Domingo, 16 de Junho de 2019
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1041
Menu

E-NOTíCIAS >

Novo assalto à privacidade das famosas

Por Rosa Jiménez Cano em 30/09/2014 na edição 818

De novo um fórum underground, 4Chan, e de novo fotos de famosas nuas. Três semanas depois do primeiro ataque à intimidade de algumas celebridades, a situação volta a se repetir. A cantora Rihanna, a estrela dos reality Kim Kardashian e a hoje estilista Mary-Kate Olsen são algumas das afetadas em um novo ataque à privacidade de atrizes famosas. A cantora Avril Lavigne e a atriz Jennifer Lawrence, que já foram vítimas, veem como novamente são difundidas imagens sem seu consentimento. No caso de Kardashian são imagens nas quais aparece nua, no de Mary-Kate Olsen, também se incluem vídeos.

Segundo o site UpRoxx, as imagens foram publicadas inicialmente no 4Chan e apagadas pouco minutos depois, mas isso não impediu que chegassem também ao Reddit, um fórum popular dos Estados Unidos, de onde também já foram retiradas. O principal portal de fofocas, TMZ, também informou sobre o vazamento.

Pena de prisão

Embora a identidade dos atacantes não esteja clara, suspeita-se do mesmo grupo que realizou o primeiro vazamento no começo do mês. A tese seguida até o momento é que o ataque foi realizado com objetivos muito concretos, uma lista de famosas, usuárias de iPhone e que, por isso, armazenavam suas imagens no iCloud, o site para armazenamento na nuvem da Apple. Uma circunstância que obrigou Tim Cook, diretor-executivo da Apple, a pedir desculpas e prometer melhorias na segurança do serviço. Medidas que adotou depois de uma forte queda no valor de suas ações poucos dias antes de lançar o iPhone 6.

BGR, um meio especializado em tecnologia, acha que a magnitude do erro é superior ao previsto inicialmente e reaviva a possibilidade de que se trate de um ataque de “força bruta”.

A ganhadora do Oscar Jennifer Lawrence e Kate Upton, através de seus advogados, anunciaram a princípio de setembro que iam entrar na justiça pela violação de sua intimidade, tanto dos que roubaram suas fotografias íntimas quanto daqueles que as difundiram pela rede. É preciso lembrar que as penas para este tipo de delito nos EUA pode chegar a 10 anos de cadeia, como aconteceu em 2012, quando os computadores das atrizes Scarlett Johansson e Mila Kunis foram acessados sem permissão.

******

Rosa Jiménez Cano, do El País, em San Francisco

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem