Para os brasileiros, só uma gota de água | Observatório da Imprensa - Você nunca mais vai ler jornal do mesmo jeito
Domingo, 19 de Agosto de 2018
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1000
Menu

CÓDIGO ABERTO > Desativado

Para os brasileiros, só uma gota de água

Por Luiz Weis em 24/07/2006 | comentários

O punhado de artigos de autores estrangeiros sobre a tragédia libanesa e as suas implicações, que a imprensa brasileira publica em paralelo com o noticiário do dia, é uma gota de água no oceano de comentários à disposição dos internautas do mundo inteiro.

As edições on line da mídia impressa, somadas à infinidade de sites e blogs já existentes – e aos que surgiram nos últimos 10 dias em razão do novo surto de barbárie no Oriente Médio – representam uma oportunidade que vem sendo aproveitada aos potes para a manifestação de opiniões fundamentadas que atendem a quase todos os gostos.

Os sites das TVs estrangeiras também batem recordes de audiência. Num dia da semana passada, o da Al-Jazira – em árabe e inglês – contou 6 milhões de acessos.

As edições eletrônicas dos jornais brasileiros já deviam ter criado fóruns onde o leitor não fluente em outros idiomas poderia encontrar, traduzidas, interpretações de boa qualidade sobre a carnificina que hoje entra no seu 12º dia.

Não é difícil, muito menos custa os olhos da cara prestar esse serviço aos brasileiros interessados em entender o que pode estar por trás da catástrofe e para onde ela tende a levar a região mais explosiva do mundo.

A propósito, o Estado dá hoje com destaque uma estarrecedora declaração do primeiro-ministro israelense Ehud Olmert:

”Não estamos em guerra com o povo libanês e não temos nenhuma intenção de prejudicar sua qualidade de vida.”

Já imaginou se estivessem e tivessem?

***

Os comentários serão selecionados para publicação. Serão desconsideradas as mensagens ofensivas, anônimas, que contenham termos de baixo calão, incitem à violência e aquelas cujos autores não possam ser contatados por terem fornecido e-mails falsos.

Todos os comentários

  1. Comentou em 25/07/2006 Carlos N Mendes

    Não é o horror. É o ódio.

    Relembrando : o que havia naquelas terras, até o projeto sionista passar do discurso à prática, eram aldeias palestinas, há centenas de anos. Essas pessoas tiveram suas casas postas abaixo e foram colocadas em ‘campos de refugiados’, que de provisórios viraram o que são hoje as ‘cidades’ palestinas (na faixa de Gaza, a densidade populacional é 150 VEZES maior que a brasileira). A existência do estado de Israel é legítima, mas o meio pelo qual ele está sendo erguido conspira contra os israelenses. Quantos homens-bomba estão sendo paridos nesse genocídio? Depois não reclamem…

  2. Comentou em 24/07/2006 Dante callefi

    Convoca-se a comunidade israelita brasileira ,para se manifestar diante deste genocídio organizado pelo estado de Israel.Os borbardeios indiscriminados, não bastam.É preciso sangrar o povo libanês.Dificultar as rotas de fuga.Reduzir os provimentos.Ignorar os apelos racionais.Dar bananas para a ONU e a indignação da comunidade internacional. Afinal quem tem o aval dos Estados Unidos,com direito a visita da poderosa secretária de estado,teme o quê e quem?Agora, expliquem, como distinguir
    judaismo de sionismo?Este, naõ se parece com aquele ismo que tanto mal fez então, aos algozes de hoje?Podem os judeus, conviver ainda que filosoficamente ,com o conceito de justiça histórica, diante desse quadro,que lembra uma Guernica levantina?

  3. Comentou em 24/07/2006 Alberto

    Cara, como você é idiota!!!

  4. Comentou em 24/07/2006 Alberto

    Cada manifestação que você faz revela melhor o tamanho da sua idiotice.

  5. Comentou em 24/07/2006 Alberto

    Cada manifestação que você faz revela melhor o tamanho da sua idiotice.

  6. Comentou em 24/07/2006 Ivan Moraes

    Willian e Pablo: a media vai atraz do que tem valor imediato. Ha poucos dias algum ex-prez disse que a Venezuela eh uma ameaca ao Brasil; depois, o Jornal Nacional mostrou Lula dizendo algo a respeito de ‘respeito aa soberania’ brasileira e a camera cortou pra mostrar as faces de Chavez e Morales; ontem ‘Maranhao’ disse gostar do Chavez. Esta criada oficialmente a nova posicao -as novas ordens?- da imprensa brasileira. A troca eh sutilissima, mas Chavez foi de ‘doido varrido’ a ‘ameaca ao Brasil’ em menos de 3 semanas, e ainda levou Morales consigo. Isso, de acordo com a imprensa. O exemplo do Paraguai que voces dois usaram eh o que esta sendo criado nas mentes brasileiras pela media. Curiosamente, ninguem analizou o que Lula disse naquele encontro da Argentina! Eh tudo lavagem cerebral sim. Eh lixo. Mas eh aonde interessa aa media levar o povo, imediatamente. Eh uma desgraca. Voltemos agora aa Grande Ameaca Branca, Susanne, e o mundo sera melhor…

  7. Comentou em 24/07/2006 Carlos Gomes

    Independente, da complexidade historica podemos identificar uma assimetria das aplicações das resoluções da ONu e do direito internacional,em favor de Israel, as ações são tragicas e expressam o lado sombrio do Imperio Americano que aceita o terrorismo de estado como legitimo quando praticado por Israel

  8. Comentou em 24/07/2006 HAIFA SABBAG

    Luiz, peço que abra o site e, com a sua habitual honestidade e imparcialidade, faça algum comentário sobre o horror que está acontecendo com as armas empregadas por Israel. Tenho certeza que esse povo tão sofrido pelas injustiças nazistas desconhece o que seus políticos estão usando em uma população civil.http://resistir.info/moriente/ajuda.html.
    Obrigada mesmo. Haifa

  9. Comentou em 24/07/2006 Mario Cesar Monteiro de Oliveira

    É por isso que o OI é um dos poucos sites brasileiros que acesso (principalmente pelo seu excelente blog). Se posso ter as notícias fresquinhas porque vou querê-las requentadas? Fugindo do tópico mas de qualquer forma relevante (pelo menos para mim) não vi nenhuma cobertura no Globo on line a respeito do Tour de France, o mais importante e prestigiado torneio do ciclismo mundial. Será porque a Rede Globo não tem interesses comerciais envolvidos? Em vez disso, tome aquelas tediosas competições de fórmula 1. Será que as cabeças pensantes do país já se deram conta que estamos reféns desse monopólio de fato nas comunicações, ainda mais agora com a fusão da Sky/Net com a Directv ?

  10. Comentou em 24/07/2006 Frederico Mayer

    Pois é, Luiz; ainda existem pessoas que defendem as atrocidades de um Estado terrorista e invasor contra povos indefesos, incluindo populações civis. Os horrores que os judeus sionistas promovem chocam o mundo e desrespeitam todas as leis humanas; mesmo nossa humanidade individual é atingida. Como já foi escrito: É o horror! É o horror! Os judeus de bom senso deveriam manifestar-se contra esses atos de insana barbárie que, do ponto de vista histórico, colocam em risco o futuro da nação judaica, já que nem sempre existirá um império a acobertar esse genocídio.
    PS: segundo um pesquisador, meu amigo, minha origem é judia.

  11. Comentou em 24/07/2006 Luciana Covolan

    ‘Quem não tem competência não se estabelece’ ou ‘Se o adversário é mais forte não confronte, desvie’ ou ‘não cutuque a onça com vara curta’. Não concordo com o que Israel está fazendo, mas os ditados citados acima são uma prova de os árabes também não estão, porque ficar atingindo o mundo com ações terroristas, o que ganham com isso? Eles também não aceitam os Judeus. Essa CARNIFICINA é uma resposta a um ataque deles, e assim sucessivamente. Um ataca e o outro responde, e lá se vão muitos anos e muitas vidas.
    Os muçulmanos acreditam que morrer por isso é uma glória, então todos não estão morrendo, estão indo pro lado de maomé, e pelo tanto de atos terroristas que provocam, estão indo felizes.

  12. Comentou em 24/07/2006 Pablo Arruti

    QUE REVOLTA!
    Porque as pessoas acreditam que revidar a violencia com violencia resolve os problemas, se isto NUNCA da certo?
    Se um grupo do paraguai estivesse atacando Foz do Iguaçu, algum motivo eles tinham. Seria preciso o governo saber qual era o motivo, e resolver o problema. Simplesmente mandar chumbo de volta só iria causar mortes, sofrimento e mais destruição, mais raiva, mais guerra. Será que eu vou ter que viver toda minha vida com as pessoas acreditando piamente na vingança e na lei do Talião?
    GUERRA É IGNORANCIA! CONVENÇÃO IDIOTA!
    Toda esta guerra só está acontecendo por que as pessoas acreditam na vingança e no individualismo. Precisa-se aprender a perdoar, não só pelo bem de quem faz o mal, mas muito mais pelo bem de quem foi prejudicado. Só os cegos revidam.

  13. Comentou em 24/07/2006 Wilian Silva

    Enquanto isso não vejo vontade do Libano de acabar com o grupo terrorista. Assim fica dificil mesmo. Se fosse um grupo terrorista Paraguaio que faz parte do governo mandando misseis em foz do iguaçu , o brasil tinha que estar mandando chumbo tambem.

  14. Comentou em 24/07/2006 jayme guedes

    Luiz, a declaração do primeiro ministro nada tem de estarrecedora pois corresponde fielmente à verdade. Israel não está em guerra com o anfitrião, Israel está REAGINDO à agressão do hóspede. A decisão de hospedar terroristas e pagar o preço dessa hospedagem é do anfitrião. Bem mas o resultado indica uma reação desproporcional. Ora, o que é desproporcional é a competência. Se o Hamas ou o Hizbollah tivessem a competência de Israel, talvez esta já não existisse. Em tempo: sou brasileiro e neto de libaneses.

Código Aberto

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem