Quinta-feira, 25 de Abril de 2019
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1034
Menu

E-NOTíCIAS >

A tragédia é criadora da forma

Por Dênis Matos em 03/03/2009 na edição 527

É sabido por muitos que o estimado Big Brother Brasil (BBB) é uma genuína máquina de gerar lucros. Quanto a isto, pouco se deve discutir – visto que o sucesso do reality show é fato.

Somada à edição atual, foram quase 10 programas em que a audiência estrondosa sucumbiu às expectativas do público – e da própria Rede Globo.

Para se ter idéia, a oitava versão do programa, exibida no ano passado, chegou a números invejáveis de votos num paredão: não menos que 64 milhões de participantes. Estima-se que a população brasileira beire 190 milhões de pessoas. Com uma matemática infantil, é possível observar que a democracia do BBB 8 obteve cerca de um terço dos brasileiros influenciando em seu resultado. Na ocasião, a Globo angariou média de 300 mil reais com a interação do público – entre votações da internet, torpedo via celular e telefone fixo.

Atendimento a classes diferentes

Contudo, isto é café pequeno se comparado aos merchandisings e patrocínios do programa. E não é só isso. A empreitada virtual da quarta maior emissora de TV do mundo também é digna de observação. Todo e qualquer objeto vira oportunidade de negócios. De édredons – idênticos aos utilizados nos quartos de confinamento do BBB 9 – a canecas, tudo é comercializado no portal de vendas da Globo. Roupões de joaninha, de pingüim, de sapo; squeeze; copo; nécessaire e até notebooks estão à disposição dos aficionados pelo escândalo televisivo.

Quanto aos preços, diferentes classes sociais podem ser atendidas. A tacada inicial está em torno de R$ 20,00 – precisamente R$ 19,90, que equivalem à ‘caneca BBB‘ – e, aos mais providos de bens financeiros, pode chegar a quase R$ 2.800,00 – quantia que possibilita a aquisição do ‘notebook BBB‘.

Espetáculo da vida alheia

E claro, você pode parcelar quase tudo em até 10 vezes sem juros. Veja como eles são acessíveis. Além disso, aos paupérrimos, há itens de edições passadas do programa à venda na aba ‘ponta de estoque’. Nesta sessão, os entusiastas podem se saciar com o ‘boné olhinhos BBB‘, por módicos R$ 13,90.

Notadamente, você se perguntará: ‘E tem quem compra?’ Naturalmente, sim. A Rede anunciou que este ano as vendas dos produtos BBB estão 70% maiores do que as da edição anterior e que o produto mais procurado é a mochila de viagem BBB 9, que custa a bagatela de R$ 179,90.

Apesar da ligeira queda de audiência, o BBB 9 ainda é ópio para os brasileiros. A exibição de fofocas, picuinhas, excesso de cuidados corporais, escândalos e cenas de sexo reais continuam dando ao fiel espectador a esperança de encontrar, no programa, um cotidiano tão banal quanto o seu próprio – colocando assim resquícios de brilho e sentido em sua vida domesticada.

Agora, além das telas, a onipresença do espectador junto à Rede Globo pode chegar aos produtos BBB – que não se restringem ao mero espetáculo da vida alheia na TV.

******

Estudante de Jornalismo, Osasco, SP

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem