Sábado, 16 de Dezembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº970

CÓDIGO ABERTO > Desativado

Olha aí ‘O Óbvio’! Chegou ‘O Óbvio’!

Por Luiz Weis em 05/12/2007 | comentários

Saudade do tempo em que o Estadão dava ao noticiário internacional – apesar do absurdo de lhe dedicar diariamente a primeira página – um tratamento com o qual os Mesquita imaginavam que o seu jornal competia com os mais importantes do globo.


Descontadas a presunção e a adesão incondicional a cada Dr. Strangelove que irrompesse em cena – como aquele do filme homônimo de Stanley Kubrick, que amava a bomba atômica e não via a hora de jogá-las nos malditos vermelhos –, a chamada seção do Exterior do Estado dava aos leitores interessados pelo menos um senso do que era relevante no mundo.


Por que a saudade, justo agora?


Porque é uma lástima, por onde quer que se julgue, o que a imprensa brasileira tem dado desde ontem sobre a assombrosa revelação da espionagem americana, manchete mundial, de que o Irã suspendeu em 2003 o seu programa nuclear secreto.


Pífia e burocrática – apesar de a Folha vir hoje com um editorial a respeito -, a cobertura não se deu nem o trabalho de especular por que diabos o governo Bush autorizou a liberação de um documento que não só manda esquecer o que a CIA e outros 15 órgãos do gênero diziam em 2005 sobre o perigo iraniano, como ainda reduziu a um traque a ameaça trovejada pelo próprio Bush, agora em outubro, de que as ambições nucleares de Teerã poderiam provocar a terceira guerra mundial.


Falta aos jornais brasileiros um diretor de redação como os que se faziam antigamente, com a coragem de dar à não-bomba iraniana o que os seus pobres sucessores dão hoje ao miúdo e arqui-previsto jogo de cartas marcadas da renúncia-absolvição de Renan Calheiros. E vice-versa.


Na ausência de um fazedor de jornais desse porte, e se ainda existissem jornaleiros berrando pelas ruas o nome do diário que tinham para vender, seria apenas adequado se gritassem a plenos pulmões:


Olha aí ‘O Óbvio’! Chegou ‘O Óbvio’! ‘O Óbvio’! ‘O Óbvio’! ‘O Óbvio’!…

Todos os comentários

  1. Comentou em 07/12/2007 Carlos N Mendes

    Tá, o governo americano esborrachou a cara no muro. E as prioridades ? E a ameaça vermelha do ditador-democra… (desculpe), do ditador-hermano do Lula ? Tudo está em seu lugar. Graças a Deus.

  2. Comentou em 05/12/2007 Carlos Henrique

    É que não sobrou espaço na seção Internacional de nossos jornais. Os artigos e reportagens comemorando a derrota de Hugo Chávez tomaram todo o lugar disponível.

  3. Comentou em 05/12/2007 Marco Antônio Leite

    O que importa para os coronéis da mídia de papel ou televisiva é vender a notícia, ética é para gente burra. Já souberam de algum burro ser rico, creio que não? Ademais, para o ser humano se manter em pé, necessita se alimentar de alimentos que a natureza fornece. Para o cérebro engordar necessita de notícia não importa à procedência, se é correta ou não, porém, que todas sofrem de sofismatologia, isso é verdade! Não podemos ficar sem comentar o que se passa neste terreiro de muambas e jabás!

  4. Comentou em 05/12/2007 Werner Piana

    A PREGUIÇA (com letras capitais) da grande imprensa choca. Como diz o Paulo Henrique Amorim e O Luiz Carlos Azenha: a midia brasileira é mesmo ruim. Não apenas pelo partidarismo (de direita, a priori) incondcional, mas pela preguiça em investigar, em mostrar e esclarecer os fatos.

    É mesmo lastimável…

    ps – Olha aí ‘O Óbvio’ foi ótimo!

    []

  5. Comentou em 05/12/2007 Renato Santos Passos

    Por essas e por outras, de uns tempos para cá a seção mais divertida da Folha é a Erramos, ops, Herramos. A de hoje, por exemplo, está ótima. Não percam.

Código Aberto

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem