Quarta-feira, 22 de Novembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº967

CÓDIGO ABERTO > Código Aberto

Um novo blog a cada segundo
Curiosidades da blogosfera

Por Carlos Castilho em 06/02/2006 | comentários


Segundo o projeto Estado da Blogosfera (The State of the Blogosphere) um novo blog surge a cada segundo em todo o planeta, onde o total de páginas já ultrapassa os 27 milhões. O ritmo de crescimento, que já era vertiginoso, tornou-se ainda mais intenso no último semestre de 2005. A cada cinco meses e meio a blogosfera dobra de tamanho e se continuar assim, chegaremos ao fim de 2006 com mais de 100 milhões de blogueiros.


Blogando no corredor da morte


O norte-americano Vernon Lee Evans Jr, de 56 anos, deve ir para a cadeira elétrica esta semana e sua execução está sendo acompanhada por um blog que ele criou há quase um ano. Vernon, que está preso no estado de Maryland por ter assassinado duas pessoas em 1983, manda seus textos por correio para um amigo que os coloca no blog Meet Vernon . É o primeiro condenado à morte nos Estados Unidos que usa um blog para lutar contra a pena de morte. Mas nos comentários há uma verdadeira batalha verbal entre defensores e adversários de pena de morte .


Esta moda podia pegar aqui


O deputado socialista espanhol Rafael Estrella decidiu colocar no seu blog  sua declaração de bens e sua contabilidade pessoal. O deputado Estrella também decidiu tornar transparente todos os seus relacionamentos com empresários, organizações não governamentais e jornalistas, fornecendo nomes e endereços.O parlamento inglês já tem um código similar  que obriga todos os parlamentares a declarar relacionamentos, investimentos e vinculações empresariais.


Políticos americanos reescrevem biografias na Wikipedia


A enciclopédia online Wikipédia foi obrigada a impor mais medidas restritivas aos seus usuários depois da descoberta de que pelo menos quatro senadores teriam modificado suas biografias para eliminar informações comprometedoras. Um deles eliminou um documento onde dizia que não ficaria mais de oito anos no cargo (está há 14 anos), outro tirou uma referência à sua participação em atos da organização racista Klux Klux Klan e um terceiro alegou que a Wikipedia só pode publicar a sua versão da biografia e não a produzida a partir de contribuições de usuários.
Qualquer pessoa pode colocar textos na Wikipédia mas a medida que a enciclopédia se torna mais popular e mais consultada o princípio da liberdade de acesso está sendo cada vez mais questionada. A própria Wikipédia decidiu colocar o problema para seus usuários pedindo sugestões sobre como agir.


Aos nossos leitores: Serão desconsiderados os comentários ofensivos, anônimos e os que contiverem endereços eletrônicos falsos.

Todos os comentários

  1. Comentou em 10/02/2006 Joao Miramar Poty Guara

    Não afirmei que a patrocinadora automaticamente tem poderes para mudar o conteúdo editorial.Mas desafio o caro blogueiro a encontrar nos cento e picos anos do Estadão uma matéria séria sobre a questão imobiliária em São Paulo. Ou a Veja discutindo a segurança dos automóveis brasileiros.
    Mas a pergunta é por que uma Fundação que representa o que há de pior em termos de ideologia da dominação investiria em publicidade numa publicação como o Observatório. Quanto ao fato de ser – ou ter sido – lavanderia da CIA posso lhe passar alguns textos de fontes altamente fidedignas. Talvez a pista seja a mesma que explica gastos expressivos da FF com os foruns sociais mundiais. Só na edição de Porto Alegre, 2003, a altruista Fundação entrou com 350 mil dólares, segundo o saite do próprio FSM.
    Quanto a questão ideológica sugiro que imagine de que lado está a Ford Fundation.

  2. Comentou em 07/02/2006 Fabio de Oliveira Ribeiro

    O surgimento de milhares de blogs pode sugerir que estamos diante do ‘abismo da quantidade’, que a qualidade dos blogs doravante será um problema para quem quer que utilize a Internet. Entretanto, o ‘abismo da qualidade’ dos veículos de comunicação unidirecionais foi um problema muito maior para a humanidade. Se no passado alguém tinha o poder de selecionar o que iriamos ler, agora podemos decidir por nós mesmos o que ler, como interpretar e interagir. No passado, quanto mais confiáveis eram considerados veículos de informação, mais manipuladores eram os jornais. A época de ouro dos veículos de comunicação unidirecionais foi a primeira metade do século XX e seu apogeu ocorreu, sem dúvida alguma, durante o regime nazista em que o senhor Goebels admitia publicamente que a ‘verdade é uma mentira repetida várias vezes’. Agora mesmo que uma mentira seja repetida várias vezes ela nunca se transformará em verdade porque temos a oportunidade de refutá-la. A liberdade de imprensa já foi a liberdade de doutrinação. Agora mais do que liberdade de imprensa temos liberdade de consciência e participação, o que é muito melhor.

    A Wikipédia pode adotar um critério simples para resolver seu problema. Basta submeter qualquer adição ou comentário aos seus verbetes ao crivo de dois ou mais colaboradores.

  3. Comentou em 07/02/2006 Joao Miramar Poty Guara

    Na lista do fascínora Olavo de CArvalho e outros, você se esqueceu de citar aqueles patrocinados pela Ford Fundation,conhecida como lavanderia da CIA para a área intelectual. Por acaso, Observatório da Imprensa é um dos agraciados com patrocínio da altruísta Fundação.

  4. Comentou em 06/02/2006 marcos gouvea

    como eu tenho dito, é um monte de blog!

Código Aberto

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem