tem que ser imprensa. Crítica, acima de tudo. Nada de contra ou a favor. Especialmente em bando como ora ocorre em Pindorama. Se querem justificar a campanha de achincalhes ora em curso que achem outra forma. Mas dizer que imprensa tem que ser oposição é a mesma coisa de dizer que imprensa tem que ser situação. Parece até aqueles questionamentos se negro tinha ou não tinha alma, para que assim se justificasse a escravidão, promovido por ‘piedosos’ homens de bem.

Código Aberto

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem