Quinta-feira, 21 de Setembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº958

DIRETóRIO ACADêMICO > CRIMES NA REDE

Google conta com ONGs para monitorar Orkut

11/09/2007 na edição 450

O Google procura parceiros no Brasil para ajudar na identificação de conteúdo ilegal no sítio de relacionamentos Orkut, noticia Romina Nicaretta [Bloomberg, 5/9/07]. A empresa permitirá que ONGs brasileiras monitorem o Orkut a fim de denunciar comentários e comunidades que incitem atividades ilegais, para que estas informações possam ser usadas em ações legais futuras.

‘A parceria, inicialmente, visa combater conteúdo relacionado a pedofilia e pornografia infantil’, afirmou Alexandre Hohagen, diretor-geral da unidade do Google no Brasil, durante conferência em São Paulo na semana passada.

Combate

O gigante de buscas está ampliando esforços para reduzir conteúdo ilegal no Orkut. Promotores federais de São Paulo abriram recentemente uma ação civil contra a unidade brasileira do Google, acusando a empresa de não cooperar com o fornecimento de dados sobre 233 pessoas suspeitas de usar a comunidade virtual para cometer crimes. A diretora legal da unidade brasileira, Aline de Almada Messias, informou que o Google está em negociações com os promotores para pôr fim ao processo.

Este ano, o Google concordou em trabalhar em parceria com autoridades de determinados estados brasileiros para facilitar a retirada de conteúdo ofensivo do Orkut. Enquanto nos EUA e Reino Unido imperam as redes de relacionamento My Space e Facebook, no Brasil o Orkut é sucesso absoluto. Segundo Hohagen, o sítio tem 20 milhões de usuários brasileiros.

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem