Terça-feira, 16 de Julho de 2019
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1045
Menu

CURADORIA DE NOTíCIAS >

Guerra por controle de jornal argentino gera vandalismo

Por Carlos Castilho em 08/07/2016 na edição 910

As instalações do jornal Tiempo Argentino foram praticamente destruídas por um ataque de vândalos contratados por um dos grupos empresariais que disputam o controle da publicação. O ataque teve características de uma ação mafiosa a margem da lei mas com a aparente cumplicidade da policia. Tiempo Argentino está em crise desde o início do ano quando o jornal foi vendido pelos antigos donos, os empresários Sergio Szpolski e Matías Garfunkel a Mariano Martínez Rojas , um comerciante sem nenhuma experiência na imprensa.

A troca de proprietários criou um vácuo financeiro que deixou os jornalistas cinco meses sem salários até que eles decidiram formar uma cooperativa para manter o jornal em circulação. A empresa Tiempo Argentino integra um grupo de mídia da qual faz parte também a revista Veintitres. Os empresarios Szpolski, Garfunkel e Rojas tem um currículo cheio de problemas judiciais, policiais e financeiros, o que ajudou a transformar a disputa pelo controle do Tiempo numa guerra nebulosa onde lei e condutas mafiosas se misturam.

Os antigos donos do jornal apoiavam o governo de ex-presidente Cristine Kirchner. O ataque desta semana contou com a participação direta de Mariano Martinez Rojas. As maiores vítimas da depredação foram os jornalistas da cooperativa que já não tinham salários e agora perderam também os instrumentos de trabalho.

Mais detalhes em https://www.opendemocracy.net/democraciaabierta/sebasti-n-de-toma/violent-attack-to-press-freedom-in-argentina

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem