Quarta-feira, 22 de Novembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº967

DIRETóRIO ACADêMICO > LÍBIA

Governo promote libertar jornalistas do NYT

18/03/2011 na edição 633

Forças de segurança leais ao líder líbio Muamar Kadhafi afirmaram nesta sexta-feira [18/3] que irão libertar os quatro jornalistas do New York Times que estavam desaparecidos desde o início da semana. Editores do jornalão perderam contato com Anthony Shadid, chefe da sucursal de Beirute, os fotógrafos Tyler Hicks e Lynsey Addario e o videorepórter Stephen Farrell na terça-feira. Eles estavam na cidade portuária de Ajdabiya, onde cobriam o embate entre rebeldes e partidários do ditador.


Saif al-Islam, filho de Kadhafi, havia afirmado, em entrevista à correspondente da ABC Christiane Amanpour, que os jornalistas estavam sob custódia de forças líbias. Em um artigo em seu site, o New York Times afirmou que, na noite de quinta-feira [17/3], oficiais do governo líbio garantiram ao Departamento de Estado americano que os quatro seriam libertados.


Portis Hicks, pai de Tyler, afirmou que seu filho ligou para ele ainda sob custódia líbia, na quinta-feira. Ele disse que o filho estava bem de saúde e sendo bem tratado. Segundo Buddy Shadid, pai de Anthony, o jornal foi cuidadoso em anunciar que havia encontrado os profissionais ‘por conta das negociações delicadas’. ‘Ao que parece, as Nações Unidas e a Turquia e alguns outros países pressionaram o governo líbio para libertá-los’. Com informações da Associated Press [18/3/11].

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem