Segunda-feira, 16 de Julho de 2018
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº995
Menu

DIRETóRIO ACADêMICO > TELETIPO

Grupo analisa impacto da rede em notícias locais

15/04/2008 na edição 481

A Fundação John S. and James L. Knight e o Instituto Aspen, nos EUA, anunciaram a criação de uma comissão para analisar se, com o crescimento do uso da internet como fonte de notícias, as pessoas têm conseguido obter informações locais necessárias para tomar decisões em suas comunidades. O grupo será liderado pelo ex-procurador-geral Theodore Olson, que representou George Bush diante da Suprema Corte na contestação da eleição presidencial de 2000, e por Marissa Mayer, vice-presidente de experiência do usuário do Google.

Segundo a Fundação, Olson foi escolhido por sua experiência com questões da Primeira Emenda e Marissa, por sua experiência com as novas mídias tecnológicas. De acordo com pesquisa do Pew Research Center, em 2006, 31% dos americanos tinham a internet como fonte regular de notícias – contra 20% em 2000. Já a leitura de jornais caiu de 47% em 2000 para 40% seis anos mais tarde. ‘Com a diminuição de jornais e canais de TV locais nos EUA, há também a diminuição de informações locais e cívicas’, explica Alberto Ibarguen, presidente da Fundação. ‘Quais são as conseqüências disso?’. A comissão, que ainda escolherá seus outros membros, deverá recomendar ações, em diversas áreas, para ajudar as pessoas a encontrar as informações de que precisam para viver melhor em sociedade. Informações de Jennifer C. Kerr [AP, 14/4/08].



Museu do jornalismo é inaugurado em Washington

Foi inaugurado na sexta-feira (11/4) o Newseum, museu em Washington dedicado à história e à memória do jornalismo. Com investimento de US$ 450 milhões, o moderno prédio na Avenida Pennsylvania abriga itens como um carro – cravejado de balas – usado por jornalistas americanos nos Bálcãs e um telefone usado pelo magnata de mídia Rupert Murdoch para fazer acordos multibilionários, além de pedaços do muro de Berlim e de uma torre de comunicação dos ataques de 11 de setembro.

Em meio a homenagens a jornalistas mortos em serviço, o museu procura atrair o público com cinemas 4-D e atividades interativas – como um jogo em que o participante tem que solucionar dilemas éticos com relação à publicação de textos e fotos. A inauguração foi marcada por discursos do presidente da Suprema Corte, John Roberts, do prefeito de Nova York e fundador da Bloomberg, Michael Bloomberg, e de Rupert Murdoch, presidente do grupo de mídia News Corporation. Informações de Ewen MacAskill [The Guardian, 12/4/08].

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem