Presa a uma só fonte, mídia fica em sinuca | Observatório da Imprensa - Você nunca mais vai ler jornal do mesmo jeito
Domingo, 19 de Agosto de 2018
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1000
Menu

CÓDIGO ABERTO > Desativado

Presa a uma só fonte, mídia fica em sinuca

Por Luiz Weis em 25/07/2006 | comentários

O presidente do PT, deputado Ricardo Berzoini, aparece no noticiário de hoje acusando a imprensa de “poupar” o ex-ministro da Saúde José Serra, candidato tucano ao governo paulista, no escândalo dos sanguessugas, enquanto estaria dando tratamento “extremamente duro” ao também ex-ministro da Saúde Humberto Costa, candidato petista ao governo de Pernambuco.

O problema é que praticamente tudo que sai sobre a chamada máfia das ambulâncias tem uma única fonte – os caudalosos depoimentos do empresário Luiz Vedoin, o chefe do esquema, vazados ou pela polícia, ou pela Justiça Federal, ou, sobretudo, pelos membros da CPI dos Sanguessugas que a eles tiveram acesso.

Vedoin, como se sabe, fechou negócio com as autoridades: conta tudo o que diz conhecer em troca de uma pena mais branda depois. É o pacto da delação premiada.

Ao que se divulgou, o empresário entregou Humberto Costa e o seu chefe de gabinete, mas não fez uma única acusação a Serra ou a assessores dele.

A menos que se considere que “aí tem” quando ele diz que o governo Fernando Henrique não atrasava a liberação de dinheiro para a compra de ambulâncias, resultante de emendas parlamentares ao Orçamento da União. E que torcia para que Serra se elegesse, porque nesse caso a sua empresa, a Planam, receberia os R$ 8 milhões que o governo lhe devia.

De qualquer forma, a dependência das palavras de Vedoin deixa a imprensa em sinuca.

Porque se é verdade que o capo mafioso quase sempre mata a cobra e mostra o pau – exibindo provas de pagamento de propinas a uma centena de parlamentares e ex-parlamentares – o que permite crer em princípio nas suas denúncias, isso não quer dizer necessariamente que ele esteja dedurando todos os congressistas, prefeitos, funcionários e ministros que possam tê-lo ajudado a garfar pelo menos R$ 110 milhões do meu, do seu e do nosso.

Ele pode ter lá os seus motivos para omitir certos nomes e dar um jeito de sumir com o que possa incriminá-los. E se eles não aparecem nos grampos da Polícia Federal, com autorização judicial, que arrombaram a megafraude, tanto mais difícil será identificá-los.

O resumo da ópera é que o grosso das revelações que aparecem sobre os sanguessugas não resultam de apuração própria da mídia – e é justo cobrá-la por isso.

O que não parece justo – salvo prova em contrário – é acusar a imprensa de dar “tratamento diferenciado” a Serra.

A menos que Berzoini tenha elementos objetivos para sustentar que a mídia está escondendo sanguessuguismos na gestão do tucano na Saúde, ou na de seu sucessor Barjas Negri. Mas, nesse caso, como o jornalista Ricardo Noblat foi o primeiro a apontar, no seu blog, a obrigação do presidente do PT seria contar o que sabe ou suspeita.

***

Os comentários serão selecionados para publicação. Serão desconsideradas as mensagens ofensivas, anônimas, que contenham termos de baixo calão, incitem à violência e aquelas cujos autores não possam ser contatados por terem fornecido e-mails falsos.

Todos os comentários

  1. Comentou em 27/07/2006 João Atanazio

    Opa! O ilustre Sr. Nélio Faria – Engenheiro, carioca, espinafrando-me por conta do elogio que fiz ao José Serra. Francamente Sr. Nelio, acho covardia comparar Serra com Humberto Costa, ou com o sucessor deste, cujo nome, nem me lembro. Outra coisa: Se não fosse tão arcaico fazer trocadilhos baratos Sr. Nelio Faria, eu também FARIA.

  2. Comentou em 26/07/2006 Nelio faria

    Interessante o e-mail do Sr, Atanazio exaltando a eficiência do Serra à frente do ministério da Saúde, Eficiência? Pois foi na gestão dele que começaram a atuar as máfias dos vampiros e das sanguessugas.Atanazio, não atazana.

  3. Comentou em 26/07/2006 Ivan Moraes

    Fabio: A capa da Veja online sugere que o que ‘era pior’ do que se pensava eh mesmo o escandalo:
    >>http://vejaonline.abril.uol.com.br/notitia/servlet/newstorm.ns.presentation.NavigationServlet?publicationCode=1<< Nao que a Globo esteja longe de manipulacao: outro dia eu vi o JN uns 40 segundos esperando no saguao do dentista, e as noticias nao sao boas. A Globo continua a mesma...

  4. Comentou em 26/07/2006 João Atanazio

    O negócio é o seguinte: Esperar que Berzoini – pau mandado do Zé Dirceu – não viesse a público defender a quadrilha a qual pertence, seria demais. Ainda que para isso tenha que jogar fezes nas costas dos outros. Sugiro aos lamuriosos PTistas, que procurem comparar a gestão Serra com a dos sucessores dele. Uma das primeiras providências tomadas pelo Sr. Humberto Costa ao assumir o Ministério da Saúde foi desmontar a equipe técnica – profissional que havia sido agregada pelo Serra para dirigir a FUNASA, substituindo-a por uma equipe de políticos profissionais. Resultado: Foi também nessa Fundação um dos primeiros focos de denúncias deste governo. Culpa da mídia?
    De minha parte, a briga com a mídia é pelo contrário: Porque tão minúscula a repercussão da fala do Presidente-canditado na inauguração do comitê em Brasília, recomendando à oposição roer osso e afirmando que as coisas estão muito bem, tudo certinho, tudo arrumdinho, portanto, o filé já tem dono. Diabos, O LULA deveria estar falando da Bélgica ou da Noruega. Lá de fato, não há mensalão, não há sanguessuga, não há PCC. Mas o LULA é Presidente do Brasil. Patrono deste desgraçado governo. Alguem precisa lembrá-lo disso.

  5. Comentou em 26/07/2006 Beto Venturini

    É incrível, mas esse escândalo das sanguessugas estava meio quieto na imprensa e não estavam tanto alarde como no ‘mensalão’. Ainda q envolva mais dinheiro e mais parlamentares, a mídia estava deixando em segundo plano esse caso. Coincidência ou não, até antes não havia nenhum parlamentar do PT envolvido. Pronto. Foi só o empresário acusar o ex-ministro q ai sim a imprensa começou a falar mais e a mostrar o episódio. A Veja, como sempre, só agora fez uma capa dedicada ao assunto, pois só agora ela tem chance de fazer suas suposições delirantes e generalizar todas as críticas ao PT. Agora todas as chamadas sobre as sanguessugas são ‘ex-ministros de LULA’, tudo arranjam um jeito para de uma forma ou de outra botar o nome de Lula nas manchetes, pois a maioria dos ‘leitores’ presta mais atenção nessas. Weis q me desculpe, mas isso é muito perceptível e infelizmente a imprensa partidarizou coisas q nunca foram partidarizadas. Na época de FHC, qdo raramente tinha denuncias de corrupção, analistas e editores já atacavam com todos tipos de adjetivos o PSDB, mas agora é tudo sistêmico, o maior da história brasileira, aparelhamento do estado, ligação com PCC e outras asneiras q tentam colar somente ao PT.

  6. Comentou em 26/07/2006 marta tajra

    Sr. Euclides, muito obrigada pela aula sobre impostos brasileiros, mas estou mesmo preocupada é com uma sobrinha minha de 18 anos que está no Líbano e não consegue sair porque o consulado brasileiro está exigindo pagamento (mil e quinhentos dólares por cada brasileiro) para ‘resgatá-los’. Como ela estava em Sur, cidade ao sul do Líbano quando começou o conflito´, é lógico que ela (e nem a família) teve tempo de ir ao banco para tirar dinheiro para suprir a gasolina do sucatão da FAB. A GloboNews gravou entrevista com ela e depois com o cônsul brasileiro Michael Gepp, que mandou o repórter perguntar ao Itamaraty porque o governo estava cobrando essas passagens de gente que só estava com a roupa do corpo. Nem ele sabia essa resposta. Se quiser posso mandar o vídeo da entrevistá, basta enviar o seu e-mail.

  7. Comentou em 25/07/2006 Nelio faria

    Luis Weis, claro que ‘aí tem’ quando o dono da Planam diz que o ‘governo Fernando Henrique não atrasava a liberação de dinheiro para a compra de ambulâncias, resultante de emendas parlamentares ao Orçamento da União. E que torcia para que Serra se elegesse, porque nesse caso a sua empresa, a Planam, receberia os R$ 8 milhões que o governo lhe devia. ‘ Ou vocês não dariam esse tratamento, caso essa referência fosse ao governo Lula? Ou quer que a gente acredite que o Sr. Vedoin era um empresário sério no governo FH e só começou a distribuir propinas no governo Lula? Conte-me outra.

  8. Comentou em 25/07/2006 Fábio Marques

    Prezado Luiz Weis; O apoio velado à candidatura Serra pode vir de forma sutil. Explico: o fato aconteceu durante a apresentação do Fantástico no último domingo, 23/07/2006. Durante a chamada da matéria, os apresentadores do programa destacaram a reportagem da Revista Veja sobre os Sanguessugas. Acontece que, ao iniciarem a exibição das páginas da revista referentes à matéria, apareceu no vídeo por um breve momento uma página da revista em que se lia no título: ‘Era pior do que se pensava’. Ora, naquele mesmo domingo, pela manhã, eu havia comprado a revista Veja e a matéria com o título em questão era sobre os malefícios da gordura trans ao nosso organismo. Após um breve momento, rápido o suficiente para ler o título, os editores do Fantástico mostravam as denúncias contra os parlamentares. Alguém pode me dizer se isso não é uma nova técnica de uso de mensagens subliminares? Quem não teve acesso à revista mas pôde ler, como eu, a página da matéria sobre as trans colocada de forma proposital para tendenciar opiniões, embarcou no transatlântico da Rede Globo rumo ao neo-curralismo. Será que fui o único a perceber isso? Triste, muito triste… E que VERGONHA, Rede Globo! Alguém poderia investigar o fato? Obrigado, Fábio.

  9. Comentou em 25/07/2006 Hugo Hermida Hermida

    Sr. Weis

    Este é o segundo e último artigo seu que perco meu tempo para ler. É sem comentários a sua parcialidade.
    O seu problema e que o seu bico de tucano já está tão grande que não consegues enxergar um palmo alem dele.

  10. Comentou em 25/07/2006 Maria José Pila D´Aloia

    Boaz a notícia dos contratos, pela lista fornecida constam muitos anteriores a eleição de 2002, porém pertencem ao governo do PSDB.
    E así, como explicar a situação instalada e todo apoio dado ao partido para que volte. Como dizem só verificam o cocorre dentro de cinco anos, depois se esquece. Esses políticos nãoi sabem viver de salário. Deus queira que aprendam, Gastar fortunas em campanhas para depois tirar de alguma forma porque não é com o salário declarado.

  11. Comentou em 25/07/2006 ubirajara sousa

    O que seria do mundo se não existissem os inconformados. Conformação não é estado natural. Foi o inconformismo que nos tirou das cavernas. E foi o inconformismo que nos tirou da ditadura. Conformados, leiam a Veja (deveria ser com letras minúsculas). Eu não a leio.

  12. Comentou em 25/07/2006 Fábio Carvalho

    Acaba de sair a nova lista de notificados pela CPI. O nome da senadora mato-grossense aparece. Mas ela já é ACUSADA há muito tempo. Não defendo proteções, mas a mídia foi seletiva com a senadora. Ela terá, agora, que provar sua inocência.

  13. Comentou em 25/07/2006 Fábio Carvalho

    Weis, eu tenho prova em contrário. Acompanhe, desde maio, as matérias da Folha de São Paulo sobre a senadora Serys Slhessarenko (PT/MT): ela é candidata ao governo do Estado. Ela é ACUSADA, em títulos e textos. O que há contra ela, além da menção no depoimento de Luiz Vedoin? Já cansei de usar a ferramenta ‘comunicar erros’, mas… ‘sua mensagem foi encaminhada ao editor responsável, obrigado pela sua participação e leitura’. Hoje, em texto assinado, a senadora ‘deve ser notificada’. Deve ser, do verbo ainda não foi… Também hoje a Folhaonline envolve um cunhado dela (e não um genro, como mencionado por Vedoin, reproduzido na Veja desta semana). A pior de todas, também na Folhaonline de hoje: Tuma, corregedor, vai abrir investigação contra senadores, entre eles Serys mas… há menos de um mês, Felipe Recondo assinou matéria afirmando haver investigação contra a senadora! Indiquei documentação provando o contrário. O editor mandou eu ir me queixar com o senador que deu a entrevista. Li agora a agência Senado: Tuma vai abrir investigação APÓS analisar provas e evidências. Ah, bom, APÓS foi a palavrinha suprimida pela reportagem! Em tempo: o depoimento de Luiz Vedoin, sigiloso, vazou, mas isso é crime com Francenildo. O Ministério Público e o juízo da 2ª Vara Federal ainda não viram indícios suficientes para ACUSAR Serys. Imagine você o que diz Noblat, Cláudio Humberto…

  14. Comentou em 25/07/2006 paulo d´império

    olá
    assino embaixo da maioria, se é com o PT manchete, com os outros, notinhas e olha lá, quando são dadas.

  15. Comentou em 25/07/2006 Vera Borda

    Para seu esclarecimento, veja no Jornal do Commercio-PE (25/07/06)
    Humberto Costa reage; dono da Planan não citou o ex-ministro, diz advogado

    Candidato do PT anuncia que vai processar a Veja e os autores da reportagem que denuncia seu envolvimento
    E a entrevista do advogado do Vedoin foi dada ontem à TV Globo, em Cuiabá, negativa ratificada por telefone ao Jornal do Comércio.

  16. Comentou em 25/07/2006 Iolando Fagundes

    Ricardo Noblat, Jornalista? Pode até ser. Mas considerando se tratar de um Blog muito tendencioso…Será que se presta como fonte?

  17. Comentou em 25/07/2006 José Carlos Oliveira

    Quanto ao comentário que as pessoas deveriam escolher seus veiculos de comunicação, elas já fazem isso. Não é a toa que Veja vende millhares de cópias e as demais revistas, especialmente a isenta Carta Capital, não vende nada. As pessoas que se dispõem a gastar dinheiro para adquirir informação o fazem por meio dos veículos que consideram de maior credibilidade. Infelizmente a grande maioria dos bem informados da sociedade não compra Carta Capital e outras do genêro. Parece que a sociedade não está tão inconformada como alguns aqui neste espaço.

  18. Comentou em 25/07/2006 cid elias

    Sr. Luiz , era melhor se tivesses tido o trabalho de ler a matéria, onde citei. Lá está dito ‘em entevista à TV GLOBO em Cuiabá ! Portanto não tape o sol com a peneira, respondendo como se estivesse em defesa de algo ou de alguém, sem se importar com a verdade sobre o dito. abçs cid

  19. Comentou em 25/07/2006 Djalma Prado Filho

    Há realmente um predisposição da maioria da imprensa coantra o PT. Só não vê quem é cego. A lista de Furnas, em que sobram nomes do PSDBe do PFL, é tratada sempre como uma ficção. Ninguém se interessa em apurar nada. Já se concluiu que é falsa, embora laudos periciais reconhecidos atestem que a mesma tem fortes indicaçõs de ser real. Qualquer trambique de um vereador de São José do Pepino ou Santana da Jaguatirica, lá está a sigla (maldita) do PT ligada ao nome do trambiqueiro. As patranhas dos petistas assim como dos peessedebista, pefelistas, pepistas e outros p´s deveriam receber o mesmo tratamento da mídia, para que ela possa ser respeitada e acreditada pela opinião pública. É vergonhoso o que a Veja e outras publicações da mesma linha partidária fazem em termos de manipulação das notícias.
    Fala sério!

  20. Comentou em 25/07/2006 antonio carvalho

    A carga mais forte no PT que as vezes a imprensa dispensa é justificada pela pregação intensa de moralismo politico e honestidade alardeados durante 20 anos por esse partido. É como falar mal de mulher que ‘se acha’ mas acaba de ser flagrada saindo do motel com o seu João da lavanderia. Uma espécie de vingança social.

  21. Comentou em 25/07/2006 iubirajara sousa

    Sei que o senhor é inteligente e muito bem preparado (como dizia-se no passado). É importante, porém, não descurar em suas análises sobre a inteligência do seu público. Somente quem não lê jornais, revistas, blogs e outros meios midiáticos não percebe o tratamento dispensado às notícias. É sobre o PT? Realçam-se os males, excluem-se os pontos positivos. Quer exemplo? Compare as notícias sobre a máfia das sanguessugas, de antes, com as de hoje, veiculadas pelo IG. Como diria Boris Casoy: ‘- Isto é uma vergonha! Chega de dissimulações. É hora de o povo dar a resposta. Não só nas urnas, mas uma resposta aos ‘donos da verdade’. Uma resposta que lhe doam nos bolsos. Existe a boa imprensa. Por que não ficar com ela? Por que comprar um jornal, uma revista ou outro segmento qualquer da imprensa que esteja a serviço de grupos, ou facções? Por que visitar e comentar em blogs que, também, escamoteiam a verdade (ou a quase-verdade)? Sem leitor esses órgãos não existem. É preciso que á imprensa veja-nos não somente como ignorantes ávidos de boatos para ‘fofocarmos’, mas como clientes que querem comprar um bom produto. Aliás, isso já fizemos com o comércio em geral. Por que não incluir mais esse tentáculo? Talvez seja a hora de o Povo domesticar o Polvo.

  22. Comentou em 25/07/2006 cid elias

    Sr lUIZ. Quem sabe o sr possa procurar o que o foi dito nos depoimenteos dados pelo sr vendoin na POLICIA FEDERAL e em sua mais recente manifestação, ontem á noite para a globo e hoje para o JC…seria bom para corrigir o seu artigo, visto que ELE afirmou NÃO ter citado o ex-ministro humberto costa ! Esta declaração, se o sr não sabe, levou o ex-ministro a entrar como uma AÇÃO criminal e civil CONTRA A VEJA e os responsáveis pela matéria( favor ler artigo no O INFORMANTE ). Realmente o serra tem sido atacado selvagemente pela imprensa…mesmo com sua corajosa atuação nos ataques do PCC, onde se fez presente e foi solidário ao extremo com o Lembo, demosntrando todo seu interesse pelo estado que quer governar, ou no caso de ter rasgado seu compromisso com a população de São Paulo, abandonado o barco pro kassab ! Ou então sr weis, quem viu o tratamento diferenciado no caso da condenação do serra a devolver os 200 milhões junto com o malan, aliás foi rodapé dos jornais de sp, afinal estão todos contra o serra , não achas ??? abraço cid

  23. Comentou em 25/07/2006 Vera Borda

    Não bastaria aos jornalistas se darem ao trabalho de verificar as datas dos ‘contratos’ para saber em que gestão ocorreram?

  24. Comentou em 25/07/2006 Augusto Fonseca

    O problema maior é que quando se trata de politicos do PT , a imprensa procura fazer destaque nas noticias enquanto do outro lado pouco destaque e dado , para um bom entendedor meias palavras bastam. AGORA O QUE ESTA INCOMODANDO É LULA.

Código Aberto

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem