Sábado, 15 de Dezembro de 2018
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1017
Menu

DIRETóRIO ACADêMICO >

Três magnatas da mídia de olho no Newsday

27/03/2008 na edição 478

Um time de peso da mídia americana está de olho no Newsday, jornal de Long Island que pertence à Tribune Company: Rupert Murdoch, presidente da News Corporation, que possui o New York Post; Mortimer B. Zuckerman, empresário do ramo de imóveis e proprietário do Daily News; e James L. Dolan, cuja família controla a operadora de TV a cabo Cablevision, que tem uma emissora local em Long Island.


O processo de venda, descrito como um leilão no qual banqueiros de investimento estão negociando com um grupo seleto de compradores, envolve diversas possibilidades de acordos. Murdoch, por exemplo, considera uma joint venture entre o New York Post e o Newsday, unindo os departamentos administrativos dos dois jornais.


Panorama ruim


Na semana passada, a Tribune divulgou resultados de 2007 que, à primeira vista, não animariam nenhum comprador. A empresa, que está, desde o fim do ano passado, sob o controle de Samuel Zell, magnata do ramo imobiliário, registrou prejuízo de US$ 78,8 milhões no último trimestre de 2007. No mesmo período do ano anterior, foi registrado lucro de US$ 239 milhões. Em todo o ano de 2007, os lucros da Tribune foram de apenas US$ 86,9 milhões – em 2006, foram de US$ 594 milhões.


Os jornais da Tribune, que incluem o Chicago Tribune, o Los Angeles Times e o Orlando Sentinel, estão perdendo lucros publicitários mais rapidamente que outras organizações da indústria jornalística. Isto se deve, em parte, à crise no mercado imobiliário que atingiu a Califórnia e a Flórida em 2007. No ano passado, Zell havia anunciado que não tinha planos de vender nenhum jornal do grupo. Porém, em recentes visitas a alguns deles, o empresário percebeu que a situação financeira era pior do que havia antecipado, e estaria revisando suas intenções.


Paradoxo


O Newsday é provavelmente um dos diários mais lucrativos da Tribune, na avaliação do analista de mídia John Morton, devido à localização geográfica de sua distribuição, perto da cidade de Nova York. Pessoas envolvidas na venda do jornal não comentaram o valor do negócio. Para Morton, o diário seria vendido por US$ 350 a US$ 400 milhões, embora seja difícil especular o valor porque a Tribune não divulga o desempenho individual de suas publicações. ‘Há cinco anos, eu diria US$ 1 bilhão, mas estes foram cinco anos muito difíceis para a Tribune’, opina. Analistas alegam que o paradoxo de se vender a publicação mais lucrativa pode ser explicado pela necessidade de conseguir dinheiro a curto prazo.


Long Island tem cerca de três milhões de habitantes. O Daily News e o New York Post competem por leitores e anunciantes na cidade de Nova York e a disputa parece ser acirrada pelo Newsday, que tem tiragem de 387 mil cópias nos dias de semana – a 10ª maior do país. O Daily News tem a 5ª maior tiragem em dias de semana dos EUA, com 681 mil exemplares, e o New York Post, a 6ª, com 667 mil. Em 2007, o Daily News apresentou uma boa tiragem dominical – 726 mil cópias aos domingos, dia mais lucrativo para anúncios publicitários. Informações de Tim Arango e Richard Pérez-Pena [The New York Times, 21/3/08].

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem