Cinema pós-moderno | Observatório da Imprensa - Você nunca mais vai ler jornal do mesmo jeito
Sexta-feira, 17 de Agosto de 2018
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1000
Menu

DIRETóRIO ACADêMICO > GÊNEROS INTERLIGADOS

Cinema pós-moderno

Por Thamiris Magalhães de Sousa em 10/11/2009 na edição 563

Quando se está assistindo a um filme, não é muito difícil saber em que gênero ele se enquadra. Romance, aventura, suspense, terror, animação, drama e ficção são características peculiares que qualquer pessoa consegue distinguir quando está na frente da telona.

Mas, e quando não dá para saber qual a característica de um determinado longa-metragem, tendo ele muitos gêneros interligados? Estes são os dispensáveis à regra, sendo ao mesmo tempo comédia, aventura, suspense, unindo diversas temáticas e estilos em um só. São os chamados típicos filmes pós-modernos.

Ausente de qualquer tentativa de definição, o cinema pós-moderno surge como uma forma de derrubar todas as barreiras e conceitos. Se alguém desejar analisar um filme típico pós-moderno buscando respostas intermináveis para as perguntas que surgirão, esta será uma tentativa frustrada, já que a pós-modernidade – principalmente no cinema – é um assunto bastante complexo, proporcionando mais perguntas que respostas.

Tendo como características principais a heterotopia, (vários mundos em um só), simulacro (irrealidade que acaba sendo melhor que a realidade), pastiche (colagem estilística sem intenção de elogiar ou criticar; trata-se de uma homenagem), alinearidade, utopia, anarquia e desafeto, o cinema pós-moderno ainda gera muitas controvérsias. Uma coisa, porém, é fato: a pós-modernidade é o período histórico surgido mais especificamente na década de 50, quando, por convenção, se encerra o modernismo.

Nada mais antimoderno do uma visão centrada

Sequências rápidas, sem muita ligação entre si, mas causadoras de um prazer momentâneo no telespectador, são características dos filmes típicos pós-modernos. Mas, as características desses longas vão muito além das acima citadas. A ausência de um sentido moral e profundo dos problemas sociais, além da existência de uma crítica velada, também faz parte das características dos filmes típicos pós-modernos. Enquadram-se, portanto, nesta linha os filmes surgidos a partir dos anos 50.

Muitos acreditam que a pós-modernidade seja o oposto da modernidade, surgindo após este período. Outros afirmam algo como: não dá para falar de modernidade sem antes conhecer a pós-modernidade. Há ainda os que acreditam que a pós-modernidade seja intrinsecamente paradoxal, possuindo características opostas. E, quando se trata de pós-modernidade no cinema, as divergências só fazem aumentar.

No entanto, pode-se arriscar dizer que uma das características dos filmes típicos pós-modernos é a existência de vários gêneros cinematográficos em uma mesma película. Se há suspense, aventura, ficção, comédia, drama e outros estilos, causando uma confusão na cabeça do telespectador, com certeza o filme é típico pós-moderno.

Contudo, para tentar entender a pós-modernidade – se é que isso é possível – não basta estudar o assunto, mas, também, assimilar tudo o que se passa ao redor. Deve-se observar o mundo através das mais variadas possibilidades, dos mais diversos ângulos. Pois não há nada mais antimoderno do que ter uma visão centrada do mundo.

******

Estudante de Jornalismo na Universidade da Amazônia, Belém, PA

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem