Domingo, 22 de Outubro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº962

DIRETóRIO ACADêMICO > PRÊMIO ADELMO GENRO FILHO

Anunciados os vencedores de 2010

Por Rogério Christofoletti em 12/10/2010 na edição 611

A Associação Brasileira de Pesquisadores em Jornalismo (SBPJor) anunciou hoje (7/10) os vencedores do Prêmio Adelmo Genro Filho de Pesquisa em Jornalismo de 2010. Nesta quinta edição, foram inscritos 49 trabalhos, novo recorde para a premiação. As inscrições vieram de 29 instituições em onze estados brasileiros e Portugal.

Na Categoria Iniciação Científica, competiram 19 artigos e a vencedora foi Rozana Ellwanger, da Universidade de Santa Cruz do Sul (Unisc). Intitulado ‘Perdão, leitores: uma análise da crítica política na seção opinativa do Coojornal‘, o trabalho foi orientado pela professora Veridiana Pivetta de Mello. A comissão de avaliação foi presidida por Márcia Benetti Machado (UFGRS-RS) e composta ainda por Luciana Mielcnizuk (UFSM) e Victor Gentilli (Ufes).

O maior número de concorrentes estava na categoria Mestrado: 26 dissertações. A vencedora foi ‘Objetividade jornalística: o debate contemporâneo do conceito’, de Ben-Hur Demeneck (UFSC). O trabalho foi orientado pelo professor Orlando Tambosi, e os avaliadores foram Ângela Felippi (Unisc), que presidiu os trabalhos, Carla Andrea Schwingel (FTC) e Álvaro Larangeira (UTP). A comissão ainda atribuiu menção honrosa à dissertação ‘Teoria e História do Jornalismo: Desafios epistemológicos’, de Felipe Pontes (UFSC), orientado por Gislene da Silva.

Quatro teses concorreram na Categoria Doutorado. Os professores Zélia Leal Adghirni (UnB), José Salvador Faro (Umesb) e Beatriz Marocco (Unisinos) apontaram como vencedor o trabalho ‘Radiojornalismo hipermidiático: tendências e perspectivas do jornalismo de rádio all news brasileiro em um contexto de convergência tecnológica’, de Débora Cristina Lopez, orientada na UFBA pelo professor Othon Jambeiro.

Entrega dos prêmios será em São Luís

A Diretoria e o Conselho Científico da SBPJor indicaram ainda o PAGF 2010 Categoria Sênior para o professor Muniz Sodré de Araújo Cabral (UFRJ) por sua densa, abrangente e influente trajetória na pesquisa em jornalismo. Muniz Sodré tem quarenta anos de carreira acadêmica. É graduado em Direito pela UFBA, mestre em Sociologia da Informação e Comunicação pela Universidade de Paris IV, a Sorbonne, e doutor em Ciência da Literatura pela UFRJ, onde também é professor titular e Livre-Docente em Comunicação. É autor de quase quarenta livros, muitos dos quais referenciais para o Jornalismo. Bolsista de Produtividade em Pesquisa do CNPq – Nível 1A, Muniz Sodré recebeu diversos prêmios e títulos, entre os quais o de doutor honoris causa pela UFBA e o Prêmio Luiz Beltrão de Maturidade Acadêmica, concedido pela Intercom. Versado em sete idiomas, Muniz Sodré é conhecido por sua erudição, livre trânsito entre as áreas e simpatia. Atualmente, preside a Fundação Biblioteca Nacional, órgão vinculado ao Ministério da Cultura.

Os vencedores do PAGF 2010 receberão seus prêmios no dia 8 de novembro durante o 8º Encontro Nacional de Pesquisadores em Jornalismo, que acontece em São Luís, na Universidade Federal do Maranhão (UFMA).

******

Jornalista e professor da Universidade Federal de Santa Catarina

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem