Quarta-feira, 26 de Setembro de 2018
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1006
Menu

E-NOTíCIAS > TV NA JUSTIÇA

Executivos da CBS depõem em ação de Rather

18/07/2008 na edição 494

O executivo-chefe da CBS, Leslie Moonves, e Andrew Heyward, ex-presidente da CBS News, aceitaram a convocação para responder a questões dos advogados de Dan Rather. O veterano âncora acusa a emissora de violar seu contrato ao lhe dar pouco trabalho depois que ele foi forçado a deixar o telejornal CBS Evening News, em 2005.


Os problemas de Rather, um dos rostos mais conhecidos do telejornalismo americano, tiveram início em 2004, com uma desastrosa matéria para o programa 60 Minutes. A reportagem questionava se o presidente George W. Bush teria recebido tratamento privilegiado quando serviu à Guarda Nacional, na década de 70. Logo após a exibição do programa, blogueiros começaram a levantar dúvidas sobre a veracidade dos documentos usados para as alegações de tratamento privilegiado, e a CBS, posta contra a parede, não conseguiu provar a autenticidade dos papéis.


Reputação


O jornalista entrou na justiça, em setembro último, para tentar provar que a CBS não lidou de maneira correta com sua carreira depois que o tirou do horário nobre do telejornalismo. Neste período, Rather ainda trabalhou como correspondente do 60 Minutes, mas acredita que era praticamente deixado de lado. Na ação, ele se queixa que a CBS prejudicou sua reputação a tal ponto que ficou impossível conseguir um emprego nas emissoras rivais ABC e NBC ou na CNN. Hoje, Rather trabalha para a HD Net, canal de TV de alta definição.


Se a moção da CBS pela anulação do caso for negada, o julgamento poderá começar ainda este ano. Em abril, o juiz Ira Gammerman, da Suprema Corte de Nova York, rejeitou queixas individuais de Rather contra Moonves, Heyward e Sumner M. Redstone, presidente executivo da CBS. Segundo o advogado Jim Quinn, a emissora está tranqüila. ‘Não fizemos nada de errado’, alega. Heyward deverá depor ainda em julho, enquanto Moonves deve fazê-lo em setembro. Rather ainda tenta conseguir que Redstone concorde em falar com seus advogados. Informações de Jacques Steinberg [The New York Times, 18/7/08].


 

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem