Quarta-feira, 19 de Junho de 2019
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1042
Menu

E-NOTíCIAS >

Berlusconi diz ser alvo de Murdoch

05/06/2009 na edição 540

O primeiro-ministro italiano Silvio Berlusconi acusou o império de mídia de Rupert Murdoch de orquestrar um ataque contra ele, pois ambos competem na indústria da TV no mercado italiano. Berlusconi alegou que artigos publicados no jornal britânico The Times atacando seu governo estavam relacionados à sua briga com a News Corporation – de Murdoch – sobre a taxa cobrada sobre TV paga na Itália. Em dezembro do ano passado, o governo de Berlusconi dobrou o imposto sobre vendas de assinaturas de TVs a cabo em 20%. A Sky respondeu exibindo comerciais que pediam a assinantes para reclamar da medida.


Em editorial esta semana, o The Times criticou Berlusconi por comportamento supostamente inapropriado e galanteador, após um escândalo que explodiu na Itália sobre seu relacionamento com uma adolescente aspirante a modelo, Noemi Letícia – o que levou sua mulher a pedir o divórcio. ‘Infelizmente, com o episódio sobre as taxas cobradas sobre a Sky Italia [que compete com a Mediaset, de Berlusconi], houve uma quebra nas relações com Murdoch, que publicou uma série de ataques críticos a mim’, desabafou Berlusconi no Canale 5, de sua propriedade.


O Times foi o primeiro a publicar, em maio, matéria sobre rumores que Noemi poderia ter tido um caso com Berlusconi. Outros jornais internacionais repercutiram o caso. Um editorial do Financial Times, publicado no mês passado, classificou Berlusconi como sendo um homem ‘muito rico, poderoso e cada vez mais rude. Um perigo, em primeiro lugar para a Itália, e um exemplo maligno para todos’, dizia.


Disputa por liderança


Para James Walston, professor de Relações Internacionais da Universidade Americana, em Roma, Berlusconi está encarando tudo de maneira pessoal. ‘Certamente, a mídia de Murdoch está focando nestes episódios, mas tudo reflete as ações de Berlusconi’, opinou. Recentemente, o magnata australiano contratou o apresentador e cantor italiano Rosario Fiorello para a rival Sky Italia. O primeiro-ministro italiano intimou Fiorello a ir em sua casa para perguntar se ele iria se juntar ‘ao inimigo’.


A Mediaset quer aumentar seu mercado doméstico na TV paga em 15% nos próximos cinco anos. Atualmente, ela detém 3%. Em janeiro de 2008, a Mediaset lançou três canais pagos para competir com a Sky Italia e assinou acordos exclusivos com a NBC, Time Warner e Walt Disney para ter acesso a séries e filmes. A Mediaset tem cerca de três milhões assinantes; já a Sky Italia tem 4,8 milhões. Informações da Reuters [4/6/09] e de Chiara Remondini e Flavia Krause-Jackson [Bloomberg, 4/6/09].

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem