Quinta-feira, 25 de Abril de 2019
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1034
Menu

DIRETóRIO ACADêMICO >

Sapatada em Bush rende três anos de prisão a iraquiano

Por Leticia Nunes (seleção de textos) em 13/03/2009 na edição 528

Leia abaixo a seleção de sexta-feira para a seção Entre Aspas.


************


Folha de S. Paulo


Sexta-feira, 13 de março de 2009


 


SAPATOGATE
Folha de S. Paulo


Por ‘sapatada’ em Bush, jornalista é condenado a 3 anos de cadeia no Iraque


‘O jornalista iraquiano Muntader al Zaidi foi condenado ontem a três anos de prisão por ter atirado seus sapatos no ex-presidente George W. Bush – sob a lei local, crime de agressão a um chefe de Estado visitante.


Zaidi, aclamado como herói pelos críticos da invasão americana do Iraque, se declarou inocente à corte: ‘Minha reação foi natural, como qualquer iraquiano [faria]’.


O jornalista está preso desde 14 de dezembro, quando, durante uma entrevista coletiva, lançou seus sapatos no então presidente dos EUA, em viagem-surpresa ao Iraque. O ato é considerado uma ofensa grave no mundo árabe, dada a conotação de impureza do sapato.


O julgamento começou em 19 de fevereiro, e a sessão de ontem durou só uma hora. Zaidi foi ovacionado pelo público ao chegar, sob escolta policial, ao Tribunal Central Penal do Iraque -corte em Bagdá formada especialmente para grandes casos, inclusive de terrorismo.


Os juízes rejeitaram um dos principais argumentos da defesa, que, para descaracterizar o crime, sustentava que Bush não estava em visita oficial.


Segundo o tribunal, a pena de três anos (mínima de um máximo de 15 anos) foi branda porque Zaidi não tem antecedentes criminais. A defesa, que tentou reduzir a acusação de agressão para insulto, considerou a sentença severa e deve recorrer.


‘Zaidi só expressou seu sentimento’, disse à corte o advogado Dhiya al Saadi. ‘O que ele via, enquanto Bush falava sobre seus êxitos no Iraque, era o sangue dos iraquianos sob seus pés.’


‘Viva o Iraque’, gritou o jornalista -que tem 30 anos e trabalha para a TV árabe Al Bagdadia- ao ouvir o veredicto. Uma irmã do jornalista começou a chorar, e o irmão, Udai al Zaidi, atribuiu a decisão ‘de caráter político’ ao premiê iraquiano, Nuri al Maliki, aliado dos EUA.


Já Bush -que conseguira se desviar dos sapatos- foi, à época, irônico sobre o incidente. ‘Tudo que posso dizer é que [o sapato] era tamanho 41’, comentou em 14 de dezembro. Ontem, seu porta-voz, Rob Saliterman, só disse que se trata de ‘um assunto da Justiça iraquiana’.


A Federação Internacional de Jornalistas chamou a sentença de ‘desproporcional’. A Repórteres Sem Fronteiras condenou o ato de Zaidi, mas disse que ‘não se justifica essa condenação num país em que tantos assassinos de jornalistas escapam da Justiça’.


Pesquisa das redes ABC News, BBC e NHK divulgada ontem aponta que 62% dos iraquianos consideram Zaidi um herói, e 24% o veem como criminoso.’


 


 


TODA MÍDIA
Nelson de Sá


Vai durar?


‘No dizer do ‘New York Times’ no alto da home, ‘os investidores podem acabar se acostumando com todo essa coisa de otimismo’, mas também se perguntam, ‘vai durar?’. No enunciado do ‘Wall Street Journal’, o índice Dow Jones ‘estica sua corrida’ pelo terceiro dia. E no alto do ‘Financial Times’, ao lado do logo, o presidente do Fidelity, ‘Anthony Bolton, anuncia que o mercado bateu no fundo. De novo’.


Por aqui, manchete do Valor Online, ‘Bovespa tem novo pregão de alta e retoma os 39 mil pontos’.


SOBE-OU-DESCE


Às 10h, na manchete da Reuters Brasil, ‘Sinalizador da indústria sobe pelo segundo mês em fevereiro’. Já na Folha Online, ‘Emprego na indústria tem quarta queda consecutiva em janeiro’.


Às 17h, na Reuters Brasil, ‘Indústria corta, mas tenta se recuperar’. Na Folha Online, ‘80% dos empresários veem piora da crise no primeiro trimestre’.


SOBE-OU-DESCE 2


No topo das buscas de Brasil no Google News, com a agência Bloomberg, sobre o corte dos juros, ‘Banco Central do Brasil sinaliza que está pronto para reduzir taxa a um nível recorde’. Já na home do Terra, no fim do dia, com entrevista de um ex-integrante da equipe econômica, ‘Corte de juros não anima ninguém’.


ESTATIZA, OBAMA


Na home da Agência Brasil, ‘Banco do Brasil e Caixa acompanham a decisão do BC e reduzem juros’. Da parte dos demais, nada. E no blog Radar, postando o conselho que Lula promete levar à reunião com Obama: ‘Não adianta botar bilhões nesses bancos privados. Tem que estatizar.Vou levar o modelo do BB’.


HERÓI GLOBALA ‘Economist’ traz especial sobre empreendedores que vivem uma ‘renascença no mundo todo, apesar da crise’. Daqui, só um: Bento Koike, ‘um dos fabricantes mais bem-sucedidos de lâminas para turbinas de vento’. Formado pelo ITA, ele criou sua Tecsis do nada.


MAIS ESTÍMULO


A nova ‘Economist’ volta a tratar do G20 em editorial e longa reportagem, aproveitando que amanhã os ministros de finanças, Guido Mantega inclusive, têm uma reunião preparatória da cúpula. Alerta que a lista das ações que ‘os líderes estão desenhando é longa demais’ e pede para cortar para duas prioridades: um plano global de estímulo ampliado, como defende Barack Obama; e uma ‘frente unida contra o protecionismo’, como defendem Lula e a Organização Mundial do Comércio. Nada da regulação global pedida pelos europeus. Na reportagem, a revista nota que muita gente está apostando no êxito da cúpula.


ALGEMAS LÁ


Abrindo o texto da manchete do ‘NYT’: Em desgraça, o financista Bernard L. Madoff foi imediatamente algemado e levado para a cadeia depois da audiência em que se declarou culpado de vasto esquema Ponzi, que fraudou investidores em bilhões de dólares. Enquanto suas mãos eram algemadas nas costas, vítimas apontavam com satisfação. Quando foi levado, ao menos duas delas estavam em lágrimas. As algemas foram destaque aqui, por exemplo, no UOL. Mas não no ‘Jornal Nacional’.


UMA DÉCADA


O economista Nouriel Roubini, no blog, proclamou ontem que ‘Bernie Madoff é o espelho de uma economia Ponzi’, aquela em que as finanças americanas e outras viveram ‘por uma década ou mais’.


DEZ ANOS


Roubini, trazido ao Brasil por Pérsio Arida para dar visibilidade a seu novo fundo, declarou que ‘o Brasil está em melhor forma do ponto de vista de fundamentos do que há dez anos’, no destaque do ‘Valor’, ontem.


MODERNISMO


A nova ‘Economist’ saúda como as telenovelas, durante a ditadura, estimularam por aqui a contracepção e até uma maior independência das mulheres. E sugere agora, à Globo, um folhetim sobre ‘reforma tributária’.’


 


 


TELEVISÃO
Daniel Castro


Traço no Ibope, Record News empaca vendas


‘Lançada em setembro de 2007 com a presença do presidente Lula e ameaçando quebrar o ‘monopólio’ da Globo, a Record News ainda não saiu do traço no Ibope. O mau desempenho do canal de notícias, que estaria dando prejuízo a Edir Macedo, frustrou expectativas.


Na época, Walter Zagari, vice-presidente comercial da Record, afirmou que a meta era faturar R$ 100 milhões no primeiro ano. Zagari afirma agora que o canal faturou R$ 48 milhões em 2008, mas analistas do mercado duvidam.


Em seu melhor mês, a Record News teria faturado R$ 1,5 milhão. Não teria ultrapassado R$ 10 milhões no ano. O maior indicador de falta de dinheiro é a exibição, desde o início deste mês, de comerciais da Polishop, conhecida por pagar ‘preço de pinga’. A previsão para 2009 é faturar R$ 72 milhões. Zagari nega que a Record News esteja dando prejuízo, mas afirma que lucro também não há.


A Record News é um canal aberto e pago. Na TV aberta, sua média em 2008 foi de 0,25 ponto na Grande SP (7h/0h). Empatou com a Mix TV, de televendas. No cabo, o desempenho é pior. Em fevereiro, teve 6.284 telespectadores por minuto, na média diária (24 horas), somando São Paulo, Rio, Brasília, Belo Horizonte, Curitiba, Porto Alegre, Florianópolis e Campinas. A Globo News teve 27.491 telespectadores no mesmo período e cidades. Ou seja, quatro vezes mais.


TV PIRATA 1


Depois de declarar que a Polícia Federal poderá lacrar os transmissores digitais da TV Cultura, como se fosse TV pirata, o ministro Hélio Costa (Comunicações) deverá adotar discurso menos truculento, a pedido do Palácio do Planalto, que não quer transformar o caso em briga político-eleitoral.


TV PIRATA 2


A Cultura está transmitindo dois novos canais digitais em São Paulo, o que afronta norma editada em 27 de fevereiro pelo ministério -só TVs públicas federais podem fazer isso.


TV PIRATA 3


Ontem, desenhava-se o seguinte desfecho: a Cultura tiraria os canais do ar e receberia, logo em seguida, autorização para voltar a transmiti-los, para ‘fins científicos’.


MINISTRO GLOBAL


Um executivo de televisão que se reuniu nesta semana com o presidente Lula, em Brasília, não poupou críticas ao ministro Hélio Costa.


AMEAÇA


Depois de perder a vice-liderança para a Record, o SBT está sendo ameaçado pela Band. Anteontem, a Band o venceu por um décimo de ponto no Ibope (5,6 a 5,5), na Grande São Paulo, na média das 18h à 0h, ou seja, no horário nobre. Na média do dia (7h/0h), o placar foi de 5 pontos para o SBT, contra 3,2 da Band.


ALGO ERRADO


O SBT desistiu de ter Sérgio Abreu, 33, protagonista de ‘Revelação’, em papel central em sua próxima novela. O ator será substituído por Marcos Winter, 42, ex-Globo.’


 


 


Fernanda Ezabella


Cultura exibe curta de Glauber Rocha


‘No dia em que completaria 70 anos, o cineasta Glauber Rocha é homenageado com um ‘Zoom’ especial, na TV Cultura, amanhã, às 22h30. O programa é apresentado dentro do ‘Tempo Glauber’, um casarão do século 19 no bairro de Botafogo, que guarda o acervo do diretor e é organizado por sua mãe, Lúcia Rocha.


Há entrevistas com Carlos Reichenbach, Cacá Diegues e Zelito Viana, que produziu ‘Terra em Transe’ nos anos 60. ‘Até hoje o filme está vivinho da silva’, diz Viana. ‘Se você botar no cinema hoje, vai ver como as pessoas tomam um susto, de [ver] como [o filme] parece com o Brasil de hoje.’


Destaque do ‘Zoom’ é a exibição de ‘Pátio’, primeiro curta experimental de Glauber, rodado na Bahia, em 1959. Há também o curta ‘De Glauber para Jirges’, de André Ristum (2005), com trechos das cartas que Glauber enviava ao amigo e colaborador Jirges Ristum.


Ainda nas comemorações do aniversário, o Canal Brasil exibe a série em seis curtos episódios ‘Glauberianas’, de segunda a quarta, à 0h. O especial resgata parte do trabalho feito pelo cineasta no programa ‘Abertura’, veiculado na extinta TV Tupi, entre 1979 e 1980. Na sequência, à 0h15, o canal passa ‘Câncer’ (1972), filme de Glauber com Odete Lara, Hugo Carvana, Antonio Pitanga.


ZOOM – GLAUBER ROCHA


Quando: amanhã, às 22h30


Onde: Cultura


Classificação: 16 anos’


 


 


LIVROS
Mônica Bergamo


De volta


‘Mais mudanças no mercado editorial: o escritor Fernando Morais, autor de best-se ‘Olga’ e ‘O Mago’, está deixando a editora Planeta. Voltará a publicar seus livros pela Companhia das Letras.


A CAMINHO


Uma das ideias que Morais discute com o editor Luiz Schwarcz, da Companhia, é o lançamento de um livro-reportagem que conte a história dos cinco cubanos presos nos EUA acusados de espionagem internacional.’


 


 


 


************


O Estado de S. Paulo


Sexta-feira, 13 de março de 2009


 


RIQUEZA
AFP e AP, Cidade do México


Traficante aparece em lista da ‘Forbes’


‘A inclusão do mais procurado narcotraficante mexicano na lista das pessoas mais ricas do mundo da revista americana Forbes irritou ontem o governo mexicano.


Joaquín Guzmán, o chefão do poderoso Cartel de Sinaloa, aparece no 701º lugar do ranking da revista, com uma fortuna estimada em US$ 1 bilhão.


‘Agora até as revistas não só se dedicam a atacar, a mentir sobre a situação no México, mas também a exaltar criminosos, no que aqui consideramos um crime: a apologia à criminalidade’, queixou-se o presidente mexicano, Felipe Calderón.


Em resposta, o porta-voz do Departamento de Estado dos EUA, Robert Wood, negou que houvesse uma campanha contra o governo mexicano. ‘Temos preocupações com a violência na fronteira. Mas o governo do México já está tomando medidas para deter essa violência’, disse Wood.


O governo americano oferece uma recompensa de US$ 5 milhões pela captura de Guzmán, também conhecido como El Chapo (‘O Baixinho’). Ele está foragido desde 2001, quando escapou de uma prisão de segurança máxima escondido num carrinho de lavanderia, dias antes de ser extraditado para os EUA.


‘Em 2008, traficantes mexicanos e colombianos ?lavaram? entre US$ 18 bilhões e US$ 39 bilhões, obtidos em carregamentos (de droga) enviados para os EUA’, diz a Forbes. ‘Acredita-se que tenham passado pelas mãos de El Chapo algo entre um terço e a metade dessa quantia nos últimos oito anos.’


Guzmán não é o primeiro narcotraficante a ser incluído na lista da Forbes. Em 1989, o colombiano Pablo Escobar foi apontado como o 7º homem mais rico do mundo, com uma fortuna de US$ 25 bilhões.


GUERRA ÀS DROGAS


No ano passado, o número de mortos no México em conflitos entre narcotraficantes e tiroteios com a polícia foi de 5.400, o dobro do registrado em 2007. O aumento da violência relacionada aos cartéis da droga alimentou nos EUA o medo do contágio.


Em fevereiro, o governo americano anunciou que 755 pessoas foram presas e mais de 20 toneladas de drogas, apreendidas em 21 meses, numa operação para frear as operações do Cartel de Sinaloa em seu território.


Pouco antes, um relatório do Estado-Maior das Forças Armadas dos EUA havia defendido que, por causa do tráfico, o México deveria ser monitorado juntamente com o Paquistão – qualificando os dois países de ‘Estados falidos e à beira do colapso’. O relatório irritou Calderón.


Ao assumir o poder, em 2006, o presidente mexicano pôs em marcha um ambicioso projeto de combate ao narcotráfico enviando 45 mil homens para Estados onde a situação é crítica. Segundo sua versão, a violência é o efeito colateral dessa ação contra os cartéis.’


 


 


SAPATOGATE
Marc Santora, The New York Times, Bagdá


Repórter que atacou Bush pega 3 anos


‘Um jornalista iraquiano que foi virou herói em todo o mundo árabe por atirar seus sapatos contra o então presidente George W. Bush – que conseguiu se esquivar – durante uma vista que ele fez ao Iraque em dezembro, foi condenado ontem a 3 anos de prisão. Os advogados do repórter disseram que vão apelar da sentença.


O jornalista, Muntader al-Zaidi, declarou-se inocente, dizendo numa audiência no mês passado que fora dominado pela paixão por causa do sofrimento do povo iraquiano. ‘Naquele momento, tudo que eu via era Bush, e senti o sangue dos inocentes escorrendo por baixo de seus pés enquanto ele exibia aquele sorriso’, declarou.


Na época, o julgamento foi adiado enquanto um juiz determinava se a viagem de Bush ao Iraque era uma visita oficial de Estado, e a defesa argumentava que, por ter ocorrido na Zona Verde – que era então controlada pelos militares americanos – não se tratava de uma visita oficial ao Iraque.


O juiz Abdulamir Hassan al-Rubaie declarou no início da audiência de terça-feira que a visita de Bush era oficial e Zaidi era acusado de agressão contra um chefe de Estado visitante, um crime que pela lei iraquiana supõe uma pena máxima de 15 anos. Antes da leitura do veredicto, todos os jornalistas foram retirados do tribunal.


Momentos antes da decisão, houve uma breve confusão quando dezenas de parentes e simpatizantes do réu manifestavam sua indignação. ‘Maliki é o filho de um cão’, gritou uma mulher, referindo-se ao premiê Nuri al-Maliki.


Quando Zaidi arremessou seus sapatos contra Bush durante entrevista coletiva, em 14 de dezembro, o ato pareceu captar uma emoção profundamente sentida aqui. Uma estátua representando um grande sapato foi erguida em homenagem a Zaidi em Tikrit, ao norte de Bagdá, mas o Parlamento ordenou sua retirada. Zaidi, de 30 anos, está preso desde o incidente e seus advogados alegam que ele foi espancado na prisão.’


 


 


TECNOLOGIA
O Estado de S. Paulo


Apple lança novo sistema para iPhone


‘A Apple apresentará na próxima terça-feira a terceira versão do sistema operacional do iPhone e ferramentas de criação de softwares distribuídos pela Apple App Store. O lançamento acontece em meio à crise global, que atingiu as vendas do iPhone e outros smartphones. A companhia de pesquisa IDC reduziu a estimativa para o crescimento da venda desses aparelhos de 8,7% para 3,4% em 2009.’


 


 


TELES
Gerusa Marques


Cade cobra rapidez da Anatel no caso Oi-BrT


‘O presidente do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), Arthur Badin, cobrou rapidez da Anatel no envio ao Cade do processo de instrução sobre a compra da Brasil Telecom pela Oi. Ele disse esperar que a agência, ao analisar o negócio sob o ponto de vista da concorrência, mostre a mesma agilidade que teve quando examinou a operação sob o ponto de vista regulatório. A Anatel aprovou o negócio em dezembro, apenas um mês depois de receber o pedido da Oi e da BrT.


Desde então, a Anatel vem trabalhando na instrução do processo, que deve ser julgado pelo Cade sob o ponto de vista da concentração de mercado e dos efeitos do negócio sobre o nível de concorrência no setor de telecomunicações. Badin disse que não descarta a possibilidade de adotar medidas cautelares no processo, se a Anatel demorar para encaminhar o seu parecer.


Outro dispositivo de que o Cade pode lançar mão, de acordo com Badin, é de um novo Acordo de Preservação de Reversibilidade da Operação (Apro), instrumento usado para garantir que as empresas não adotem práticas que não possam ser desfeitas posteriormente, quando o processo for julgado. Em dezembro, o Cade adotou um Apro para garantir que fossem mantidas separadas as estruturas de acesso à internet da Oi e da Brasil Telecom, por ter identificado riscos à concorrência nesse segmento.


‘O Cade fez um Apro e pode fazer outro, se demorar muito. Pode dar medidas cautelares de acordo com a avaliação de urgência e plausibilidade do risco concorrencial’, afirmou Badin, durante intervalo do II Encontro da Advocacia Pública sobre Concorrência e Regulação, no auditório da Anatel.


A superintendente executiva da Anatel, Simone Scholze, rebateu as críticas de Badin à agência. Ela disse que a Anatel não tem nenhuma pendência com o Cade na instrução de processos de concentração no mercado de telecomunicações. ‘Não vamos atropelar as etapas do processo. O conselho diretor da Anatel e a área técnica têm prazos’, afirmou.


Simone acrescentou que os prazos da Agência variam de acordo com cada processo. ‘Existe uma tramitação normal na Anatel. Não existe nem celeridade, nem morosidade’, disse. Ela afirmou que o presidente do Cade encaminhou à agência uma lista de processos de concentração no mercado de telecomunicações e que a Anatel ainda está fazendo um levantamento sobre a situação de cada um deles. ‘A preocupação do Cade também é a nossa, de que tudo seja examinado de maneira séria e rigorosa’, disse Simone.


Badin disse ainda que a Associação Brasileira das Prestadoras de Serviços de Telecomunicações Competitivas (TelComp) – que reúne as concorrentes da Oi, da Brasil Telecom e da Telefônica – apresentou ao Cade um pedido de impugnação da compra da BrT pela Oi. Mas, segundo a TelComp, o que ela apresentou foi um estudo da Universidade de Brasília afirmando que o negócio prejudica a concorrência.’


 


 


TELEVISÃO
Keila Jimenez


Are baba X Ora, pois


‘Depois de uma estreia de sucesso em fevereiro, a audiência de Caminho das Índias em Portugal já assusta a TV lusitana SIC. Assim que entrou no ar, no dia 16 de fevereiro, a trama registrou share de 24% (participação no total de TVs ligadas) e audiência de 8%. De lá para cá, os índices da saga de Glória Perez – muito famosa em Portugal por causa de O Clone – vêm caindo gradativamente.


No final de fevereiro, Caminho das Índias chegou a registrar média de 5% de audiência. No início de março, segundo a medição de Ibope local, o folhetim bateu a casa dos 4%. Já o share caiu para 19% e não foi mais recuperado.


Vale citar que A Favorita encerrou sua jornada na SIC assustando o concorrência. Com share de 35% no horário, a novela de João Emanuel Carneiro foi líder na TV lusa por várias semanas.


Na tentativa de salvar seu horário nobre, a SIC trocou recentemente Caminhos de lugar com o folhetim português Podia Acabar o Mundo. A trama da Globo, que estreou às 22h45, passou recentemente para depois de meia-noite, considerado bom horário de novelas em Portugal.


A troca não surtiu resultado positivo ainda.’


 


 


 


************

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem