Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº970

CÓDIGO ABERTO > Desativado

Vamos adotar o rebanho da Bolívia 

Por Bruno Blecher em 30/01/2007 | comentários

O anúncio de um foco de febre aftosa em Cuatro Cañadas, em Santa Cruz, na Bolívia, pode se  transformar em mais um estresse na relação entre Evo Morales e o Brasil, a exemplo do que ocorreu recentemente com o petróleo.


É que por força de um acordo assinado pelos países do chamado Cone Sul, o Brasil pode fazer auditorias no país vizinho para verificar a ocorrência da febre aftosa no rebanho. Há quem defenda inclusive uma espécie de intervenção branca no rebanho boliviano. ‘Há cinco anos que estou brigando com o Ministério da Agricultura para que o Brasil passe a cuidar do rebanho boliviano. São apenas 8 milhões de cabeças, mas que colocam em risco as exportações brasileiras de carne’, diz Antenor Nogueira, do CNA.


Para Nogueira, o Brasil, que tem mais de 180 milhões de cabeças, não teria dificuldades em ‘adotar’ os 8 milhões de bovinos da Bolívia. ‘Temos informação de que foi descoberto um novo foco a 200 km do primeiro´´, disse Nogueira.

Todos os comentários

Código Aberto

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem