Sábado, 20 de Outubro de 2018
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1009
Menu

E-NOTíCIAS >

Fim da violação de privacidade

Por Gustavo Audi em 08/07/2008 na edição 493

A segmentação e individualização do conteúdo são fundamentais em qualquer mídia que queira sobreviver na Sociedade da Informação. Cada vez mais o usuário buscará por informação sob medida para ele. Para isso, o processador (englobando computador, provedor, produtor de conteúdo, emissora de radiodifusão, portal de internet…) tem que conhecer seu cliente. Os agentes inteligentes (softwares ou produtores) precisam de informação privilegiada para conseguirem calcular o que o usuário quer.

A indústria de mídia, portanto, investe em iniciativas que privilegiem o cadastro – não aquele simples formulário com nome, idade e sexo, mas uma completa ficha com a personalidade, gostos pessoais, currículo etc. Soma-se a este investimento o desejo da própria pessoa em se inserir numa comunidade. A cibercultura valoriza mais a comunicação que a própria mensagem – o importante é interagir. O usuário cria, então, um personagem virtual, um avatar que espelhe a sua individualidade, a fim de participar da sociedade.

Sites de relacionamento concentram inúmeras informações pessoais: preferências musicais, melhores filmes, estado civil, idade, personalidade, opção sexual, hábitos, formação profissional, fotos, vídeos e por aí vai. Tudo disponibilizado pelo próprio usuário. O sistema de filiação a comunidades completa a personalidade de forma indireta, porém satisfatória.

Quem deu as informações foi você

Em microblogs, o usuário coloca por livre e espontânea vontade a sua rotina – o que está fazendo naquela hora. Analisando a página do perfil podem-se descobrir vontades, manias, desejos, hábitos, paixões…

Com o Orkut.com e Twitter.com, qualquer pessoa consegue traçar o perfil de alguém. Há até pessoas que disponibilizam contatos (telefone, endereço, e-mail)! Se não bastasse esta explanação de dados pessoais, um aplicativo criado pela fusão entre o Apontador e o Maplink (apontador.com.br) será integrado às redes sociais (Twitter, Orkut, Facebook) e a serviços de mapas com o recurso ‘onde estou’ – os usuários poderão informar onde estão naquele momento e o mapa indicará a localização quase precisa.

É praticamente um convite a ser abordado no meio da rua. Pequeno problema: um criminoso sabe como você é (viu sua foto no Orkut), sabe o que está fazendo (seguiu pelo Twitter) e agora sabe exatamente onde está! Não é nem um pouco complicado te extorquir, seqüestrar ou roubar. E quem deu as informações necessárias foi você mesmo.

Convite para uma vida escancarada

O uso destes dados pessoais por empresas – como bancos e lojas – para criarem um cadastro de mala direta não pode ser considerado ilegal porque o próprio detentor dos dados disponibilizou o conteúdo abertamente. A financeira de cartão de crédito não precisa mais violar os meus cadastros em bancos ou assinatura de revistas. É só entrar no meu Orkut que está tudo lá! Ficamos passíveis de receber cada vez mais spam e mala direta; principalmente porque as empresas estão certas do que você gosta.

Nunca o direito à inviolabilidade da vida privada, intimidade, honra e imagem, citados no art. 5º, inciso X da Constituição Federal, foi tão fácil de ignorar.

Individualização não quer dizer divulgação. Obviamente, o poder de aproximação que a criação dos perfis possibilita é notável; as pessoas têm a chance de agrupar-se em comunidades específicas, feitas sob medida (o viver em comunidades virtuais – se são ou não anti-sociais – é uma outra discussão que merece atenção exclusiva). O que não podemos esquecer é o fato da web ser aberta – qualquer um tem a possibilidade de acessá-la.

A cautela não pode ser deixada de lado por modismos. A violação de privacidade deu lugar ao consentimento – a um convite sem destinatário para que sua vida seja totalmente escancarada.

******

Formado em Rádio e TV pela UFRJ e especialista em Mídias Digitais pela UNESA

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem