Sexta-feira, 24 de Novembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº967

E-NOTíCIAS > ENTREVISTA / JONES ALMEIDA

‘A internet é uma via de mão dupla’

Por Daniel Ferreira em 02/02/2010 na edição 575

Um dos responsáveis pelo lançamento do portal de notícias Classe Política, o jornalista Jones Almeida é o primeiro entrevistado do mais novo canal de jornalismo da Bahia. O diretor de comunicação do Classe Política apresenta aos internautas o projeto que vem sendo desenvolvido há quase dois anos por ele, o mercadólogo Lucas Calixto e o signatário.

Almeida fala da importância da internet dentro do contexto econômico, social, político e cultural do mundo hoje. Apresenta a proposta editorial do portal de notícias e afirma que o novo canal de informação da Bahia deve surpreender muita gente.

***

Como surgiu a idéia do Classe Política para a Bahia?

Jones Almeida – É um projeto que vínhamos pesquisando há mais de um ano e meio, tínhamos que fazer algo que pudesse ser diferente, inovador, algo que tivéssemos certeza que seria sedutor para o internauta, algo que o internauta tivesse a oportunidade de participar ativamente das notícias, opinando sobre os acontecimentos do cotidiano, participando do noticiário. Então, com esta proposta, vamos, juntos com os internautas, construir o dia a dia com base na verdade dos fatos. Porque nossa preocupação será sempre com a responsabilidade da informação, onde prevalecerá sempre a neutralidade num espaço democrático, plural e participativo.

Esse estudo de mercado levou quanto tempo?

J.A. – Há um ano e meio estamos desenvolvendo este projeto na busca de trazer para a Bahia o que há de mais moderno e inovador na internet, como os recursos de interatividade e multimídia. Neste caso, estamos estreando com a Classe TV ao vivo, inicialmente com programação aos domingos das 20h às 21h. Na Classe TV, de início, teremos um programa interativo sobre o esporte. Temos também a Rádio Classe. Nela estamos com o programa Central da Bola, das 17 às 18 horas. O programa é uma resenha esportiva comandado por uma equipe dinâmica e profissional. A Rádio Classe também conta com o programa Classe Notícias, das 9 às 10 horas e com web rádio tocando músicas ao vivo 24 horas. Em breve a Classe TV vai ter um programa especifico de notícias. Assim como o portal de notícias, toda nossa programação é interativa, com a participação democrática do internauta.

Desenvolver um leiaute, junto com um sistema, que atenda a demanda do mercado, apresentando leveza, rapidez, responsabilidade, dinamismo e profissionalismo, além de agregar ferramentas multimídia, nem sempre é fácil. Quais foram às dificuldades encontradas no projeto?

J.A. – Nunca é fácil desenvolver e implementar um projeto, porém é sempre desafiador, prazeroso e gratificante. Sempre há obstáculos a serem superados. Graças a Deus todos os obstáculos que enfrentamos até então conseguimos superá-los com sabedoria, paciência e força de vontade. E não foram poucos. Desenvolvemos um portal com o que há de mais moderno no mercado. Nele, buscamos justamente estas características listadas por você: leveza, rapidez, responsabilidade, dinamismo e profissionalismo, dentre outros. Então, não há nada na vida que seja fácil. Mas estamos preparados para enfrentar e superar os obstáculos. Espero que a Bahia abrace o portal Classe Política com a gente, e o mercado publicitário também, pois nele há muito amor, carinho, dedicação e respeito ao cidadão e a informação.

A internet está em franca expansão no Brasil e, em especial, na Bahia. Como analisa esse cenário, onde os jornais impressos no mundo todo têm perdido espaço para a internet?

J.A. – A internet é um fenômeno, em todos os seus aspectos; político, social, cultural, tecnológico e econômico. Ela está em plena fase de crescimento e expansão mas ainda precisa de bons profissionais que entenda a sua linguagem e consiga passar a informação para o internauta da maneira mais objetiva possível. Afinal, ‘tempo é dinheiro’, e, com o surgimento de novas tecnologias da informação e comunicação, sabemos que o tempo estar cada vez mais curto e escasso para as pessoas, devido a demanda diária de trabalho, estudos, informação e entretenimento. A sociedade contemporânea vive em constante competitividade e, nos tempos atuais, agilidade, qualidade e rapidez fazem a diferença. Portanto, nem todo mundo tem a cultura de ficar com a família na frente da TV convencional. Nela a audiência é um ser passivo, ao contrário da internet, que valoriza a participação do internauta e faz dele um ser ativo, importante no processo de construção do noticiário. A internet, ao contrário da televisão, não é um monólogo. É uma via de mão dupla. Um canal democrático, de diálogo, onde o monologo não deve existir. Por isso, aliás, que a internet tem conquistado cada dia mais a audiência e espaço no mercado de comunicação e informação. A democracia, de fato, existe na rede. E isso faz a diferença.

O Classe Política traz para o internauta a oportunidade de interagir e participar do noticiário, o conhecido jornalismo colaborativo. Como o senhor analisa esse processo e quais as expectativas em torno da participação do internauta?

J.A. – Vejo como tendência natural da ferramenta, pois a interatividade é conceito básico de acesso. Ou seja, cada pessoa que participa da construção da informação/notícia se sente naturalmente prestigiado como ator ativo do noticiário e conseqüentemente divulga para grupos de amigos a sua participação, ganhando assim o portal com acessos e o internauta o reconhecimento e popularização da denúncia ou notícia por ele sugerida. Em síntese, ganha a sociedade. Como frisei, a internet é uma via de mão dupla. Um canal democrático, de diálogo, onde o monólogo, portanto, não deve existir. Logo, contamos com a participação dos internautas na construção do noticiário, pois o Classe Política foi feito para eles, e para auxiliar no desenvolvimento do nosso estado, a Bahia.

Como vai ser a atualização do portal?

J.A. – O portal ainda conta com uma equipe de profissionais especializada, capacitada, responsável e preocupada em levar informação ao internauta conectado na rede. Isso significa a tranqüilidade de ter um veículo qualificado com metas definidas.

Por ter o nome Classe Política, não acha que muita gente vai pensar que a linha editorial adotada pelo portal vai ter uma abordagem apenas relacionada a assuntos do mundo político?

J.A. – Não. Os conceitos atuais de internet permitem esta pluralidade. Em verdade, todo ser, é político. Mas, independente disso, o Classe Política é um portal voltado para o noticiário, de preferência focado em assuntos que digam respeito a Bahia, seja na área de esporte, cultura, lazer, economia, saúde. E todos eles, aliás, perpassam pela política. Ela, a propósito, está presente em nosso dia-a-dia. E o próprio amadurecimento da sociedade já a fez perceber e compreender isso. Então, no Classe Política a pluralidade de informações e assuntos abordados é o foco do noticiário. Sempre dando espaço para os lados da notícia. Para isso, contamos com uma equipe de profissionais isenta e qualificada, e valorizamos a participação do internauta.

Qual a linha editorial adotada pelo Classe Política? O que ela propõe?

J.A. – O Classe Política é um canal democrático, sem vinculações político-partidárias e tem apenas compromisso com a verdade dos fatos, com a informação e o cidadão/internauta, nada mais. Temos isso definido desde o primeiro momento que iniciamos as nossas pesquisas com objetivo de construir um portal com uma linha editorial clara e inovadora, que passe confiança e profissionalismo aos internautas que buscam informação instantânea, isenta e com credibilidade. Além disso, valorizamos a interatividade, a participação do internauta. No Classe Política os fatos são tratos com dignidade e respeito à informação e ao cidadão, sempre ouvindo os lados da notícia. Então, é isso que propomos; um canal interativo, democrático, profissional, informativo, responsável, ágil, com o objetivo de somar e contribuir para o desenvolvimento da Bahia e dos baianos.

Pesquisas apontam que o mercado de internet no Brasil e na Bahia está em franca expansão. A internet deixou de ser uma utopia para se tornar uma realidade social. Nesse contexto, o que o Classe Política propõe de novo para o mercado de informação da Bahia e do Brasil?

J.A. – Em primeiro lugar, respeitamos a concorrência. Todos têm um papel importante dentro do processo de levar informação ao cidadão. Chegamos com a proposta de inovar, trazendo canais de resposta imediata para o internauta, com o pioneirismo de ser o único portal de notícia da Bahia com rádio 24 horas e a primeira TV interativa ao vivo através da internet. Chegamos, portanto, para agradar ao internauta, respeitando a concorrência e querendo agregar e ajudar no desenvolvimento da Bahia.

******

Jornalista, Salvador, BA

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem