Terça-feira, 26 de Setembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº959

DIRETóRIO ACADêMICO > THE WASHINGTON POST

A pior cobertura dos últimos tempos

11/10/2005 na edição 350

Michael Getler prepara-se para deixar o Washington Post após cinco anos no cargo de ombudsman. Na coluna desta semana [9/10/05], ele relembra os principais eventos que cobriu neste período e aborda mais profundamente aquele que, na sua opinião, mais marcou a imprensa americana nas últimas décadas.

Logo que assumiu o posto, em novembro de 2000, Getler enfrentou a conturbada disputa presidencial entre George W. Bush e Al Gore. Pouco menos de um ano depois veio o 11 de setembro e, em seguida, as guerras no Afeganistão e Iraque. ‘Estes últimos três eventos acabaram dominando muitas destas colunas’, diz o ombudsman. Ele acredita que diversos outros temas importantes ficaram de fora dos textos em função disso, mas estas eram questões que simplesmente não se esgotavam – em especial, a guerra do Iraque.

‘Eu fico voltando a este assunto em parte porque os leitores continuam a me mandar questões sobre ele, mas também porque eu não consigo pensar em uma história nos últimos 40 anos que ofereça mais sinais de alerta para o jornalismo e para o papel da imprensa na nossa democracia’, afirma. Guerras sempre geram grandes histórias, grande reportagens, grandes coberturas. Uma guerra como a iniciada em 2003 pelo governo Bush gera histórias ainda maiores, simplesmente porque seus motivos são, até hoje, duvidosos.

A existência de armas de destruição em massa no território iraquiano nunca foi comprovada, apesar da certeza com que as autoridades americanas apresentaram a justificativa no período pré-guerra. A atuação da imprensa, por sua vez, também foi questionável. ‘Como um sistema inteiro de governo e uma imprensa livre procuram algo e falham em notar, ou até em nos avisar, que este algo não estava ou poderia não estar lá?’, pergunta Getler.

Muito já foi escrito sobre esta questão – incluindo algumas dezenas de colunas deste ombudsman. Quando olha para trás, entretanto, Getler não vê o assunto como terminado. Para ele, a cobertura do período pré-guerra do Iraque é ‘de longe a mais importante e mais decepcionante performance da imprensa’ dos EUA.

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem