Quarta-feira, 14 de Novembro de 2018
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1013
Menu

E-NOTíCIAS >

Gráfica derruba Google

Por OG em 23/10/2012 na edição 717

Um erro da empresa gráfica RR Donnelley, que lida com documentos financeiros, fez com que os papéis da Google despencassem 10,52% ontem durante o pregão na bolsa eletrônica Nasdaq. O lucro líquido de US$ 2,18 bilhões no terceiro trimestre – queda de 20% frente ao mesmo período de 2011 – só seria divulgado após o fechamento do mercado, mas a RR Donnelley enviou a declaração à Securities and Exchange Commission (SEC, órgão regulador do mercado americano) sem autorização, horas antes do esperado. Às 12h50, no horário local, as negociações do papel da gigante de buscas da internet foram suspensas à espera de informações oficiais e só foram retomadas às 15h20, após o documento final ser divulgado, com uma declaração do diretor-executivo da Google, Larry Page. Com o desempenho abaixo das expectativas, as ações da companhia fecharam o dia em queda de 8%, cotadas a US$ 695, o que resultou numa perda de US$ 19,8 bilhões em valor de mercado. A empresa é a terceira mais valiosa no setor de tecnologia, atrás de Apple e Microsoft.

“A RR Donnelley nos informou que havia entregue o nosso rascunho de declaração, sem autorização”, disse a Google em um curto comunicado.

A receita líquida do terceiro trimestre ficou em US$ 11,3 bilhões, abaixo dos US$ 11,9 bilhões esperados por analistas de Wall Street. Os ganhos por ação foram de US$ 9,03, menores que os US$ 10,65 esperados.

“Tivemos um trimestre forte. As receitas cresceram 45% no ano e, em apenas 14 anos, tivemos nossa primeira receita trimestral (bruta) de US$ 14 bilhões. Eu estou feliz com o progresso”, declarou Page no documento oficial dos resultados.

Mas, para analistas, o resultado é ruim e um claro sinal de que as ferramentas da Google estão se tornando menos valiosas para os anunciantes, enquanto os custos de expansão para novos negócios estão prejudicando a rentabilidade da companhia.

– Os preços dos cliques caíram pelo quarto trimestre, após terem subido por oito trimestres consecutivos antes disso. Isso é negativo – disse o analista Colin Gillis, do BCG.

– Google e Facebook confiam demais em publicidade na internet -afirmou Scott Kessler, analista da S&P Capital IQ.

Perdas com Motorola Mobility

A Motorola Mobility, que a Google adquiriu por US$ 12,4 bilhões em maio, teve um papel importante no resultado do terceiro trimestre. Foi a primeira vez que os números da empresa, que teve perda operacional de US$ 527 milhões, foram incluídos no balanço.

– Quando você adquire um negócio e está perto de demitir várias pessoas e fechar escritórios, você sabe o que acontece com funcionários? Eles param de prestar atenção. As vendas (da Motorola Mobility) caíram – avaliou Gillis.

No início da noite, Page participou da apresentação dos resultados da Google e se desculpou pela confusão durante a tarde. Sem citar a queda nos preços dos cliques ou os problemas na Motorola Mobility, o executivo preferiu apontar o rumo que a empresa deve seguir: a mobilidade.

– Estamos vendo grandes inovações que nos ajudam a monetizar dispositivos móveis mais efetivamente que desktops – afirmou, lembrando que a receita com dispositivos móveis atingiu US$ 8 bilhões, muito acima dos US$ 2,5 bilhões do ano passado.

A RR Donnelley disse à CNBC que está investigando a liberação do documento antes do previsto: “Estamos empenhados em uma investigação para determinar como isso ocorreu”.

Enquanto isso, os investidores procuram um culpado:

– Todo mundo está tentando descobrir se existe algum problema legal no erro da RR Donnelley – disse Michael Matousek, operador da U.S. Global Investors.

Segundo advogados, a RR Donnelley pode sofrer um processo por negligência e ter que recuperar perdas da Google. O resultado da gigante de buscas afetou os demais papéis da Nasdaq, cujo índice encerrou em queda de 1%.

Microsoft também desaponta

Na quinta-feira [18/10], depois do fechamento do mercado, a Microsoft também apresentou números desanimadores do terceiro trimestre. O lucro líquido da companhia recuou 22% em relação ao mesmo período do ano passado, de US$ 5,7 bilhões para US$ 4,47 bilhões, ou US$ 0,53 por ação, menos que os US$ 0,56 esperados por analistas. De acordo com companhia, o mau resultado foi causado pela decisão dos consumidores de adiarem compras no período à espera do novo sistema operacional Windows 8, que será lançado na próxima semana.

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem