Sábado, 16 de Dezembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº970

E-NOTíCIAS > PROFISSÃO PERIGO

Editor mexicano recebe ameaça de morte

12/06/2008 na edição 489

Um bilhete ameaçando o jornalista Juan Padilla, editor do jornal El Correo de Tabasco, foi encontrado próximo à redação, na cidade mexicana de Tabasco, dois dias depois de uma cabeça ser deixada no local. A mensagem dizia ‘você é o próximo’. Padilla assinou, recentemente, reportagens sobre migração ilegal e seqüestros na região.


A polícia identificou a cabeça, encontrada no sábado (7/6), como pertencente a um narcotraficante de pouca influência. O corpo do homem foi encontrado pouco tempo depois com um outro bilhete que dizia ‘isso é o que acontecerá com aqueles que saem por aí dedurando as pessoas’.


Na segunda-feira (9/6), a organização internacional Repórteres Sem Fronteiras divulgou declaração condenando as ameaças. Grupos de mídia afirmam que o México é um dos países mais perigosos para a prática do jornalismo. Nos últimos anos, há diversos casos de repórteres e editores – especialmente aqueles que cobrem cartéis de drogas e corrupção governamental – ameaçados, seqüestrados e mortos. Informações da AP [9/6/08].

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem