Recordar é viver | Observatório da Imprensa - Você nunca mais vai ler jornal do mesmo jeito
Terça-feira, 14 de Agosto de 2018
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº999
Menu

CÓDIGO ABERTO > Desativado

Recordar é viver

Por Mauro Malin em 09/11/2005 | comentários

Transcrevo sem comentários:


“Na posse, presidente da República Dominicana faz discurso contra censura


Para Lula, jornalista que não defende conselho é ´covarde´.


Informação: Folha de S. Paulo – Brasil – 17/08/2004


Eduardo Scolese


Enviado especial a Santo Domingo


O presidente Luiz Inácio Lula da Silva rotulou ontem, em Santo Domingo (República Dominicana), de ´um bando de covardes´ os jornalistas que não defendem o projeto de lei enviado pelo governo no início do mês ao Congresso que prevê a criação do CFJ (Conselho Federal de Jornalismo) e suas seções estaduais. Para ele, falta ´coragem´ à categoria.


´Vocês são um bando de covardes mesmo, hein? Vocês não tiveram coragem de defender o Conselho Nacional de Jornalistas´, afirmou o presidente, ontem à noite, no saguão de entrada do hotel em que está hospedado.


No momento em que deixava o local para ir a um jantar oferecido pelo novo presidente do país, Leonel Antonio Fernandez Reyna, Lula foi em direção a cerca de dez jornalistas brasileiros, que aguardavam sua saída do hotel.


Nem chegou a ser questionado, indo direto ao assunto.


Primeiro, chamou todos de ´covardes´. Em seguida, questionado por uma repórter se os jornalistas teriam de defender o projeto, Lula afirmou: ´É lógico. Cadê a posição classista de vocês ? (…) Não é uma coisa boa pra vocês? Não é uma reivindicação histórica de vocês? Vocês não eram nem nascidos e já se reivindicava isso´.


A Folha, então, o indagou se o projeto é de interesse dos jornalistas ou do governo . Lula respondeu, antes de ser cercado por seguranças e deixar o local: ´Pra nós não. Pro governo o que importa é fazer as coisas que a categoria entender que é boa para ela´.


Na última sexta-feira, em visita ao Paraguai, Lula afirmou que somente falaria com os jornalistas que o aguardavam caso eles se posicionassem a favor da criação do CFJ. ´Se vocês começarem a defender o conselho de imprensa, eu dou [entrevista].´


Ontem pela manhã, na cerimônia de posse de Leonel Reyna no governo da República Dominicana, Lula ouviu seu colega defender a liberdade de imprensa.


´Os cidadãos não devem se sentir intimidados e perseguidos pelo poder, e a imprensa não deve ser censurada´, afirmou Reyna, em discurso no Congresso do país, diante de oito chefes de Estado da América do Sul, do Caribe e da América Central.


Segundo o projeto de lei do governo, o Conselho Federal de Jornalismo irá, entre outras coisas, ´orientar, disciplinar e fiscalizar´ o exercício da profissão e a atividade de jornalismo.


O governo afirma que o envio do projeto ao Congresso não visa encontrar formas legais para controlar a ação dos jornalistas, e sim atender a uma antiga reivindicação da própria categoria. O projeto original é da Fenaj (Federação Nacional dos Jornalistas).”


Vale um comentário, sim: podia ser bem pior.

Todos os comentários

Código Aberto

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem