Quarta-feira, 20 de Setembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº958

DIRETóRIO ACADêMICO > INFORMAÇÃO, COMUNICAÇÃO E CULTURA

Pesquisadores realizam mapeamento da EPC no Brasil

Por Anderson Santos em 14/10/2014 na edição 820

Mapear os caminhos dos estudos da Economia Política da Informação, da Comunicação e da Cultura em quase três décadas no Brasil. Este é o objetivo dos pesquisadores Anderson David G. dos Santos (mestre e professor da Ufal) e Joanne Mota (mestranda na UFS) em investigação iniciada em 2014 e cujo primeiro artigo foi apresentado no Congresso Nacional da Intercom em setembro, em Foz do Iguaçu, PR.

O artigo “10 anos da ULEPICC-Br: contribuições para o desenvolvimento da EPC no Brasil“ conta a trajetória da principal associação dos pesquisadores da área, destacando-a como oriunda de um processo de formação de uma rede de pesquisadores latino-americanos, partindo do Brasil, e que foi fundamental para a manutenção deste estudo crítico em comunicação.

A entidade comemora 10 anos de existência em 2014 e é pelo histórico dela que se analisa tanto as discussões geradas em seus espaços acadêmicos quanto a participação no âmbito político-institucional do país, caso do apoio ao Projeto de Lei de iniciativa popular da Mídia Democrática e a ocupação de uma das cadeiras na representação acadêmica do Comitê Gestor da Internet do Brasil (CGI.br).

O objetivo do levantamento histórico da EPC é necessário, segundo os autores, devido a duas coisas: “seja para apontar suas relações com os outros campos do conhecimento já constituídos, ou para sistematizar como se organiza a produção acadêmica no Brasil a partir deste eixo teórico-metodológico” (SANTOS, MOTTA, 2014, p. 1).

O objetivo principal

O mapeamento iniciou com a análise do capítulo Brasil da ULEPICC e da revista EPTIC-Online, esta com 15 anos de existência, e cuja primeira parte da análise (10 anos) será apresentada no encontro bianual da associação, no final de novembro, no Rio de Janeiro.

Outro ponto que é do interesse d@s autor@s é verificar como está a produção na EPC no que tange à participação de pesquisadores, grupos de pesquisa e instituições por Estado. Assim, aproveitam para convidar interessados a realizar o mapeamento em nível estadual, com destaques para Sergipe, São Paulo, Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro, Brasília, Bahia e Piauí, onde já identificaram pesquisas sob este eixo teórico-metodológico.

O trabalho entre os dois está situado nos eventos realizados no Brasil e principal revista internacional do EPC. Além disso, segundo Joanne: “Não perderemos de vista as conexões e influências das principais correntes e escolas de pensamento do Campo da Comunicação na América e Europa.”

A posição do eixo teórico-metodológico no campo comunicacional é objetivo principal da pesquisa de Joanne no mestrado em Sergipe, que terá uma amplitude maior que o trabalho realizado. De acordo com a pesquisadora, “a parceria construída até aqui contribui, de forma significativa, para um dos eixos do meu trabalho no mestrado, que é situar a EPC no interior do Campo da Comunicação no Brasil, suas contribuições e trajetória e a inserção do referido Campo na América Latina”.

Contatos

O artigo apresentado no Congresso da Intercom está disponível nos anais do evento: http://migre.me/lX4dl.

Para entrar em contato para críticas a este artigo, sugestões à área e/ou participação no projeto, enviem e-mail para: andderson.santos@gmail.com e joannemota@gmail.com.

******

Anderson David G. dos Santos é professor da Universidade Federal de Alagoas, jornalista e mestre em Ciências da Comunicação

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem