Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº970

DIRETóRIO ACADêMICO > THE WASHINGTON POST

Quando uma foto vale por muitas reclamações

19/02/2008 na edição 473

A cobertura presidencial americana foi mais uma vez tema da coluna de domingo [17/2/08] da ombudsman do Washington Post, Deborah Howell. Segundo ela, os leitores são supersensíveis a qualquer tendência minimamente percebida em relação a seu candidato favorito – desde uma foto a detalhes de gráficos. Muitos deles não gostaram da capa do último domingo (10/2), com matéria sobre a vitória do democrata Barack Obama nas primárias publicada logo abaixo de uma sobre a nomeação de Jim Zorn ao cargo de treinador do time de futebol americano Washington Redskins. ‘Já ouvi o argumento de que o Post tenta ser um jornal local. Neste caso, foi provinciano e demonstrou ter mente fechada’, comentou a leitora Saadia Mahmud.

Emilio Garcia-Ruiz, chefe da seção de esportes, defende-se. ‘O contexto da contratação do Redskins e o próprio fato foram uma surpresa, por isso para mim era de alto teor jornalístico. Também estávamos com política na capa há semanas e foi bom uma mudança’. Ainda assim, Deborah avalia que as vitórias de Obama mereciam mais destaque.

Equilíbrio

Outros leitores escreveram para perguntar sobre a ênfase dada a uma matéria publicada no dia seguinte (11/2) sobre a troca de coordenadores de campanha de Hillary Clinton, contrastando com a vitória de Obama nas primárias no Maine. Para Ed Thiede, chefe da seção de notícias que supervisiona o layout da capa, foi meramente uma decisão de equilíbrio entre os dois pré-candidatos: no dia anterior, havia sido publicada uma foto grande de Obama.

Já a edição de quarta-feira (13/2) continha uma foto grande de Obama sobre uma pequena do republicano John McCain. Três jornalistas, nenhum deles do Post, criticaram a escolha das fotos. Segundo Thiede, a escolha pode ser explicada pela disputa acirrada entre os candidatos democratas, enquanto McCain lidera folgado entre os pré-candidatos do Partido Republicano. Além disso, justifica ele, a foto de Obama era uma imagem forte, já que mostrava o candidato interagindo com eleitores em dia de primária.

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem