Quarta-feira, 17 de Julho de 2019
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1046
Menu

CÓDIGO ABERTO >

Software viabiliza jornalismo colaborativo em tempo real, com muitos protagonistas

Por Carlos Castilho em 01/06/2009 | comentários

O programa Wave (Onda) , divulgado esta semana pela empresa Google, não está voltado diretamente para a produção jornalística mas ele tem todos os ingredientes capazes de provocar um novo salto na produção de notícias, especialmente no âmbito local.


 


O novo programa, que só vai ser estar disponível para o grande público no fim do ano, é a mais audaciosa iniciativa da Google em matéria de coleta de informações de usuários porque combina numa só plataforma, buscas na web, correio eletrônico, mensagens instantâneas, chat e transferência de arquivos.


Pagina do Google Wave 


O Wave está sendo apresentado como o ambiente onde muitas pessoas podem conversar simultaneamente em tempo real, com um detalhe: ao contrário dos chats online ou de programas como o MSN Messenger, as mensagens não são transmitidas seqüencialmente mas simultaneamente. Não é necessário esperar que seu interlocutor acabe de escrever sua mensagem, para que sua resposta seja enviada.


 


A principal perspectiva que esta ferramenta oferece ao jornalismo é a possibilidade da conversação online acontecer num ambiente de produção de notícias com a participação de vários protagonistas ao mesmo tempo.


 


Imaginemos um repórter transmitindo sua reportagem, em áudio, imagens ou texto, direto do local dos acontecimentos e ao mesmo tempo em que os editores da publicação, fontes de informação, testemunhas e internautas possam acrescentar, corrigir ou suprimir informações.


 


Evidentemente um cenário como este provoca arrepios nas redações convencionais porque induz à idéia de caos e ausência de controle. Temores como este são reais porque o Wave abre uma nova perspectiva para a produção colaborativa de notícias ao viabilizá-la em tempo real e envolvendo grupos de pessoas.


 


A nova proposta da Google, baseada no sistema de código aberto, marca maConversação no Google Waveis um passo na ruptura dos modelos convencionais de produção de informações jornalísticas. Além de criar uma nova alternativa ao modelo centralizado e vertical, a plataforma Wave reforça a tendência para substituir a notícia formatada em texto, áudio ou imagens como unidade básica do jornalismo.


 


Na grande conversa online passam a predominar fragmentos de informação que interagem entre si numa mixagem ou recombinação. É como os DJs em música eletrônica que recombinam acordes produzidos por outros compositores gerando um novo som. Ou quando dezenas de pessoas em diversas partes do mundo, produzem simultaneamente um verbete da enciclopédia virtual Wikipédia, em tempo real.


 

Ainda bem que o Wave só estará disponível no final do ano porque assim os jornalistas terão um mínimo de tempo para conhecer esta nova ferramenta, que como toda novidade tecnológica tem uma maturação muito mais rápida do que a mudança de rotinas e valores que ela provoca.

Todos os comentários

Código Aberto

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem