Sexta-feira, 23 de Fevereiro de 2018
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº975

CÓDIGO ABERTO > Desativado

Redutos na sombra

Por Mauro Malin em 28/07/2006 | comentários

Se a imprensa local tivesse mais independência no Brasil, se houvesse menos coronelismo eletrônico no rádio e na televisão, se os grandes jornais ainda tivessem sucursais nos estados, as peripécias orçamentárias de senadores, deputados federais, deputados estaduais e vereadores se tornariam mais difíceis, ou mais arriscadas.


Combates subalternos


Uma parte do tempo dos noticiários de televisão é dedicada a combates subalternos, como o que a Bandeirantes encetou contra a jogatina promovida por Silvio Santos no SBT. A Band teve interesses contrariados, como noticia hoje na Folha o colunista Daniel Castro.


Telefônicas querem a telinha


A entrada da Telemar no mercado de tevê a cabo pode ser o início de uma reação à vitória das grandes redes de televisão na batalha da TV digital.


Tanure também quer


Noticia-se aqui e ali a pretensão do empresário Nelson Tanure de arrendar a rede de televisão CNT. Ele hoje explora os títulos Gazeta Mercantil e Jornal do Brasil. Isso se noticia sem comentários, como se fosse um fato da natureza, sem explicar qual é o papel de Tanure na imprensa brasileira. Ou, para fazer trocadilho: o que ele faz com o papel da imprensa.


# # #


Outros tópicos recentes deste blog


Munição que era do PT agora é do PSOL


A longa luta dos negros


Governos acusados de inércia em MS


O ‘jumbo’ de Araraquara


Segurança está 20 anos atrasada


PT, PSDB e corporativismo


Crime e mídia passiva


Debate de elite


Catanduvas ainda está vazia


Erundina quer rever radiodifusão

Todos os comentários

Código Aberto

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem