Domingo, 16 de Dezembro de 2018
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1017
Menu

CÓDIGO ABERTO >

Os blogs informativos e a crise na imprensa

Por Carlos Castilho em 17/05/2005 | comentários


No começo deste mês, o colunista Pedro Doria publicou um texto no jornal No Minimo comentando a ausência de weblogs informativos no Brasil. Nas semanas seguintes o tema esteve em discussão na lista Jornalistas da Web  e mereceu também um artigo de Nara Franco no Webinsider.


A discussão é necessária e deve continuar porque não se trata apenas de explorar um novo modismo na Web. Quem navega pela Internet diariamente para coletar informações, identificar tendências descobrir novas fontes constata imediatamente uma enorme defasagem entre o volume de informações produzidas nos Estados Unidos, por exemplo, e o que sai publicado em sites e blogs brasileiros direta ou indiretamente relacionados ao jornalismo.


Se  garimparmos com cuidado a Web brasileira acabaremos descobrindo que existem páginas pessoais e weblogs que oferecem informação. É um material disperso focado mais em interesses profissionais e sem relação direta com a agenda dos jornais brasileiros.  O que ainda é uma raridade são os weblogs sobre jornalismo, que procuram ver a profissão do ponto de vista crítico, que tentam discutir os rumos da imprensa e por ai vai. Os blogs do Observatório da Imprensa são um esforço para mostrar como se pode tentar trabalhar nesta área, mas infelizmente a crítica da mídia no Brasil ainda está longe da existente nos EUA.


Por questões de trabalho acabei construindo uma lista de sites de referência sobre imprensa e jornalismo. Num total de 43 weblogs que podem ser considerados de primeira linha em matéria de atualização, credibilidade e criatividade, 25 são de norte-americanos, três brasileiros (sem contar os do OI) e os demais europeus e latino-americanos. O volume de informações sobre imprensa produzidos nos Estados Unidos obviamente gera distorções mas em se tratando de jornalismo, este talvez seja um mal menor porque são notícias, comentários, pesquisas e estudos sobre a crise na matriz que inspirou o nosso modelo de imprensa, logo podemos aprender alguma coisa, desde que contextualizando a informação.


Os blogs são uma ferramenta essencial na discussão sobre a crise do jornalismo porque qualquer solução virá como consequência de debates e troca de conhecimentos entre os profissionais, acadêmicos e leitores. Isto faz com que a discussão inevitavelmente acabe acontecendo nos canais da Internet. O número de interessados, o volume de informações e a diversidade de experiências ou conhecimentos impossibilitam que a discussão seja feita apenas em assembléias, seminários e workshops. É necessário um ambiente muito mais amplo e o melhor deles, até agora, parece ser a blogosfera.


A discussão da crise no nosso modelo de imprensa passa pelos weblogs. O debate só irá adiante se for alimentado através da produção de informações e pesquisas produzidas por jornalistas. Trata-se de um exercício de sobrevivência profissional.

Todos os comentários

Código Aberto

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem